::TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade ::Policiamento será reforçado em todo o Estado durante o Carnaval ::Fim de semana será com nebulosidade e temperatura de 34ºC no Cariri ::Enquanto isso, em Monteiro… ::PRF inicia Operação carnaval 2016 nesta sexta-feira em rodovias paraibanas ::Acusado de se masturbar na rua ateia fogo no corpo e acaba preso em Monteiro ::Serra Branca e 8 cidades terão 1.500 militares atuando contra o Aedes aegypti ::Confira a programação do Carnaval de Sertânia 2016 ::Prefeitura de Monteiro altera expediente por conta do Carnaval ::Julgamento de segunda ação contra Ricardo Coutinho também é adiado Malves Supermercados

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

Banner Coringa Banner Coringa

Policiamento será reforçado em todo o Estado durante o Carnaval

policiamonteiroA Polícia Civil da Paraíba deverá trabalhar em regime de plantão especial durante o período carnavalesco a partir deste sábado (6) até a terça-feira (9). Serão disponibilizados 370 policiais por dia para reforçar a segurança em todas as regiões do Estado, entre delegados, escrivães, agentes de investigação e motoristas policiais, o que garante um policiamento de 1.480 homens durante todo o período momesco.

Os policiais civis escalados para o plantão do carnaval deverão ser distribuídos entre as Delegacias Especializadas (Roubos e Furtos, Homicídios, Repressão a Entorpecentes, Atendimento à Mulher, Roubos e Furtos de Veículos, entre outras), Delegacias Seccionais e pólos de plantão no interior do Estado e a Central de Flagrantes, localizada na sede da Central de Polícia de João Pessoa. Em Campina Grande, as especializadas e a Central de Polícia, no bairro do Catolé, ficarão preparadas para o atendimento ao público durante todo o dia e também à noite.

IPC – O Instituto de Polícia Científica manterá equipes especializadas para realizar os trabalhos concentrados nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos e Cajazeiras. Serão nove carros com equipes de criminalística, além de rabecões espalhados por João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Sousa, Patos, Cajazeiras, Monteiro, Picuí, Catolé do Rocha e Itaporanga.

Mais Serviços – A Seds também vai reforçar para os foliões os canais de atendimento. O Disque Denúncia (197), que funciona 24 horas, pode ser usado para informação de crimes. A ligação é gratuita e sigilosa. O Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), por meio do número 190, também fica disponível o dia inteiro para a Região Metropolitana de João Pessoa e Litorais Sul e Norte e em todo Estado. O folião pode usar ainda a Delegacia Online, pelo endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br, para registros de ocorrências em que não haja violência, como extravios e furtos.

Fim de semana será com nebulosidade e temperatura de 34ºC no Cariri

PRF inicia Operação carnaval 2016 nesta sexta-feira em rodovias paraibanas

Acusado de se masturbar na rua ateia fogo no corpo e acaba preso em Monteiro

Serra Branca e 8 cidades terão 1.500 militares atuando contra o Aedes aegypti

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

Nove cidades paraibanas receberão militares que atuarão no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika. Ao todo, atuarão na Paraíba 1.500 militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, que irão às ruas para distribuir material impresso com orientações para a população sobre como manter a casa livre dos criadouros do mosquito.

Na Paraíba haverá ações nas cidades de Bayeux, Cajazeiras, Campina Grande, Guarabira, João Pessoa, Patos, Pombal, Rio Tinto e Serra Branca.

As ações das Forças Armadas já começam no dia 13 de fevereiro. Em todo o Brasil, 220 mil militares estarão em 356 municípios com a meta de visitar 3 milhões de residências. Além de todas as capitais, eles também visitarão as 115 cidades consideradas endêmicas pelo Ministério da Saúde.

No total, o Sudeste contará com 104,4 mil militares, o Centro-Oeste com 35 mil, o Nordeste com 28,6 mil, o Norte com 28,3 mil e o Sul com 23,7 mil. O estado do Rio de Janeiro é o que abrigará o maior contingente, chegando a 71 mil militares.

Esta será a segunda etapa da atuação dos militares no combate ao mosquito Aedes aegypti. A primeira começou no dia 29 de janeiro e terminou hoje. Foi um mutirão de limpeza nas 1,2 mil instalações militares espalhadas por todo o Brasil.

Na terceira etapa, entre 15 e 18 de fevereiro, 50 mil homens e mulheres das Forças Armadas farão visitas, em ação coordenada com o Ministério da Saúde e autoridades locais, para inspecionar possíveis focos de proliferação nas casas e, se for o caso, aplicar larvicida. A última etapa será em parceria com o Ministério da Educação, com visitas às escolas e conscientização das crianças e adolescentes sobre como evitar a multiplicação do mosquito transmissor.

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Confira a programação do Carnaval de Sertânia 2016

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

Foi divulgada, nesta sábado (30), através da assessoria de comunicação da prefeitura de Sertânia-PE, neste sábado (30), a programação do Carnaval de Todos os Blocos.

A prefeitura reconheceu a trapalhada de 2015, quando realizou o carnaval na Avenida Agamenon Magalhães, e em 2016 os shows voltarão a ser na Praça de Eventos Olavo Siqueiera, onde se epresentarão as orquestras Monteirense de Frevo e Sertaniense de Frevo, Swing Dang, Pankada de Barão, Uz Frajolas, Mário e Júnior, Forró Topado Elétrico, Swing do Maldonado, Farra dos 600 e Pankada D’Luxo, na Praça de Eventos Olavo Siqueira.

O Carnaval 2016 em Sertânia começa na quinta-feira (04) com os desfiles dos blocos da Academia da Saúde e da Mulher, que prometem levar muita alegria pelas ruas da cidade.
De acordo com o secretário de Juventude, Esportes, Cultura e Turismo, João Lúcio, a Prefeitura vai apoiar o desfile dos blocos, e os demais festejos serão realizados com o apoio da iniciativa privada, por meio da Associação Cultural de Sertânia (Acordes).

Confira a Programação da Praça de Eventos:

Sexta-feira (05/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
23h – Orquestra Monteirense de Frevo e Orquestra Sertaniense de Frevo

Sábado (06/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
22h – Orquestra Sertaniense de Frevos, Swing Dang

Domingo (07/02/2016)
Local: Praça de Eventos
16h – Matinê com A Turma da Alegria
22h – Pankada de Barão, Orquestra Sertaniense de Frevos, Uz Frajolas

Segunda-feira (08/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
22h – Mário e Júnior e Forró Topado Elétrico

Terça-feira (09/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
22h – Swing do Maldonado, Farra dos 600, Pankada D’Luxo

Moxotó da Gente

Prefeitura de Monteiro altera expediente por conta do Carnaval

monteirodia3As repartições públicas de Monteiro fecham as portas nesta sexta-feira, 5, às 13 horas, e reabrem às 13 horas da próxima quarta-feira, dia 10, em virtude dos festejos carnavalescos.

O feriadão foi regulamentado pela prefeita Edna Henrique através do Decreto nº 941/2016, que facultou o expediente da segunda-feira, dia 8, véspera do feriado da terça-feira, dia 9, e o retorno do expediente na quarta-feira (10) das 13 às 18 horas.

Os serviços considerados essenciais, a exemplo de limpeza urbana, UPA 24 Horas, SAMU e funerários, entre outros, terão o funcionamento regulamentado através de plantões fixados pelos secretários responsáveis pelos setores.

Outro Decreto, o de nº 942, determina que o funcionamento do Mercado Público seja normal no sábado (6) e na segunda-feira (8) abrirá no horário das 8 às 12 horas, fechando suas portas na terça-feira (9). Na quarta-feira de cinzas, dia 10, o expediente do voltará ao horário normal.

Julgamento de segunda ação contra Ricardo Coutinho também é adiado

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) suspendeu nesta quinta-feira (4) o julgamento da segunda Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), conhecida como Aije da Polícia, movida contra o Governador Ricardo Coutinho. A suspensão do julgamento da segunda ação ocorreu após um pedido de vista do juiz Emiliano Zapata. A análise de uma outra ação, conhecida como Aije Fiscal, também começou nesta quinta-feira, e após pedido de vista, o julgamento foi suspenso. As duas ações pedem a cassação do governador.

Embora tenha ocorrido o adiamento, no caso da Aije da Polícia, apenas um voto ainda não foi apresentado. Como cinco magistrados já votaram contra a cassação, se na retomada do julgamento não houve alterações nos votos já emitidos, o resultado já é fovarável ao governador, independente do voto restante. Já na Aije Fiscal, foram três votos contra a cassação e três magistrados ainda não votaram.

Durante a sessão, os magistrados Tércio Chaves de Moura, relator, Sylvio Pélico Porto Filho, Breno Wanderley César, Leandro do Santos e Ricardo da Costa votaram pela improcedência da Aije da Polícia. Apenas o juiz Emiliano Zapata ainda não apresentou o voto. O presidente da Corte, José Aurélio da Cruz, só vota em caso de empate.

A Corte eleitoral retomará o julgamento de ambas ações na próxima sessão, prevista para ocorrer no dia 18 de fevereiro. As duas ações são de autoria da coligação “A Vontade do Povo”, que foi encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima. O Procurador Regional Eleitoral, João Bernanrdo da Silva deu parecer pela improcedência das ações e considerou as provas apresentadas insuficientes.

Entre outras coisas, a Aije da Polícia acusa Ricardo Coutinho de abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2014 e diz que foram oferecidos benefícios e vantagens a policiais para favorecer o processo de eleição.

Aije Fiscal
O julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral conhecida como Aije Fiscal foi suspenso após um pedido de vista do desembargador Leandro dos Santos.

Antes da suspensão do julgamento, três magistrados votaram pela improcedência da ação, ou seja, pela não cassação do gestor. Os juizes Sylvio Pélico Porto Filho e Breno Wanderley César seguiram o voto do relator, juiz Tércio Chaves de Moura. Os três chegaram à conclusão de que não houve o uso da máquina pública em favor da reeleição do governador.

Além do desembargador Leandro dos Santos, que pediu vista, também faltam votar os juízes Ricardo da Costa Freitas e Emiliano Zapata. Em caso de empate, o presidente da Corte, José Aurélio da Cruz, também deverá apresentar voto.

Secretaria de Desenvolvimento Social de Monteiro realiza capacitação para técnicos

Banner boca escancarada

Idoso morto dentro de casa em Monteiro havia sido condenado por matar o irmão

Conta de energia fica mais cara em Boa Vista e mais 5 cidades da Paraíba

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

A conta de energia elétrica fica mais cara a partir desta quinta-feira (4), em Campina Grandee mais cinco cidades do Agreste da Paraíba. Para o consumidor de baixa tensão (residencial), o efeito do aumento será de 7,47% e para o consumidor de alta tensão (indústria) será de 5,97%, conforme informou, na terça-feira (2), a empresa Energisa Borborema, responsável pelo abastecimento elétrico das cidades. O índice médio de reajuste é de 6,91%.

Além de Campina Grande, o aumento valerá para as cidades de Queimadas, Fagundes, Boa Vista, Massaranduba e Lagoa Seca. Segundo a Energisa, o aumento está sendo aplicado com base reajuste tarifário anual, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que reconheceu os custos da distribuidora com a compra de energia e encargos de outros setores, que totalizam 4,2% do reajuste.

Entre os gastos setoriais, se destaca a manutenção e operações nas usinas termelétricas, gastos que são divididos entre todos os consumidores para garantir segurança elétrica, até que o nível de água dos reservatórios usados nas hidrelétricas sejam normalizados.

Apesar do aumento anunciado na tarifa, a Energisa também anunciou que a partir deste mês de fevereiro haverá uma mudança na bandeira vermelha, que passa de R$ 4,50 para R$ 3 a cada 100 Kwh. Em um exemplo citado pela Energisa, o consumidor que até então consumia 145 Kwh pagaria R$100,60 pela conta incluindo o adicional da bandeira vermelha e taxas de serviço. Com ao reajuste na tarifa, o valor aumenta para R$ 103,70.

Câmara de Monteiro lamenta falecimento de mãe da tesoureira da Casa

Prefeito decreta 3 dias de luto em virtude do prematuro falecimento de Fabrício

Prefeitura de Prata renova frota de tratores para melhorar vida na zona rural

Homem é assassinado dentro de casa na cidade de Monteiro

Saúde investiga morte por dengue em Monteiro e mais duas cidades da Paraíba

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) da Paraíba está investigando três mortes notificadas em 2016 que podem ter relação com a dengue. A informação é do Boletim Epidemiológico divulgando nesta quarta-feira (3), referente ao período de 1º a 25 de janeiro deste ano.

As três mortes foram notificadas nos municípios de Campina Grande, Monteiro e Sapé. Segundo a SES, todos esses casos estão com investigação para confirmar se há relação direta com a degue em andamento, com busca de informações domiciliares, ambulatorial e hospitalar, conforme Protocolo do Ministério da Saúde.

A Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da SES comunicou que as mortes que estão sendo investigadas aguardam o resultado do laboratório do Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará, e seguem acompanhadas pela área técnica e municípios.

O documento ainda mostra que em 2015, até a 52ª Semana Epidemiológica, a Paraíba havia registrado seis mortes por dengue. Ao comparar com registro do mesmo período de 2014, quando foram registrados nove mortes por dengue, pode-se observar uma redução de 33,3%.

De 1º a 25 de janeiro, já foram notificados 1.256 casos suspeitos de dengue no estado.

Em 2015, no mesmo período, foram registrados 265 casos prováveis dengue, o que representa um aumento de 373,96%. Pelos dados constantes no boletim, observa-se que a incidência da dengue em 2016 é de 31,61 casos a cada 100 mil habitantes. No mesmo período dos anos de 2014 e 2015 essa incidência era, respectivamente, 7,5 e 6,7.

Diante disso, a Secretaria da Saúde ressalta como de extrema importância traçar, executar e intensificar as ações de combate ao Aedes aegypti pela gestão federal, estadual e municipal, além do envolvimento da população.

Febre chikungunya
Em 2016, o município de Coremas sinalizou um caso suspeito da doença, o qual segue em investigação. A SES aguarda os resultados do laboratório referência de Pernambuco (Lacen-PB). A SES lembra que todo caso suspeito de chikungunya é de notificação compulsória imediata e deve ser informado em até 24 horas às esferas municipal, estadual e federal. Para a notificação deve-se ligar para 0800 281 0023, 3218 7331 ou 98828 2522.

Microcefalia
O número de casos suspeitos de microcefalia relacionado ao zika vírus notificados na Paraíba subiu de 709 para 750 casos, de acordo com as informações divulgadas pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (2). O dado atualizado considera os casos desde 22 outubro de 2015, quando começou o monitoramento de casos de microcefalia no Brasil, até o sábado 30 de janeiro. Segundo os dados do Ministério, dos casos notificados no estado, 460 estão sob investigação, 37 foram confirmados e 253 foram descartados.

Senado aprova ampliação da Licença-paternidade para 20 dias

bebepaipequenaO plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (3) um marco regulatório dos direitos da primeira infância, voltado para as crianças até seis anos de idade. O principal avanço do texto, que segue para sanção presidencial, é a ampliação da licença-paternidade dos atuais cinco dias para 20 dias.

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (3) um marco regulatório dos direitos da primeira infância, voltado para as crianças até seis anos de idade. O principal avanço do texto, que segue para sanção presidencial, é a ampliação da licença-paternidade dos atuais cinco dias para 20 dias.

Por enquanto, o aumento da licença não será obrigatório para todos, mas apenas para as empresas que aderirem ao programa Empresa Cidadã, que também possibilita o aumento da licença-maternidade para seis meses. A licença-paternidade de 20 dias também valerá para adoção.

O marco legal também prevê identificação e prevenção dos casos de violência contra gestantes ou crianças, em mecanismo semelhante aos já adotados em outros países, por meio do sistema de saúde. A proposta aprovada desonera e facilita o registro de crianças, além de prever o acompanhamento contínuo das políticas públicas, como sugere a Organização das Nações Unidas (ONU).

Estatuto

A ideia é ir além do que já prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e não só proteger as crianças, mas promover ações que garantam o desenvolvimento integral de meninos e meninas.

Logo após a aprovação do projeto pelo Senado, a Rede Nacional Primeira Infância divulgou nota comemorando a futura lei, votada na primeira sessão do ano legislativo.

Além da ampliação da licença-paternidade, a rede ressaltou como avanços a valorização dos profissionais que atuam com a primeira infância e a previsão de que crianças pequenas sejam ouvidas na formação de políticas públicas, considerando suas formas de expressão.

“Atualmente, cerca de 20 milhões de crianças brasileiras tem até 6 anos de idade. Com o Marco Legal, elas passam a ter atenção especial em sua especificidade e relevância no desenvolvimento infantil e na formação humana. Um dos grandes avanços do Marco Legal é prever a criação de uma Política Nacional Integrada para a Primeira Infância, com abordagem e coordenação intersetorial, numa visão abrangente de todos os direitos da criança na primeira infância, com corresponsabilidade entre União, estados e municípios”, informou a nota da Rede Nacional Primeira Infância.

Prêmio Nobel

A votação no Senado ocorreu no dia em que a Casa recebeu a visita do prêmio Nobel da Paz, Kailash Satyarthido, que atua justamente na promoção dos direitos das crianças e dos direitos humanos.

Styarthido foi recebido pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ao qual pediu ajuda para o combate ao trabalho escravo. Em seguida, ele visitou o plenário do Senado, momento antes do início da votação do Marco Legal da Primeira Infância.

Brasileiros pagaram R$ 13 bilhões de bandeira tarifária em 2015

contaenergia2Os brasileiros pagaram R$ 13,378 bilhões a mais nas contas de luz em 2015 devido à cobrança da bandeira tarifária, adicional criado para arrecadar recursos e cobrir custos extras com o uso de termelétricas. Os números são da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Esse valor supera o orçamento previsto para alguns ministérios em 2016, entre eles Agricultura (R$ 12,3 bilhões), Ciência e Tecnologia (R$ 7,2 bilhões), Justiça (R$ 11,5 bilhões), Planejamento (R$ 12,3 bilhões) e Cidades (R$ 11,8 bilhões).

Apesar disso, a arrecadação das bandeiras ficou abaixo dos R$ 17 bilhões previstos inicialmente pela Aneel. Isso se deve à redução, em agosto, no valor da bandeira vermelha, mais cara, de R$ 5,50 para R$ 4,50 a cada 100 kilowatts-hora (kWh) de energia consumidos.

Seguindo essa tendência, na quarta-feira (3) o Ministério de Minas e Energia anunciou o rebaixamento da bandeira, de vermelha para amarela, o que vai reduzir a cobrança adicional nas contas de luz para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos em março.

Será a primeira vez desde a implantação do sistema, em janeiro do ano passado, que a bandeira sairá do vermelho, indicando a melhora das chuvas e do volume de água nos reservatórios das hidrelétricas antes afetadas pela seca. Isso vem permitindo o desligamento de parte das termelétricas e, portanto, reduz a necessidade de arrecadação das bandeiras.

[+]   POSTAGENS