::Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé ::Procuradoria Geral Eleitoral é contra candidatura de Vitalzinho ::Militância do deputado Carlos Batinga promove reunião em Monteiro ::Prefeitura de Monteiro realiza pagamento referente ao mês de agosto ::Banco do Nordeste realiza reunião em SSU ::Programa ‘Merenda em Casa’ será lançado hoje pela Prefeitura de Monteiro ::Lideranças políticas de Assunção anunciam apoio a Cássio e João Henrique ::Ricardo faz comício em Alhandra ::TRE proíbe pela quinta vez Sistema Correio de divulgar nova pesquisa ::Chefe da Casa Militar é sepultado Prefeitura de Prata

Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé

Banner Coringa Banner Coringa

Procuradoria Geral Eleitoral é contra candidatura de Vitalzinho

vitalzinhoarrastaoA Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) se posicionou contra o registro da candidatura do senador Vital do Rêgo (PMDB) ao governo da Paraíba. O parecer favorável ao argumento do Ministério Público Eleitoral (MPE) foi emitido pelo vice-procurador geral eleitoral, Eugênio José Guilherme de Aragão.

O G1 tentou entrar em contato com a assessoria de comunicação e assessoria jurídica da campanha, mas as ligações não foram atendidas.

De acordo com o parecer, Vital apresentou os documentos necessários ao registro fora do prazo legal. “O prazo de 72 horas é de aplicação comum a todos os requerentes, de modo que a sua inobservância, além de constituir inegável afronta à isonomia entre os pretensos candidatos, pode vir a acarretar violação ao princípio da segurança jurídica”, diz o documento.

A candidatura de Vital foi liberada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) por entender que ele atendia a todos os requisitos de elegibilidade e que não havia causa de inelegibilidade, ainda segundo o parecer. O MPE, no entanto, recorreu da decisão. O parecer foi encaminhado para o gabinete do ministro Luiz Fux, que é relator e vai julgar o processo.

Militância do deputado Carlos Batinga promove reunião em Monteiro

Banner Segundo Wilson Ricardo

Prefeitura de Monteiro realiza pagamento referente ao mês de agosto

saqueagamentonovaA Prefeitura de Monteiro autorizou o pagamento nessa sexta-feira, 29, aos servidores públicos municipais referente ao mês de agosto do presente ano.

A Prefeitura estará injetando na economia local recursos superiores a R$ 1.600 milhão, que contribuirá para o aquecimento do comércio da cidade.

Segundo Rosilda Henrique, Secretária de Finanças, a Prefeitura tem honrado os compromissos firmados com o funcionalismo público municipal, como forma de proporcionar um melhor planejamento financeiro familiar.

Ela acrescentou que os recursos estarão disponíveis nas contas dos servidores no sábado, 30.

Banco do Nordeste realiza reunião em SSU

Programa 'Merenda em Casa' será lançado hoje pela Prefeitura de Monteiro

Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé

A Prefeitura de Monteiro, através da Secretaria Municipal de Educação estará lançando na tarde dessa sexta-feira, 29, a partir das 16h00, na Praça João Pessoa, o programa Merenda em Casa.

O programa tem o objetivo de melhorar o desempenho nutricional dos estudantes matriculados na rede municipal de ensino, com idade entre 06 meses a 11 anos, matriculadas e com freqüência regular.

Os estudantes beneficiados estarão recebendo todas as sextas-feiras, nas unidades de ensino o Kit Merenda, que levarão para casa, contendo gêneros alimentícios suficientes para a produção de cinco refeições durante o final de semana.

A proposta é atender cerca de 2.200 crianças semanalmente, de 18 escolas da cidade e zona rural, através da merenda que será levada para casa, como forma de melhorar o atendimento nutricional dos estudantes do município.

Zona rural
O programa será entregue também nas unidades de ensino da zona rural, seguindo o cronograma abaixo:

*DIA 01/09/14- EMEIEF Tobias Remígio Gomes/Sítio Cacimba de Cima 09h00

EMEIEF Benícia Alves de Lima/Sítio Santa Catarina 16h00

*DIA 02/09/14- EMEIEF Laura Lopes Frazão/Sítio Queimadas , com a EMEIEF Manoel Alves dos Santos /Sítio Picos 08h00

EMEIEF Abdon Gomes de Souza/Sítio Boa Esperança, com a EMEIEF Tércio Caldeira/Sítio Pau Ferro 16h00

*DIA 03/09/14- EMEIEF Ginalda de Andrade Barros/Sítio Barreiros 08h00

EMEIEF Manoel Maciel/Sítio Garapa 16h00

*DIA 04/09/214- EMEIEF José Belarmino Alves /Sítio Pitombeira 09h00

*DIA 05/09/14 - EMEIEF Alfredo Viana/Sítio Cacimbinha 09h00

EMEIEF Antônio Rodrigues/Sítio Olho D´Água do Silva 09h00

Lideranças políticas de Assunção anunciam apoio a Cássio e João Henrique

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Ricardo faz comício em Alhandra

Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé

Alhandra parou na noite desta quinta-feira (28) para receber o governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela ‘Caravana do Trabalho’, que ao lado do prefeito Marcelo Rodrigues (PMDB), desfilou em carro aberto pelas principais ruas da cidade, arrastando um multidão até o comício que foi realizado em frente ao Centro Social Gilberto Valério.

Visivelmente emocionado com a receptividade, Ricardo discursou por quase 30 minutos e disse que quer ter a oportunidade de concretizar um dos sonhos mais antigos dos alhandrenses: a ligação asfáltica do município à PB 008.

“Quando não se leva o dinheiro do povo pra casa, dá pra fazer muita coisa, e nós estamos fazendo. Esse Estado nunca viu tantas estradas feitas, e eu quero ter a oportunidade de ligar Alhandra à PB 008 no meu próximo mandato. E todo mundo aqui sabe que eu não tenho duas conversas, graças a Deus, eu só tenho uma conversa”, enfatizou o governador.

Ainda em seu discurso, Ricardo lembrou que a Paraíba está vivenciando um ciclo de industrialização e destacou que a cidade de Alhandra está inserida no Polo Cimenteiro que está sendo instalado no Litoral do Sul do Estado.

“Nós estamos pisando no presente, mas com a mente lá no futuro, para que o povo trabalhador dessa terra possa ter cada vez mais esperança em dias melhores para as suas famílias”, salientou o candidato da ‘Força do Trabalho’.

Ao discursar, o prefeito Marcelo Rodrigues agradeceu a Ricardo pelas obras entregues pelo Governo do Estado em Alhandra, como a estação de tratamento de água, a instalação da Casa da Cidadania e a pavimentação do acesso à Fábrica de Cimento Elizabeth.

“Em agradecimento ao que o governador tem feito pela nosso município, quero aqui conclamar a cada cidadão alhandrense, a cada amigo que simpatiza com minha gestão, a votar em Ricardo Coutinho, um governador amigo, que tem uma forma de administrar semelhante a minha, à base do trabalho, do trabalho, do trabalho”, observou.

Além do prefeito Marcelo Rodrigues e de sua bancada de vereadores, prestigiaram a visita de Ricardo a Alhandra diversas lideranças políticas do Litoral Sul paraibano, como os ex-prefeitos de Caaporã, Manoel do Fumo e Jeane Nazário; o presidente da Câmara Municipal de Pitimbu, José Fernandes; e o padre Severino, maior liderança de oposição na cidade de Conde.

TRE proíbe pela quinta vez Sistema Correio de divulgar nova pesquisa

trepbgrandeO Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), por meio da juíza Antonieta Maria Maroja Arcoverde Nóbrega, proibiu, nesta quinta-feira (28), a divulgação da pesquisa PB 0018/2014, encomendada pelo Sistema Correio de Comunicação ao Instituto Souza Lopes. A magistrada ainda fixou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento de sua decisão.

Essa é a quinta pesquisa Souza Lopes/Sistema Correio suspensa pela Justiça Eleitoral paraibana nestas eleições. Até agora, o instituto foi multado pelo TRE-PB em R$ 212.820 pela realização de consultas irregulares.

A suspensão da nova pesquisa Souza Lopes/Sistema Correio, que seria divulgada nesta sexta-feira (30), foi solicitada pelo candidato a deputado estadual Leandro Wagner Queiroz Barbosa (PPL), da coligação ‘A Força do Trabalho IV’, através do advogado Francisco Ferreira.

“Entre outras irregularidades, essa nova pesquisa tinha um questionário altamente tendencioso, pois excluía os nomes de três candidatos a governador, obrigando o pesquisado a optar apenas entre os candidatos que o instituto quisesse”, explicou o advogado.

“Ao privilegiar uns em detrimentos de outros, houve por parte do instituto uma total afronta ao princípio da isonomia dos candidatos. Esse tipo de consulta não serve para representar a real intenção de voto do eleitor, pois causa grave desequilíbrio ao pleito eleitoral, já que acaba induzindo o eleitor a erro”, completou Francisco Ferreira.

Chefe da Casa Militar é sepultado

Decreto destina 1,4 mil hectares para a reforma agrária e atinge o Cariri

Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé

Uma área de 1.416,4 hectares das fazendas Angicos e Olho D’água, em Campina Grande e Boa Vista, está sendo destinada para a reforma agrária, de acordo com decreto publicado no Diário Oficial da União de terça-feira (26). Ao todo, 30 famílias serão beneficiadas com a ação. Além da Paraíba, outros cinco estados têm mais sete aéras contempladas pelo decreto federal, somando no total 7.710 hectares com capacidade para receber 285 famílias de trabalhadores rurais.

Para serem beneficiadas com a criação dos assentamentos, as novas famílias atendidas deverão estar no CadÚnico. Junto com a terra, os assentados terão acesso a outras políticas públicas do governo federal como assistência técnica, Minha Casa, Minha Vida, Água para Todos e Luz para Todos. Todas as ações estão definidas em um cronograma apresentado nas portarias de criação dos assentamentos.

Os decretos têm como base o artigo 184 da Constituição Federal que diz que compete à União desapropriar por interesse social, para fins de reforma agrária, o imóvel rural que não estiver cumprindo a função social, mediante prévia e justa indenização. O pagamento da terra nua é feito por meio de Títulos da Dívida Agrária (TDAs), emitidos pela Secretaria do Tesouro Nacional, e as benfeitorias, pagas em dinheiro. O pagamento é feito no momento em que a autarquia ingressa na Justiça com o pedido da posse do imóvel para criar o assentamento.

Com a publicação dos decretos, o próximo passo a ser dado é a realização das avaliações e Estudo da Capacidade de Geração de Renda dos imóveis, que define a organização do desenho produtivo, a renda projetada e a capacidade do imóvel de produzir sob a paisagem da agricultura familiar. Em seguida, a Procuradoria Especializada do Incra requer na Justiça Federal o ajuizamento das desapropriações para fins de reforma agrária. Após a imissão na posse da área pelo Incra, é criado o projeto de assentamento.

Vice-prefeito e vereador de Camalaú anunciam apoio à Cássio e João Henrique

Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé

O vice-prefeito de Camalaú, Alecssandro Bezerra (DEM), mais conhecido por Sandro Mouco, e o vereador Antonio Bezerra (PT), anunciaram nesta quarta-feira, 27, apoios à candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo do Estado e à reeleição do deputado estadual João Henrique (DEM).

A confirmação do apoio aconteceu durante encontro realizado no escritório político do senador, em João Pessoa, oportunidade que destacaram a importante decisão do então governador Cássio em realizar o grande projeto do Anel Viário do Cariri, ponta pé inicial para esta grande obra.

“Hoje, querem assumir uma paternidade única para a construção do Anel Viário do cariri esquecendo que esta obra foi uma luta de muitos, inclusive de nós carririzeiros, mas na realidade foi Cássio quem deu o ponta pé inicial com a elaboração do projeto e alocando recursos para a sua construção, e só não concluiu porque teve o seu mandato interrompido injustamente em 2009”, destacou o vice-prefeito de Camalaú.

Já o vereador Antonio Bezerra, militante petista, lembrou que o Anel Viário do Cariri começou na gestão de Cássio com o asfaltamento dos trechos Monteiro/Zabelê e Sumé/Congo, e que uma obra deste porte não poderia ser concluída em um único governo.

Sandro Mouco e Antônio Bezerra também destacaram o emprenho do deputado João Henrique em sua luta diária por melhorias para a população do Cariri. As duas lideranças afirmaram que é necessário o apoio das lideranças políticas do Cariri e da população aos deputados que convivem semanalmente com os seus problemas.

Salário mínimo em 2015 será de R$ 788,06

saqueA ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, anunciou nesta quinta-feira (28) que o Projeto de Lei Orçamentária elaborado pelo governo prevê salário mínimo de R$ 788,06 a partir de 1º de janeiro de 2015. O valor representa um reajuste de 8,8% em relação aos atuais R$ 724.

Belchior fez o anúncio após entregar o projeto da Lei Orçamentária ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Depois de ser entregue ao Congresso, o projeto passa pela análise da Câmara e do Senado e pode sofrer alterações antes de ser aprovado.

Segundo a assessoria da ministra, o impacto do aumento do salário mínimo nas contas públicas, com o pagamento de benefícios, será de R$ 22 bilhões em 2015.

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“O salário mínimo previsto no Orçamento para 2015, a partir de janeiro de 2015, será de R$ 788,06. É a regra que está estabelecida de valorização do salário mínimo”, disse a ministra do Planejamento ao deixar o gabinete do presidente do Senado. O valor é superior à previsão inicial, de R$ 779,79, divulgada em abril passado.

A auxiliar da presidente Dilma Rousseff disse que as “grandes prioridades” do projeto são as áreas de saúde, educação, combate à pobreza e infraestrutura. O prazo para que o Executivo envie sua previsão de como vai arrecadar e gastar os recursos públicos termina sempre no dia 31 de agosto, conforme determina a lei.

Tramitação no Congresso
A ministra Miriam Belchior pediu ao presidente do Senado uma “análise rápida” da proposta na Casa, de modo que seja aprovada até o final do ano, prazo que não precisa ser cumprido obrigatoriamente pelo Congresso Nacional. Ainda assim, Renan Calheiros confirmou que o parlamento deverá votar o Orçamento até o final do ano, apesar de o Legislativo estar em recesso branco devido ao período eleitoral.

“Esse é o desafio, votar o Orçamento até o final do ano. Vamos certamente ter um ano mais difícil em 2015 e é fundamental que tenhamos orçamento com começo, meio e fim, exequível, para que o país possa retomar a confiança. Vamos ter que otimizar o período que vai do final da eleição até o recesso do final do ano. Mas nós temos que entregar o Orçamento, esse é o dever fundamental do Legislativo”, declarou o senador do PMDB após o encontro com a ministra do Planejamento.

“Coloquei toda a equipe do Ministério do Planejamento à disposição do Congresso Nacional para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e possa votá-lo até o final do ano, prazo com o qual o presidente do Senado confirmou que é possível fazer”, declarou Miriam Belchior.

Outros detalhes sobre a proposta orçamentária, segundo Belchior, serão dados durante coletiva de imprensa no Ministério do Planejamento.

O Congresso Nacional ainda não aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, que deveria servir de base para a elaboração pelo Executivo da proposta orçamentária. Deputados e senadores entraram em recesso informal, chamado “recesso branco”, para poderem se dedicar à campanha eleitoral nos seus estados e só deverão retomar as atividades plenas nas casas após o segundo turno, marcado para 26 de outubro.

A Constituição determina que o recesso oficial do Legislativo só poderia ocorrer se os parlamentares aprovassem a LDO até o último dia de trabalho do semestre (neste ano, 17 de julho).

Vereadores aprovam contas de Dudu Torreão

duduserragrandeComo única matéria na Ordem do Dia, para discussão e votação na Câmara Municipal de Serra Branca, na sexta-feira, 22, as contas referentes ao exercício financeiro do prefeito municipal de Serra Branca Eduardo José Torreão Mota, foram aprovadas por 05 votos favoráveis, contra 03 desfavoráveis.

A votação, neste caso é secreta, mas considerando as discussões (defesas, acusações, justificativas, etc.) podemos ter a certeza dos votos.

Votaram favoráveis a aprovação os vereadores governistas Heydrich Dias, Diógenes Sales, Paulo Sérgio Araújo, Flávio Torreão e Carlos Kléber. Ao contrário votaram os vereadores Renan Mamede, Josenildo Gonçalves e Paulo Sérgio Barros. A sessão foi presidida pelo vereador Heydrich Dias, considerando a ausência.

As contas

Pela conclusão da Auditoria do TCE – Tribunal de Contas do Estado, após a análise da defesa, permaneceram as seguintes irregularidades:

- Abertura de créditos adicionais – suplementares ou especiais, sem autorização legislativa;
- Ocorrência de Déficit de execução orçamentária, sem a adoção das providências efetivas;
- Não realização de processo licitatório, nos casos previstos na Lei de Licitações, no valor de R$ 1.612.193,85;
- Não aplicação do piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação escolar pública;
- Não aplicação do percentual mínimo de 25% da receita de impostos, compreendida e proveniente de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino – MDE;
- Omissão de valores da dívida fundada;
- Ausência de documentos comprobatórios de despesas, no valor de R$ 216.524,62.

Conclusão do Ministério Público

Ante ao exposto, o representante do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas opina pela:

A – Emissão de PARECER CONTRÁRIO à aprovação da presente Prestação de Contas quanto ao alcance dos objetivos de Governo, assim como a emissão de Acórdão pela IRREGULARIDADE DAS CONTAS no tocante aos atos de gestão referentes ao exercício financeiro de 2012, de responsabilidade do Senhor Eduardo José Torreão Mota;
B – IMPUTAÇÃO DE DÉBITO ao Senhor Eduardo José Torreão Mota, no valor apontado pela Auditoria, c/c a aplicação de MULTA PESSOAL prevista no inciso II do art. 56 da LOTC/PB ao Gestor supracitado, dado o conjunto de irregularidades e à Contadora do Município, devido as falhas contábeis;
C – RECOMENDAÇÃO ao Senhor Eduardo José Torreão Mota, reconduzido ao cargo de Chefe do Poder Executivo de Serra Branca, no sentido de não incorrer nas irregularidades aqui expostas; e
D – REPRESENTAÇÃO ao Ministério Público Comum para apurar as responsabilidades do Senhor Eduardo José Torreão Mota, Prefeito Constitucional de Serra Branca no exercício financeiro de 2012, por força dos atos referidos nesta Prestação de Contas.

TCE

Apesar de tais irregularidades o Conselheiro Relator, Arthur Paredes Cunha Lima, emitiu voto favorável para que o TCE emitisse Parecer Favorável à Aprovação das contas do prefeito Eduardo Torreão.

Segundo o relator todas as irregularidades são sanáveis, e paradoxalmente a isso, pediu a aplicação de multa ao gestor de 3 mil reais por infração grave à norma legal, visto que o prefeito infringiu as leis 4.320/64 e 8.666/93.

Voto antecipado

O vereador e advogado Diógenes Sales, em sua defesa do voto favorável às contas do prefeito, na tribuna da Casa Leidson a Silva, ressaltou que o voto naquela Casa Legislativa é meramente político, observando que vota sim pela aprovação das contas, assim como votará tantas quantas forem apresentadas, independente do relatório do TCE, e encaminhou também seu voto das próximas contas (2013, 2014, 2015 e 2016): de aprovação.

Com No meu Cariri

Secretário da SEDAP visita Sumé e monitora Arranjo Produtivo Local

Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé Prefeito recebe comerciantes e tratam sobre a segurança pública de Sumé

O secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, do Governo do Estado, Agamenon Vieira, esteve em Sumé na última quarta-feira (27) para conferir as instalações do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar da Associação de Terra Vermelha.

O Centro de Comercialização vai dar um suporte fundamental ao Arranjo Produtivo Local da Associação de Terra Vermelha, onde eles irão comercializar os produtos oriundos da Agricultura Familiar, tais como artesanato, polpas de frutas e outros alimentos.

O prédio fica localizado em frente ao Mercado Público Municipal e foi doado pela Prefeitura de Sumé. O convênio firmado entre a Associação de Terra Vermelha e o Governo do Estado, através do Funcep (Fundo de Erradicação da Pobreza), foi no valor de R$ 110.660,66.

Após a visita, o secretário Agamenon se dirigiu à comunidade de Terra Vermelha onde participou de uma reunião com os moradores da região e representantes de outras associações.

Ele elogiou a organização da Associação de Terra Vermelha e explicou aos associados os projetos existentes no Governo do Estado para que eles possam buscar. “O Governo está capacitando os trabalhadores do campo para produzir e convocando o cidadão da cidade para consumir esses produtos, especialmente agroecológicos”, disse o secretário.

“Os associados de Sumé deram uma demonstração de que conquistam seus objetivos em cima do coletivo. É uma satisfação ver que essa comunidade conseguiu os recursos e está aplicando de acordo com o plano de trabalho”, afirmou.

O secretário de Agricultura do município, Nilson Brito, lembrou que a Prefeitura de Sumé procura sempre estar junto das associações dando o suporte necessário nas suas atividades e na busca de novos projetos. Ele aproveitou a oportunidade e solicitou do Governo do Estado a construção de passagens molhadas e perfuração de poços para o município.

Prefeito diz que mais fácil conseguir recursos do que executá-los

doutornetonovaO Prefeito de Sumé, Doutor Neto Duarte, participou nesta quarta-feira (27), do Jornal do Cariri na Radio Cidade de Sumé. Na oportunidade o Prefeito destacou que hoje em uma Prefeitura organizada como a de Sumé, é mais fácil conseguir recursos do que executá-los.

De acordo com o Prefeito, o contrato firmado com a empresa vencedora da licitação para construção da Creche Pró-infância, que será construída no bairro de Várzea Redonda, no valor de R$ 1,6 milhão será desfeito, tendo em vista que praticamente um ano após a empresa ganhar a licitação a obra ainda não foi iniciada.

Doutor Neto anunciou que uma nova licitação será realizada, para assim dar início a obra ora paralisada e de total responsabilidade da empresa vencedora. Esta obra vai oferecer mais qualidade e segurança as crianças e consequentemente mais tranquilidade aos pais que usarão desse importante serviço.

O Prefeito falou ainda, sobre as obras do Shopping Center Sumé. Segundo Neto até o primeiro trimestre de 2015 se tudo acontecer dentro da normalidade à obra será entregue a população, marcando assim um novo tempo para o município. De acordo com Neto a obra vem atraindo grandes empresas que já demonstram interesse em se instalar dentro do Centro de Comercialização.

Cariri em Ação

Cássio e Ricardo se encontram no velório do Coronel Chaves

Prefeitura de Monteiro investe recursos próprios na melhoria do Centro da cidade

Deputado Assis Quintans lamenta falta de deputados na Assembleia Legislativa

[+]   POSTAGENS