::Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos ::Presidente da Câmara de Monteiro revela expectativa para audiência com Frente Parlamentar da Água ::Exigência de extintor veicular ABC é adiada novamente ::Sumé recebe visita do secretário de Cultura do Estado da Paraíba ::Ricardo apresenta pauta e Dilma garante obras hídricas e verbas para a seca ::Animais soltos entre Zabelê a Monteiro põem em risco a vida de motoristas ::Prefeita recebe reitor da UEPB e pede curso de Direito para Monteiro ::Frente Parlamentar da Água estará em Monteiro nesta sexta-feira ::Dois prefeitos do Cariri são multados por descumprimento à Lei de transparência ::Charles Camaraense assume titularidade na Assembleia Legislativa Malves Supermercados

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

Banner Coringa Banner Coringa

Presidente da Câmara de Monteiro revela expectativa para audiência com Frente Parlamentar da Água

berograndeboaaO presidente da Câmara de Vereadores de Monteiro, Bero de Bertino, disse que as lideranças do município estão sendo mobilizadas para discutir a problemática da escassez de água na cidade e região do Cariri em meio à visita da Frente Parlamentar da Água à Monteiro. A audiência pública com os deputados paraibanos ocorrerá na manhã desta sexta-feira (27) no Legislativo Monteirense.

Inicialmente, os deputados da Frente Parlamentar da Água visitarão o canteiro de obras do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco e em seguida virão para a audiência na Câmara de Vereadores. No parlamento mirim, os deputados serão recebidos pela prefeita Edna Henrique e o vice-prefeito Cajó Menezes, que já confirmaram presença, além dos vereadores e outras lideranças da região.

Bero de Bertino, presidente da Câmara de Vereadores, lembrou que o legislativo monteirense está na vanguarda de ações sobre o tema, já tendo reunido deputados da Assembléia Legislativa e até o ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, assim como o senador Cássio Cunha Lima, e os ex-senadores Cícero Lucena e Vital do Rêgo.

Na oportunidade, a prefeita Edna Henrique irá novamente cobrar a liberação de recursos por parte do Governo Federal para as obras de esgotamento sanitário, sem a qual as águas do Rio São Francisco não chegarão efetivamente ao município.

O vice-prefeito Cajó Menezes também irá sugerir a interligação do canal da Transposição para o açude de Pocinhos, garantindo assim a segurança no abastecimento de Monteiro.

Exigência de extintor veicular ABC é adiada novamente

extintorantigoO Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou nessa quarta-feira (25), pela segunda vez, o prazo para entrar em vigor a exigência de extintores de incêndio automotivos do tipo ABC. De acordo com a decisão, que deve ser publicada na edição desta quinta-feira (26) do Diário Oficial da União, a nova data será 1º de julho.

“O Contran atendeu a pedido do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, apresentado no início deste mês ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para prorrogar por mais 90 dias a exigência dos novos extintores veiculares ABC”, informou o ministério.

Kassab fez o pedido após empresários alertarem que o tempo dado seria insuficiente para fabricar e disponibilizar os extintores no mercado. “O motivo para a prorrogação é a falta do equipamento de segurança para venda no mercado”, confirma a nota, acrescentando que o intuito do novo adiamento é garantir que os motoristas “não sejam prejudicados diante da dificuldade de adquirir o equipamento de segurança”.

No dia 7 de janeiro, o Contran publicou deliberação prorrogando para 1º de abril o prazo para substituição de extintores de incêndio automotivos com carga de pó BC, pelo modelo ABC. Uma resolução anterior do órgão havia tornado obrigatório o uso desse tipo de extintor desde 1º de janeiro. A exigência provocou uma corrida às lojas e muitos motoristas relataram dificuldades em encontrar o produto.

O extintor ABC apaga incêndio em materiais sólidos como pneus, estofamentos, tapetes e revestimentos. O equipamento substitui o extintor BC, que apaga incêndio em materiais elétricos energizados, como bateria de carro e fiação elétrica e em combustíveis líquidos – óleo, gasolina e álcool –, materiais também recomendados para o extintor do tipo ABC.

O equipamento deve ser usado em automóveis de passeio, utilitários, caminhonetes, caminhão, trator, micro-ônibus, ônibus e triciclo automotor de cabine fechada. Circular sem o equipamento constitui infração grave, com multa de R$ 127,69 e registro de cinco pontos na carteira de habilitação. Desde 2005, os carros produzidos no Brasil saem de fábrica com o extintor recomendado.

Banner Segundo Wilson Ricardo

Sumé recebe visita do secretário de Cultura do Estado da Paraíba

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

O município de Sumé recebeu na terça-feira (26), a visita do secretário de Cultura do Governo do Estado da Paraíba, Lau Siqueira.

O secretário veio ao município para conversar com o poder público municipal e com movimentos culturais a cerca da Cultura em todo o Estado da Paraíba. Além de Sumé, ele também compareceu em alguns outros município da região do Cariri Paraibano.

Os grupos culturais de Sumé deram uma pequena demonstração dos trabalhos que são realizados na cidade, a exemplo do Festival do Umbu, Expocaatinga, SeCas, Pelc, além da apresentação de poetas e outros artistas que trabalham de forma independente.

Lau Siqueira informou que a Cultura representa somente 5% do Produto Interno Bruto. Disse que o setor carece de investimentos em todo o Estado e principalmente de organização para obter esses investimentos.

“O que eu trago é um pacote de provocações para que a gente comece a mudar esse cenário. Fazer com que a Cultura da Paraíba seja vista como um todo, buscando um calendário estadual de Cultura a gente se organiza melhor. A Paraíba tem uma diversidade cultural muito grande e o Cariri tem que aparecer nesse cenário”, declarou.

O secretário afirmou que os recursos na área da Cultura são escassos em todo o País e que na Paraíba não é diferente. “A gente tira de onde não tem. A Cultura precisa de organização para obter investimentos, buscar fontes de recursos e democratizar o acesso a esses recursos. Os editais são um bom caminho para financiamento da Cultura, apesar de não serem os únicos”, afirmou.

Ele informou que, no momento, o Governo do Estado vai dar prioridade aos projetos aprovados no Fundo de Incentivo à Cultura (FIC) e está em análise a possibilidade de abertura de Edital do FIC durante o ano inteiro e não só uma vez por ano.

Lau finalizou declarando que o diálogo com os municípios irá permanecer assim como a sua caminhada por todos eles.

Além dos movimentos culturais, também participaram da reunião o vice-prefeito, Éden Duarte, os secretários municipais: Ana Paula Leite, Brígida Xavier, Antônio Carlos Sarmento, a vereadora Donzília Martiniana, o gerente da 5ª Região de Ensino, Ary Prata, professores do CDSA/UFCG e professores e alunos da Escola Agrotécnica.

Ricardo apresenta pauta e Dilma garante obras hídricas e verbas para a seca

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

O governador Ricardo Coutinho foi escolhido pelos demais gestores dos estados nordestinos para apresentar a pauta administrativa para a presidente Dilma Rousseff e sua equipe ministerial, durante reunião na tarde desta quarta-feira (25), no Palácio do Planalto. Os nove governadores subscreveram um documento com cinco pautas prioritárias para garantir o desenvolvimento econômico e social da região. Em entrevista coletiva, logo após a reunião, o governador paraibano também foi apontado pelo ministro da Casa Civil, Aloízio Mercadante, para falar pelos demais.

Dentre os pontos apresentados à presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente, Michel Temer, estão o acesso a financiamentos internos e externos, de acordo com a capacidade de endividamento de cada Estado, a continuidade de investimentos federais em andamento, com destaque para obras do PAC, do ‘Minha Casa, Minha Vida’, da Petrobras e em recursos hídricos e a intensificação de ações emergenciais de convivência com a seca como adutoras de engate, poços e carros pipas.

As áreas de saúde e segurança também foram incluídas no documento com alternativas de novas fontes para o financiamento na Saúde, com a taxação de grandes fortunas para este fim e a retomada de credenciamentos de novos serviços e leitos e prioridade para o Nordeste no início do funcionamento do Sistema Único de Segurança Pública, com programas como o Brasil Mais Seguro, ‘Crack, é Possível Vencer’ e melhoria do sistema prisional.

O ministro da Casa Civil, Aloízio Mercadante, que falou em nome da presidência, disse que a presidente Dilma Rousseff garantiu a continuidade das obras estruturantes na área hídrica, como a Transposição do Rio São Francisco, e a intensificação do repasse dos recursos emergenciais para a seca. Mercadante acrescentou que a presidente Dilma Rousseff se comprometeu a aprofundar a discussão sobre os cinco pontos que ajudam a fortalecer o Pacto Federativo, mas que estão condicionados à aprovação do Programa de Ajuste Fiscal a ser realizado pelo Congresso Nacional.

Mercadante enfatizou que os investimentos – que dependerão da aprovação do ajuste fiscal pelo Congresso Nacional – darão as condições econômicas para o país retomar o crescimento e a estabilidade econômica. “É um compromisso do governo honrar todos os projetos em andamento, e avançar nos novos projetos e parcerias com o Estado. Foi uma reunião importante para a defesa dos valores da democracia e dos resultados das eleições e por demonstrar a racionalidade no debate político que é o que o país precisa para enfrentar os desafios e avançar”, disse.

O governador Ricardo Coutinho, em entrevista coletiva, disse que os governadores apoiam os ajustes realizados pelo governo, mas observou que a região Nordeste precisa ter acesso a financiamentos para manter os investimentos. “Temos consciência de que cada estado que tenha condição de financiamento tenha acesso e vamos esperar a aprovação pelo Congresso do Plano de Ajuste Fiscal”, afirmou.

Ricardo frisou que os governadores alertaram sobre a importância da continuidade dos investimentos das obras do PAC e as obras hídricas que são responsáveis por gerar empregos. “Tivemos a garantia da presidente Dilma Rousseff que os investimentos continuarão porque são prioritários e importantes para o país avançar”, completou.

Além dos nove governadores do Nordeste, a reunião contou, também, com as presenças do vice-presidente, Michel Temer, dos ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, da Fazenda, Joaquim Levy, do Planejamento, Nelson Barbosa, da Previdência, Carlos Gabas, e do Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas.

Animais soltos entre Zabelê a Monteiro põem em risco a vida de motoristas

Prefeita recebe reitor da UEPB e pede curso de Direito para Monteiro

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

A prefeita do município de Monteiro, Edna Henrique, recebeu na manhã desta quarta-feira (25) a visita do reitor da Universidade Estadual da Paraíba, Rangel Júnior. Na oportunidade, foi discutida a construção da sede própria para o campus de Monteiro e a gestora voltou a solicitar a implantação do curso de Direito na UEPB do Cariri.

Rangel Júnior revelou que a Universidade já entregou desde o ano passado ao Governo do Estado todo o projeto arquitetônico para construção do campus e espera apenas a autorização do governador para início das obras. “Sugiro uma articulação da Prefeitura de Monteiro junto às diversas entidades do município para agilizar junto ao governador a liberação da obra, que será importante para Monteiro, para toda a região do Cariri e para a própria universidade”, ressaltou o reitor.

O governador Ricardo Coutinho anunciou e prometeu durante plenária do Orçamento Democrático Estadual de 2013 em Monteiro a construção do campus da UEPB. O líder estadual já havia antes disso garantido que implantaria o curso de Direito na cidade.

A prefeita Edna Henrique informou que vai se unir ao deputado João Henrique, representante do Cariri na Assembléia Legislativa, e outros órgãos da cidade, a exemplo da Câmara de Vereadores, comércio local, prefeitos da região e a própria comunidade acadêmica para solicitarem uma audiência com o governador Ricardo Coutinho. Segundo ela, a intenção será mostrar a necessidade da construção do campus para que a UEPB possa se expandir na região e para que a própria estrutura de educação do município seja otimizada.

“O Governo do Estado nos repassou este ano todos os alunos do Ensino Fundamental 2 e estamos precisando de mais escolas para atender esses estudantes. O prédio onde funciona hoje a UEPB pertence à Prefeitura, é insuficiente para a demanda de todas as atividades da universidade, mas já se faz necessário para esse crescimento da rede municipal de ensino. Por isso, queremos expor os novos desafios da educação de Monteiro e esperamos a sensibilidade do governador ao pleito”, argumentou a prefeita.

O reitor Rangel Júnior explicou ainda que a implantação do curso de Direito como de qualquer outro no campus de Monteiro está obrigatoriamente ligado a construção de sua sede própria. “Com a estrutura que temos hoje em Monteiro seria irresponsável por parte da UEPB implantar um novo curso, seja ele qual for”, lembrou.

Participaram da audiência com o reitor Rangel Júnior e a prefeita Edna Henrique, o vice-prefeito Cajó Menezes, o presidente da Câmara de Vereadores, Bero de Bertino, o vereador e líder do Governo na Câmara, Heleno de Amadeu, o diretor do campus da UEPB de Monteiro, professor Dr. Marcelo Medeiros, e o diretor adjunto, Prof. Me. José Luiz Cavalcante.

Secom – PMM

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Frente Parlamentar da Água estará em Monteiro nesta sexta-feira

transpooperariosO deputado estadual João Henrique será o coordenador de ações da Frente Parlamentar da Água, na próxima sexta-feira (27), da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), na cidade de Monteiro, que vão debater questões relacionadas à escassez de água no Cariri paraibano e convoca toda população da região para participar do evento.

De 8h às 11h, João Henrique e os demais deputados que irão participar das ações na região farão uma visita ao canteiro de obras da transposição do Rio São Francisco para verificar o andamento das obras.

A partir das 11h será realizada uma Audiência Pública na Câmara Municipal, onde a sociedade civil de um modo geral, integrada com a Assembleia Legislativa terá a oportunidade de destacar os problemas enfrentados com a escassez de água na região do Cariri.

O deputado João Henrique usou a tribuna da ALPB e demonstrou preocupação com a situação dos açudes de Pocinhos e de Poções, localizados na cidade de Monteiro e que estão muito abaixo de sua média histórica.

O parlamentar também fez um apelo para que cidadãos que sofrem com a falta de abastecimento participem do evento. “E Aqui fica o meu apelo as senhoras e aos senhores deputados para que não faltem, compareçam, registrem suas presenças, vejam de perto, porque isso é muito bom. E tenho certeza que os resultados serão alcançados, nós estamos conseguindo um objetivo, e tenham certeza também, que se não tivermos grandes resultados, vamos usar aquele velho adágio popular: água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, afirmou João Henrique.

O objetivo da Frente Parlamentar da Água é o de construir uma agenda de ações permanentes em defesa das obras da transposição das águas do Rio São Francisco, acompanhar as ações governamentais quanto ao abastecimento e saneamento dos mananciais, integrar a Assembleia Legislativa aos diversos órgãos relacionados à área hídrica e debater o uso racional deste bem precioso e cada vez mais escasso.

Dois prefeitos do Cariri são multados por descumprimento à Lei de transparência

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

A falta de cumprimento à Lei de Acesso à Informação levou à 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado a decidir pela aplicação de multas a mais 10 prefeitos municipais, que deixaram de publicar, em tempo real, pelo menos uma das exigências de conteúdo mínimo de informações sobre receita e despesa que devem ser divulgadas na internet. O colegiado, reunido em sessão ordinária nesta terça-feira(24), à unanimidade, decidiu ainda conceder prazos de 60 dias para regularização dos sites e pelo encaminhamento de representações às controladorias da União, do Estado e à Procuradoria Geral de Justiça, bem como pela anexação dos autos às respectivas prestações de contas do exercício de 2014.

Foram multados os gestores municipais de Assunção (1.436,32), Ibiara (1.795,40), Itaporanga (2.567,42), Olho D’Água (2.154,45), Piancó (8.869,26), Igaracy (2.254,00) e Puxinanã (4.201,00), sob a relatoria do conselheiro Arnóbio Alves Viana. São Domingos do Cariri (2.154,47) teve como relator o conselheiro Nominando Diniz. O conselheiro substituto Antônio Cláudio Silva Santos relatou os processos de Juripiranga (933,60) e São Miguel de Taipu (1.436,32). Em todas as decisões cabem recursos.

Os prefeitos serão multados pelo descumprimento à Lei 12.527/11, que regula o acesso à informação, e a Lei Complementar 131/09, que alterou a redação da Lei de Responsabilidade Fiscal no que se refere à transparência da gestão fiscal, inovando ao determinar a disponibilização, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira.

Conforme determinado pela LC 131, todos os entes deverão divulgar, quanto à despesa, todos os atos praticados pelas unidades gestoras no decorrer da execução da despesa, no momento de sua realização, com a disponibilização mínima dos dados referentes ao número do correspondente processo, ao bem fornecido ou ao serviço prestado, à pessoa física ou jurídica beneficiária do pagamento e, quando for o caso, ao procedimento licitatório realizado. No que diz respeito à receita, o lançamento e o recebimento de toda a receita das unidades gestoras, inclusive referente a recursos extraordinários.

A 2ª Câmara do TCE é presidida pelo conselheiro Arnóbio Alves Viana. Na pauta foram apreciados 110 processos, entre inspeções especiais, atos de pessoal, verificação de cumprimento de decisão, licitações e contratos, entre outros. Integraram o colegiado os conselheiros Nominando Diniz, André Carlo Torres e o conselheiro substituto, Antônio Cláudio Silva Santos. Pelo Ministério Público de Contas, a procuradora Isabella Barbosa Marinho Falcão.

Charles Camaraense assume titularidade na Assembleia Legislativa

charlessProvável candidato a prefeito de Cuité, o suplente de deputado estadual, Charles Camaraense, assumiu a titularidade na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (24). A ascensão de Charles representa uma vitória para a região, mas uma derrota para o grupo da prefeita Euda Fabiana, que ainda não definiu o sucessor (ou sucessora) do grupo para 2016.

Charles obteve 4.673 votos em Cuité, o que representa 41% dos votos válidos para deputado estadual em 2014. Votação que o credencia para disputar a prefeitura como favorito. Basta Charles fazer um bom mandato e criar as estratégias de comunicação necessárias para potencializar sua atuação em Cuité.

Como empresário, Charles deixou claro que vai pautar seu mandato na defesa do empreendedorismo e do crescimento econômico da sua cidade e da região do Curimataú.

É bom o grupo da prefeita Euda Fabiana ficar em alerta e se preparar para o contraponto a Charles. Críticas serão feitas na tribuna da ALPB, repercutindo na imprensa e chegando aos ouvidos do povo de Cuité.

Historicamente a oposição em Cuité nunca contou com um adversário forte. Além disso, Charles representa uma renovação na política, é bom de discurso e conta com o apoio do governador Ricardo Coutinho.

Nos próximos dias uma pesquisa de intenção de votos e avaliação de governo será feita na cidade.

Adriano Galdino ameaça cortar ponto de deputados faltosos na Assembleia

Banner boca escancarada

Wilson Braga é internado na Capital

Chuvas atingem 92 cidades da Paraíba

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

Choveu em 92 municípios da Paraíba entre segunda e terça-feira (24), segundo informou na tarde desta terça-feira (24) a Agência Executiva de Gestão da Águas (Aesa). As maiores precipitações foram registradas no Sertão do Estado e no Litoral. Em alguns casos, elas deixaram estragos, mas a Defesa Civil do Estado informou que não recebeu nenhuma notificação.

No Cariri as chuvas foram registradas em diversas cidades, entre elas Monteiro, Prata e outras. Em Junco do Seridó, também no Cariri, o espetáculo proporcionado pela cachoeiras e enxurradas puderam ser vistas e comemoradas por internautas paraibanos que compartilharam nesta terça-feira (24) imagens e comentários sobre os casos.

De acordo com a meteorologista Marle Bandeira, onde mais choveu em todo o estado foi no município de Santa Cruz, no Vale do Piancó, no Sertão do Estado, com o registro de 91 milímetros. Seguido por Pombal, também no Sertão, com 74 milímetros, e Mari, na Zona da Mata (a 60 quilômetros de João Pessoa), também com o registro de 74 milímetros.

No Litoral, o município mais chuvoso foi João Pessoa, com 65.2 milímetros, seguido de Cabedelo, com 62.8 e Baía da Traição, com 54.9 milímetros.

Marle informou que a previsão é de que as chuvas continuem no estado, principalmente no Sertão, onde deve ter ocorrências isoladas. O volume de chuvas, segundo a meteorologista, é consequência de zona de convergência intertropical e é considerado normal para essa época do ano.

Ela disse que, no Sertão, essas chuvas são comumente registradas entre os meses de fevereiro e maio. Já na região do Litoral, elas acontecem entre os meses de março e julho.

Chuvas provocam estragos, mas também trazem alegria

As chuvas causaram estragos em algumas localidades, mas na maioria das cidades, principalmente do Sertão, que sofre com a seca, as precipitações são motivo de muita alegria.

O clima nos municípios pode ser sentido através das redes sociais. São fotografias e vídeos que registram a ação das chuvas nos rios, pontes e nas ruas das cidades.

Em Mamanguape, no Litoral Norte do estado, internautas postaram foto de uma rua que teve o calçamento destruído por conta da enxurrada. O registro teria sido feito no Bairro Terra Nova.

Na maioria das cidades onde ocorreram chuvas, as precipitações trouxeram felicidade e esperança de que os mananciais que abastecem os municípios consigam recarga de água suficiente para amenizar o problema de desabastecimento registrado já em cerca de 30% das cidades paraibanas.

Apesar dos casos registrados pelos internautas, a Polícia Rodoviária Federal e a Defesa Civil do Estado não registraram ocorrências ou chamados nos municípios.

A Polícia Rodoviária Federal, no entanto, alertou os motoristas para redobrar os cuidados com a direção na época de chuvas. A recomendação é dirigir com segurança, sem ultrapassar limites de velocidade e manter a calma e a paciência nas áreas de tráfego intenso.

Em João Pessoa, a atenção é para o trecho da BR 230, onde fica localizada a barreira da comunidade São Rafael, onde há perigo de deslizamento de terra. A PRF informou que o trecho é monitorado pela Defesa Civil do Município.

Quando dá vontade de desistir

Por Tião Lucena

justicacegaVeja se não dá vontade de desistir: o sujeito faz de tudo para andar certinho e termina constrangido com a visita do oficial de justiça batendo em sua porta com um mandado de penhora.O crime cometido? Bem, uma singela enquete publicada no blog perguntando quem era o candidato mais forte para o Senado da República nas eleições de 2010.Pegaram o mote, entraram com a ação, fui condenado e terei que pagar uma multa de 80 mil reais.Como não tenho esse dinheiro, a coisa vai para a execução e o resto é o que contei lá em cima, a oficial de justiça batendo em minha porta às oito horas da noite para penhorar tantos bens quantos bastem para satisfação da dívida.

Nunca fui político, mas levei uma porrada cinco vezes maior do que a porrada aplicada em Lula.Cássio, quando cassaram o mandato dele, sofreu uma multa de 100 mil que jamais foi paga porque a justiça esqueceu de cobrar. Certamente a mesma coisa não aconteceu comigo porque, ao contrário de Cássio, sou rico, multimilionário e alvo da lembrança das chamadas autoridades constituídas.

Dá vontade de desistir, jogar tudo pra cima e ir morar num lugar distante preferencialmente um lugar ermo onde só se escute o sapo nas madrugadas chuvosas ou a coruja nas noites de malassombro. Não vale a pena essa coisa de denunciar, noticiar e divertir.Alguns mal amados não entendem o espírito da coisa e metem o processo no lombo da gente. Por qualquer bufa, arroto ou peido, vem o dano moral e o constrangimento do oficial de justiça à sua porta. O coitado do oficial de justiça não tem culpa, devo ressaltar. Cumpre a espinhosa missão de portador da má notícia.E se não o fizer, vai pra caneta também.

O que me conforta é o fato de ser processado por crime de imprensa, nunca pelo de corrupção, roubo ou safadeza. Disso jamais serei acusado, embora alguém já tenha se valido da minha condição de processado para dizer que eu não presto.

Aí eu sou obrigado a deixar a humildade de lado e afirmar que,ao contrário de certas figuras que posam de honestos, eu sou. Meus filhos e meus netos jamais sentirão vergonha do pai e do avô, ao contrário desses pulhas que arrotam uma honradez de fachada e sobrevivem aplicando golpe e se dando bem.

Perdoem o desabafo. Eu perdi o rebolado com essa visita inesperada.Mas a vida continua, nóis sofre mai nóis goza já dizia finado Tião Badé, e depois da tempestade vem a bonança, ensinava Frei Terésio.

Vamos esperar o nascer do sol para ver se os seus raios queimam esses fluídos virulentos espalhados pelas conhecidas almas sebosas.

Do www.blogdotiaolucena.com

Cássio quer que MPF investigue repasses do Governo Federal a Cuba

Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos Morre Zé Bonitinho, aos 89 anos

Brasília – O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), ingressou nesta terça (24) com uma representação no Ministério Público Federal (MPF) contra ato de improbidade administrativa praticados pelos ex-assessores do Ministério da Saúde Rafael Bonassa, Alberto Kleiman, Maria Alice Barbosa Fortunato e o ex-chefe da Assessoria Jurídica da pasta, Jean Kenji Uema.

Cássio pede que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, investigue a atuação de todos eles no acordo que foi firmado entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-americana de Saúde (Opas) que permitiu que recursos do programa Mais Médicos favorecessem a ditadura cubana. “Nada contra o povo cubano, mas tudo contra a ditadura de lá”, resumiu o líder do PSDB.

Em outubro de 2013, a revista VEJA revelou como a intermediação da Opas serviu para o governo brasileiro ocultar o verdadeiro objetivo do Programa Mais Médicos – arrumar uma maneira de enviar dinheiro a Cuba. Os registros do Ministério da Saúde permitiram descobrir que o chefe da representação da Opas no Brasil, o cubano Joaquim Molina, apresentou a minuta do contrato no dia 17 de dezembro de 2012, seis meses antes de o programa ser anunciado publicamente, em meio aos protestos de 2013.

O assessor especial para assuntos internacionais do Ministério da Saúde, Alberto Kleiman, afirma na gravação que o valor dos salários e a forma de pagamento já haviam sido definidos pelo assessor internacional da Presidência, Marco Aurélio Garcia. “Sessenta (por cento) para o governo e 40 (por cento) para o médico. O Marco Aurélio (Garcia) botou isso na reunião, só para socializar”, afirma Kleiman. Maria Alice discorda: “A relação é do governo deles, eles que decidem. Não é a gente que vai interferir nisso”.

Reais intenções do acordo
Em seu pedido, Cássio Cunha Lima destaca que “o objetivo do programa era atender às necessidades financeiras do governo de Cuba. Para tanto, os assessores ministeriais mascararam as reais intenções do acordo, que na prática é bilateral. A gravação demonstra, sem sombra de dúvidas, que os ex-assessores se reuniram com o intuito de mascarar um acordo bilateral entre Brasil e Cuba, em ofensa clara aos princípios da legalidade, honestidade e imparcialidade por parte desses agentes públicos”.

Na representação, o líder tucano também pediu para que eles sejam investigados por advocacia administrativa, já que, segundo Cássio, alguns dos ex-assessores patrocinaram interesses privados valendo-se dos cargos que ocupavam no governo.
Repasses à ditadura cubana

Nesta segunda-feira (23), o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), e o vice-líder e presidente da Comissão de Relações Exteriores (CRE), senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) apresentaram proposta de projeto de decreto legislativo (PDS 33/2015) para suspender imediatamente o acordo de repasses do programa Mais Médicos feito entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

CCJ aprova mudanças no Regimento Interno para fim do voto secreto

Vídeo do acidente onde caminhão bateu em 10 veículos no Centro de Sumé

Ricardo defenderá ações de convivência com a seca em encontro com Dilma

ricardoedilmag1A seca que assola o Nordeste e a criação de uma linha de crédito específica para a Região, o “Pró-Investe Nordeste”, são alguns dos pontos que serão abordados com a presidente Dilma Rousseff, segundo adiantou o governador Ricardo Coutinho, articulador do encontro dos governadores nordestinos com a chefe do governo brasileiro. A reunião ocorre nesta quarta-feira (25), no Palácio do Planalto, em Brasília, às 16h.

Ricardo Coutinho afirmou que, mesmo com as últimas chuvas, a situação do Estado ainda requer atenção. “Evidentemente que nós não desconhecemos a realidade atual do Brasil, mas também não desconhecemos a realidade do nosso povo. Nós precisamos de respostas. Precisamos de respostas na questão emergencial da estiagem, por exemplo. Apesar das chuvas, não se tem acumulado água. Então, é preciso ter respostas que possam dar a mínima comodidade à população”, afirmou.

O governador Ricardo Coutinho revelou ainda que novas formas de investimento na região Nordeste fazem parte da pauta que será discutida com a presidente Dilma Rousseff . “Nós queremos uma nova linha de financiamento de crédito para o Nordeste – a Pró-Investe Nordeste. Nós precisamos que o País aponte para o crescimento, para o desenvolvimento [da Região]”, destacou.

O atual momento político também será um dos assuntos abordados com a presidente. “Nós vamos expressar o nosso compromisso com o estado de direito, algo que foi difícil de ser conquistado. O estado de direito pressupõe democracia. A democracia é algo muito caro para este País, foi muito difícil conquistá-la. Temos, portanto, que preservá-la”, disse.

Carta de João Pessoa – Ainda no encontro com a presidente Dilma Roussef, os governadores nordestinos farão a entrega de um documento com uma série de reivindicações aprovadas por eles em dezembro, durante o Encontro de Governadores Eleitos do Nordeste, no Centro de Convenções, em João Pessoa, que foi liderado pelo governador Ricardo Coutinho.

O documento que será entregue à Dilma Rousseff – a Carta de João Pessoa – aponta prioridades em áreas como educação, saúde, recursos hídricos, saneamento e investimento para estados com capacidade de endividamento. A confirmação da audiência foi dada por telefone, na noite da quinta-feira (19), pela presidente Dilma Rousseff ao governador Ricardo Coutinho, que convocou os demais governadores nordestinos.

Entre as reivindicações comuns estão ações emergenciais com instalação de poços e retorno dos carros-pipa para os municípios, uma linha de financiamento para os estados nordestinos com capacidade de endividamento, a desoneração da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre as empresas públicas de saneamento básico e a liberação de mais recursos para a saúde e segurança pública.

“Em 1988, a União entrava com 85% do financiamento da saúde e em 2012 caiu para apenas 45%, prejudicando Estados e municípios. É preciso restabelecer o equilíbrio”, finalizou Ricardo Coutinho.

[+]   POSTAGENS