::Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura ::Prefeito Júnior Nóbrega reúne produtores de leite do município de Prata ::Presidente do TRE-PB visitará Cabaceiras na próxima terça-feira ::Polícia Rodoviária Federal realiza Operação no Cariri ::‘Foi uma honra’, diz jovem que chamou, cara a cara, Dilma de ‘vagabunda’ ::Forró Gente Boa vai animar Melhores de Princesa Isabel ::Prefeitura de Prata realiza sua 3ª Conferência Municipal de Saúde ::Racionamento de água será suspenso na região do Cariri neste sábado ::TRF absolve ex-prefeito de Prata do crime de improbidade administrativa ::O BONITÃO: Rubens Júnior se filia ao PRB e pode disputar eleições de 2016 Malves Supermercados

Fabricante do plástico-bolha vai 'aposentar' versão que estoura

Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura

Diversão garantida, o plástico-bolha vai desaparecer em breve. Sua fabricante oficial desde 1960, a Sealed Air Corp, anunciou – para o desapontamento dos fãs da embalagem – que vai criar uma versão que não estoura com a pressão dos dedos, noticiou o jornal “Wall Street Journal”.

A empresa desenvolveu um material feito de camadas de plástico que é preenchido com ar por uma bomba customizada. O plástico também tem bolhas, mas elas são bem maiores e não “explodem” quando pressionadas.

O principal objetivo da mudança é economizar espaço – e também dinheiro. O plástico bolha costuma envolver produtos em grandes rolos que são pré-inflados, ocupando um espaço precioso no transporte em caminhões e navios e nos estoques dos varejistas, diz o jornal.

Um rolo do novo plástico, o iBubble Wrap, usa cerca de um quinto do espaço do plástico-bolha antes de ser inflado. O mercado de embalagens protetoras, embora subestimado, é um grande negócio: as vendas em todo o mundo alcançaram US$ 20 bilhões em 2013, segundo os últimos dados disponíveis do Freedonia Group.

De acordo com o jornal, um número crescente de produtos é transportado no mundo, já que a industrialização tornou-se mais global. “Varejistas como a Amazon e Target Corp. estão constantemente experimentando novos tipos de embalagens quando tentam encontrar maneiras de superar os rivais e oferecer opções mais baratas, rápidas, enquanto asseguram que os produtos cheguem ao seu destino intactos”, diz o WSJ.

Banner Coringa Banner Coringa

Prefeito Júnior Nóbrega reúne produtores de leite do município de Prata

Presidente do TRE-PB visitará Cabaceiras na próxima terça-feira

Polícia Rodoviária Federal realiza Operação no Cariri

'Foi uma honra', diz jovem que chamou, cara a cara, Dilma de 'vagabunda'

Forró Gente Boa vai animar Melhores de Princesa Isabel

Prefeitura de Prata realiza sua 3ª Conferência Municipal de Saúde

TRF absolve ex-prefeito de Prata do crime de improbidade administrativa

marcell2O ex-prefeito do município de Prata, Marcel Nunes, que havia sido condenado em primeira instância pela Justiça Federal, pelo ato de improbidade administrativa foi absolvido nesta quinta-feira (2) pelo Tribunal Regional Federal, com sede em Recife, tendo como relator o Desembargador Federal Manoel Erhardt, sendo seu voto seguido pelos demais membros da Corte.

A condenação se deu por conta da não prestação de contas de recursos recebidos para atender ao Programa Nacional de Transporte Escolar – PNATE (exercício 2009), porém, no recurso apresentado pelo advogado constituído pelo ex-prefeito Marcel Nunes ficou comprovado que não houve qualquer irregularidade praticada pelo mesmo, uma vez que a prestação de contas ocorreu em tempo hábil e dentro dos prazos previsto no contrato celebrado entre o município de Prata e o Ministério da Educação.

Em contato com a reportagem, o ex-prefeito Marcel Nunes fez questão de afirmar que sempre se manteve confiante na sua inocência e agradeceu o apoio recebido neste período dos seus familiares e amigos.

O recurso foi interposto pelo advogado Josedeo Saraiva de Sousa, que fez uma brilhante sustentação oral na tribuna da Corte Federal, oportunidade que conseguiu absolver o ex-prefeito do crime de improbidade administrativa.

O BONITÃO: Rubens Júnior se filia ao PRB e pode disputar eleições de 2016

PTB intensifica processo de reestruturação em toda Paraíba

wilsonsantiago2O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) está se estruturando com vistas às eleições 2016, e tem como meta atingir os 223 municípios do Estado, a ponto de poder participar, ativamente, do processo eleitoral de então.

Com esse objetivo, é que o presidente regional do partido, ex-senador Wilson Santiago, não tem dado trégua ao processo de visitações que desencadeou, em todo o estado, desde abril de 2013, quando assumiu o controle da legenda petebista, percorrendo, quase que semanalmente, dezenas de cidades.

Segundo o ex-senador paraibano, o PTB está aberto ao diálogo, no conjunto das diversidades político-ideológicas da Paraíba, e só tem, como lema, o desejo de converter seu ideal de força e de poder no desenvolvimento global do estado, de forma a promover, cada vez mais, o bem comum entre as diversas camadas da população.

Wilson Santiago adianta que o PTB está se preparando, aliás, para lançar candidaturas de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, em grande número de cidades da Paraíba. Em algumas, através do processo de aliança, em coligação com outras siglas; em outras, quando possível, e guardando-se a realidade local, por faixa própria. “Deve ser o caso de muitas cidades”, arrisca ele.

Atualmente, o PTB governa várias cidades, entre elas, Catolé do Rocha, Itaporanga, Paulista, Lagoa, Vieiropólis, Santana de Mangueira, Riachão, Riacho de Santo Antônio, Marizopólis, Carrapateira, Triunfo, Aguiar, Bernadino Batista, Joca Claudino.

Já na gestão de Wilson Santiago, o partido conseguir emplacar o jovem Vice Prefeito de Cajazeiras, Junior Araújo, visto como liderança de grande potencial político, integrante do grupo da prefeita Denise. Também vieram engrossar as fileiras petebistas, Fernando Carvalho, ex vereador e suplente de deputado federal, atualmente Secretário de Articulação Política na gestão do Prefeito Romero Rodrigues, com grande capacidade e representação na política em Campina Grande.

O Presidente Wilson Santiago diz que o momento é de intensas articulações e, em breve, apresentará os novos quadros partidários que estão se somando a legenda trabalhista.

Banner boca escancarada

Comando da Polícia Militar destaca segurança do São João de Monteiro

Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura

O Comandante do 11º Batalhão da Policia Militar, com sede em Monteiro, o Coronel Simão, confirmou em entrevista à imprensa local nesta quinta-feira (2), que os números relativos à área de segurança durante “O Maior São João de Todos os Tempos” edição 2015, foram extremamente satisfatórios.

Segundo o Comandante, durante os seis dias do evento, apenas 19 ocorrências foram registradas em Monteiro, o que pode ser considerado um índice excelente, uma vez que o público presente ao evento foi um dos maiores já visto no município.

O Comandante destacou que nos dias 23 e 25 não foi registrada nenhuma ocorrência, só vindo a acontecer registro policial nos dias 24 e nos últimos três dias da festa quando o público registrado foi além das expectativas, mesmo assim de baixos índices.

Um ponto positivo que colaborou com a ação dos policiais e ajudou a combater atos criminosos foi a central de monitoração instalada pela Prefeitura de Monteiro nas proximidades do evento, coordenada pela equipe da VIGITEC eletrônica.

A Central de Monitoração, instalada na lateral do palco, também serviu de ponto de apoio para os policiais militares que atuaram nos seis dias da festa. “O ponto de apoio que foi cedido através da parceria da Prefeitura Municipal de Monteiro, também foi de vital importância para nosso trabalho tendo em vista que nos permitiu nos articular e dar respostas mais organizadas e efetivas as possíveis ocorrências, por isso parabenizo a administração pela cessão e criação do local, que serviu de base para o restante de nossas ações exitosas”, afirmou o Comandante.

Cássio refresca memória do PT e volta a defender novas eleições

cassiopequenaaaO líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), ocupou a tribuna, na tarde desta quinta-feira (02), para rebater as declarações feitas pelo líder do PT na Casa, Humberto Costa (PE). Costa afirmou que o PSDB aposta no “quanto pior, melhor!” para o Brasil. Cássio revidou e disse que faltou, ao senador Humberto, um elemento básico para qualquer argumentação: a coerência. “Não tem mais como piorar o Brasil, além do que o PT conseguiu fazer”- comparou o tucano.

PLC 28/2015 – Sobre a acusação de que o PSDB quer quebrar o Brasil ao defender aumentos salariais de até 78% para servidores públicos, Cássio disse que Humberto Costa sofreu uma crise de amnésia logo após a votação da matéria.

“Durante toda a sessão, que foi transmitida ao vivo, o senador Humberto Costa e outros membros do PT encaminharam contra a matéria, mas surpreendentemente, na hora de votar a matéria, o líder do PT liberou a bancada. O placar registrou 62 votos favoráveis. Não houve um único voto contrário. Essa argumentação do senador Humberto Costa não faz o menor sentido, porque ele jogou para a plateia. Como se diz lá no Nordeste, ele ‘correu com a sela’, porque não teve coragem de colocar o seu voto contrário à matéria e liberou a bancada. O PT disse que a aprovação da matéria seria uma irresponsabilidade, mas na prática, o partido foi decisivo para um placar unânime”.

Dois lados do Brasil – Para Cássio, o Brasil está dividido em dois lados: o do governo e o do povo brasileiro. Ele afirmou que o PSDB está ao lado do povo brasileiro.

Governo vai cair de podre -“O governo do PT não será derrubado, porque ele não é uma estrutura. Ele será limpo com benzina, porque ele é uma mancha. Parafraseio aqui o meu pai, o nosso poeta Ronaldo Cunha Lima, quando ele dizia que a ditadura não seria derrubada porque não era uma estrutura e, sim, limpa com benzina, porque era uma mancha. Está sendo praticado um golpe contra o patrimônio do governo brasileiro com tanta corrupção”, afirmou o líder.

Fim do jogo – Cássio disse que a oposição irá ao Tribunal de Contas da União (TCU) contra a presidente Dilma Rousseff em relação ao descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal com a não observância de limites orçamentários. Segundo o líder, o governo federal extrapolou as despesas da União em mais de dez bilhões de reais.

“O jogo acabou! Estamos contando os dias para que esta crise possa ser debelada com o desfecho desse processo. Vamos acompanhar de perto o andamento do processo junto ao Tribunal Superior Eleitoral e acreditamos firmemente que, já no próximo semestre, haverá o julgamento que poderá cassar o diploma da presidente Dilma e do vice Michel Temer. O que Dilma tem que fazer é renunciar e termos novas eleições. O PSDB defende a realização de novas eleições. Fundamental é promover novas eleições e o povo votar”.

Fim do mundo – Cássio comentou que o senador Humberto Costa eleva o tom do ataque ao PSDB porque, como se não bastassem todos os escândalos que já foram descobertos, a Polícia Federal deflagra operação onde a Casa da Moeda está envolvida.

“O sistema de corrupção montado pelo PT é o fim do mundo. Nem a Casa da Moeda escapou! Uma instituição que tem a responsabilidade de imprimir as cédulas de Real que circulam na nossa economia. Como se não bastasse, o Banco do Brasil está vendendo dólar falso. É o fim do mundo!”.

Povo revoltado – Na avaliação do líder, a rejeição das pessoas ao governo do PT não é momentânea. Cássio diz que o sentimento do povo é de revolta.

“Não é uma rejeição política momentânea a que qualquer governante está exposto. Não é uma avaliação que depende das circunstâncias do momento. É revolta! As pessoas foram enganadas de forma deliberada na eleição. Estamos assistindo a tudo aquilo que foi negado durante as eleições: desemprego em alta; o poder de compra do trabalhador reduzido; inflação alta; os juros na estratosfera; aumento de combustível e de energia. Quantos milhões de brasileiros deixaram de votar em Aécio Neves acreditando naquilo que foi dito na campanha eleitoral?”.

Organização criminosa – Para Cássio, a eleição presidencial foi viciada e Aécio Neves perdeu a campanha para uma organização criminosa que ocupou e aparelhou o Estado brasileiro.

“É um rosário de crimes cometidos na tentativa de perpetuação no poder, mas o Brasil é maior do que tudo isso. Nós vamos superar esta crise, porque temos quadros políticos qualificados e um povo que ama o nosso país e que será o grande responsável por tirar o Brasil desta situação”.

Trincheira de luta – O governo federal só tem falado em ajuste fiscal. “É uma música de uma nota só: ajuste fiscal, ajuste fiscal e ajuste fiscal”, afirmou Cássio. Até o mês de maio, o governo só atingiu 38,5% da meta fiscal. Segundo o senador, a União só contribuiu com 12% deste montante.

“A União não consegue fazer o seu dever de casa porque quebraram, assaltaram o Brasil e empurram a conta para que a sociedade pague a conta. Não foi o PSDB quem quebrou o país, quem quebrou o Brasil foi o PT! Nós somos responsáveis pelo Plano Real, pela estabilização da economia, pelas bases que lançamos para que o Brasil pudesse avançar e crescer. Essas bases estão sendo destruídas por um partido que quer se manter no poder a todo custo. (O senador) Humberto Costa se esquece de que o PT se recusou a assinar a constituição de 88 e tentou boicotar tudo que era positivo no Brasil. Nós iremos lutar contra tudo isso e faremos um bom combate! Não vamos nos acovardar. Esse é um momento de coragem, de enfrentamento. Nós estaremos na nossa trincheira de luta em defesa do povo brasileiro, da decência, da ética, da dignidade e da mudança para que o país saia da crise”.

Motociclista vítima de acidente no Cariri morre no Hospital de Trauma de CG

Deputados de 7 partidos decidem ir ao STF contra redução da maioridade

Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura

Derrotados em plenário após manobra articulada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deputados do PT e de outros seis partidos decidiram protocolar no início da próxima semana um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF).

Eles querem que seja anulada a votação da proposta de emenda à Constituição que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos no caso de crimes contra vida.

Segundo o vice-líder do partido na Câmara, deputado Alessandro Molon (RJ), a ação está sendo elaborada, e os petistas estão em conversas com outras legendas para obter adesões.

“Vamos entrar com o mandado de segurança contra o presidente da Câmara pela violação frontal da Constituição Federal. Vamos questionar o procedimento que ele tem adotado de fazer quantas votações forem necessárias para aprovar as propostas que lhe interessam”, disse Molon.

Na madrugada desta quinta-feira (2), a Câmara aprovou uma emenda apresentada algumas horas antes que prevê a responsabilização criminal de jovens com 16 anos ou mais que cometerem homicídio doloso (quando há a intenção de matar), lesão corporal seguida de morte e crimes hediondos, como estupro.

A aprovação ocorreu um dia depois de o plenário derrotar uma proposta parecida, que também reduzia a maioridade penal para crimes graves. A diferença é que o texto aprovado exclui da redução da maioridade os delitos de roubo qualificado e tráfico de drogas.

A decisão de Cunha de colocar uma proposta semelhante em votação um dia após ser derrotado em plenário provocou tensão no plenário. Parlamentares do PT, PCdoB e PSOL o acusaram de cometer um “golpe”.

Segundo Molon, o mandado de segurança que será protocolado no STF vai mencionar o parágrafo 5º do artigo 60 da Constituição Federal, segundo o qual “matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa”.

“A atitude do presidente viola a democracia e a Constituição. Temos que questionar. É absolutamente certo que recorreremos ao Supremo”, afirmou Molon.

Às 16h25, após tratativas com parlamentares de outras legendas, Molon anunciou que deputados de sete partidos decidiram assinar o mandado de segurança (PMDB, PSB, PSOL, PT, PCdoB, PSB e PPS).

Do PMDB, quem participa do movimento contrário à votação comandada por Eduardo Cunha é o deputado Darcísio Perondi (RS).

“A posição do grupo é frontalmente contra a redução da maioridade penal. Acreditamos que a solução é aumentar o tempo de internação no Estatuto da Criança e do Adolescente”, disse o peemedebista.

O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) disse que vai aderir à iniciativa da bancada do PT e acusou Cunha de agir de forma “ditatorial”. “Esse processo de decisão não é democrático. É ditatorial e absolutista”.

O líder do PSOL na Câmara, Chico Alencar, disse ao G1 que vai assinar o mandado de segurança juntamente com PT.

“O PSOL vai aderir à iniciativa. Entendemos que houve violação da Constituição e do regimento interno. A gente não pode deixar isso virar norma. Há uma aceleração que é um atropelo, uma redução da cota de democracia”, argumentou.

Mais cedo, nesta quinta, o presidente da Câmara classificou as críticas à votação da maioridade penal de “choro de quem não tem voto”.

Sobre a intenção dos partidos de entrar com recurso no STF, Cunha disse que os petistas têm o “hábito de querer judicializar” quando perdem e só “reclamam quando [a aprovação] vai [contra] na pauta ideológica deles”.

COLUNA OLHO VIVO

CHILE E ARGENTINA: LIÇÕES DE FUTEBOL E DE PATRIOTISMO

Por Simorion Matos
simorionDepois da fracassada participação brasileira na Copa América nós, que outrora ensinamos ao mundo inteiro, estaremos recebendo do Chile e da Argentina, neste final de semana, lições de futebol e de patriotismo.

As duas seleções chegam à final da competição continental com muita raça e brilhantismo, enquanto a milionária seleção brasileira recolhe-se ao seu comodismo, amargando uma eliminação nas quartas-de-final, diante do inexpressivo Paraguay.

Com o samba longe dos gramados, só nos resta fica ouvindo os gritos de chi chi chi lê lê lê, acompanhando o tango de Messi & Cia. E já começando a rezar para que Deus nos proteja além da conta nas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

VALORES DO CARIRI FAZEM SUCESSO NO RÁDIO

Durante o São João de Monteiro, em mesa de recepção que montamos no escritório da Cariri Web, tivemos o prazer de receber a honrosa visita de valores do Cariri que fazem sucesso no Sistema Correio de Comunicação: Victor Paiva, da 98 FM de João Pessoa e Vanuza Gomes, gerente da Itabaiana FM.

Conhecendo de perto o potencial e a qualidade deles, com quem desfrutamos de boas experiências no trabalho, temos absoluta convicção de que continuarão seguindo os caminhos do sucesso e conquistarão novos e importantes espaços profissionais.

SEGURANÇA NO SÃO JOÃO DE MONTEIRO

O São João de Monteiro foi mais uma vez sucesso total, em todos os aspectos: estrutura, público, programação, segurança.

Durante 6 noites a cidade foi “invadida” por turistas, além da participação maciça da população local. Na noite de encerramento, um público estimado em 30 mil pessoas. Tudo transcorreu sem maiores incidentes e foi muito eficaz o trabalho da Polícia Militar, da Polícia Civil e da segurança privada contratada pela Prefeitura.

CONVENÇÃO TUCANA EM MONTEIRO

A prefeita Edna Henrique, presidente da Comissão Provisória do PSDB em Monteiro, estará publicando nos próximos dias o Edital convocando os filiados para a Convenção Municipal que atualizará a composição do Diretório Municipal.

Os tucanos já estão se organizando para o pleito eleitoral do próximo ano.

NENÉN SIMÕES EM MONTEIRO

O mano Vicente (Neném) Simões está em Monteiro gozando merecidas férias ao lado da esposa.

Radicado em Teresina, capital piauiense, há 3 anos não bebia a água da terrinha.

UMAS & OUTRAS

Honório Lopes, chamado também de Honório Magro, era um respeitável agropecuarista e empreendedor em Monteiro. Além de centenas de hectares de terras agrícolas, possuía dezenas de casas, inclusive uma rua que tem o seu nome.

Mesmo com todo poderio econômico, era extremamente simples, de hábitos modestos.

Brincalhão, tinha como marca registrada a resposta “na ponta da língua”, independente do ambiente e com quem estivesse.

Certo dia estava Honório Magro sentado em sua espreguiçadeira na sala de casa, atendendo a um casal que queria comprar-lhe uma propriedade.

Enquanto isso Dona Quitéria, sua esposa, procurava numas gavetas um cachimbo para acender e dar umas baforadas. Dos dois cachimbos que o casal usava, ela queria encontrar o maior.

Depois de muita procura mal sucedida, Dona Quitéria interrompe a conversa do marido com o casal, perguntando em voz alta:

- Ou Anório, tu táis com o cachimbo grande?

Prontamente, Honório respondeu:

- Não, Quitéra, que eu num tô viçando…

Transexual ‘crucificada’ na Parada Gay abre oito processos na Justiça

Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura Fabricante do plástico-bolha vai ‘aposentar’ versão que estoura

Criticada após ser “crucificada” durante a 19ª Parada Gay, a atriz e transexual Viviany Beleboni entrou na Justiça de São Paulo com processo contra o Facebook para obrigar a rede social a identificar usuários que, após o desfile, publicaram montagens de fotos dela em meio a imagens de sexo explicíto. Ela também abriu sete processos em que reivindica indenização por danos morais no valor total de R$ 800 mil.

Entre os alvos estão o senador Magno Malta (PR-ES), acusado por ela de ofender sua honra durante discurso, e o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), apontado por supostamente ter usado montagens de fotos do desfile com imagens de sexo explícito.

A advogada de Beleboni, Cristiane Leandro de Novais, diz que, por causa das imagens após a Parada, sua cliente tem sido reconhecida e sofrido agressões verbais ao frequentar lojas.

Em um dos processos, a transexual afirma que recebeu ameaças de morte por rede social e ligações, “já tendo sido inclusive agredida em frente à sua casa”. “Ela está com síndrome do pânico, não sai mais de casa por causa disso”, afirmou.

A advogada representa a organização não-governamental ABCDS, responsável pelo trio elétrico em que a transexual desfilou.

O senador Magno Malta afirmou, por meio de sua assessoria, que recebeu com naturalidade a informação sobre a ação judicial por entender que é direito de Beleboni entrar na Justiça, assim como também é direito dele, senador, falar.

O senador acrescentou que não retira nenhum ponto do que falou e que entrou com uma queixa-crime na Procuradoria Geral da República contra a transexual por crime de vilipêndio, escárnio e intolerância religiosa. O G1 entrou em contato com a assessoria do deputado Marco Feliciano, que ainda não se manifestou. O Facebook disse que não foi notificado.

Ações

Na ação de Beleboni contra Malta, o juiz Marcos Roberto de Souza Bernicchi indeferiu o pedido antecipação da decisão. “Claramente o objetivo da pessoa que se dispõe a se postar em uma cruz em uma manifestação popular é de chamar a atenção por meio [de] atitude controversa e chocante. E o objetivo da artista foi alcançado, já que o choque gerou a controvérsia. Não poderia a autora esperar reação outra que não fosse a intolerância de quem assumiu o risco de ofender”, disse o juiz, no despacho.

“As manifestações do réu, que constam da petição inicial, não foram exacerbadas contra a autora, já que não atingiram sua pessoa e sim o ato por ela praticado. O conteúdo das críticas manifestadas pelo réu tem cunho político e social, que são inerentes ao cargos que exerce, e, repita-se, em nenhum momento voltou-se contra a pessoa da autora. Indefiro, pois, a tutela requerida”, afirmou.

Manifestação

Beleboni, de 26 anos, é transexual, espírita e chocou parte dos participantes da 19ª Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Ela se prendeu à cruz, encenando o sofrimento de Jesus, para “representar a agressão e a dor que a comunidade LGBT tem passado”. “Nunca tive a intenção de atacar a igreja. A ideia era, mesmo, protestar contra a homofobia”, explicou.

Uma imagem da cruz foi capturada pelo fotógrafo João Castellano, da agência Reuters. A atriz disse que recebeu milhares de ameaças desde a publicação da foto. “Teve gente dizendo que ano que vem vão colocar fogo na parada”, contou.

Dias após a Parada Gay, deputados evangélicos e católicos fizeram uma manifestação no plenário da Câmara contra a parada gay, a “marcha das vadias” e a “marcha da maconha”. Com cartazes que traziam fotos do desfile, eles subiram à tribuna e pediram que atos públicos que “ferem a família” e a liberdade religiosa sejam transformados em “crime hediondo”. Eles criticaram, sobretudo, o fato de Beleboni ter se prendido na cruz, durante a parada gay, para representar o sofrimento dos homossexuais no Brasil.

Viviany explica que, nos últimos tempos, duas conhecidas foram agredidas. Uma delas teria sido morta com quatro tiros em Porto Alegre. “Eu vejo a Parada como um protesto, não como uma festa”, disse. “Usei as marcas de Jesus, que foi humilhado, agredido e morto. Justamente o que tem acontecido com muita gente no meio GLS, mas com isso ninguém se choca.”

Em cima da cruz, uma placa foi colocada com o texto: “Basta de homofobia”. “As pessoas não sabem ler? Coloquei a placa justamente para ficar claro que era um protesto. E mais: tudo bem encenar a paixão de cristo, mas quando é um travesti não pode, não é?”.

O deputado federal Marco Feliciano publicou um texto no Facebook no dia seguinte da Parada falando sobre a manifestação de Viviany: “Imagens que chocam, agridem e machucam. Isto pode? É liberdade de expressão, dizem eles. Debochar da fé na porta denuda igreja pode? Colocar Jesus num beijo gay pode? Enfiar um crucifixo no ânus pode? Despedaçar símbolos religiosos pode? Usar símbolos católicos como tapa sexo pode? Diizer que sou contra tudo isso NÃO PODE? Sou intolerante, né?”.

EM MONTEIRO: Conselho Tutelar diz que São João foi tranquilo

Ex-deputado Pedro Medeiros poderá disputar Prefeitura de São João do Cariri

[+]   POSTAGENS