::Cássio tem 47% e Ricardo, 33% e Vital 4%, diz pesquisa do Ibope ::Comunidades da zona rural de Monteiro recebem o Programa Merenda em Casa ::Prefeitura de Prata incentiva o esporte na zona rural do município ::Empresas privadas e Prefeitura de Sumé realizam sessão de cinema ::A ‘botija’ encantada de Eduardo Mayer… ::Aécio pode desistir do Planalto e assumir candidatura a governador ::Quintans oficializa apoio à Carlos Batinga ::Empresário Gilberto Bezerra declara apoio a Wellington e Caio Roberto ::Preço do gás de cozinha aumenta até 12% em toda a Paraíba ::Igreja Verbo da Vida de Monteiro comemora aniversário com evento de rua Prefeitura de Prata

Cássio tem 47% e Ricardo, 33% e Vital 4%, diz pesquisa do Ibope

ibope_pesquisa_1Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (1º) aponta Cássio Cunha Lima (PSDB) com 47% das intenções de voto para o governo da Paraíba, seguido de Ricardo Coutinho (PSB), com 33%, Vital do Rêgo (PMDB), com 4%, e Major Fábio (PROS), com 1%. Esta é primeira pesquisa de intenção de voto feita pelo instituto sobre a eleição estadual após o registro das candidaturas.

A pesquisa foi contratada pelas TVs Cabo Branco e Paraíba.

Os candidatos Tárcio Teixeira (PSOL) e Antonio Radical (PSTU) não chegaram a 1% dos votos. Brancos e nulos somaram 8%, e 6% não responderam.

Veja os números do Ibope para a pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado):

Cássio Cunha Lima (PSDB) – 47% das intenções de voto
Ricardo Coutinho (PSB) – 33%
Vital do Rêgo (PMDB) – 4%
Major Fábio (PROS) – 1%
Tárcio Teixeira (PSOL) – não chegou a 1%
Antonio Radical (PSTU) – não chegou a 1%
Brancos e nulos – 8%
Não sabe ou não respondeu – 6%

Rejeição
O Ibope também pesquisou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum.

Confira abaixo:

Ricardo Coutinho (PSB) – 33%
Cássio Cunha Lima (PSDB) – 23%
Vital do Rêgo (PMDB) – 22%
Major Fábio (PROS) – 21%
Tárcio Teixeira (PSOL) – 21%
Antonio Radical (PSTU) – 18%
Poderia votar em todos – 8%
Não sabe ou não respondeu – 11%

A pesquisa foi realizada entre os dias 28 e 31 de agosto. Foram entrevistados 812 eleitores em 43 municípios do estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de 3 pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) sob o número 00022/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR- 00481/2014.

Banner Coringa Banner Coringa

Comunidades da zona rural de Monteiro recebem o Programa Merenda em Casa

Prefeitura de Prata incentiva o esporte na zona rural do município

Banner Segundo Wilson Ricardo

Empresas privadas e Prefeitura de Sumé realizam sessão de cinema

A ‘botija’ encantada de Eduardo Mayer...

Aécio pode desistir do Planalto e assumir candidatura a governador

aecio2A entrada em cena de Marina Silva, candidata do PSB à Presidência da República no lugar de Eduardo Campos, mexeu com o cenário eleitoral e já começa a reorientar as estratégias das campanhas adversárias. O senador Aécio Neves (PSDB), deslocado para o terceiro lugar pela ex-ministra do Meio Ambiente, pode ser, no entanto, o primeiro a adotar uma estratégia de alto risco político.

Segundo informações de bastidor apuradas pelo repórter Gerson Camarotti e publicadas em seu blog no G1, Aécio adotaria uma posição pragmática diante da queda na pesquisa nacional e das dificuldades de seu candidato em Minas, Pimenta da Veiga, 14 pontos percentuais atrás de Fernando Pimentel, nome do PT ao governo. Aécio teria de optar pelo pragmatismo e “mergulhar um período em terras mineiras”.

Segundo um cacique tucano teria dito a Camarotti, o partido teria chegado à conclusão de que “é preciso manter o espaço em Minas”. Para isso, poderia lançar mão de uma operação de alto risco: Aécio desistiria da candidatura à Presidência e assumiria a missão de impedir que os tucanos percam a máquina em Minas Gerais, de R$ 75 bilhões e 17 mil cargos comissionados.

Essa hipótese ganhou as ruas nesta sexta-feira, 29, por meio do coordenador de redes sociais do PSDB em Minas, Pedro Brandão Guadalupe. Em postagem no Facebook, Pedro Brandão diz que, “se Marina passar muito Aécio, ele sai, apoia ela, ganha no primeiro turno, e vira Governador de Minas Gerais (sic)”. Ele reconhece que não seria a melhor opção, mas garante que “já está certo o cheque-mate a qualquer momento no PT (sic)”.

Quintans oficializa apoio à Carlos Batinga

quintansebatingaO deputado estadual Assis Quintans (DEM) e seu irmão Luciano Quintans oficializaram na tarde desta sexta-feira (29), apoio à candidatura a reeleição do deputado estadual Carlos Batinga (PSC). Além deles, o vereador Sabugo, o ex-vereador Vicente e outras lideranças de Sumé, todos do grupo de Assis Quintans, também confirmaram apoio a Batinga.

O grupo considera Carlos Batinga a melhor alternativa para continuar na Assembleia, lutando pelo desenvolvimento da região, atrás de programas de infraestrutura hídrica, projetos para utilização das águas do Rio São Francisco, investimentos em educação voltada para as vocações e potencialidades do Cariri, projetos nas rodovias, dando continuidade aos planos de estradas e acessos a todos as cidades previstas no pacto novo Cariri, além do incentivo a caprinocultura, em defesa de uma participação maior dos agentes políticos da sociedade nas discussões. O setor da caprinocultura é hoje formado por cerca de cinco mil produtores vinculados as cooperativas e associações.

A luta de Batinga em defesa da região tem consolidado o apoio em todas as cidades do Cariri, participando dos maiores colégios eleitoral – Monteiro, Sumé, Serra Branca e Taperoá. Além das cidades menores – Coxixola, Parari e Amparo. O serviço prestado em defesa da população tem atraído votos de toda a região. O grupo do deputado Quintans também apoia a candidatura Pedro Cunha Lima para deputado Federal.

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Empresário Gilberto Bezerra declara apoio a Wellington e Caio Roberto

Preço do gás de cozinha aumenta até 12% em toda a Paraíba

Cássio tem 47% e Ricardo, 33% e Vital 4%, diz pesquisa do Ibope Cássio tem 47% e Ricardo, 33% e Vital 4%, diz pesquisa do Ibope

O gás de cozinha está 12% mais caro a partir desta segunda-feira (1) para consumidores da Paraíba. Na prática, isso significa dizer que, um botijão de gás de 13 kg, antes comercializado pela média de R$ 40, passará a custar R$ 45 nos postos autorizados de revenda. A alta anunciada pelas distribuidoras também deixa o produto mais caro em todo o país.

A justificativa apresentada pelas distribuidoras para o reajuste é que a finalidade é cobrir os custos operacionais das empresas, o impacto da inflação acumulada nos últimos 12 meses e as despesas com folha de pagamento dos funcionários, em função do dissídio coletivo da categoria.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás-PB), Marcos Antônio Bezerra, explicou que, apesar do aumento, o valor do gás de cozinha vendido na Paraíba continua sendo o menor do Brasil. Segundo ele, os revendedores vêm absorvendo parte dos custos para evitar o repasse de um reajuste maior para o consumidor final. O último aumento foi de 9,7% em setembro de 2013.

”Como revendedores, torcemos para que a Petrobras consiga manter a estabilidade dos preços nos próximos meses. Mas, sabemos que tudo depende de vários aspectos ligados à questão da economia do país”, afirmou Marcos Antônio. A orientação do sindicato é que o cidadão exija, no momento da compra, o cupom fiscal, que vai dar garantia do produto. Na Paraíba existem cerca de 1,2 mil postos de revenda legalizados, sendo 300 deles em João Pessoa.

Igreja Verbo da Vida de Monteiro comemora aniversário com evento de rua

‘Caravana do Trabalho’ arrasta multidão por seis cidades

Cássio tem 47% e Ricardo, 33% e Vital 4%, diz pesquisa do Ibope Cássio tem 47% e Ricardo, 33% e Vital 4%, diz pesquisa do Ibope

A ‘Caravana do Trabalho’ voltou cair na estrada neste domingo (31), depois de percorrer sete cidades do Brejo e do Vale do Mamanguape no dia anterior. Liderada pelo governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB), a maratona começou no início da tarde e arrastou milhares de pessoas pelos municípios de Lagoa Seca, São Sebastião de Lagoa de Roça, Esperança, Remígio, Areia e Alagoa Nova.

A largada foi dada em Lagoa Seca, onde Ricardo, a candidata à vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), e o candidato ao Senado, Lucélio Cartaxo (PT), foram recebidos pelo prefeito José Tadeu (PSC). Em seguida a ‘Caravana do Trabalho’ seguiu para as cidades de São Sebastião de Lagoa Roça e Esperança. Por onde passou, a comitiva recebeu o carinho dos moradores, que saíram de suas casas para expressar que estão com o 40.

Ricardo disse que receber a energia do povo lhe servia como combustível para fortalecer a campanha e continuar sendo o governador de todos os paraibanos. “Peço humildemente o apoio de vocês para continuar mudando a Paraíba junto com companheiros valorosos como Lígia Feliciano, Lucélio Cartaxo e os candidatos a deputado que vão qualificar a representação do Estado na Assembleia e na Câmara Federal”, destacou

De Lagoa Seca, a ‘Caravana do Trabalho’ seguiu para Sebastião de Lagoa de Roça e passou ainda pelas cidades de Esperança, Remígio, Areia e Alagoa Nova. “Manifestações como essas nos dão a certeza de que a Paraíba não aceitará o retrocesso”, enfatizou Ricardo.

Candidato faz campanha em jumento e arrasta eleitores para o voto de protesto

sapateirojumentoEntre os candidatos populares, sem estrutura de campanha, filiado a um pequeno partido e apostando na multiplicação dos votos de protesto, o ex-policial militar e sapateiro Antônio Gobira tem chamado a atenção no Alto Sertão da Paraíba pela multidão que arrasta nas suas atividades de campanha. Em Cajazeiras (a 480 quilômetros de João Pessoa), suas caminhadas e passeatas, convocadas geralmente pelas redes sociais, tem a participação irreverente de centenas de eleitores.

Candidato do PSOL a deputado federal, Antônio Gobira tem conseguido desbancar eventos de outros candidatos já conhecidos e filiados a grandes partidos. No dias em que suas atividades de campanha coincidem com a desses adversários, é unânime a opinião dos eleitores de que o sapateiro conseguiu reunir muito mais simpatizantes.

Gobira tem 57 anos. Já disputou outras eleições, mas não teve tanta repercussão. Ele tem o ensino fundamental incompleto e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que o seu limite de gastos na campanha é de R$ 200 mil.

Nas eleições deste ano, o sapateiro tem um slogan de campanha singular: ‘Prego batido e ponta virada’. Em seus comícios, Gobira faz discursos inflamados, lembrando que é trabalhador e que tem uma vida humilde.

O apoio popular, baseado no voto de protesto, tem feito a diferença para esse candidato. Na sexta-feira passada, montado em um jumento, Gobira realizou um dos mais movimentados eventos políticos realizados em Cajazeiras nas eleições deste ano. Teve concentração, adesivagem e discursos.

Nas redes sociais, artistas, populares e empresários de Cajazeiras postaram mensagens de apoio à candidatura do sapateiro. O humorista Zé Lezin, que não é natural daquela cidade, também fez um vídeo. A maioria desses depoimentos é gravada pelo próprio candidato, que não tem página na internet, mas usa o Facebook como plataforma de sua campanha online.

Depois de Cajazeiras, o candidato organizou um evento na cidade de São João do Rio do Peixe realizado no sábado (30).

Diário do Sertão

Hulk é cortado, e Robinho volta a ser convocado para defender a Seleção

Prefeitura de Monteiro lançará nessa segunda Merenda em Casa na zona rural

merenda2Após o sucesso do evento de lançamento do programa Merenda em Casa, na Praça João Pessoa, na sexta-feira, 29, que contou com a presença de estudantes da cidade, a Prefeitura de Monteiro programou um cronograma de atividades do programa para a zona rural.

O programa Merenda em Casa atenderá 2.200 crianças, matriculadas na rede municipal de ensino, com idade entre 06 meses a 11 anos, com a distribuição do kit merenda, que tem capacidade de produzir cinco refeições, para o final de semana.

Segundo Cajó Menezes, Prefeito em Exercício, o programa Merenda em Casa vem revolucionar a área da educação do município, devido a proposta ousada de fornecer merenda para o atendimento nutricional de mais de dois mil alunos da cidade e zona rural, no final de semana, através de uma alimentação de qualidade e acompanhada por nutricionista.

Ele acrescentou que o programa está sendo realizado com investimentos de recursos próprios da gestão municipal, demonstrando o compromisso com a educação do povo de Monteiro.

Programação:

DIA 01/09/14- EMEIEF Tobias Remígio Gomes/Sítio Cacimba de Cima 09h00

EMEIEF Benícia Alves de Lima/Sítio Santa Catarina 16h00

*DIA 02/09/14- EMEIEF Laura Lopes Frazão/Sítio Queimadas , com a EMEIEF Manoel Alves dos Santos /Sítio Picos 08h00

EMEIEF Abdon Gomes de Souza/Sítio Boa Esperança, com a EMEIEF Tércio Caldeira/Sítio Pau Ferro 16h00

*DIA 03/09/14- EMEIEF Ginalda de Andrade Barros/Sítio Barreiros 08h00

EMEIEF Manoel Maciel/Sítio Garapa 16h00

*DIA 04/09/214- EMEIEF José Belarmino Alves /Sítio Pitombeira 09h00

*DIA 05/09/14 – EMEIEF Alfredo Viana/Sítio Cacimbinha 09h00

EMEIEF Antônio Rodrigues/Sítio Olho D´Água do Silva 09h00

Um mergulho no passado

Ramalho Leite

ramalholeitepequena1Visitar o Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba é uma experiência singular para quem gosta de vasculhar o passado. Com máscara e luvas que me foram cedidas, gentilmente, pelo pessoal que atua naquela casa, vivi essa viagem e reencontrei, além dos meus próprios rastros, muita gente que os escaninhos do meu cérebro haviam arquivado. O tempo foi curto, mas outras incursões farei ao valioso acervo que ali se encontra, bem catalogado e de fácil acesso.

Não fui muito longe para rever Archimedes Cavalcanti, secretário de redação da Tribuna do Povo, jornal mantido pelas então chamadas classes conservadoras, sob o patrocínio da UDN e dirigido pelo deputado Clovis Bezerra que sucedera a Joacil de Brito Pereira na mesma missão. Archimedes foi o meu professor de jornalismo. A minha primeira escola foi a Tribuna. Como estudante do Lyceu comecei a levar uma coluna semanal com assuntos da educação. O meu noticiário envolvia, principalmente, os movimentos estudantis, em efervescência nascente naqueles anos da década que se iniciara em 1960 e alcançaria seu apogeu em 1968.( O livro de Rui Leitão é muito bom e chegarei a ele)

A minha coluna, Tribuna Estudantil, era revisada, minuciosamente, por Archimedes. Ele não se limitava à correção do texto, mas acrescentava boas lições sobre a melhor forma de redigir. Abusar de adjetivo era um crime imperdoável. Ir direto ao fato, a primeira lição. Aprendi muito com aquele grande paraibano, que, inclusive, foi membro do IHGPB.

Manuseei uma coleção de A Tribuna do Povo e deparei-me com a manchete que destacava uma entrevista em página inteira do governador Pedro Gondim: “Posição da Paraíba: contra o golpe, pela legalidade e a Constituição”. O governador firmava posição com relação à posse de João Goulart, após a renúncia de Janio Quadros. Vivia-se a Campanha da Legalidade, evento que durou exatos 14 dias e se propunha a garantir a posse do vice-presidente, em viagem à China, para estabelecer relações comerciais, por delegação presidencial. O governador da Guanabara, Carlos Lacerda, amparado por militares contrários à posse, proclamava que Jango fora à China conhecer o regime comunista para implantá-lo no Brasil. Pedro Gondim deu a posição da Paraíba. Em 64, pretendeu repetir essa postura. Contam que chegou a redigir nota contra o golpe que depôs Goulart, rasgada, logo depois, por conselheiros menos apressados. As circunstancias eram outras. Pedro terminou por apoiar o movimento militar, responsável pela cassação do seu mandato de de
putado federal, alguns anos depois, quando ele tentou ressuscitar sua natureza rebelde.

Relembrei Adalberto Barreto, esparramado em uma velha poltrona da Associação Paraibana de Imprensa, da qual era presidente, enquanto nas janelas do prédio, bocas de som amplificavam para a rua Visconde de Pelotas e vizinhança, as noticias transmitidas pela Radio Guaíba, diretamente do porão do Palácio Piratini. A voz de comando era de Leonel Brizolla, que formara a Cadeia da Legalidade e, juntamente com o general Machado Lopes, assegurava a posse de Jango, a partir do Rio Grande do Sul.

Jango tomaria posse com seus poderes podados pela adoção de um parlamentarismo que já nasceu capenga, e entronizou Tancredo Neves no cargo de primeiro-ministro. Este seria o Chefe do Governo, enquanto Goulart, tornar-se-ía, apenas, Chefe de Estado. Uma Rainha da Inglaterra sem saias. Para evitar derramamento de sangue, Jango aceitou a imposição dos militares, como diria depois. Seu tumultuado governo caminhava para ser golpeado. No comício da Central do Brasil, uma sexta-feira 13, assinou decretos que desagradaram às elites e encantaram as esquerdas. Eis o motivo que faltava para justificar o golpe. Jango, apeado do poder e exilado, só voltaria ao Brasil depois de morto. Sua morte ainda gera muitas suspeitas. Mas esse é um assunto para a Comissão da Verdade.

Batinga e Wilson Filho fazem caminhada em Monteiro e inauguram comitê

batinga_wilson_mntO deputado Carlos Batinga (PSC) e o deputado federal Wilson Filho (PTB), ambos candidatos à reeleição, realizaram na manhã deste sábado (30), uma caminhada pelo centro e feira livre de Monteiro. Batinga e Wilson Filho receberam o carinho e confiança dos monteirenses, onde cumprimentaram os feirantes e a população.

Estiveram presentes na caminhada, além dos deputados Batinga e Wilson Filho, o ex-vereador e candidato a prefeito de Monteiro, Juraci Conrado, os vereadores Christianne Leal e Bião Nunes, o ex-vereador Inácio Gabriel, além de lideranças políticas locais, a exemplo de Brando do PTB, Simão do Bolão, Nal Nunes, Rubens Remígio, professora Jacira e entre outras.

Carlos Batinga agradeceu o empenho da população, que demostrou mais uma vez a confiança que tem no seu trabalho, e destacou que o apoio que está recebendo da população, aumenta sua responsabilidade como parlamentar.

Já o deputado Wilson Filho, agradeceu a confiança em seu nome e disse que continuará lutando pelo desenvolvimento de Monteiro e de toda a Paraíba. Wilson Filho ainda aproveitou, para reafirmar a sua candidatura à reeleição, após rumores de que ele estaria desistindo do pleito, e finalizou dizendo que tudo isso não passa de desespero de seus adversários.

O ex-vereador e candidato a prefeito de Monteiro, Juraci Conrado se mostrou confiante, e disse que essa caminhada é a arrancada para a vitória de Carlos Batinga e Wilson Filho.

Após a caminhada em Monteiro, o deputado estadual Carlos Batinga e o deputado federal Wilson Filho, seguiram para a cidade de Taperoá, onde inauguraram o comitê de campanha naquela cidade.

Em Taperoá, Batinga e Wilson Filho foram recepcionados pelo ex-prefeito Deoclecio Moura, e várias lideranças políticas, que fizeram questão de cumprimenta os deputados. O evento foi marcado pelo entusiasmo da população taperoaense, que confia no trabalho de Carlos Batinga e Wilson Filho, pela luta de muitos anos em prol do desenvolvimento do município.

Prefeitura de Monteiro distribui kit de proteção com catadores de lixo

Coordenador da campanha de Ricardo no Cariri é flagrado distribuindo dinheiro

Candidato quer levar a transposição para a região do Vale do Piancó

transposicaoextensaAo lado de Cássio Cunha Lima, Wilson percorreu dez cidades da região em carreata e falou sobre projetos como senador para todo o Estado

O candidato a senador pela coligação ‘A vontade do povo’, Wilson Santiago, defendeu que o Vale do Piancó seja uma das regiões do Nordeste a receber um canal da transposição do rio São Francisco. Durante o comício de encerramento da carreata realizada neste sábado (30) na região, Wilson ainda defendeu a implantação de uma universidade federal na região.

Ao lado de Cássio, Wilson visitou dez cidades no Vale do Piancó em uma carreata que reuniu uma verdadeira multidão. Os candidatos partiram da cidade de Santa Terezinha por volta das 14h e passaram por Catingueira, Emas, Olho D’água, Piancó, Itaporanga, Boa Ventura, Diamante, ibiara, chegando a Conceição onde foi realizado um grande comício que reuniu a militância local, lideranças políticas de várias cidades, e candidatos aliados da coligação.

“O Vale do Piancó merece um olhar especial. Se for eleito, me comprometo em lutar ao lado de Cássio por um canal da transposição do Rio São Francisco para esta região que ainda sofre com os efeitos da Seca. Conto com o apoio de todos vocês”, disse Wilson durante o comício em conceição.

Wilson ainda falou sobre os seus projetos de interiorização da Educação e da criação da Zona Franca de Semiárido. “O Vale do Piancó também merece receber um campus para educação tecnológica. Para que o jovem possa ter qualificação profissional e a certeza do primeiro emprego, além fazer com que eles não precisem mais sair de suas cidades para estudar”, disse.

Wilson cumpre agenda no Brejo e Litoral
Após maratona na região do Vale do Piancó, Wilson Santiago segue na manhã deste domingo (31) para a região do Brejo, onde fará uma caminhada na cidade de Remígio. À tarde, ao lado de Cássio, Wilson participará de uma carreata em Bayeux, e a noite de uma caminhada na cidade de Cabedelo.

[+]   POSTAGENS