Cariri Ligado
x
::Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base ::Agora ex-presidente, Dilma diz que sofreu ’2º golpe de estado na vida’ ::Zika causa surdez em quase 6% dos bebês de mães infectadas, diz Fiocruz ::Correligionários reafirmam apoio a chapa de Júnior e Jucir na cidade de Prata ::Senado aprova impeachment, Dilma perde mandato e Michel Temer assume ::Dilma consegue votos e mantém direito a ocupar cargos públicos ::Prefeitura libera pagamento do funcionalismo referente ao mês de agosto ::TCE-PB emite pareceres favoráveis à aprovação das contas de sete prefeitos ::Divulgada Programação da Semana da Pátria, na cidade de Monteiro ::Paraíba é o quinto estado mais populoso da Região Nordeste Malves Supermercados

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

O presidente da República Michel Temer afirmou nesta quarta-feira (31), na primeira reunião ministerial do governo após a aprovação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, que agora a cobrança sobre o governo será “muito maior”, e rejeitou a acusação de que o impeachment foi um golpe.

A reunião ministerial começou pouco mais de quatro horas após a aprovação do impeachment de Dilma pelo Senado, e cerca de uma hora após sua posse no plenário do Senado.

Ele pediu reação ao discurso dos partidários da ex-presidente Dilma Rousseff, que acusam os senadores que voltaram a favor do impeachment de golpistas. “Golpista é você, que está contra a Constituição”, afirmou. “Não vamos levar desaforo para casa”.

Temer disse que é preciso responder às acusações do tipo. “Não podemos deixar uma palavra sem resposta”, afirmou.

O presidente ainda disse que durante o processo de impeachment não respondeu às acusações e foi de uma “discrição absoluta”, mas que agora não levará ofensa para casa. “As coisas se definiram, e é preciso muita firmeza”, afirmou.

Ele ainda disse que “no plano internacional tentaram muito e conseguiram dizer que no Brasil houve golpe”, e disse que não se pode tolerar essa informação. “Isso aqui não é brincadeira.”

Viagem à China
Na noite desta quarta, Temer viaja para a China, onde participará do encontro do G20, que reúne países com as maiores economias do mundo.

Segundo ele, a viagem será o primeiro momento para anunciar “novidade brasileira” aos outros países e começar a trazer investimento estrangeiro para o Brasil. Ele afirmou que terá uma reunião bilateral com o presidente da China no dia 2 de setembro e já foi convidado para reuniões com outros chefes de Estado durante o tempo em que ficará no país.

Temer pediu que os ministros divulguem que ele irá para a Ásia “para revelar aos olhos do mundo que temos estabilidade política e segurança jurídica.”

União política
Em seu discurso aos ministros, o presidente empossado uma hora antes pediu trabalho com afinco de sua equipe, a desburocratização de medidas e a divulgação das medidas tomadas pelo governo.

Ele orientou os ministros a participarem das reuniões de bancadas com seus partidos para falar sobre a importância das medidas. “Não é um partido que está no poder e que despreza os demais. Ao contrário.”

Com isso, ele busca sensibilizar os parlamentares para aprovar projetos considerados prioritários para o governo, como a PEC do teto dos gastos públicos – que ele espera aprovar ainda este ano – e a reforma da Previdência.

Temer ainda afirmou que gerar empregos deve ser o primeiro tema a ser levado em conta por seu governo. “Nós temos essa margem enorme de desempregados, os quase 12 milhões é uma cifra assustadora.”

Banner Coringa Banner Coringa

Agora ex-presidente, Dilma diz que sofreu '2º golpe de estado na vida'

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

Em seu primeiro pronunciamento após a aprovação do impeachment pelo Senado, a agora ex-presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira (31) que a decisão dos senadores é o segundo golpe de estado que enfrenta na vida. A petista disse ainda que os senadores que votaram pelo seu afastamento definitivo rasgaram a Constituição e consumaram um golpe parlamentar.

“É o segundo golpe de estado que enfrento na vida. O primeiro, o golpe militar, apoiado na truculência das armas, da repressão e da tortura, me atingiu quando era uma jovem militante. O segundo, o golpe parlamentar desfechado hoje por meio de uma farsa jurídica, me derruba do cargo para o qual fui eleita pelo povo.” Leia íntegra do discurso de Dilma após o impeachment.

A petista comparou ainda a decisão do Senado a uma “eleição indireta” que substitui o resultado das eleições de 2014, em que ela foi reeleita. E afirmou que irá “recorrer em todas as instâncias possíveis” contra o impeachment.

“Hoje, o Senado Federal tomou uma decisão que entra para a história das grandes injustiças. Os senadores que votaram pelo impeachment escolheram rasgar a Constituição Federal. Decidiram pela interrupção do mandato de uma presidenta que não cometeu crime de responsabilidade. Condenaram uma inocente e consumaram um golpe parlamentar.”, disse.

Dilma fez o pronunciamento no Palácio da Alvorada, em Brasília, ao lado de um grupo de aliados, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também acompanharam o discurso cerca de 30 manifestantes contrários ao impeachment que protestavam em frente ao Alvorada e que foram autorizados a entrar.

O plenário do Senado aprovou nesta quarta, por 61 votos favoráveis e 20 contrários, o impeachment de Dilma Rousseff. A presidente afastada foi condenada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas “pedaladas fiscais” no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional, mas não foi punida com a inabilitação para funções públicas. Com isso, ela poderá se candidatar para cargos eletivos e também exercer outras funções na administração pública.

Corruptos investigados
Em seu pronunciamento, Dilma também disse que, com seu impeachment, “políticos que buscam desesperadamente escapar do braço da Justiça” junto aos “derrotados nas últimas quatro eleições” assumem o poder.

“Causa espanto que a maior ação contra a corrupção da nossa história, propiciada por ações desenvolvidas e leis criadas a partir de 2003 e aprofundadas em meu governo, leve justamente ao poder um grupo de corruptos investigados.”

Dilma também afirmou que o impeachment interrompe o “projeto nacional progressista, inclusivo e democrático” que ela representa e que isso está sendo feito por uma “poderosa força conservadora e reacionária, com o apoio de uma imprensa facciosa e venal.”

“O golpe é contra os movimentos sociais e sindicais e contra os que lutam por direitos em todas as suas acepções: direito ao trabalho e à proteção de leis trabalhistas; direito a uma aposentadoria justa; direito à moradia e à terra; direito à educação, à saúde e à cultura; direito aos jovens de protagonizarem sua história; direitos dos negros, dos indígenas, da população LGBT, das mulheres; direito de se manifestar sem ser reprimido.”

“O golpe é contra o povo e contra a Nação. O golpe é misógino. O golpe é homofóbico. O golpe é racista. É a imposição da cultura da intolerância, do preconceito, da violência”, afirmou a petista.

Em uma fala que durou 12 minutos, Dilma afirmou que se dirigia, principalmente, aos brasileiros que, durante os governos dela e de Lula, “superaram a miséria, realizaram o sonho da casa própria, começaram a receber atendimento médico, entraram na universidade e deixaram de ser invisíveis aos olhos da nação, passando a ter direitos que sempre lhes foram negados.”

Em seguida, a agora ex-presidente declarou que a descrença e a mágoa, “que nos atingem em momentos como esse”, são “péssimas conselheiras” e pediu aos brasileiros: “Não desistam da luta”.

Ao lado de aliados, Dilma foi enfática: “Ouçam bem: eles pensam que nos venceram, mas estão enganados. Sei que todos vamos lutar. Haverá contra eles a mais firme, incansável e enérgica oposição que um governo golpista pode sofrer.”

“Quando o presidente Lula foi eleito pela primeira vez, em 2003, chegamos ao governo cantando juntos que ninguém devia ter medo de ser feliz. Por mais de 13 anos, realizamos com sucesso um projeto que promoveu a maior inclusão social e redução de desigualdades da história de nosso país”, afirmou.

A petista ainda frisou que “esta história não acaba assim”, por estar “certa” de que “a interrupção deste processo pelo golpe de Estado não é definitiva.”

“Nós voltaremos. Voltaremos para continuar nossa jornada rumo a um Brasil em que o povo é soberano. Espero que saibamos nos unir em defesa de causas comuns a todos os progressistas, independentemente de filiação partidária ou posição política. Proponho que lutemos, todos juntos, contra o retrocesso, contra a agenda conservadora, contra a extinção de direitos, pela soberania nacional e pelo restabelecimento pleno da democracia”, afirmou.

Zika causa surdez em quase 6% dos bebês de mães infectadas, diz Fiocruz

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

Um estudo no Brasil com 70 bebês de mães que contraíram o vírus da zika registrou que quase 6% teve perda de audição, acrescentando o problema à lista de doenças que o vírus pode causar quando mulheres são infectadas durante a gravidez.

O estudo brasileiro, publicado nesta terça-feira (30) no relatório semanal sobre mortes e doenças do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, confirmou relatos menos rigorosos sobre surdez entre bebês nascidos de mães infectadas pelo o vírus da zika, que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.

A descoberta é parte de um esforço para caracterizar de forma total as possibilidades que o vírus pode causar durante a gravidez. Ele é mais conhecido por causar microcefalia, mas outros estudos indicam que pode provocar outras anomalias cerebrais, problemas de visão e alterações nas juntas.

No estudo mais recente, uma equipe liderada pela doutora Marli Tenório e pelo doutor Ernesto Marques, da Fundação Oswaldo Cruz de Pernambuco, examinou registros de 70 bebês com microcefalia, cujas mães tiveram infecções confirmadas durante a gravidez.

Os pesquisadores descobriram que quase 6% dos bebês tiveram perda de audição sem qualquer outra causa plausível.

Diversas outras infecções virais durante a gravidez podem causar perda de audição, incluindo rubéola e citomegalovírus, ou CMV. O estudo recente acrescenta a zika à lista.

Cientistas dizem que o vírus da zika agora pode ser considerado fator de risco para perda de audição, e crianças que foram expostas durante a gravidez e apresentam audição normal devem ser checadas regularmente para perda progressiva de audição.

A ligação entre o vírus da zika e microcefalia foi descoberta no Brasil no ano passado e já há mais de 1.800 casos confirmados.

Correligionários reafirmam apoio a chapa de Júnior e Jucir na cidade de Prata

Senado aprova impeachment, Dilma perde mandato e Michel Temer assume

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (31), por 61 votos favoráveis e 20 contrários, o impeachment de Dilma Rousseff. A presidente afastada foi condenada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas “pedaladas fiscais” no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional.

A decisão foi tomada na primeira votação do julgamento final do processo de impeachment. A pedido de senadores aliados de Dilma, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, decidiu realizar duas votações no plenário.

A primeira, analisou apenas se a petista deveria perder o mandato de presidente da República. Na sequência, os senadores irão apreciar se Dilma deve ficar inelegível por oito anos a partir de 1º de janeiro de 2019 e impedida de exercer qualquer função pública. Até a última atualização desta reportagem, a segunda votação ainda não havia sido realizada.

Segundo a assessoria do Supremo, ainda nesta quarta, oficiais de Justiça notificarão a ex-presidente e o presidente em exercício Michel Temer sobre o resultado do julgamento.

Temer deve ser empossado presidente da República ainda nesta quarta, em sessão do Congresso Nacional que será realizada no plenário da Câmara.

Já Dilma deverá desocupar em até 30 dias o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, em Brasília, e terá reduzida para oito servidores sua equipe de assessores, seguranças e motorista.

Dilma consegue votos e mantém direito a ocupar cargos públicos

dilmalindraO plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (31), por 61 votos favoráveis e 20 contrários, o impeachment de Dilma Rousseff. A presidente afastada foi condenada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas “pedaladas fiscais” no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional, mas não foi punida com a inabilitação para funções públicas. Com isso, ela poderá se candidatar para cargos eletivos e também exercer outras funções na administração pública.

A decisão de afastar Dilma definitivamente do comando do Palácio do Planalto foi tomada na primeira votação do julgamento final do processo de impeachment. A pedido de senadores aliados de Dilma, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, decidiu realizar duas votações no plenário.

A primeira, analisou apenas se a petista deveria perder o mandato de presidente da República.

Na sequência, os senadores apreciaram se Dilma devia ficar inelegível por oito anos a partir de 1º de janeiro de 2019 e impedida de exercer qualquer função pública.

Na votação, 42 senadores se posicionaram favoravelmente à inabilitação para funções públicas e 36 contrariamente. Outros 3 senadores se abstiveram. Para que ela ficasse impedida de exercer cargos públicos, eram necessários 54 votos favoráveis.

Prefeitura libera pagamento do funcionalismo referente ao mês de agosto

TCE-PB emite pareceres favoráveis à aprovação das contas de sete prefeitos

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

O Tribunal de Contas da Paraíba, reunido nesta quarta-feira (31), emitiu pareceres favoráveis à aprovação das contas anuais apresentadas por sete prefeitos paraibanos.

Foram eles os de Santa Cruz (Raimundo Antunes Batista), Assunção (Rafael Anderson de Farias Oliveira), Cuité (Euda Fabiana de Farias Palmeira Venâncio), Borborema (Maria Pala Gomes Pereira), Condado (Caio Rodrigues Bezerra Paixão) e Remígio (Melchior Naelson Batista da Silva), referentes ao exercício de 2014.

Houve aprovação, ainda, às contas de 2013 do prefeito de Belém, Edgar Gama, em grau de recurso. As Municipais de Caldas Brandão, Jericó e Imaculada obtiveram a aprovação das contas de 2014, com ressalvas nos dois primeiros casos.

As de 2013, encaminhadas pela prefeita do município de Joca Claudino (Lucrécia Adriana de Andrade Barbosa) foram reprovadas em vista de problemas que incluíram o não recolhimento de contribuições previdenciárias e aplicações em MDE e Fundeb abaixo dos limes mínimos constitucionais. Mas ela ainda pode recorrer dessa decisão tomada conforme proposta do relator Renato Sérgio Santiago Melo.

Gastos previdenciários não documentalmente comprovados ocasionaram, ainda, a reprovação das contas de 2014 do presidente da Câmara Municipal de Araruna, Francisco Edinaldo Pinto Martins, a quem foi imputado débito superior a R$ 71 mil, conforme voto do relator Nominando Diniz, contra o qual também cabe recurso.

Conduzida pelo presidente em exercício André Carlo Torres Pontes (em razão de viagem institucional do titular Arthur Cunha Lima), a sessão plenária teve as participações dos conselheiros Arnóbio Viana, Fábio Nogueira, Fernando Catão, Nominando Diniz e Marcos Costa. Também, dos conselheiros substitutos Antonio Gomes Vieira Filho, Antonio Cláudio Silva Santos, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral Sheyla Barreto Braga de Queiroz.

Divulgada Programação da Semana da Pátria, na cidade de Monteiro

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

A Secretaria de Educação do Município de Monteiro confirmou na manhã desta Quarta feira a programação completa da Semana da Pátria a ser realizada de 01º à 07 de Setembro.

A programação será aberta oficialmente na manhã desta Quinta feira com o hasteamento dos pavilhões, nacional, estadual e municipal, com a presença da Prefeita Edna Henrique e representações de todas as escolas estaduais, municipais e particulares.

De 02 à 06 de Setembro haverá alvoradas sempre a partir das 05 horas da manhã, com as bandas fanfarras e marciais das escolas: José leite de Souza, Maria do Socorro Aragão, Tiradentes, José Pereira do Nascimento e IFPB.

Pela manhã, a sequencia de apresentações será a seguinte:

· 08:00- 11º BPM e Clube dos desbravadores
· 08:30- Escola Monteiro Lobato
· 09:15- Instituto José Pereira do Nascimento
· 10:00- Educandário Jansen Filho
· 10:45- Colégio Santo Expedito-Unidade Cariri

Já no período da tarde, a programação terá a seguinte sequencia:

· 15:00- Rede Municipal de Ensino
· 16:30- Serviços Municipais de Saúde e Programas da Secretaria de Desenvolvimento Social.

A novidade este ano fica por conta da programação noturna com a apresentação das bandas fanfarras e marciais:

· 18:00- BANDA FANFARRA COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES
· 18:30- BANDA FANFARRA DA ESCOLA MUNICIPAL TIRADENTES
· 19:00- BANDA FANFARRA DO INSTITUTO EDUCACIONAL JOSÉ PEREIRA DO NASCIMENTO
· 19:30- BANDA FANFARRA DO JOSÉ LEITE DE SOUZA
· 20:00- BANDA MARCIAL DO IFPB

Paraíba é o quinto estado mais populoso da Região Nordeste

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou nesta terça-feira (30) a estimativa da população paraibana. O Estado tem 3.999.415 habitantes e ocupa o quinto lugar entre os estados mais populosos do Nordeste.

A estimativa das populações dos 5.570 municípios brasileiros também foi divulgada e publicada no Diário Oficial da União (DOU) com data de referência em 1º de julho de 2016. Estima-se que o Brasil tenha 206,1 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento de 0,80% entre 2015 e 2016, um pouco menor do que a calculada entre 2014 e 2015 (0,83%).

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,0 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,5 milhões de habitantes), Brasília e Salvador (cerca de 2,9 milhões de habitantes cada). Dezessete municípios brasileiros possuem população superior a 1 milhão de pessoas, somando 45,2 milhões de habitantes ou 21,9% da população total do Brasil.

Serra da Saudade (MG) é o município brasileiro de menor população, 815 habitantes, seguido de Borá (SP), com 838 habitantes, e Araguainha (MT), com 953 habitantes. Estima-se que, de 2015 para 2016, quase ¼ dos municípios (24,8%) tiveram redução de população.

No ranking dos estados, os três mais populosos localizam-se na região Sudeste, enquanto os cinco menos populosos localizam-se na região Norte. O estado de São Paulo, com 44,7 milhões de habitantes, concentra 21,7% da população do país. O estado de Roraima é o menos populoso, com 514,2 mil habitantes (0,2% da população total).

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são fundamentais para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por um procedimento matemático e é o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos munícipios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais que tenham ocorrido entre os municípios após 2010.

A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União (DOU.) de hoje, 30 de agosto de 2016.

Prestes a assumir mandato no Senado, Deca tem encontro com Cássio em Brasília

Banner Efigenio

João Henrique preside sessão da CPI onde Vivo assinou termo de Compromisso

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

O vice-presidente da A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado João Henrique (PEN), presidiu a sessão realizada nesta terça-feira (30), quando foi assinado, no Plenário Deputado José Mariz, o Termo de Compromisso da operadora de telefonia móvel Vivo. A assinatura é mais um resultado dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito da Telefonia Móvel.

O parlamentar João Henrique destacou a importante atuação da CPI para que os paraibanos tenham melhor qualidade no sinal da telefonia móvel. “Essa CPI mostrou que quando se quer, se faz. Os deputados que integram a Comissão estão de parabéns pelo trabalho”, disse o deputado.

O presidente da CPI, deputado João Gonçalves, revelou que foi dado mais um passo importante. “Conseguimos fechar com a Vivo que se propõe a mais investimentos em sua infraestrutura em benefício dos paraibanos com a expansão do seu sinal na Paraíba”, comemorou.

A Vivo é a segunda operadora de telefonia móvel a atender propostas da CPI que visam a melhoria da qualidade dos serviços prestados aos paraibanos. A primeira operadora a assinar um Termo de Compromisso foi a TIM, na semana passada.

O relator da CPI da Telefonia, deputado Bosco Carneiro, avalia que os trabalhos da Comissão estão resultando em benefícios para os usuários paraibanos. “O objetivo da CPI é justamente esse, garantir que as operadoras ampliem seus investimentos na infraestrutura para que a telefonia móvel melhora no Estado inclusive para as comunidades rurais. O sinal da VIVO vai chegar a mais municípios paraibanos”, adiantou.

Acusação e defesa de Dilma choram no 5º dia de sessão do impeachment

janainaecardosoA advogada Janaína Paschoal abriu o 5º e penúltimo dia do julgamento no Senado. Ela justificou o impeachment como “remédio constitucional”, pediu desculpas pelo “sofrimento” que causou a Dilma e chorou. “Peço que ela um dia entenda que eu fiz isso pensando também nos netos dela.”

Ela reiterou que sua denúncia é baseada em 3 pilares: omissão de Dilma diante do petrolão, as pedaladas fiscais e os decretos de créditos suplementares editados em desconformidade com a meta. “A perícia confirmou os empréstimos, confirmou que são operação de crédito, confirmou que não foram contabilizados.”

Na sequência, foi a vez do advogado Miguel Reale Júnior fazer suas argumentações finais. Disse que o crime está, inicialmente, no uso dos bancos oficiais para financiar o Tesouro. E reafirmou que as “pedaladas fiscais” são operações de crédito. “O lulo-petismo é a legitimação da esperteza malandra. O país não quer mais isso.”

O advogado José Eduardo Cardozo chorou ao deixar a tribuna do Senado, onde fez a última defesa da presidente afastada no julgamento do impeachment no Senado.

Em seu discurso, o ex-ministro da Justiça alegou que as pedaladas fiscais foram realizadas também por Fernando Henrique Cardoso e Lula e que eles não foram processados. Disse que a tese foi construída por um procurador do TCU “suspeito” e um auditor “ainda mais suspeito” e que a acusação “é tão pobre de provas que tem de distorcer as provas da defesa”.

Para finalizar, Cardozo voltou a pedir que os senadores aceitem a proposta de convocar um plebiscito para novas eleições. “Não aceitem que nosso país sofra um golpe parlamentar. Para que Dilma não sofra a pena de morte política”.

Artesãs de projetos produtivos do Cariri participam de exposição em João Pessoa

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

Quatro artesãs que fazem parte de projetos produtivos atendidos pelo Procase participarão de uma exposição na Universidade Federal da Paraíba a partir desta terça-feira (30), durante o Seminário ‘O Futuro do Desenvolvimento: o Brasil, o Nordeste e a estratégia de arranjos locais’. Elas irão expor e comercializar peças em renda renascença, tapeçaria e crochê, que são feitas em associações de artesãos nos municípios de São João do Tigre, Gurjão e Boqueirão. A exposição acontece na área de vivência do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, na UFPB.

Os produtos que serão expostos fazem parte dos projetos que recebem financiamento do Procase a exemplo da renda renascença desenvolvida na comunidade de Cacimbinhas, em São João do Tigre. Cerca de 50 rendeiras fazem parte do Centro de Comercialização e Produção das Rendeiras Porcina Francisca da Costa, que recebeu um investimento de R$ 300 mil para a construção da sede da chamada ‘Casa das Rendeiras’.

Do município de Gurjão serão expostas peças em tapeçaria oriundas da Associação dos Artesãos e Tapeçaria de Gurjão, já do município de Boqueirão serão expostas peças em crochê, feitas por artesãos da Associação dos Moradores do Marinho. “Ficamos muito felizes em ver que o apoio do Procase vem gerando frutos cada vez melhores. Além de suas peças, estas artesãs vem expor o trabalho de dezenas de paraibanas que são exemplo de determinação”, disse o coordenador do Procase, Hélio Barbosa.

O seminário é fruto da parceria entre o Governo e a universidade, que buscam criar de maneira conjunta o Plano de Desenvolvimento Econômico e Social (Plades) com o objetivo de auxiliar os arranjos produtivos locais (APLs) paraibanos.

Polícia prende suspeito de envolvimento com explosão ao banco de Soledade

Aesa prevê máxima de 32ºC e mínima de 17ºC para o Cariri nesta quarta-feira

Bando explode banco em Queimadas e leva cofre; bandido morre em tiroteio

Após 26 anos de casamento, Fátima Bernardes e Bonner anunciam separação

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base

William Bonner e Fatima Bernardes estão se divorciando. O anúncio foi feito pelos próprios jornalistas em suas respectivas contas no Twitter.

A relação termina após 26 anos e três filhos, trigêmeos, citados por Bonner em seu anúncio. O casal se tornou um dos mais famosos da TV brasileira ao apresentar por mais de uma década o Jornal Nacional.

O anúncio foi feito pelos dois ao mesmo tempo e na mesma rede social, o Twitter. Além disso, o discurso de Bonner e Fatima foi exatamente o mesmo.

“Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos decidimos comunicar que estamos nos separando. Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais de três jovens incríveis”, escreveram eles.

Atualmente ele segue apresentando o Jornal Nacional, enquanto ela pulou para as manhãs globais, nas quais apresenta o Encontro.

Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando.

— Fatima Bernardes (@fbbreal) August 30, 2016

Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis.

— Fatima Bernardes (@fbbreal) August 30, 2016

É tudo o que temos a declarar sobre o assunto. Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre. William e Fátima.

— Fatima Bernardes (@fbbreal) August 30, 2016

Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando.

— William Bonner (@realwbonner) August 30, 2016

Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis.

— William Bonner (@realwbonner) August 30, 2016

É tudo o que temos a declarar sobre o assunto. Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre.

Fátima e William

— William Bonner (@realwbonner) August 30, 2016

Pesquisa mostra Juraci Conrado com maior índice de rejeição em Monteiro

[+]   POSTAGENS