::Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro ::Casa de professores da UFCG é arrombada pela segunda vez em Sumé ::João Henrique diz que governo é um “desastre” e Estado “escureceu” após reeleição de Ricardo Coutinho ::Investimento de R$ 14,8 mi leva barragens e poços a cidades do Cariri ::É BALA!: Jovem é assassinado a tiros durante o Carnaval em Camalaú ::Adriano Galdino não descarta cortar salários de deputados faltosos ::Musa do Impeachment fica pelada e é expulsa do Sambódromo; veja fotos ::UMA “VELHA SENHORA” JOVIAL ::TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade ::Policiamento será reforçado em todo o Estado durante o Carnaval Malves Supermercados

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

Banner Coringa Banner Coringa

Casa de professores da UFCG é arrombada pela segunda vez em Sumé

João Henrique diz que governo é um “desastre” e Estado “escureceu” após reeleição de Ricardo Coutinho

Banner Prefeitura Educação

Investimento de R$ 14,8 mi leva barragens e poços a cidades do Cariri

barragemsubterraneaprata (1)Cinquenta e seis municípios das regiões do Cariri, Seridó, Curimataú e Sertão da Paraíba vão ganhar mais poços tubulares e outras barragens subterrâneas, através do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), para ajudar a população a enfrentar a seca. Além disso, os agricultores vão receber 100 mil raquetes de palma forrageira resistente à cochonilha do carmim. Ao todo, serão 280 poços perfurados com investimento de R$ 14,8 milhões.

Um dos municípios atendidos pelo programa é São João do Cariri, no Sertão paraibano, a 224 km de João Pessoa, onde estão sendo perfurados mais cinco poços tubulares e outras cinco barragens subterrâneas.

Nos últimos dias também foram instaladas barragens subterrâneas e poços artesianos nos municípios de Serra Branca e Prata, respectivamente a 233 km e 301 km de João Pessoa.

Os poços e barragens estão sendo construídos em parceria do Procase com o Exército Brasileiro, onde está sendo investido aproximadamente R$ 2,3 milhões.

De acordo com o coordenador do Procase, Hélio Barbosa, cada agricultor vai receber um kit composto de um sistema hídrico, um kit de subirrigação por energia solar e um campo de forragem com 10 mil raquetes de palmas.

“A ideia é que as famílias beneficiárias possam produzir forragem para seu rebanho mesmo nos longos períodos de seca. Por isso, além do poço e barragens subterrâneas, vamos distribuir para cada comunidade beneficiada um sistema de subirrigação por gotejamento à base de energia solar, e dez mil raquetes de palma”, afirmou o coordenador.

Para a implantação dos kits estão sendo investidos cerca de R$ 9,5 milhões. Já a aquisição das 560 mil raquetes de palma forrageira representa um investimento de aproximadamente R$ 3 milhões.

É BALA!: Jovem é assassinado a tiros durante o Carnaval em Camalaú

Adriano Galdino não descarta cortar salários de deputados faltosos

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), disse que pedirá aos deputado bom senso para conciliarem as atividades parlamentares e a disputa eleitoral deste ano.

“Esse é um ano atípico, diferente, alguns deputados são candidatos a prefeitos, outros vão apoiar candidatos em diversos municípios da Paraíba. Vamos usar o bom senso para conciliar os trabalhos da Assembleia com as atividades políticas. O deputado é um ser político e precisa estar nos municípios prestando seus apoios aos correligionários e participando das decisões políticas”, declarou.

Ele também não descartou a possibilidade de descontar salários dos deputados faltosos no decorrer do ano.

“Pode chegar a esse ponto, vai depender do desenrolar das atividades parlamentares, se elas forem prejudicadas, nós poderemos tomar essa atitude com toda certeza, pois temos obrigações com todo povo paraibano, de manter o quórum e precisamos estar na Assembleia”, avisou.

Ele ainda reafirmou que irá entregar a presidência da Casa ao deputado Gervásio Maia Filho (PMDB), mas revelou a intenção de mudar a sede do Poder Legislativo antes de passar o cargo para o peemedebista.

“Temos o compromisso fechado, Gervásio vai assumir a Casa em fevereiro do próximo ano e antes de entregar, eu quero entregar a nova sede da Assembleia. Nós temos R$ 15 milhões que só podem ser aplicados em reforma ou construção da nova sede, não posso destinar para outra coisa. Vamos manter essa decisão, já que conseguimos um prédio pronto e vamos só reformar. Acredito que se esse valor não der, estará muito perto do valor a ser gasto”, finalizou.

Musa do Impeachment fica pelada e é expulsa do Sambódromo; veja fotos

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

Ju Isen, conhecida por ter ido quase nua em um dos protestos a favor do impeachment de Dilma Rousseff, se revoltou durante o desfile da Unidos do Peruche na segunda noite de desfiles do Carnaval paulistano. Impedida pela agremiação de usar um tapa-sexo polêmico com desenho da presidente, a musa resolveu prejudicar a escola na avenida.

A Musa do Impeachment esperou o momento em que estaria bem em frente aos jurados no Sambódromo do Anhembi para tirar a parte de cima da fantasia.

Os integrantes da escola ficaram desesperados com a atitude e expulsaram a musa da avenida. A Unidos do Peruche pode perder pontos por conta da nudez no meio do desfile.

Revoltada com a expulsão, Ju Isen disse que sofreu agressões e que pretende processar a escola de samba. “Fui agredida e estou cheia de sangue na perna! Vou processar! Fui agredida pelo pessoal da escola! Me jogaram no chão e estou toda machucada! Como jogam uma pessoa assim no chão? Tem que ter respeito ao próximo! Bateram em mim! Me jogaram no asfalto”, revelou ai sote ‘EGO’.

Luana Safire, ex-Rainha de Bateria da Unidos do Peruche ficou revoltada com a atitude de Ju Isen e se manifestou nas redes sociais. “Ficou pelada na avenida sem preocupação com o nosso trabalho de um ano inteiro de uma família chamada Peruche”, postou ela, que ainda completou: “Sou contra a violência, mas essa tem que apanhar… gosta de tomar ‘pau’ no oficio, mas vai tomar de gente grande… quer ficar famosa? Toma Vadia!”, escreveu, recebendo apoio dos seus seguidores.

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

UMA “VELHA SENHORA” JOVIAL

Por Ramalho Leite

ramalholeitepequena1Era uma quinta feira, 2 de fevereiro do ano de 1893, quando o Partido Republicano do Estado da Parahyba fez circular a primeira edição de A União. Na capa, os editores pediam aos seus leitores, “o obsequio de devolvel-o á respectiva typographia” no prazo de três dias. Não explicaram o motivo para essa restituição, mas o Walter Galvão, hoje diretor desta folha, acredita que se tratava de uma pesquisa para avaliar o alcance do periódico.

Na edição inaugural, o novo órgão de imprensa traçava o seu perfil, e se identificava como veículo político-partidário, disposto a defender a agremiação e seus integrantes.
O jornal e o partido eram um só corpo e um só espírito. Por isso, se dirigiu ao publico leitor “não para anunciar qualquer nova transformação mas para configurar os motivos de sua origem, as formulas que condensaram os seus primeiros pensamentos,suas aspirações, no começo vagas,depois francamente definidas e encorpadas aos caracteres que dirigiam o movimento.A única modificação que lhe anunciamos, é a creação d´esta folha, poderoso meio externo da cohesão e disciplina partidária.Iremos á luz da imprensa, visitar os arrayaes de nossos amigos, e crear-lhes um centro de intelligencia, e de conselho.
Iremos a mesma luz prestar nossa decidida cooperação ao illustre administrador do estado, o exm.sr.dr. Alvaro Lopes Machado. O nosso apoio igualmente ilimitado, e sem nenhuma reserva extenderemos ao benemérito governo da União, e ao glorioso chefe da Republica, Sr. marechal Floriano Peixoto”.

Da pia batismal aos dias de hoje, a linha editorial deste jornal permanece a mesma. Mudam os governos, mas sua fidelidade, jamais. A única mudança foi a oficialização dessa lealdade. Em determinado momento, o jornal do Partido tornou-se o jornal do Governo. A União publicaria além do noticiário palaciano, os atos emanados da administração pública. O Diário Oficial, em separado, é obra mais recente. O modelo serviu até para enriquecer nosso folclore político. Zé Américo, no Piancó, definiu o político Antonio Montenegro: “é mais fiel ao Governo que o chumbo do diário oficial”.
Na minha irreverência já conhecida, prefiro dizer que A União “é o órgão mais independente que conheço: é do governo e não nega”.

No primeiro número do periódico, temos conhecimento de que, naquele ano de 1893 era Chefe de Polícia da Paraíba o dr. Antonio Ferreira Baltar; seu irmão, de nome Abílio Ferreira Baltar, nomeado Fiscal, realiza a primeira extração da Loteria, à época, uma concessão particular entregue a um felizardo chamado Bernardino Lopes Alheiros. O primeiro delegado da Capital era Francisco Chateaubriand Bandeira de Mello. O Assis, do mesmo sobrenome e criador dos Diários Associados, tinha, então, um ano de idade.
Naqueles dias, por emissão de notas falsas, foram presos dois diretores de bancos nacionais; “as notas falsas do Banco Emissor de Pernambuco se distinguem pela imperfeição do mau papel”; o ministro da Fazenda manda que se recebam as notas do Banco Emissor, tidas como verdadeiras, até que sejam substituídas pelo Banco da República; é nomeado um novo diretor para o Banco da República, o Sr. Tomaz Coelho; o governador do Rio de Janeiro sanciona lei que transfere a sua Capital para a cidade de Theresópolis; morre a esposa do ministro da Guerra.

A denominação do jornal deve-se à união dos próceres dos velhos partidos, ao novo Partido Republicano comandado por Álvaro Machado. “No intuito de justificar o nome desta folha” foi relatada com detalhes a reunião de criação do novo partido realizada no Palácio do Governo, quando “duas ordens de cadeiras foram insuficientes para acomodar os convidados”. Foi designada uma comissão provisória para comandá-lo, eleita, democraticamente, entre os presentes ao evento.

O governador Álvaro Machado asseverou “que não tinha vindo a Paraíba se não para reconstruir o que fora demolido e por em ordem o que fora desorganizado”. No campo partidário desejava juntar os bons elementos de outros partidos e “fundi-los em um só, compacto e disciplinado”. A votação, apurada entre outros por Artur Aquiles e Tomaz Mindelo, proclamou como escolhidos para a primeira diretoria do Partido Republicano os srs Diogo Sobrinho,Eugenio Toscano,Gama e Melo,Moreira Lima e José Evaristo, os mais votados.Os srs Targino Neves e Cunha Lima, de Bananeiras e Areia, respectivamente, ficaram na suplência juntamente com outros nomes de rua menos votados.

E encerra sua narrativa o jornal A União: “Servido em seguida um agradável copo de cerveja, retiraram-se os convidados plenamente satisfeitos, não só quanto ao cavalheirismo de trato do honrado governador, como em relação à phase de verdadeira actividade política, iniciada por tão solene reunião”. Estava fundado o Partido Republicano do Estado da Parahyba e o seu porta-voz, A União.

Esta semana A União entrou na era de informática, inaugurou sítio e um sistema on-line de envio de matéria para a publicação no Diário Oficial. A Velha Senhora de 123 anos está cada dia mais jovem e dinâmica, sob o comando de uma equipe que se desdobra para oferecer seus melhores serviços à Parahyba do Norte. Parabéns !( Nas transcrições mantive a grafia da época).

TERROR EM MONTEIRO: Trio armado faz arrastão na entrada da cidade

Policiamento será reforçado em todo o Estado durante o Carnaval

policiamonteiroA Polícia Civil da Paraíba deverá trabalhar em regime de plantão especial durante o período carnavalesco a partir deste sábado (6) até a terça-feira (9). Serão disponibilizados 370 policiais por dia para reforçar a segurança em todas as regiões do Estado, entre delegados, escrivães, agentes de investigação e motoristas policiais, o que garante um policiamento de 1.480 homens durante todo o período momesco.

Os policiais civis escalados para o plantão do carnaval deverão ser distribuídos entre as Delegacias Especializadas (Roubos e Furtos, Homicídios, Repressão a Entorpecentes, Atendimento à Mulher, Roubos e Furtos de Veículos, entre outras), Delegacias Seccionais e pólos de plantão no interior do Estado e a Central de Flagrantes, localizada na sede da Central de Polícia de João Pessoa. Em Campina Grande, as especializadas e a Central de Polícia, no bairro do Catolé, ficarão preparadas para o atendimento ao público durante todo o dia e também à noite.

IPC – O Instituto de Polícia Científica manterá equipes especializadas para realizar os trabalhos concentrados nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos e Cajazeiras. Serão nove carros com equipes de criminalística, além de rabecões espalhados por João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Sousa, Patos, Cajazeiras, Monteiro, Picuí, Catolé do Rocha e Itaporanga.

Mais Serviços – A Seds também vai reforçar para os foliões os canais de atendimento. O Disque Denúncia (197), que funciona 24 horas, pode ser usado para informação de crimes. A ligação é gratuita e sigilosa. O Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), por meio do número 190, também fica disponível o dia inteiro para a Região Metropolitana de João Pessoa e Litorais Sul e Norte e em todo Estado. O folião pode usar ainda a Delegacia Online, pelo endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br, para registros de ocorrências em que não haja violência, como extravios e furtos.

Banner boca escancarada

PRF inicia Operação carnaval 2016 nesta sexta-feira em rodovias paraibanas

Acusado de se masturbar na rua ateia fogo no corpo e acaba preso em Monteiro

Serra Branca e 8 cidades terão 1.500 militares atuando contra o Aedes aegypti

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

Nove cidades paraibanas receberão militares que atuarão no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika. Ao todo, atuarão na Paraíba 1.500 militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, que irão às ruas para distribuir material impresso com orientações para a população sobre como manter a casa livre dos criadouros do mosquito.

Na Paraíba haverá ações nas cidades de Bayeux, Cajazeiras, Campina Grande, Guarabira, João Pessoa, Patos, Pombal, Rio Tinto e Serra Branca.

As ações das Forças Armadas já começam no dia 13 de fevereiro. Em todo o Brasil, 220 mil militares estarão em 356 municípios com a meta de visitar 3 milhões de residências. Além de todas as capitais, eles também visitarão as 115 cidades consideradas endêmicas pelo Ministério da Saúde.

No total, o Sudeste contará com 104,4 mil militares, o Centro-Oeste com 35 mil, o Nordeste com 28,6 mil, o Norte com 28,3 mil e o Sul com 23,7 mil. O estado do Rio de Janeiro é o que abrigará o maior contingente, chegando a 71 mil militares.

Esta será a segunda etapa da atuação dos militares no combate ao mosquito Aedes aegypti. A primeira começou no dia 29 de janeiro e terminou hoje. Foi um mutirão de limpeza nas 1,2 mil instalações militares espalhadas por todo o Brasil.

Na terceira etapa, entre 15 e 18 de fevereiro, 50 mil homens e mulheres das Forças Armadas farão visitas, em ação coordenada com o Ministério da Saúde e autoridades locais, para inspecionar possíveis focos de proliferação nas casas e, se for o caso, aplicar larvicida. A última etapa será em parceria com o Ministério da Educação, com visitas às escolas e conscientização das crianças e adolescentes sobre como evitar a multiplicação do mosquito transmissor.

Confira a programação do Carnaval de Sertânia 2016

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

Foi divulgada, nesta sábado (30), através da assessoria de comunicação da prefeitura de Sertânia-PE, neste sábado (30), a programação do Carnaval de Todos os Blocos.

A prefeitura reconheceu a trapalhada de 2015, quando realizou o carnaval na Avenida Agamenon Magalhães, e em 2016 os shows voltarão a ser na Praça de Eventos Olavo Siqueiera, onde se epresentarão as orquestras Monteirense de Frevo e Sertaniense de Frevo, Swing Dang, Pankada de Barão, Uz Frajolas, Mário e Júnior, Forró Topado Elétrico, Swing do Maldonado, Farra dos 600 e Pankada D’Luxo, na Praça de Eventos Olavo Siqueira.

O Carnaval 2016 em Sertânia começa na quinta-feira (04) com os desfiles dos blocos da Academia da Saúde e da Mulher, que prometem levar muita alegria pelas ruas da cidade.
De acordo com o secretário de Juventude, Esportes, Cultura e Turismo, João Lúcio, a Prefeitura vai apoiar o desfile dos blocos, e os demais festejos serão realizados com o apoio da iniciativa privada, por meio da Associação Cultural de Sertânia (Acordes).

Confira a Programação da Praça de Eventos:

Sexta-feira (05/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
23h – Orquestra Monteirense de Frevo e Orquestra Sertaniense de Frevo

Sábado (06/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
22h – Orquestra Sertaniense de Frevos, Swing Dang

Domingo (07/02/2016)
Local: Praça de Eventos
16h – Matinê com A Turma da Alegria
22h – Pankada de Barão, Orquestra Sertaniense de Frevos, Uz Frajolas

Segunda-feira (08/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
22h – Mário e Júnior e Forró Topado Elétrico

Terça-feira (09/02/2016)
Local: Praça de Eventos
20h – Concentração de Blocos
22h – Swing do Maldonado, Farra dos 600, Pankada D’Luxo

Moxotó da Gente

Prefeitura de Monteiro altera expediente por conta do Carnaval

monteirodia3As repartições públicas de Monteiro fecham as portas nesta sexta-feira, 5, às 13 horas, e reabrem às 13 horas da próxima quarta-feira, dia 10, em virtude dos festejos carnavalescos.

O feriadão foi regulamentado pela prefeita Edna Henrique através do Decreto nº 941/2016, que facultou o expediente da segunda-feira, dia 8, véspera do feriado da terça-feira, dia 9, e o retorno do expediente na quarta-feira (10) das 13 às 18 horas.

Os serviços considerados essenciais, a exemplo de limpeza urbana, UPA 24 Horas, SAMU e funerários, entre outros, terão o funcionamento regulamentado através de plantões fixados pelos secretários responsáveis pelos setores.

Outro Decreto, o de nº 942, determina que o funcionamento do Mercado Público seja normal no sábado (6) e na segunda-feira (8) abrirá no horário das 8 às 12 horas, fechando suas portas na terça-feira (9). Na quarta-feira de cinzas, dia 10, o expediente do voltará ao horário normal.

Julgamento de segunda ação contra Ricardo Coutinho também é adiado

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) suspendeu nesta quinta-feira (4) o julgamento da segunda Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), conhecida como Aije da Polícia, movida contra o Governador Ricardo Coutinho. A suspensão do julgamento da segunda ação ocorreu após um pedido de vista do juiz Emiliano Zapata. A análise de uma outra ação, conhecida como Aije Fiscal, também começou nesta quinta-feira, e após pedido de vista, o julgamento foi suspenso. As duas ações pedem a cassação do governador.

Embora tenha ocorrido o adiamento, no caso da Aije da Polícia, apenas um voto ainda não foi apresentado. Como cinco magistrados já votaram contra a cassação, se na retomada do julgamento não houve alterações nos votos já emitidos, o resultado já é fovarável ao governador, independente do voto restante. Já na Aije Fiscal, foram três votos contra a cassação e três magistrados ainda não votaram.

Durante a sessão, os magistrados Tércio Chaves de Moura, relator, Sylvio Pélico Porto Filho, Breno Wanderley César, Leandro do Santos e Ricardo da Costa votaram pela improcedência da Aije da Polícia. Apenas o juiz Emiliano Zapata ainda não apresentou o voto. O presidente da Corte, José Aurélio da Cruz, só vota em caso de empate.

A Corte eleitoral retomará o julgamento de ambas ações na próxima sessão, prevista para ocorrer no dia 18 de fevereiro. As duas ações são de autoria da coligação “A Vontade do Povo”, que foi encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima. O Procurador Regional Eleitoral, João Bernanrdo da Silva deu parecer pela improcedência das ações e considerou as provas apresentadas insuficientes.

Entre outras coisas, a Aije da Polícia acusa Ricardo Coutinho de abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2014 e diz que foram oferecidos benefícios e vantagens a policiais para favorecer o processo de eleição.

Aije Fiscal
O julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral conhecida como Aije Fiscal foi suspenso após um pedido de vista do desembargador Leandro dos Santos.

Antes da suspensão do julgamento, três magistrados votaram pela improcedência da ação, ou seja, pela não cassação do gestor. Os juizes Sylvio Pélico Porto Filho e Breno Wanderley César seguiram o voto do relator, juiz Tércio Chaves de Moura. Os três chegaram à conclusão de que não houve o uso da máquina pública em favor da reeleição do governador.

Além do desembargador Leandro dos Santos, que pediu vista, também faltam votar os juízes Ricardo da Costa Freitas e Emiliano Zapata. Em caso de empate, o presidente da Corte, José Aurélio da Cruz, também deverá apresentar voto.

Secretaria de Desenvolvimento Social de Monteiro realiza capacitação para técnicos

Idoso morto dentro de casa em Monteiro havia sido condenado por matar o irmão

Conta de energia fica mais cara em Boa Vista e mais 5 cidades da Paraíba

Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro Polícia detém 8 suspeitos de dupla tentativa de homicídio em Monteiro

A conta de energia elétrica fica mais cara a partir desta quinta-feira (4), em Campina Grandee mais cinco cidades do Agreste da Paraíba. Para o consumidor de baixa tensão (residencial), o efeito do aumento será de 7,47% e para o consumidor de alta tensão (indústria) será de 5,97%, conforme informou, na terça-feira (2), a empresa Energisa Borborema, responsável pelo abastecimento elétrico das cidades. O índice médio de reajuste é de 6,91%.

Além de Campina Grande, o aumento valerá para as cidades de Queimadas, Fagundes, Boa Vista, Massaranduba e Lagoa Seca. Segundo a Energisa, o aumento está sendo aplicado com base reajuste tarifário anual, que é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que reconheceu os custos da distribuidora com a compra de energia e encargos de outros setores, que totalizam 4,2% do reajuste.

Entre os gastos setoriais, se destaca a manutenção e operações nas usinas termelétricas, gastos que são divididos entre todos os consumidores para garantir segurança elétrica, até que o nível de água dos reservatórios usados nas hidrelétricas sejam normalizados.

Apesar do aumento anunciado na tarifa, a Energisa também anunciou que a partir deste mês de fevereiro haverá uma mudança na bandeira vermelha, que passa de R$ 4,50 para R$ 3 a cada 100 Kwh. Em um exemplo citado pela Energisa, o consumidor que até então consumia 145 Kwh pagaria R$100,60 pela conta incluindo o adicional da bandeira vermelha e taxas de serviço. Com ao reajuste na tarifa, o valor aumenta para R$ 103,70.

[+]   POSTAGENS