::Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri ::Monteiro realizará Missa do Vaqueiro ::Prefeitura de Ouro Velho antecipa salários ::Prefeito e ex-prefeito de Gurjão confirmam apoio à candidatura de João Henrique ::Nonato Bandeira participa de plenária ao lado de Luciano Agra ::Vates e Violas da cidade de Prata ::Coronel Chaves, chefe da Casa Militar, morre em acidente na BR-230 ::Um momento para eternizar com o Coronel Chaves ::Separados por dois dedos de bigode: Deca do Atacadão e Levy Fidelix ::Ricardo Coutinho falta ao debate promovido pelo Fórum dos Servidores Prefeitura de Prata

Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri

Banner Coringa Banner Coringa

Prefeitura de Ouro Velho antecipa salários

Banner Segundo Wilson Ricardo

Prefeito e ex-prefeito de Gurjão confirmam apoio à candidatura de João Henrique

Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri

O deputado estadual João Henrique conseguiu um forte grupo de apoio na cidade de Gurjão, Cariri Ocidental Paraibano. O prefeito do município, Ronaldo Queiroz, com todo seu grupo de vereadores e lideranças se uniu ao grupo liderado pelo ex-prefeito Zé Carlos e apoiarão juntos a candidatura a deputado estadual de João Henrique (DEM).

O parlamentar esteve visitando o município e se reuniu com várias dessas lideranças que destacaram a representatividade do parlamentar para o Cariri do Estado. “João Henrique foi o único deputado caririzeiro eleito de fato nas eleições passadas e mesmo com as dificuldades que enfrentou na relação do Governo com a Assembleia, manteve levantada a bandeira do Cariri ao longo dos últimos quatro anos e apostou sempre firmemente na região. Nossa adesão ao deputado é mais um reconhecimento de seu trabalho e devoção ao Cariri Paraibano e sua dedicação em defender os municípios da região”, destacou o prefeito Ronaldo.

Marcelo Farias, um dos líderes do grupo de Zé Carlos, destacou que a cidade de Gurjão sai fortalecida com essa união, pois teremos mais firmemente comprometido o deputado João Henrique com os projetos e ações do município nesta próxima legislatura e gestão do Estado.

O prefeito Ronaldo Queiroz, o ex-prefeito Zé Carlos, seus vereadores de apoio e demais lideranças estarão também apoiando a candidatura de Cássio ao Governo do Estado.

O deputado João Henrique afirmou que seguirá conquistando e confirmando apoios em todos os municípios do Cariri Paraibano, porque fez uma opção especial por representar a região nas instâncias do Governo estadual e Assembléia Legislativa.

Nonato Bandeira participa de plenária ao lado de Luciano Agra

nonatoeagraO candidato a deputado estadual, Nonato Bandeira (PPS), participou na noite desta terça-feira (26) de plenária com os moradores dos Bancários. O encontro contou com as presenças do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PEN), primeiro suplente do candidato a senador Wilson Santiago (PTB), e do ex-secretário de Infraestrutura de João Pessoa, Ronaldo Guerra.

O presidente da Associação dos Moradores dos Bancários, Antônio Albuquerque, destacou que Nonato Bandeira conhece os problemas do bairro e será um defensor do lugar ao chegar à Assembleia Legislativa. “Nonato é filho dos Bancários, é conhecedor das carências daqui, principalmente no que diz respeito à mobilidade urbana, e pode fazer muito por nossa comunidade”, disse.

O ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, compareceu à reunião para avalizar seu apoio à candidatura de Nonato a deputado estadual. “Ele é um amigo, tem uma postura simples e seus compromissos viram obrigação. Apoio Nonato, pois sei que ele dará uma oxigenação na política”, afirmou.

O professor Carlos também manifestou sua confiança em Nonato e afirmou que ele será um representante do esporte amador na Assembleia Legislativa. “Eu acredito nessa bandeira do bem e sei que João Pessoa terá, pela primeira vez, a partir de 2015, um verdadeiro defensor do esporte”, falou.

Nonato lembrou em sua fala que morou nos Bancários por 26 anos e assegurou que seus compromissos serão levados adiante. “Estamos compromissados em melhorar a qualidade de vida da população para abraçar causas sociais e apresentar projetos de relevância no Poder Legislativo”, declarou.

Coronel Chaves, chefe da Casa Militar, morre em acidente na BR-230

Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri

Um gravíssimo acidente ocorrido na BR-230 matou na madrugada desta quarta-feira, 27, o coronel Fernando Antônio Soares Chaves, chefe da Casa Militar do governo do Estado da Paraíba. Ele era primo dos coronéis Euller e Kelson, respectivamente comandante e ex-comandante da Polícia Militar da Paraíba.

As primeiras informações dão conta que o acidente aconteceu por volta das 2h na BR-230 próximo ao Motel Dallas, na cidade de Patos, quando o veículo colidiu com outro veículo provocando a morte do militar e de um jovem ainda não identificado que viajava no outro carro.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal estiveram no local quando identificaram o coronel Chaves como uma das vítimas.

Fernando Antônio Soares Chaves ingressou na Polícia Militar como aspirante em 1985. Antes de assumir a Casa Militar exerceu as funções de Chefe da Assessoria Militar da Presidência da Assembléia Legislativa da Paraíba e da Assessoria Militar da Procuradoria de Justiça Ministério Público da Paraíba.

O chefe da Casa Militar exerceu na Corporação os seguintes postos:

1986 – Comandante do 1º Pelotão do 6º BPM. Sousa/PB.
1987/1988 – Comandante da 14ª Cia do 6º BPM. Sousa/PB.
1988 – Comandante da 11ª Cia do 6º BPM. Cajazeiras/PB.
1991 – Subcomandante da 11ª Cia do 6º BPM. (onde implantou e Coordenou a Operação Manzuá). Cajazeiras/PB.
1991 – Comandante do CFAP. Centro de Ensino. João Pessoa/PB.
1991 – Chefe da Divisão de Ensino. Centro de Ensino. João Pessoa/PB.
1991 – Comandante da Academia de Policia Militar do Cabo Branco. Centro de Ensino. João Pessoa/PB.
1992 – Chefe da PM/5 (Relações Públicas). Quartel do Comando-Geral. João Pessoa/PB.
1992/1994 – Comandante da 4ª Cia do 1º BPM. João Pessoa/PB.
1994/1997 – Comandante da 2ª Cia do 6º BPM. Sousa/PB
2001/2002 – Comandante da 4ª Cia do 1º BPM. João Pessoa/PB.
2003 – Comandante da CPTran. João Pessoa/PB.
2005/2009 – Comandante do 6º BPM. Cajazeiras/PB.

Um momento para eternizar com o Coronel Chaves

Ricardo Coutinho falta ao debate promovido pelo Fórum dos Servidores

Polícia Civil desarticula quadrilha que roubou bancos no Cariri

bancodobrasilsbA Polícia Civil da Paraíba, por meio da 15ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede na cidade de Patos, desarticulou nesta terça-feira (26) uma quadrilha especializada em roubo a bancos no Norte e no Nordeste. A ação teve apoio do Ministério Público.

A prisão fez parte da ‘Operação Canga’, cujos mandados de prisão temporária foram cumpridos no município de Princesa Isabel, na Paraíba, e nos estados de Alagoas e Rio Grande do Norte. Foram presos seis homens suspeitos de roubar duas agências bancárias em Princesa Isabel, em maio do ano passado. A quadrilha já teria agido pelo menos 12 vezes em seis Estados do país.

De acordo com o delegado seccional da cidade de Patos, Cristiano Jacques, que coordenou a operação, a quadrilha era formada por 12 integrantes. Dois foram mortos durante as investigações do roubo de 2013 em Princesa Isabel e outros quatro já foram identificados e a polícia solicitou os mandados de prisão à Justiça.

Na época do assalto, a quadrilha portava armas de grosso calibre e usava roupas do Exército Brasileiro. Eles roubaram as agências do Banco do Brasil e Bradesco, no Centro da cidade, e ainda invadiram a sede do Ministério Público. O bando trocou tiros com a polícia em uma ação que durou cerca de uma hora.

‘Novo cangaço’

Segundo a autoridade policial, o grupo praticava assaltos com abordagens conhecidas como ‘novo cangaço’. “O nome da operação deriva das práticas do cangaço, quando a violência era usada sem limites para conseguir o que se pretendia nas cidades invadidas. No caso específico deste bando que prendemos hoje, os membros atuavam de forma organizada em vários Estados, sempre com emprego de armamento de fogo de alta capacidade de destruição, como fuzil, submetralhadoras e pistolas”, explicou.

A Polícia Civil investigava o grupo há mais de um ano e conseguiu evitar outros roubos em estados do Norte e Nordeste, com o apoio de policiais locais. Outro dado relevante, segundo o delegado Cristiano Jacques, era que a quadrilha planejava um novo assalto ao município de Princesa Isabel, já que eles tendiam a repetir suas ações bem sucedidas tempos depois.

Durante todo o processo de levantamento de informações e de identificação dos envolvidos nos assaltos a Polícia Civil da Paraíba contou o com apoio da Polícia Civil da Bahia, Pernambuco e Alagoas, além de agentes da Polícia Federal do Rio Grande do Norte. “O grupo era chefiado por José Valdetário Benedito Carneiro, que é natural da cidade de Caraúbas, no Rio Grande do Norte. Dois dos integrantes do grupo, Antônio Mouro e Rafael Alves, que participaram ativamente do roubo em Princesa Isabel, foram mortos em confronto com a polícia, no assalto realizado em Minas Gerais. Em decorrência das mortes dos componentes, a quadrilha migrava para outros Estados, e organizava um novo grupo, com novos participantes, para continuar realizando as ações criminosas”, disse Jacques.

Para o delegado, o modo de articulação da quadrilha chamava atenção. “Eles eram organizados. Dividiam tarefas, com um grupo de execução e outro de levantamento de informações (quantidade de policiais no local, volume de dinheiro nos bancos, rotas de fuga, bloqueios com veículos queimados). Indícios apontam para a participação de pessoas do município com a apuração de dados para que a quadrilha pudesse executar o crime e não ser presa”, afirmou o delegado.

O grupo tinha assaltado agências em Santana do Araguaia, no Pará, em 2011 e 2012. Em Taperoá, no cariri paraibano, em 2011; Tanque Novo, Bahia em 2012; Coremas, Paraíba em 2012; Mata Grande, Alagoas, em 2012; Serra Branca, Paraíba; Castro Alves, na Bahia; Amargosa, também na Bahia em 2013; Cocos, Bahia, em 2013 e 2014; Princesa Isabel, Paraíba, em 2013; em Vila Rica, Minas Gerais, em 2013, e Curimatá, no Piauí, em 2014.

Nome dos criminosos identificados:

Antônio Moura (morto em confronto com a Polícia).
Rafael Alves de Carvalho (morto em confronto com a Polícia).
Evanaldo Galdino da Silva.
Evandro Vieira de Lima.
Francisco Evanaldo Gomes da Silva.
Régis Wagner Alves de Lima.
Francisco Gleison Dantas de Oliveira.
Ivanildo Pereira Cavalcante
Willians da Silva Xavier.

Secom-PB

Escolas disponibilizam cursos técnicos em Monteiro

Com vocês, o peido do Pastor Everaldo, no Jornal Nacional...

Dilma tem 34%, Marina, 29%, e Aécio, 19%, aponta pesquisa Ibope

Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.

O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.

Encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB. No levantamento anterior do instituto, divulgado no último dia 7, o candidato do partido ainda era Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo no último 13. Naquela pesquisa, Dilma tinha 38%; Aécio Neves (PSDB), 23%; e Eduardo Campos (PSB), 9%.

De acordo com a pesquisa desta terça-feira, 7% dos entrevistados disseram não saber em quem votar e 8% responderam que votarão em branco ou nulo. Na pesquisa anterior, os que responderam não saber eram 13% e brancos e nulos, 11%.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre os últimos sábado (23) e segunda-feira (25). O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00428/2014.

Confira abaixo os números na modalidade estimulada da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao entrevistado um cartão com os nomes de todos os candidatos) – todos os indicados com traço somam 1% das intenções de voto:

- Dilma Rousseff (PT): 34%
- Marina Silva (PSB): 29%
- Aécio Neves (PSDB): 19%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- José Maria (PSTU): -
- Eduardo Jorge (PV): -
- Rui Costa Pimenta (PCO): -
- Eymael (PSDC): -
- Levy Fidelix (PRTB): -
- Mauro Iasi (PCB): -
- Brancos/nulos/nenhum: 7%
- Não sabe: 8%

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

- Dilma Rousseff (PT): 27%
- Marina Silva (PSB): 18%
- Aécio Neves (PSDB): 12%
- Outros: 2%
- Brancos/nulos/nenhum: 12%
- Não sabe: 28%

Segundo turno
O Ibope simulou os seguintes cenários de segundo turno:

- Marina Silva: 45%
- Dilma Rousseff: 36%
- Brancos/nulos/nenhum: 9%
- Não sabe: 11%
- Dilma Rousseff: 41%
- Aécio Neves: 33%
- Brancos/nulos/nenhum: 12%
- Não sabe: 12%

Rejeição
Dentre os 11 candidatos a presidente, Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Veja os números:

- Dilma Roussef: 36%
- Aécio Neves: 18%
- Pastor Everaldo: 14%
- Zé Maria: 11%
- Eymael: 9%
- Levy Fidelix: 9%
- Rui Costa: 7%
- Marina Silva: 10%
- Luciana Genro: 8%
- Mauro Iasi: 6%
- Eduardo Jorge: 7%

Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 34% dos eleitores – no levantamento anterior, divulgado no último dia 7, o índice era de 32%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliaram o governo como “bom” ou “ótimo”.

A pesquisa mostra ainda que o índice dos que desaprovam a gestão, ou seja, consideram o governo “ruim” ou “péssimo”, é e 27% (31% no levantamento anterior). Consideram o governo “regular” 36% (na pesquisa anterior, 35%).

O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:

- Ótimo/bom: 34%
- Regular: 36%
- Ruim/péssimo: 27%
- Não sabe: 2%

G1

Quintans pode deixar Assembleia no próximo sábado

quintansvoltaaMesmo dizendo que pretende continuar atuando na política, o deputado estadual Francisco de Assis Quintans (DEM), que anunciou recentemente que não irá disputar à reeleição, tem fortes chances de pendurar o paletó no próximo sábado (30), e deixar a Assembléia Legislativa.

É que segundo informações levantadas pelo PB Agora junto a assessoria da Assembleia Legislativa, a licença de quatro meses, que foi solicitada pelo deputado Antonio Mineral (PSDB), que é titular do mandato acaba no sábado.

Sem articulações junto ao Governo Ricardo Coutinho (PSB) e com a confirmação da volta de Manoel Ludgério (PSD) na próxima sexta (30), quem também retornará para a suplência é o atual líder do Governo Hervázio Bezerra (PSB).

No mês passado Assis Quintans (DEM) emitiu uma carta aberta ao povo paraibano explicando os motivos de sua desistência de concorrer nas eleições deste ano. Segundo Quintans, foram 35 anos de vida pública ocupando diversos cargos.

Leia a carta:

Prezados paraibanos,

Ao longo desses 35 anos de vida pública, exerci com dedicação, entusiasmo ecompromisso cada mandato que me foi outorgado pelos paraibanos que, em cada eleição,colocaram uma camiseta, carregaram uma bandeira e vibraram. Meu imenso “muito obrigado” a todos vocês.

Quero agradecer também aos amigos e militantes que lutaram nas ruas, em defesa de nossa mensagem, de uma Paraíba soberana e democrática. Vou carregar comigo cada olhar, cada abraço, cada palavra, cada mensagem de estímulo.

Mas a maior vitória que conquistamos nessa longa caminhada não foi mérito meu, mas de vocês.

Graças à confiança de cada um de vocês, estabelecemos diálogos e lutamos por obras e ações que mudaram a vida das pessoas. Estradas, abastecimento d’água, melhoria da qualidade de vida e dignidade para o homem do campo e as duas que, sem desmerecer as demais, julgo como as mais emblemáticas e simbólicas: a transposição das águas do Rio São Francisco e a interiorização do Ensino Superior.

Pode parecer estranho à Paraíba um candidato renunciar ao direito de disputar a sua reeleição, mas vim aqui não para falar de frustração, vim falar de esperança.

Ao longo dos anos, alcançamos vitórias estratégicas; consolidamos um campo político em defesa da liberdade e da democracia. Em defesa das grandes causas econômicas e sociais da Paraíba.

Na nossa trajetória política, trouxemos, aos cenários, para as grandes discussões, pautas de interesse da juventude. Ao longo dessa jornada vi em muitos jovens, em centenas, em milhares deles, o jovem que fui um dia, sonhando e lutando por um país melhor, mais justo, democrático e desenvolvido através da educação. Onde os políticos fossem servidores e não se servissem do povo.

Deixo, momentaneamente, os palanques, da mesma forma que entrei na vida pública em 1978, com a vida e a ficha limpa, conforme atestado em certidão do Tribunal de Contas da União.

Fora da disputa eleitoral, mas sem abrir mão da prerrogativa de cidadão, vamos dar nossa contribuição à Paraíba, em defesa da liberdade, da democracia, do direito que todos têm de falar e serem ouvidos. Da integridade na vida pública.

Esse será nosso desafio nos próximos anos. Por isso, minha mensagem de despedida para vocês não é um adeus, é um até logo. Pois quem me conhece, sabe, que nunca fugi e jamais fugirei de nenhuma luta. Uma vez que minha vida foi alicerçada por lutas pelo justo, pelo bem e pela qualidade para o povo.

Fraternalmente,
Francisco de Assis Quintans

Com PBAgora

Carlos Dunga assume chefia de gabinete da Prefeitura de Campina Grande

TCE vai julgar contas de seis Prefeituras e doze Câmaras, incluindo do Cariri

Prefeitos do Cisco reúnem-se no Cariri

tcepbO Pleno do Tribunal de Contas da Paraíba vai se reunir, nesta quarta-feira (27), a partir das 9h, para o exame de processos de prestação de contas oriundos de seis Prefeituras Municipais e doze Câmaras de Vereadores.

A pauta da sessão plenária traz, entre outras matérias, prestação de contas, inspeção especial, recurso de reconsideração, verificação de cumprimento, e denuncia.

O TCE verificará as contas de 2012 dos atuais prefeitos de Nova Floresta (João Elias da Silveira Neto), Congo (Romualdo Antônio Quirino de Sousa), São Sebastião do Umbuzeiro (Francisco Alípio Neves), e Marizópolis (José Vieira da Silva). Ainda serão analisadas as contas dos ex-prefeitos de Conceição (Vani Leite Braga) e de Olivêdos (Josimar Gonçalves Costa).

As Câmaras de Vereadores com prestação de contas anuais na pauta do TCE são as de São Vicente do Seridó, Juarez Távora, Itatuba, Riachão do Poço, Cajazeiras, Piancó, Sapé, São João do Cariri, Boqueirão, Lagoa Seca, Caldas Brandão e Tavares. Todas as contas referentes ao exercício de 2012.

A pauta de processos completa está à disposição na página eletrônica do Tribunal (www.tce.pb.gov.br), no link “sessão Ordinária”.

O Pleno é composto pelos sete conselheiros do TCE, que se reúnem com a presença, ainda, de representante do Ministério Público de Contas, para apreciar os atos da administração pública tanto estadual quanto municipal.

Deputados debatem PECs e ações para a seca

Prefeitura de Monteiro lançará programa Merenda em Casa nesta sexta

O GRUDE TÁ COMENDO: Falta água em várias cidades do Cariri

[+]   POSTAGENS