::Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro ::Açude de Boqueirão continua secando ::SERRA BRANCA: Ednaildo Saraiva diz que “agora é a vez de Galeguinho” ::Deputados estaduais eleitos tomam posse na Assembleia próximo domingo ::Polícia encontra tanques de guerra e cargas roubadas em galpão ::Urach diz que pensava tirar costela e cortar dedo para ficar nos trinks ::Papa Francisco faz convite e recebe transexual espanhol no Vaticano ::Caminhão tomba em São João do Cariri e motorista diz que a culpa foi de uma curva ::Município de Monteiro será beneficiado com 816 cisternas ::Prefeitura de Sumé adquire novos transportes e amplia frota de veículos Malves Supermercados

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

Taiana Camargo sabe onde pisa. Ex-amante do doleiro Alberto Youssef – preso na Operação Lava-Jato, que investiga esquema de lavagem de dinheiro na Petrobras –, ela tem consciência de que sua fama pode ser passageira. Exatamente por esse motivo, tem agarrado as oportunidades que surgem.

Em conversa com a JP Online, a capa da revista Playboy de janeiro não fugiu das perguntas – embora tenha preferido não elaborar em algumas das respostas. Ambições políticas, relacionamento com Youssef e as lições aprendidas no ano passado foram assuntos abordados na conversa.

O ensaio sensual foi o primeiro do tipo para a, agora, modelo. A decisão foi feita pela própria, que foi atrás do veículo para fechar negócio. “Procurei um amigo da Playboy, preferi posar porque é a melhor revista, o ensaio é mais tranquilo, o nu artístico, no caso”, explicou.

A explicação para ter escolhido posar nua é direta: “fiz pelo dinheiro, oportunidade. Foi boa a quantia. Só topei porque meu filho aprovou”.

Relacionamento com Youssef

A relação de quase seis anos com o doleiro começou por intermédio de uma amiga, em um jantar, e a empatia foi instantânea: “me apaixonei de cara por ele”. Para a sintonia imediata, a explicação sai fácil: “Alberto é uma pessoa muito humana, do bem. Tivemos um relacionamento intenso. Foi ele que criou meu filho praticamente, ajudou muito na criação”.

O filho, inclusive, foi protagonista de história que emociona Taiana. Quando boatos da morte de Youssef tomaram conta do noticiário, durante as eleições, ela não segurou as lágrimas. “Meu filho falou assim: ‘mãe, não chora. Ele não foi legal com a gente’. Eu disse que Alberto foi uma pessoa muito importante nas nossas vidas e a gente não tem que ter mágoa e raiva no coração. Ele foi bom pra gente, por isso que conhecemos diversos lugares do mundo, temos carro, apartamento”, começou.

“Meu filho rebateu: ’não, mãe. Você está sendo egoísta, pensando só em mim e em você. Ele fez mal para o Brasil, para o coletivo’”, complementou, orgulhosa pela maturidade do garoto.

Prisão de Yousseff e término doloroso

O escândalo na Petrobras levantou suspeitas sobre até que ponto Tai sabia do esquema. Entretanto, ela é taxativa ao afirmar que nunca esteve presente em encontros com políticos: “não, sempre estávamos só eu e ele”.

“Não sabia que ele era doleiro. Para mim, ele falou que essa atividade fazia parte do passado. Ele tinha os negócios dele, para mim ele era um empresário, muito batalhador. Senti que ele estava pressionado quando enfartou, em 2013, estava fumando muito”, confessou.

O fim do relacionamento foi dolorido: “o namoro acabou no dia que ele foi preso, que foi a última vez que eu falei com ele. Nunca mais tive contato, não tenho nenhuma notícia. Eu sinto saudades, mas sou muito forte, isso me ajudou muito”.

Já em outro relacionamento, ela declara estar “muito apaixonada”, sem revelar o nome do felizardo. Quando questionada sobre a possibilidade de Youssef voltar a procurá-la, ela é firme: “ele tem uma grande amiga aqui fora; se precisar, estou aqui”.

Lições aprendidas

Tai é a primeira a admitir que 2014 foi um ano difícil – “chorei muito escondida” –, mas acredita ter saído fortalecida. “Aprendi que não vale a pena você ser a outra, porque é foda. Aprendi que a gente tem amigos de verdade, que são poucos, mas temos. Dinheiro não é tudo, mas que é importante e não aceita desaforo. Temos que nos organizar financeiramente, porque uma hora a gente pode ter tudo e, na outra, nada. E aprendi a gostar mais de mim”, contou um tanto emocionada.

Pretensões artísticas

Taiana não se incomoda com o rótulo de “ex-amante de doleiro” e não faz projeções para permanecer no meio. “Eu sou a ex-amante, não tenho o que negar. Não vou mentir para ninguém. Não tenho pretensão para seguir a carreira artística, mas o que aparecer eu vou agarrar porque tenho um filho para criar e sou sozinha”.

Brincalhona, ela ainda deu sugestões: “o Big Brother poderia me chamar, né? Ou A Fazenda? Estou disposta a participar e ganhar. Tenho essa virtude de ser muito fácil de lidar, não gosto de brigar”.

Ambições políticas

Taiana adota postura “deixo a vida me levar” e procura não cravar exatamente qual será seu próximo passo. Quando o assunto é candidatura política, ela não descarta.

“Só se fosse lá no Ceará, acho que eu ganhava. Na minha terra, para ajudar meu povo. Mas não sei se aceitaria, não recebi nenhum convite”, afirmou.

“PSDB desde pequenininha”, ela rasga elogios para Eduardo Suplicy, apesar de “odiar o PT”: “admiro o Suplicy, acho ele o máximo, um príncipe encantado, exceção de tudo. Se eu fosse a Marta [Suplicy], nunca teria me separado”.

Banner Coringa Banner Coringa

Açude de Boqueirão continua secando

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

Após quase dois meses de racionamento, o açude Epitácio Pessoa, conhecido como Boqueirão, continua em situação crítica e está operando com apenas 21,9% de sua capacidade hídrica, ou seja 90.019.965 m3. Os dados são da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) e correspondem aos 26 primeiros dias deste ano, em que quase não choveu na região – somente 2,1 milímetros. É a pior crise dos últimos 15 anos, após três anos consecutivos de seca.

Mesmo com a suspensão temporária do abastecimento de água, adotada pela Companhia de Água e Esgotos do Estado da Paraíba (Cagepa), desde o último dia 6 de dezembro, nas cidade de Campina Grande e nos mais de 18 municípios abastecidos pelo manancial, o volume de água continua diminuindo, gradativamente, devido à falta de chuvas na região, principalmente na Bacia do Rio Paraíba.

De acordo com alguns moradores de Campina Grande, o problema da falta de água começou bem antes da Cagepa formalizar o racionamento, em que o abastecimento é suspenso sempre nos finais de semana, das 17h do sábado e até as 5h da segunda-feira. Mesmo assim, o problema continua se agravando e a Companhia deve apresentar novo plano de contingência que evite o colapso do açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) até a chegada do período de chuvas, previsto para o mês de março.

O pior nível de armazenado de água registrado no Açude Boqueirão foi no ano de 1999, quando o Estado vivenciou uma de suas maiores secas e o manancial chegou aos 14% de capacidade. Construído pelo DNOCS há mais de 50 anos, o reservatório é gerido pela Agência Nacional das Águas (ANA) e o Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs), do âmbito do governo federal, e da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) e Cagepa, no governo estadual.

SERRA BRANCA: Ednaildo Saraiva diz que "agora é a vez de Galeguinho"

ednaildoooO Jornal da IND 2ª Edição, lançou nesta segunda-feira (26) uma série de entrevistas especiais com os representantes de todos os partidos de Serra Branca. O objetivo da série é para que cada legenda mostre suas posições administrativas e políticas para o município.

A série foi aberta com o representante do Partido dos Trabalhadores (PT), Ednaildo Saraiva que foi o candidato a prefeito do partido nas últimas eleições municipais. Inicialmente Ednaildo fez um balanço da atual administração municipal de Serra Branca e disse que a cidade não passa por um bom momento.

“Temos muitos problemas em Serra Branca, o IPSERB se encontra falido, prejudicando os aposentados. Outro grande problema é a inadimplência junto ao CAUC que impede o município de realizar vários convênios, como por exemplo, adquirir tratores para beneficiar os agricultores ou verbas para fazer calçamentos”, disse o petista.

Ednaildo disse ainda que o problema que a cidade de Serra Branca vivencia hoje não é uma culpa exclusiva do prefeito Eduardo Torreão, mas também dos seus secretários e de alguns vereadores que concordam com tudo de errado do gestor vem fazendo com o município.

Sobre as eleições de 2016, Ednaildo surpreendeu quando anunciou que não deseja disputar a Prefeitura de Serra Branca nessas próximas eleições e que o Partido dos Trabalhadores deverá anunciar o seu candidato até o mês de junho. O petista ainda anunciou publicamente que defende o nome do vereador Galeguinho para concorrer ao executivo serrabranquense.

“No processo interno do PT em 2012 eu disse que queria ser o candidato naquele momento, mas que em 2016, independente do resultado eu iria apoiar o nome do vereador Galeguinho, e vou cumprir com esse compromisso. Essa é a vez dele”, revelou Ednaildo.

Paraíba Mix

Banner Segundo Wilson Ricardo

Deputados estaduais eleitos tomam posse na Assembleia próximo domingo

Polícia encontra tanques de guerra e cargas roubadas em galpão

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

Policiais militares encontraram dois tanques de guerra sem o sistema de armamento e contêineres com cargas roubadas em um galpão, na região do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, por volta das 18h30 de segunda-feira (26). Um suspeito foi preso.

Os policiais receberam uma denúncia de que no galpão localizado na rua Albino de Morais funcionava um desmanche clandestino de carros roubados. Quando entraram no local foram surpreendidos com dois tanques de guerra, um deles parcialmente desmontado.

“No mínimo inusitado, quando você vai averiguar uma denúncia de desmanche espera encontrar carros e não blindados”, disse o tenente Andrey Sudatti do Carmo, da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar).

Oficiais do Exército foram acionados e estiveram no local para verificar os tanques. Um oficial disse que os tanques não pertenciam ao órgão, mas seria feito levantamento para verificar a origem.

Horas depois do início da apreensão das cargas roubadas, os filhos proprietário do galpão, que não quiseram se identificar, compareceram ao local depois de ver reportagens na televisão sobre apreensão de tanques.

Os jovens disseram à polícia que os tanques de guerra foram comprados em um leilão pelo pai, oficial aposentado do Exército, em 2003, e que tinham a documentação.

Segundo os jovens, desde a compra os tanques estão guardados no galpão e saíram do local apenas para eventos de colecionadores. Também havia um Mercedes ER-55 e um caminhão dos donos do galpão.

Urach diz que pensava tirar costela e cortar dedo para ficar nos trinks

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

A apresentadora que ficou um mês entre a vida e a morte fala de sua obsessão pelo corpo perfeito, da corrida desenfreada pelos flashes e de como pretende reformular a carreira

A gaúcha de Ijuí Andressa Urach levou seis anos para realizar o sonho de trabalhar na tevê. Aos 27 anos, no ar na Rede TV! como uma das apresentadoras e repórteres do “Muito Show”, a busca pelo padrão de beleza que despertasse a atenção de flashes e a levasse para capas de revistas e estúdios de tevê por pouco não a matou.

Dentre dez intervenções cirúrgicas que modificaram completamente sua aparência, infiltrações de 500 ml de hidrogel deram-lhe coxas grossas a partir de 2010 e, em novembro passado, a levaram ao coma com um quadro de sepse, que fez parar seus rins. Entre a vida e a morte por um mês, a ex-vice Miss Bumbum, ex-dançarina do cantor Latino, ex-assistente de palco e mãe de Arthur, 9 anos, deixou o hospital com seis quilos a menos – pesava 70 –, dezenas de pontos e dois buracos ainda abertos, da espessura de quatro dedos cada nas desejadas pernas robustas, para drenar líquidos. A modelo, que virou notícia novamente por isso, conta detalhes da sua corrida desenfreada pela fama, da quase morte no hospital em nome da vaidade exacerbada e de como pretende reformular sua vida artística.

Ainda tenho dois buracos de quatro dedos em cada uma das pernas, de onde são drenados os líquidos da cicatrização.Estou em casa sendo monitorada. Desde a alta, um grupo de médicos passou a vir em casa para me dar três antibióticos – um deles, na veia. Esse procedimento terminou na semana passada. Só que, depois de três meses de antibióticos, meu corpo sente falta da droga e tenho vomitado bastante. Estou com anemia, porque perdi muito sangue no processo todo, e sinto fraqueza, tonturas. Minha rotina, hoje, é ir do quarto para a sala e vice-versa e ser levada de carro por uma técnica de enfermagem para fazer a oxigenoterapia (inalação de oxigênio medicinal a 100% de pureza, dentro de uma câmara hiperbárica). Estou de castigo em casa, o que é muito difícil.

Papa Francisco faz convite e recebe transexual espanhol no Vaticano

papafranciscoO papa Francisco recebeu no último sábado, em audiência privada, o transexual espanhol Diego Neria Lejarraga, 48 anos, e sua namorada, informou o jornal Hoy.

O encontro teria ocorrido após Lejanarraga ter enviado cartas ao Pontífice para contar que estava sendo excluído de sua paróquia após ter feito a cirurgia de mudança de sexo.

Ainda de acordo com as informações do periódico, o homem contou ao líder da Igreja Católica que na sua cidade, Estremadura, ele foi proibido de comungar e que o pároco o chamou de “filha do diabo”.

Após receber a carta, Jorge Bergoglio ligou para Lejarraga no dia 8 de dezembro e, mais uma vez, dias antes do Natal, quando o convidou para ir ao Vaticano. Sobre o encontro, estritamente privado na residência de Santa Marta, as fontes oficiais da Santa Sé não quiseram se pronunciar.

Nascido em uma família católica, Diego nasceu menina e, assim como tantas pessoas que passam pela mesma situação, não se sentia uma mulher. Apesar de sempre ter contado com o apoio dos pais e da irmã, ele só fez a cirurgia de mudança de sexo aos 40 anos.

Bergoglio é conhecido por querer aproximar e dar uma maior abertura na Igreja para os homossexuais e os transexuais. Em julho de 2013, afirmou: “se uma pessoa é gay e busca a Deus, quem sou eu para julgá-la?”. No Sínodo Extraordinário sobre a família o tema chegou a entrar em discussão.

Município de Monteiro será beneficiado com 816 cisternas

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

O programa 1 Milhão de Cisternas, coordenado pela ASA – Articulação Semiárido Brasileiro, estará iniciando neste mês de fevereiro a construção de 816 cisternas, sendo 772 dentro do Programa Primeira Água (P1MC)e 44 do Programa Segunda Água (P2MC).

Técnicos do programa e representantes de associações de comunidades rurais de Monteiro estiveram reunidos na última quinta-feira, 22, com o vice-prefeito Cajó Menezes e com os secretários Alexandre Magno (Agricultura e Meio Ambiente), Maria Tânia (Ação Social) e Clênio Nóbrega (Planejamento), para apresentarem o projeto e solicitarem apoio do município, o que foi prontamente firmado pelo vice-prefeito.

O Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) é uma das ações do Programa de Formação e Mobilização Social para a Convivência com o Semiárido da ASA. Ele vem desencadeando um movimento de articulação e de convivência sustentável com o ecossistema do Semiárido, através do fortalecimento da sociedade civil, da mobilização, envolvimento e capacitação das famílias, com uma proposta de educação processual.

O objetivo do P1MC é beneficiar cerca de cinco milhões de pessoas em toda região semiárida com água potável para beber e cozinhar, através das cisternas de placas. Juntas, elas formam uma infraestrutura descentralizada de abastecimento com capacidade para 16 bilhões de litros de água.

O programa é destinado às famílias com renda até meio salário mínimo por membro da família, incluídas no Cadastro Único do governo Federal e que contenham o Número de Identificação Social (NIS). Além disso, é preciso residir permanentemente na área rural e não ter acesso ao sistema público de abastecimento de água.

Desde que surgiu, em 2003, até os dias de hoje, o P1MC construiu 499.387 mil cisternas, beneficiando mais de 2 milhões de pessoas. Para que esses resultados pudessem ser alcançados, a ASA conta com a parceria de pessoas físicas, empresas privadas, agências de cooperação e do governo federal.

Ainda segundo técnicos do programa, todo o material para construção das cisternas será adquirido no comércio local e para a mão de obra serão capacitadas pessoas das próprias famílias beneficiadas que receberão pelos serviços, além de serem contratados pedreiros e auxiliares de pedreiros.

A construção das 816 cisternas está prevista para serem executadas no período de 12 meses, mas, os serviços podem ser concluídos em até oito meses, segundo informou Antônio Carlos, um dos coordenados do programa. A construção de uma cisterna leva em média de três a quatro dias.

Para o vice-prefeito Cajó Menezes, as construções das cisternas serão de fundamental importância para o enfrentamento da grave seca que assola o Nordeste, principalmente a região do semiárido.

“Com a construção das 816 cisternas o município ganhará um grande reforço na zona rural, que já possui aproximadamente 1.200 cisternas. Monteiro é o maior município da Paraíba em área territorial, por isso é grande a nossa preocupação com o homem do campo que necessita de todo o apoio dos órgãos públicos, e a prefeita Edna Henrique tem tido uma preocupação constante com a fixação do homem na zona rural, por isso tem recomendado total atenção a esta área”, disse o vice-prefeito.

Várias comunidades rurais já foram visitadas pelos do Programa 1 Milhão de Cisternas, entre elas a de Jabitacá, Tinguí, Mocó, Olho D’Água e Boa Esperança.

Ascom – PMM

Prefeitura de Sumé adquire novos transportes e amplia frota de veículos

Mudança de regras do FIES prejudica milhares de estudantes, alerta Cássio

cassioldo“Mais uma vez, o governo federal mostra que o que dizia na campanha não era pra valer”, assim reagiu o senador Cássio Cunha Lima ao comentar a repentina mudança de regras para o FIES (Fundo de Investimento Estudantil), e que está prejudicando centenas de estudantes em todo o país.

Um transtorno. Alunos em polvorosa. As faculdades particulares entraram na Justiça contra as novas regras do Fies. Elas questionam a exigência de uma pontuação mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para os estudantes terem acesso ao financiamento de cursos.

Este ano, para participar do Fies o aluno terá que se adequar a uma nota mínima no Enem. A partir de abril, o programa de financiamento exigirá que o estudante tire pelo menos 450 pontos no Enem e que não tire zero na redação. Antes, não havia nota mínima. Bastava fazer o exame.

O Fies paga de 50% a 100% da mensalidade, dependendo da renda da família. Os pedidos ao programa de financiamento podem ser feitos em qualquer época do ano. No ano passado, o governo gastou R$ 9 bilhões com o Fies. Com a mudança na nota do Enem as universidades privadas dizem que a quantidade de matrículas pode cair em até 20%. Por isso, eles estão tentando na Justiça derrubar a medida.

IMPASSE – “A questão é que o governo Dilma criou um impasse entre alunos e faculdades e muitos não estão conseguindo, sequer, garantir a matrícula para este semestre, cujas aulas estão prestes a começar” – lamenta Cássio Cunha Lima, para quem a mudança repentina no critério de concessão do Fies contraria o lema da presidente, que prometeu priorizar a educação.

Na verdade, foram duas medidas que atrapalharam a vida dos estudantes que dependem do financiamento estudantil. Uma limita a solicitação de benefícios por estudantes. A partir de agora, o aluno que for beneficiário do Fies não poderá aderir ao Pró-Uni (e vice-versa). A outra medida estabelece que todos aqueles que optarem por aderir ao financiamento estudantil têm que apresentar nota mínima de 450 pontos no Enem e não podem zerar a redação.

INSEGURANÇA – Para Cássio, mudar as regras com o programa em andamento causou grande sentimento de insegurança entre os estudantes. Outro ponto de mudança diz respeito ao aumento do prazo dos repasses financeiros às universidades, antes em 30 dias e agora em 40 dias. Segundo o senador paraibano, está claro que, devido ao descalabro administrativo e financeiro do governo federal, a conta mais uma vez está sendo paga pela população.

Loja Maçônica promove primeiro Baile de Carnaval no dia 31, em Monteiro

Ricardo concede aumento de 5% à segurança e 20% à professores

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

O governador, Ricardo Coutinho (PSB), determinou o reajuste do piso salarial do professor de carreira em 20%. Com isso, o piso do professor na Paraíba será de R$ 1.525 para 30 horas, acima do que é pago no Brasil e 20% a mais do valor recebido em dezembro de 2014, que foi de R$ 1.273.

A medida faz parte do reajuste para o funcionalismo, assegurado pelo Governo em respeito à data base, instituída na primeira gestão, a ser aplicado na folha deste mês.

Apesar da crise no cenário econômico nacional, que se reflete na drástica queda das receitas, o Governo da Paraíba é o único do país que vai assegurar aumento para todo o funcionalismo no início de 2015.

O aumento para R$ 1.525,00 é o primeiro passo no compromisso de dobrar o piso salarial do professor de carreira na Paraíba até o final do segundo mandato.

Além da elevação do piso, o Governo dará 9% de aumento para o professor que recebe acima, sendo 4,5% a ser implantando a partir de janeiro e mais 4,5% a partir de outubro.

O impacto financeiro do aumento para o magistério, ao final, chegará a R$ 5,9 milhões por mês, contemplando ao todo 26.887 servidores.

Os valores foram pactuados com as diversas categorias durante audiências ocorridas no decorrer de janeiro.

Com as bolsas garantidas pelo Estado, que variam de R$ 265 a R$ 610, o menor salário de um professor de carreira na Paraíba será de R$ 1.790, 93% acima do valor pago até dezembro de 2010.

Segurança terá reajuste de 5% e valor de plantão de PMs sobe

Para todos os entes vinculados à Segurança Pública, o reajuste chegará aos 5% na remuneração, a ser implantado a partir deste mês.

O aumento contempla policiais militares, bombeiros, policiais civis e ainda agentes penitenciários.

Ao todo, 21.481 servidores.

E vai gerar um impacto de aproximadamente R$ 3 milhões por mês. Os índices foram discutidos com as categorias dos setores contemplados.

Para os policiais militares, o governador determinou ainda que os plantões sejam reajustados, especialmente para os praças.

Os valores estão sendo estudados.

Com o reajuste para Polícia Militar, um soldado na Paraíba passa a ganhar 71% a mais do que ganhava em dezembro de 2010, passando de R$ 1.564,00 para R$ 2.675,58.

Evolução semelhante se revela no salário dos policiais civis. Um agente de investigação, por exemplo, recebia R$ 1.992,00 antes do início da atual gestão.

Agora, a partir deste aumento, vai passar a ganhar R$ 3.282,00, um ganho de 64% ao longo destes 4 anos.

Já o delegado de Polícia Civil, saiu de um salário de R$ 6.137,00 em 2010 para R$ 9.439,00 este mês.

Para o pessoal de saúde, que representa um quadro com 7.467 servidores, o aumento na remuneração também será de 5%, a partir de janeiro.

Aumento do Mínimo vai injetar R$ 4,4 milhões/mês na folha

O Governo da Paraíba vai garantir ainda no pagamento da folha em janeiro o reajuste do Salário Mínimo, que passou para R$ 788,00, representando um aumento de 8,4%.

O aumento do Mínimo contempla 42.856 servidores públicos estaduais e vai representar um aporte de R$ 4,4 milhões por mês na folha de pessoal do Estado.

Para os demais servidores, menos de 26 mil, o reajuste mínimo será de 1%, representando um acréscimo de aproximadamente R$ 10 milhões por ano na folha do Estado.

Os agentes fiscais terão aumento de 50% na Bolsa Desempenho. Neste modelo, 89 mil dos 114 mil servidores recebem reajuste diferenciado.

Ao todo, o reajuste prevê um acréscimo de 14,3 milhões por mês na folha de pessoal do Estado.

Ricardo destaca o imenso esforço feito pela equipe econômica do Estado para assegurar o reajuste para o funcionalismo público estadual, o quarto consecutivo concedido durante seu mandato e o único dado entre os estados de todo o Brasil.

O governador lembra ainda que a Paraíba não pode ultrapassar os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal com gastos de pessoal, atualmente representando 49% de toda a receita corrente líquida do Estado.

“O cenário econômico nacional, que tem reduzido o repasse de recursos do Fundo de Participação dos Estados e, consequentemente, abalado o volume das receitas estaduais, aponta para um quadro de alerta e para necessidade de medidas financeiras responsáveis”, pontua ele.

Desde que foi empossado para o segundo mandato, Ricardo tem adotado medidas de enxugamento do custeio da máquina, incluindo redução da estrutura administrativa, com extinção de secretarias, órgãos e cargos comissionados, bem como suspensão e cortes de gastos com diárias, alugueis de imóveis, locação de veículos e até eventos carnavalescos.

Além de suspensão de reajuste do próprio salário e dos secretários estaduais, devidamente aprovado pela Assembléia Legislativa da Paraíba.

Secom-PB

Segurança estuda realizar concurso e anuncia investimentos de R$ 60 milhões

claudiolimaO quadro de policiais da Paraíba não é o pior do Nordeste, mas precisa de ajustes. Segundo o secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima há carências já identificadas e por isso “estamos apresentando para o governador um estudo a respeito de concursos”.

Ao Correio, Cláudio Lima disse também que o número de delegados precisa ser ampliado. Nessa conversa, ele analisa os números da violência no Estado, revela que a criminalidade é maior na Grande João Pessoa e anuncia investimentos de R$ 60 milhões em parceria com o governo federal para equipar as Polícias Civil e Militar.

Sobre dois temas atuais, o secretário não se furtou a opinar: ele diz que a redução da maioridade penal não é solução para a criminalidade e que a integração do sistema de segurança é importante para o combate a violência, mas o governo federal precisa, antes, fazer a parte dele. Em relação às drogas, Lima compara o crack a um câncer, cujos efeitos são avassaladores e que a falta de uma política nacional dificulta a luta contra o tráfico.

Correio

DE FAZER CHORAR: Tocaram fogo no caminhão do vereador 'Chorinho'

Viatura da Polícia Civil pega fogo e delegado Durval Barros escapa ileso

OAB esclarece matéria do Fantástico sobre acusação contra advogados

odonA diretoria da OAB Nacional e o Colégio de Presidentes de Seccionais divulgaram, neste domingo (25), manifestação conjunta sobre a matéria do fantástico que trata de alegada cobrança abusiva de honorários advocatícios. O presidente da OAB-PB, Odon Bezerra, destaca que a segue a orientação do Conselho Federal da OAB (CFOAB) e, caso alguém se sinta prejudicado, aconselha a buscar apoio da comissão de Ética e Disciplina da Instituição.

Eis o inteiro teor da manifestação:

Diante da veiculação da matéria “Advogados cobram valores abusivos para defender aposentados”, no “Fantástico”, edição de 25/01/2015, o Colégio de Presidentes da OAB esclarece que são casos isolados e que a maioria absoluta dos advogados previdenciários atua de forma ética, honesta, buscando o justo equilíbrio na cobrança dos honorários pactuados com os clientes.

Enfatizamos que a OAB Nacional e as Seccionais estaduais da Ordem defendem uma rigorosa e profunda investigação, para a punição dos profissionais e eventualmente envolvidos. A ética é fundamental para a valorização da advocacia. Ressaltamos que atitudes como as retratadas na matéria são praticadas por uma minoria de profissionais, sendo a quase totalidade da classe composta por honrados e dignos advogados.

É missão do advogado defender os direitos do jurisdicionado e dar materialidade à cidadania, com elaboração das peças processuais e diligências necessárias no acompanhamento das ações, ao longo dos anos. A fixação da verba honorária deve ser pactuada por um contrato privado entre as partes e remunerar condignamente o trabalho do advogado. Não deve ser fixada aquém da razoabilidade ou do mínimo legal; nem ser abusiva.

Afirmamos que a cobrança de honorários, em todas as áreas da advocacia, tem seus limites definidos no Código de Ética e sua infração se traduz em falta disciplinar, que deve ser comunicada a Ordem, para que as providências disciplinares possam ser adotadas.

Reafirmamos nossa mais integral confiança na advocacia brasileira, séria, ética e comprometida com os valores da cidadania, ao tempo em que, como todos, condenamos aqueles que não seguem os preceitos éticos que nos conformam.

OAB Nacional
Colégio de Presidentes da OAB

Aluno de Juazeirinho conquista cinco medalhas em Olimpíada de Matemática

Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro Ex-amante do doleiro Youssef mostra os quibas na Playboy de janeiro

Um estudante de escola pública do município paraibano de Juazeirinho conquistou três medalhas de ouro e duas de bronze na última edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Marcantônio Soares Figueiredo, de 15 anos, atualmente é aluno do ensino médio no Instituto Federal de Educação da Paraíba (IFPB) em Campina Grande.

De 2005 a 2014, estudantes paraibanos do 6º ano ao 9º ano do ensino fundamental e médio conquistaram, ao todo, 25 medalhas de ouro, 59 medalhas de prata, 266 medalhas de bronze e 2.883 menções honrosas, ocupando nesses 10 anos da OBMEP, no Ranking Nacional, a 17ª posição.

Marcantônio foi, neste ano, o aluno paraibano com melhor desempenho nacional nessas competições, tendo conquistado 3 medalhas de ouro e 2 de bronze na OBMEP, 2 medalhas de ouro e 1 de prata na Olimpíada Campinense de Matemática, e 1 menção honrosa na Olímpiada de Maio, que é uma competição internacional, da qual participam todos os países da América Latina, mais Portugal e Espanha.

A cidade paraibana que tem a melhor performance da OBMEP nesses 10 anos fica no sertão da Paraíba: Paulista. Ela já ganhou no total, 7 medalhas de ouro, 9 medalhas de prata, 24 medalhas de bronze e 68 menções honrosas. Inclusive, em 2013, na Revista Época Negócios, número 71, de janeiro, fez parte de uma das reportagens, cujo título era “Como Produzir Talentos”, contendo 10 páginas. E, em dezembro do ano anterior, foi uma das reportagens do Jornal Nacional.

A OBMEP é a maior Olímpiada de Matemática do mundo, e contou em 2014 com a participação de mais de 18 milhões de alunos inscritos de 46.711 escolas brasileiras, e 99,41% dos municípios brasileiros. Na Paraíba foram quase 400.000 estudantes inscritos de todas as regiões paraibanas, o que corresponde a 81,72% do total de alunos da rede pública do Estado. Também em 2014, os alunos serão premiados com 500 medalhas de ouro, 1.500 medalhas de prata, 4.500 medalhas de bronze e até 46.200 menções honrosas. Professores, escolas e Secretarias de Educação também receberão prêmios.

Todos os ganhadores de medalhas da OBMEP 2014 que não tenham concluído o ensino médio serão contemplados também com uma bolsa de Iniciação Científica Júnior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), como também passarão a receber aulas de matemática, com orientação da OBMEP, nos seus respectivos estados pelo mesmo período de duração da bolsa. Além do Programa de Iniciação Científica (PIC Jr.) a OBMEP desenvolve outros Programas de Ferramentas que visam incentivar o estudo e facilitar o acesso a conteúdos de qualidade em matemática quais sejam, Portal da Matemática, Banco de Questões e Provas da OBMEP, Portal Clubes de Matemática, Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo e Programa de Iniciação Científica e Mestrado (PICME).

O PICME é um programa que oferece aos estudantes universitários que se destacaram nas Olimpíadas de Matemática (medalhistas da OBMEP ou da OBM) a oportunidade de realizar estudos avançados em Matemática, simultaneamente, com sua graduação. Os participantes recebem bolsas por meio de uma parceria com o CNPq (Iniciação Científica) e com a CAPES (Mestrado).

Nos últimos 37 anos, 14 ganhadores da Medalha Fields, o Nobel da Matemática, são ex-olímpicos. Inclusive, na premiação de 2014, cinquenta por cento dos premiados foram ex-participantes da International Mathematical Olympiads, como por exemplo, o primeiro brasileiro, Artur Ávila Cordeiro de Melo e a primeira mulher, a iraniana Maryam Mirzakhani.

SÓ LUXANDO: Viúva vive em cruzeiros há 10 anos e gasta R$ 425 mil por ano

Derrotados nas urnas, deputados paraibanos revelam planos para o futuro

batingafotoalDerrotados nas últimas eleições do ano passado, alguns deputados estaduais que não terão mais acento na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) a partir do próximo dia 02 de fevereiro, revelaram nesta sexta-feira (23) seus planos para o futuro. Alguns estão indecisos sobre permanecer na vida pública, outros continuarão, mas um chama atenção por revelar o desejo em se transformar em jornalista.

Vituriano de Abreu (PSC), que é médico, disse que não pretende voltar à política, passando a atuar em hospitais de Cajazeiras e outras cidades da região. Aníbal Marcolino (PEN), também médico, disse que inicialmente vai voltar para a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), onde é concursado, mas não descartou disputar uma vaga na Câmara de Vereadores da Capital. Aníbal já foi vereador de João Pessoa, antes de se eleger deputado.

Ivaldo Morais (PMDB), também da área de saúde, afirmou que continuará na política, mas apenas na cidade de Alagoa Nova. Ele já tinha anunciado saída da vida pública, mas está inclinado a voltar atrás. Já Guilherme Almeida (PSC) é engenheiro civil e retornará para os quadros da Suplan, onde é funcionário de carreira.

Carlos Dunga, que já foi presidente da ALPB, deputado federal e senador, disse que “vai continuar com os amigos”, não deixando claro se abandonará ou não a política. Ele lembrou dos 24 anos de mandato na Assembleia, dois oito na Câmara Federal e da passagem pelo Senado.

A peemedebista Olenka Maranhão revelou que vive a expectativa de retorna a Casa de Epitácio Pessoa, uma vez que é primeira suplente da coligação do PMDB. Para ele, é natural este movimento do suplente assumir a titularidade na ALPB. “Continuo a militância política, dando a tenção as minhas bases, pois tive uma votação expressiva no último pleito, mesmo não tendo vencido as eleições. Tenho responsabilidade grande com os que votaram comigo”, afirmou.

Toinho do Sopão (PEN), fenômeno de voto na eleição estadual de 2010, sendo o deputado estadual mais votado da história da Paraíba, mas que não conseguiu se reeleger, revelou que vai aproveitar os próximo três meses para organizar a vida pessoa, em seguida, irá reativar uma ONG e alugar programa de rádio “para a prática da solidariedade, só para os que praticam caridade”.

Carlos Batinga
A reportagem não localizou Carlos Batinga (foto), que também foi derrotado nas últimas eleições, ficando na suplência por uma vaga na Assembleia Legislativa. Além de ter perdido a eleição, Batinga foi derrotado com uma diferença de aproximadamente mil votos em sua cidade natal, Monteiro, pelo deputado reeleito João Henrique, com quem trava uma disputa política há vários anos.

CL com Mais PB

[+]   POSTAGENS