::COLUNA CARIRI ::Inscrições para concurso do município de Prata terminam neste domingo ::São João de Monteiro ganha repercussão na imprensa da Paraíba ::Forrozeiro Alcymar Monteiro abrirá programação do São João de Sumé ::Por melhorias, agentes penitenciários da Paraíba decidem paralisar atividades ::O casamento da década foi em Monteiro ::O QUE NÃO CONSTA DO LIVRO DE TOMBO DO PADRE ZÉ DINIZ ::Gata, mulher de Tiririca chama atenção por beleza e discrição ::Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio ::Moro diz na PB que não basta aplicar pena, tem que recuperar produto do crime Malves Supermercados

COLUNA CARIRI

TERRA SEM LEI

Por Geordie Filho
geordieclCidades do Cariri vivem um caos na segurança pública. É fato e ninguém pode negar isso. Apesar do esforço da polícia que tem seu quadro cada vez mais reduzido, os bandidos seguem pintando e bordando, principalmente em Monteiro, maior cidade da região, tirando a paz e o sossego de seus moradores e visitantes. Foi-se o tempo em que era natural deixar os vidros do carro abertos, a chave da moto na ignição e as portas de casa abertas sem ter a preocupação de que ninguém se atreveria a mexer. Para quem não está acreditando que Monteiro era assim, pergunte a quem lembra de 5, 6, 7 anos atrás. Sim, Monteiro deixou de ser pacata. Vivenciamos na terra de Pinto a geração das drogas pesadas como crack, cocaína e outras, dos assaltos em plena luz do dia, assassinatos, explosões a bancos, furtos, de bandidos sem medo da lei, de policiais que já não podem agir à moda antiga e, principalmente, da banalidade iniciada já na juventude pelo fato dos ‘menores’ serem praticamente blindados às sanções da lei. A polícia ‘enxuga gelo’ e a bandidagem faz a festa, infelizmente. O legislador é o principal responsável.

TERRA SEM LEI II
Ainda repercute as críticas feitas ao governador Ricardo Coutinho, pelo vereador de Monteiro, Lito de Dona Socorro. Ele disse que Ricardo ‘abandonou’ o Cariri, em especial sua cidade, deixado a mesma à mercê dos bandidos que estão aterrorizando a população. “A insegurança só aumenta a cada dia e noite, e assim a população clama por mais segurança, com um efetivo maior para as polícias Civil e Militar, além de uma logística melhor para ambos. Infelizmente o que fica claro é que o governador ‘entregou’ nossa querida Monteiro para os bandidos”, desabafou.

SÃO JOÃO DE MONTEIRO
É grande a expectativa para o São João de Monteiro, neste último ano da segunda gestão da prefeita Edna Henrique. As atrações vão de Marília Mendonça a Solteirões do Forró, de Magníficos a Dejinha de Monteiro, dentre várias outras. O evento começa dia 12 com quadrilhas juninas, e vai até dia 28, data do aniversário da cidade.

EM SUMÉ
Em Sumé o São João promete bombar mais uma vez. Até agora apenas uma atração foi anunciada para abrir os festejos que vão do dia 18 a 24 de junho. Trata-se de Alcymar Monteiro, grande forrozeiro que atrai multidões por onde passa. As outras atrações do São João deverão ser anunciadas no decorrer da semana.

NA SOFRÊNCIA
Responsável por autorizar as despesas de Dilma Rousseff, o ministro Geddel Vieira Lima (Governo) vetou até a compra de flores para o Palácio da Alvorada, onde a presidente afastada está “exilada” durante o impeachment.

PICADINHAS…

Caixa 2 na Prefeitura de Boqueirão? Só lá?

São João de Monteiro deverá ter vários eventos paralelos. Um deles é o do grupo Sambatuk, que pela primeira em décadas deve trocar o samba pelo forró.

Meu amigo Tião Lucena foi condenado pela Justiça devido a uma notícia que postou em seu blog. Nossa associação de imprensa não deu um pio, ao contrário do que fez a favor de Dilma.

Dennys Mayer que havia desistido de ser pré-candidato a vereador em Sumé, acabou desistindo de desistir e anunciou que vai para a disputa.

A turma apaixonada do PT não se conforma em perder a boquinha depois de ter quebrado o país.

Quintans mandou fazer galinha de capoeira, bode e rabada de porco para o senador Maranhão comer em Sumé.

Você não conseguiu vacina contra a gripe H1N1? Os presos em cadeias foram todos vacinados. É mole?

Se vivo fosse, Geová Viana estaria completando idade nova.

Nesta terça-feira a cidade de Ouro Velho começa a ganhar mais ruas calçadas.

Uísque Old Par no Cariri por R$ 50 o litro. O bicho já vem com um envelope de cibalena amarrado no gargalo.

E o açude de Boqueirão secando.

Porte de arma para o cidadão de bem. Sou a favor.

Novo CD com músicas de Ilmar Cavalcanti é show.

E o vereador que veste a calcinha da mulher nas horas vagas, quem lembra?

Preparem-se para passar frio no São João do Cariri. A branquinha dá na canela.

Chico de Mariano e Aristeu Chaves preparam as canelas para arrastar os pés nas quadrilhas de São João.

Fabiano Gomes indicado para ocupar direção de destaque no governo Temer, em Brasília.

Após anunciar que deve deixar o partido Democratas, João Henrique passou a ser cobiçado pelo PSDB e PMDB.

Mosquito da dengue segue perdendo a guerra no Cariri.

ACESSE TAMBÉM: WWW.VITRINEDOCARIRI.COM.BR

Banner Coringa Banner Coringa

Inscrições para concurso do município de Prata terminam neste domingo

COLUNA CARIRI COLUNA CARIRI

Terminam às 23h59 deste domingo (29) as inscrições para o concurso da prefeitura municipal de Prata, no Cariri paraibano. De acordo com o edital, encontrado no site da organizadora, existem 86 vagas totais para cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior, sendo 78 vagas para ampla concorrência e oito para pessoas com deficiência. As remunerações variam de R$ 880 a R$ 2.500.

As inscrições são realizadas exclusivamente pela internet, por meio do site da instituição organizadora e o pagamento da taxa deve ser feito por boleto bancário até a segunda-feira (30).

As taxas custam R$ 40 para nível fundamental, R$ 50 para níveis médio e técnico e R$ 60 para nível superior. De acordo com o edital, não serão aceitos pedidos de isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição, seja qual for o motivo alegado, salvo em condições de extrema pobreza devidamente comprovada.

Para o nível fundamental I (até o quinto ano), estão disponíveis vagas para auxiliar de serviços gerais, coveiro, gari, vigia, pedreiro, encanador, motorista (categoria D) e operador de máquinas pesadas. No nível fundamental completo, existe apenas vaga para músico instrumentalista.

Para candidatos com nível médio, existem oportunidades para agente administrativo, facilitador na formação técnica, oficineiro, monitor, orientador social, fiscal de obras, fiscal de serviços urbanos e ambientais e fiscal de tributos. Para o nível técnico, estão disponíveis vagas para técnico em agropecuária, técnico em informática, auxiliar de consultório dentário, técnico em pirotecnia e técnico em enfermagem.

No nível superior, as vagas são para assistente social, psicólogo, enfermeiro, médico, médico psiquiatra, odontólogo, odontólogo endocrinologista, ondontólogo protesista, bioquímico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico veterinário, nutricionista, fiscal sanitário, educador físico e terapeuta ocupacional.

As provas escritas estão previstas para serem aplicadas no dia 10 de julho. Segundo o edital, o local de prova e outras informações serão divulgados no site da organizadora no dia 28 de junho, bem como afixadas no quadro de avisos da prefeitura. Os cartões de inscrição poderão ser conferidos pelos candidatos no dia 9 de julho.

Para os cargos de nível superior, o recebimento dos títulos para análise será no período de 3 a 5 de agosto, e a prova prática para o cargo de operador de máquinas pesadas será no dia 2 de agosto. O resultado oficial do concurso está previsto para ser divulgado até o dia 1º de setembro.

São João de Monteiro ganha repercussão na imprensa da Paraíba

COLUNA CARIRI COLUNA CARIRI

A Programação do São João de Monteiro ganhou repercussão positiva em praticamente toda a imprensa do Estado da Paraíba, merecendo destaque dos principais meios de comunicação, a exemplo do Sistema Correio da Paraíba e de sites como o g1.globo.com/Paraíba, lembrando que na região do Cariri paraibano praticamente todos os veículos de comunicação mencionam o São João de Monteiro como o Melhor de Todos os Tempos.

Nesta sexta-feira (27) a prefeita de Monteiro Edna Henrique foi entrevistada pelo Correio Debate – 98,3 e falou sobre a programação junina, destacando que o equilíbrio financeiro adquirido nos últimos anos possibilitou a realização de grandes eventos, a exemplo do São João sem prejuízo de investimentos em outros setores como as áreas de saúde, educação, infraestrutura e agricultura.

“Nós temos nossas contas equilibradas, pagamos a folha dos servidores dentro do mês trabalhado, os fornecedores recebem em dia, os serviços essenciais e as obras em andamento não sofrem ameaça de paralisação porque os recursos estão assegurados devido ao planejamento que fazemos desde o início de nosso primeiro ano de gestão”, disse a prefeita Edna Henrique.

A programação do São João de Monteiro nos últimos oito anos alavancou o turismo regional e nos últimos anos o evento é considerado um dos três maiores do Estado, gerando emprego e renda no município.

Confira abaixo a programação do São João de Monteiro, que começa no dia 12 com o Festival de Quadrilhas de Ruas e prossegue até o dia 28 de junho, quando o município festeja os seus 144 anos de Emancipação Política.

DIA 23 – Dejinha de Monteiro / Patrões do Forró / Pegada do Momento

DIA 24 – Forró do Muído / Maike José / Xodó do Cariri / Chiquinho de Belém

DIA 25 – Márcia Fellipe / Adriano Silva / Neno ‘O Magnífico’ / Ramon do Acordeon

DIA 26 – Solteirões do Forró / Luciene Melo / Gente Boa

DIA 27 – Marília Mendonça / Tony Farra / Laerte Lins

DIA 28 – Banda Magníficos / Forró Mais Eu / Franklin Dias

Banner Prefeitura Educação

Forrozeiro Alcymar Monteiro abrirá programação do São João de Sumé

Por melhorias, agentes penitenciários da Paraíba decidem paralisar atividades

O QUE NÃO CONSTA DO LIVRO DE TOMBO DO PADRE ZÉ DINIZ

Por Ramalho Leite

ramalholeitepequena1Depois de revelar alguns registros do Livro de Tombo da paróquia de Bananeiras durante a gestão do monsenhor José Pereira Diniz, resolvi contar algumas histórias do folclore local, envolvendo a figura singular do vigário.Tido e havido como um homem de posses, senhor de engenho e de poucos amigos, fabricava rapadura e cachaça. O fisco estadual chegou a apreender um carregamento de álcool destinado à fabricação não muito pura, da chamada “cachaça milagrosa”. O batismo é da Revista O Cruzeiro, na sua famosa coluna “O impossível Acontece”, ao noticiar sobre a ação fiscal e a atividade extracurricular do vigário.

O advogado Alfredo Pessoa de Lima em júri popular (eu estava presente na platéia), negou a autoria da notícia que lhe atribuíram. E justificou: “cachaceiro não é aquele que ingere em excesso a bebida, produto da cana-de-açúcar. Cachaceiro, pelo sufixo eiro, indica profissão. Cachaceiro, é, portanto, quem fabrica a cachaça”, ensinou, e concluiu: “Tivesse sido eu o autor da matéria, teria completado que em Bananeiras quase todo mundo é cachaceiro. É cachaceiro não somente o padre, (Zé Diniz, dirigia o Engenho de Nossa Senhora) mas o juiz, (SemeãoCananéa tinha um engenho em Remígio), o promotor (não sei onde era o engenho de Onaldo Montenegro) e o prefeito (José Rocha era dono do Engenho Jardim). A notícia publicada na principal revista do país, à época, teve ampla repercussão, e gerou contrao padre comentários desconfortáveis. O monsenhor era um homem rico e, Zé do Cinema, seu colaborador, afilhado e um dos seus poucos interlocutores, preocupado,contou-lhe o que se dizia na rua. O padrinho não tinha por que se explicar e, encerrou o assunto:

- Zé, eu fiz voto de castidade! Quem fez voto de pobreza foi Frei Damião!

O monsenhor era conhecido pela pouca convivência social. Dificilmente comparecia a qualquer evento que não dissesse respeito às suas atividades religiosas. Seu veículo, um jeep, cortava as estradas de barro e deixava os transeuntes na poeira. Contam que um frade, à época seu coadjuvante, voltava esbaforido e a pé, de Vila Maia, onde fora celebrar uma missa. A passagem da condução do padre Diniz só fez aumentar a poeira na túnica marrom do capuchinho, esperançoso por uma carona. Mesmo com essa fama de uso individual de sua viatura, Zé do Cinema insistia com o padrinho para que comprasse um jeep de quadro portas, os jipões que estavam na moda e, justificava: dr. Clovis e seu Mozart Bezerra já compraram; seu Zé Rocha recebeu o dele;major Jurandir também; só falta “meu padim” comprar o seu:

-Pra que eu quero quadro portas Zé! Meu jeep tem duas portas e eu só uso uma…

O meu amigo Vicente da Nóbrega, pai do jornalista Rubens Nóbrega e professor do Colégio Agrícola, morava na rua principal de Bananeiras, em casa alugada ao padre, também administrador dos bens da Sociedade São Vicente. Uma chuva forte revelou uma porção de goteiras. Aproveitando uma tarde de folga, o professor subiu ao telhado e tentava realizar o conserto. De repente, estaciona no meio da rua o padre Diniz e, de dentro do seu veículo, grita:

- Você ai em cima, está destruindo minha casa?

A resposta de Vicente veio desassombrada, como manda a tradição familiar:

- Sua casa não! Essa casa é de Nossa Senhora. Só não sei se ela está recebendo o aluguel…

Sobre a definição de cachaceiro, aludida acima, encontrei recente canção de um sertanejo chamado Eduardo Costa, que parece ter ouvido a lição do advogado Pessoa de Lima: “Dizem que sou cachaceiro/ cachaceiro eu não sou/ cachaceiro é quem fabrica a pinga/Eu sou só consumidor”.

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Gata, mulher de Tiririca chama atenção por beleza e discrição

Para Lula, eleição de Dilma foi seu erro mais grave, revela novo áudio

Moro diz na PB que não basta aplicar pena, tem que recuperar produto do crime

COLUNA CARIRI COLUNA CARIRI

O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato – que apura propina e desvio de recursos da Petrobras, disse, em João Pessoa, que não basta a punição judicial aos condenados nas operações, mas também é preciso a recuperação do produto do crime. “É preciso saber que o crime não pode compensar. Não é somente a punição”, disse ele, ao alertar que no Brasil há uma certa morosidade para se chegar ao julgamento final de um caso, situação que, em muitas situações, prejudica a relação com países que exigem a definição dos casos para repatriação de valores, apesar de considerar que os processos no País são mais complexos.

A declaração do juiz Sérgio Moro foi feita em sua palestra na conferência sobre corrupção, no auditório do TCE. Eles e os professores Marcílio Franca, Andreas Ziegler e Sérgio Moro falaram de temas relativos a sigilo bancário, ilícitos nos negócios com obras de arte e a cooperação além-fronteiras nas ações de combate aos desvios de recursos públicos. Ziegler, professor da Universidade de Lausanne, da Suíça, falou das transformações existentes naquele país, no que concerne ao sigilo bancário, ressaltando os acordos bilaterais de cooperação, existentes entre os países, que possibilitaram maior transparência e controle financeiro, especialmente para saber a origem dos depósitos bancários.

O professor Marcílio Franca abordou as relações entre o direito e a arte no campo administrativo, constitucional e penal, este último vinculado aos atos de corrupção e lavagem de dinheiro. Marcílio levantou vários aspectos que interagem por meio da linguagem. Adiante exemplificou a relação com o Poder Público e citou como exemplo uma licitação pública destinada à aquisição de obra de arte para visualização de uma praça, que apesar de regular, formou a vinculação, para no futuro e em outras situações, aparecer entre os atos de corrupção nas justificativas de lavagem de dinheiro.

O juiz Sérgio Moro, antes de iniciar sua fala, vinculou etapas da Operação Lava-Jato aos atos que se relacionam com o tema abordado pelo professor Marcílio, com a mesma natureza, citando os milhões de Reais que estão sendo repatriados com a recuperação de obras de arte, material sequestrado nas operações da Polícia Federal e que se encontram sob a guarda do Museu Oscar Niemeyer.

Sérgio Moro buscou mostrar no tema de sua conferência a trajetória dos dinheiros provenientes de propinas, a partir da origem para os paraísos fiscais, demonstrando a preocupação com o rastreamento, depois das fronteiras. Ele fez um retrospecto de como o esquema de propina oriundo de recursos da Petrobrás, atuava em operações de offshorer, o seja, o dinheiro saia pelos operadores para os paraísos fiscais e voltava para a origem, passando por um labirinto de lavagem em paraísos fiscais.

No final do evento, o Juiz Sérgio Moro foi homenageado pelo Tribunal Regional do Trabalho – TRT, com a medalha do Mérito Judiciário, e recebeu também, do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Conselheiro Arthur Cunha Lima, a medalha Cunha Pedrosa, maior condecoração da Corte à uma personalidade que se destaca no mundo jurídico e administrativo do Estado.

TERROR NO CARIRI: Bandidos fazem arrastão na cidade de Serra Branca

Banner Efigenio

Bandidos explodem agência do Banco do Brasil na cidade de Sumé; veja fotos

Prefeita de Monteiro e ex-secretária participam de programa do PSDB na TV

Prefeitura de Camalaú realiza emissão de documentos na próxima quinta-feira

Vereador da Capital diz que Ricardo Coutinho é “governador tiquinho”

COLUNA CARIRI COLUNA CARIRI

O vereador pessoense, Marcos Vinícius (PSDB), ironizou nesta sexta-feira (27) as críticas do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), as obras de pavimentação da via de acesso a Estação Ciência Cultura e Artes. “Ele não terminou nem a Estação Ciência e agora quer falar de uma obra que está em fase de conclusão? É um governador tiquinho”, provocou!

Marcos lembrou ainda, a exemplo do que fez o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), que a obra da Perimetral Sul e duplicação da Avenida Cruz das Armas estão paradas. “De tiquinho em tiquinho ele inaugura prédios incompletos, como é o caso da Escola Técnica que foi entregue, mas até hoje não funciona”, insistiu.

Em agosto de 2013, o governador Ricardo Coutinho assinou a ordem de serviço da obra da Avenida Perimetral Sul. Três anos depois, a intervenção ainda não foi inaugurada. A obra chegou a ter os serviços suspensos por determinação do Tribunal de Contas do Estado, que viu irregularidades na execução.

Já a duplicação da Avenida Cruz das Armas foi autorizada em junho de 2012, período pré-eleitoral. Quatro anos depois, a obra se arrasta. O Governo do Estado anunciou recentemente a retomada dos trabalhos.

“O prefeito Luciano Cartaxo estará entregando a via de acesso a comunidade ainda em junho e é uma pena que o governador só tenha se lembrado que esta área da cidade existe agora, com a proximidade das eleições. Cartaxo trabalha por toda cidade, independente do período eleitoral e por isto que o governador tiquinho acabou cometendo esta gafe de prometer fazer algo que já está sendo feito”, arrematou.

VIDA BOA: Cartões corporativos de Dilma torraram R$ 32 mil por dia, este ano

Paraíba tem 11 mortes por microcefalia confirmadas, diz Secretaria da Saúde

COLUNA CARIRI COLUNA CARIRI

Um total de 11 mortes por já foram confirmadas como decorrentes da microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita na Paraíba, segundo informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta sexta-feira (27). Além destas, outras 10 mortes seguem sendo investigadas e três já foram descartadas como sendo decorrentes da microcefalia. As mortes foram registradas nos municípios de Sapé (2); São José do Sabugi (1); São João do Rio do Peixe (1); Santa Rita (2); Olivedos (1); Juazeirinho (1); João Pessoa (1); Conde (1) e Campina Grande (1).

O relatório da SES confirma o número de 129 casos confirmados de microcefalia divulgados na quarta-feira (25) pelo Ministério da Saúde. O Informe Epidemiológico é referente à semana 20 deste ano, até o dia 21 de maio. A contagem começou em agosto de 2015.

De outubro de 2015 a maior deste ano, foram notificados 881 casos, sendo que 439 já foram descartados – por apresentarem exames normais, ou por apresentarem microcefalia e ou malformações confirmadas por causa não infecciosas ou não se enquadrarem na definição de caso – e 313 seguem em investigação.

O novo boletim confirma 1.434 casos de microcefalia em todo o país. No total, foram notificados 7.623 casos suspeitos desde o início das investigações, em outubro de 2015, sendo que 3.257 permanecem em investigação. Outros 2.932 foram descartado.

O Ministério da Saúde ressalta que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos estados, e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa, diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

Festa da Padroeira de São João do Cariri entra para o Calendário Turístico da PB

Presidente estadual do PSDB convida João Henrique para se filiar no partido

Pagamento dos servidores do Estado será efetuado nesta segunda e terça-feira

[+]   POSTAGENS