::Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri ::CACHACEIROS DE LUTO: Carreta cheia de cachaça tomba na pista ::DE BANANEIRAS A BARBACENA ::COLUNA CARIRI ::Governador Ricardo participa de inaugurações e audiência do OD no Brejo ::Oposição cobra cassação de vereador que teria sido flagrado fazendo bingos ::Aesa prevê sábado com nebulosidade variável e possibilidade de chuvas ::Vereadores e funcionários parabenizam Bero de Bertino pelo seu aniversário ::Cagepa realiza limpeza de esgotos na cidade de Sumé ::Cajó Menezes acredita em vitória do grupo de João Henrique nas próximas eleições Malves Supermercados

Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri

Banner Coringa Banner Coringa

CACHACEIROS DE LUTO: Carreta cheia de cachaça tomba na pista

DE BANANEIRAS A BARBACENA

Por Ramalho Leite

ramalhopequenanovChegou às minhas mãos um exemplar de “Conegundes, operário da liberdade e da cidadania” publicado sob os auspícios da Fundação Ulisses Guimarães, e que trata da trajetória política do bananeirense Manoel Conegundes da Silva, que pelos idos de 1950 largou o Colégio Pio XI em Campina Grande e partiu para as Minas Gerais onde terminou o colegial e graduou-se em matemática. Imiscuiu-se na política estudantil e recebeu do seu colega Sebastião Nery esse depoimento: “…de 1952 a 1954, na Faculdade de Filosofia de Belo Horizonte, se tivéssemos feito uma eleição para escolher o bom, o melhor entre nós, ninguém ganharia dele.Tinha uma cabeça, uma vocação, um amadurecimento político surpreendente”.

Conegundes, ao sair de Bananeiras, onde nascera em 1930, deixou a cidade dominada pelos Rocha, herdeiros de Estevam José da Rocha – O Barão de Araruna, que depois acolheram os Bezerra Cavalcanti em seu seio e passaram a dominar a cidade. Na Constituinte de 1934 o representante de Bananeiras era o coronel José Antonio da Rocha. Na de 1947, dois deputados constituintes foram eleitos: Clovis Bezerra Cavalcanti e Pedro de Almeida, este casado com uma Rocha. Sem esquecer o pedaço que pertencia aos Coutinho e aos Lucena, que no frigir dos ovos, mesmo desunidos politicamente, formavam um mesmo bloco familiar. Havia até um ditado popular: “aqui, quem não é Coutinho, é coitado; quem não é Cavalcanti é cavalgado; quem não é Bezerra é boi!” Eram rapadura do mesmo tacho…

O movimento militar de 1964 já encontrou Conegundes professor de matemática da Escola Preparatória de Cadetes do Ar em Barbacena, cidade dominada desde seus primórdios por duas famílias, Bias Fortes e Andradas, os últimos, descendentes do Patriarca da Independência. Eles se revezavam no comando da política local e deram até governadores a Minas. A vez de um Andrada, contudo, na Presidência da República, dentro do esquema “café com leite”, foi tolhida pela Revolução de 30.
Nesse clima de acirrada disputa foram arrancar Conegundes da sua cátedra para organizar o MDB na região e enfrentar as duas famílias, agora sob o manto do mesmo partido, a ARENA, utilizando-se do artifício da sub-legenda. Para enfrentar esse poderio econômico e político, Conegundes se valeu das regras impostas pelo regime e iniciou sua participação na política.

Seria alvo de perseguição e prisões. Em uma delas, seu “carcereiro” mandou que ditasse o que quisesse para o escrivão e fosse para casa. A decisão do delegado não foi acatada pelo Comandante da PM local, e junto a outras autoridades de Barbacena, foi levado para o Quartel do Exército.O ex-governador Bias Fortes ligou para o general Mourão Filho e reclamou que “em Barbacena só vão presos os amigos de Bias Fortes”. Em função dos companheiros de cárcere, Conegundes recebeu alvará de soltura e seu nome começou a ganhar as ruas e a simpatia dos mineiros.

A partir de 1970 Conegundes participou de todas as eleições, sendo o mais votado para deputado estadual em Barbacena, derrotando os maiorais da terra, mas não logrando a conquista do mandato.Essa vitória ocorreria em dose dupla,em 1982, com a sua eleição para deputado e a conquista da prefeitura local por um seu correligionário e companheiro dos revezes anteriores.O cenário político de Barbacena e a história de Conegundes ao enfrentar oligarquias fortes política e economicamente, em muito se assemelham com a que travei na sua cidade natal. Se Conegundes tivesse exercitado seus predicados em Bananeiras, talvez eu tivesse lhe cedido o espaço que conquistei a duras penas. Mas ele preferiu a Serra da Mantiqueira e se tornou “um paraibano que orgulha Minas Gerais”, para repetir Sebastião Nery, e a Paraíba também, acrescento eu.

Banner Segundo Wilson Ricardo

COLUNA CARIRI

TODO CUIDADO É POUCO

Por Geordie Filho
jegueestradazabeleeeeO descaso segue constante com os animais soltos na estrada que liga os municípios de Monteiro e Zabelê, colocando em risco a vida de quem trafega por lá. O alerta vem uma semana antes da maior festa do município de Zabelê, a Corrida de Jegue, que terá início na próxima sexta-feira (25), deixando a estrada bastante movimentada com grande fluxo de veículos. O flagrante da foto ao lado mostra vários jumentos soltos pela rodovia e foi feito esta semana.

TRÂNSITO EM MONTEIRO
Por mais que a população de Monteiro tenha sempre reclamado que o trânsito do município era uma esculhambação e que a situação só piorava a cada ano, parte dela não colabora com quem está tentando organiza-lo. A Prefeitura abraçou a causa e tomou a iniciativa de municipalizar o trânsito, instalou semáforos, placas de sinalização, colocou agentes nas ruas para conscientizar a população, dentre outras ações, mas algumas pessoas insistem em não respeitar as novas regras. Dia desses uma agente de trânsito chegou a ser covardemente agredida por um motociclista que não aceitava seguir as normas de trânsito.

O DILEMA DE BATINGA
Aliados do suplente de deputado Carlos Batinga andam eufóricos com a esperança de que ele poderá assumir o cargo na Assembleia Legislativa a qualquer momento. As informações dão conta de que o deputado Manoel Ludgégio deverá tirar uma licença, abrindo vaga para Batinga.

JOGO BAIXO
O prefeito de Prata, Júnior Nóbrega, foi o primeiro gestor do município que nos últimos 30 anos destinou recursos para reforma do matadouro público da cidade. Mas, a oposição do município achou ruim e passou a criticar o matadouro nas redes sociais, espalhando notícias de que o local estava entregue às baratas. Porém, a realidade é outra.

CAVALGADA DA INTEGRAÇÃO
A tradicional Cavalgada da Integração do Cariri acontece este fim de semana em Monteiro. O evento que já é tradicional na região e um dos maiores do Nordeste, ocorrerá na região do sítio Ipueira Funda, com um percurso de 28 km. Terá ainda show do cantor Dejinha de Monteiro e Forró Quente. A novidade é que mulher não paga, mesmo sendo feia.

PICADINHAS…

Leitor denuncia que estão fuma fumando crack em frente ao antigo clube da banda Metrópole, ao lado do colégio estadual, em Monteiro.

Fiasco o protesto contra Dilma na Paraíba. João Pessoa e Campina Grande não conseguiram reunir 500 pessoas contra a presidente.

Sou a favor da redução da maioridade penal. Adolescentes não podem continuar matando, assaltando, sequestrando e pintando o sete, sem que lhes caiba nenhuma punição severa.

Em Amparo estão terceirizando chifre.

Pro desespero da oposição, Dr. Júnior voltou a atender pacientes em Ouro Velho. O tiro saiu pela culatra.

Semana que vem tem a Festa do Jegue de Zabelê. A branquinha vai dar na canela.

A Festa do Bode Rei de Cabaceiras só prestava quando o prefeito era Arnaldo Júnior.

Aristeu Chaves dando show a frente do Detran-PB. O homi é bom!

Festival do umbu de Sumé rendeu muita pinga no bucho.

Fred Menezes mostrando como se faz bem feito na comunicação de Monteiro.

O ano mal começou e já estamos quase na sua metade. Daqui uns dias já é São João.

Essa semana foi a missa de um ano do falecimento de Dula Menezes, um grande amigo.

As chuvas caindo e os açudes secando. Tem quem entenda?

As oposições nos municípios irão pirar caso o mandato de prefeito seja prorrogado por mais dois anos.

Hoje é dia de buchada de bode no bar do Mauro.

Dizem que aquele vereador veste a calcinha da mulher nas horas vagas.

Galeguinho quer ser prefeito de Serra Branca. E Dudu deixa?

Zequinha do Congo pode ser candidato a vice-prefeito em Sumé na chapa de Quintans.

ACESSE TAMBÉM: WWW.VITRINEDOCARIRI.COM.BR

Governador Ricardo participa de inaugurações e audiência do OD no Brejo

Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri

O governador Ricardo Coutinho visita, neste sábado (18), a região de Guarabira, onde entrega a nova sede da 2ª Ciretran e restaurações de rodovias e participa da audiência pública do Orçamento Democrático. A partir das 10h, ele entrega as restaurações das rodovias PB-085 (Duas Estradas/Lagoa de Dentro/Pedro Régis/Jacaraú), com 9 km; PB-075 (Cuitegi/Alagoinha/Alagoa Grande), com 21 km; e PB-069 (Duas Estradas Serra da Raiz), com 4 km.

Nas três rodovias, em um total de 34 km, foram investidos recursos próprios do Estado no valor de R$ 5,7 milhões. As novas instalações da Ciretran de Guarabira serão inauguradas às 16h.

As obras de restauração das três rodovias foram executadas entre maio de 2014 e abril deste ano, contemplando uma população de 145.316 habitantes dos municípios de Duas Estradas, Lagoa de Dentro, Pedro Régis, Jacaraú, Guarabira, Cuitegi, Alagoinha e Alagoa Grande. Foram feitos serviços de correção, recapeamento da pista de rolamento com micro revestimento produzido com asfalto de alta resistência à ação do tráfego e às intempéries, limpeza dos acostamentos e do sistema de drenagem e sinalização horizontal e vertical.

São mais três rodovias restauradas pelo governo estadual, visando proporcionar o desenvolvimento social e econômico das regiões contempladas, ampliando e modernizando a infraestrutura rodoviária do Estado, integrando os municípios, ofertando economia, conforto e segurança aos seus usuários, com geração de mais emprego e renda e melhoria da qualidade de vida da população local.

Ciretran – A nova sede da 2ª Ciretran do município de Guarabira está instalada na Avenida Feliciano Batista de Amorim, s/n, e passou a contar com salas mais amplas, climatizadas e completamente informatizadas e ainda com uma nova pista de provas práticas, a fim de garantir um ambiente confortável aos servidores e usuários.

“Além de oferecer uma melhor estrutura física, vamos duplicar a capacidade de atendimentos para candidatos na emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), acabando com a demanda reprimida, pois as provas teóricas que eram aplicadas apenas uma vez por semana passarão a ser aplicadas duas vezes”, disse o superintendente do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), Aristeu Chaves.

De acordo com o superintendente, com a nova sede, os testes psicológicos que tinham seus atendimentos feitos nas clínicas do município agora serão realizados na nova Ciretran de Guarabira. “Teremos também uma pista de prova prática moderna e adequada à realidade”, ressaltou Chaves.

Na 2ª Ciretran de Guarabira, o Detran conta com uma parceria junto à Universidade Estadual da Paraíba (UEPB no processo de habilitação de novos motoristas. Os professores da UEPB acompanharão os candidatos na aplicação das provas teóricas através do meio eletrônico.

Atualmente, a sede atende aproximadamente 3 mil pessoas por mês. Com a nova estrutura, esse número de atendimentos deve dobrar. A 2ª Ciretran oferece todos os serviços disponibilizados pelo Detran para 13 municípios da região. Contam com esse atendimento as cidades de Araçagi, Cuitegi, Pilões, Pilõezinhos, Belém, Caiçara, Logradouro, Lagoa de Dentro, Duas Estradas, Araruna, Dona Inês e Pirpirituba.

Oposição cobra cassação de vereador que teria sido flagrado fazendo bingos

vereadorsantoandreA oposição na Câmara de Vereadores da Cidade de Santo André, no Cariri Paraibano, cobra a cassação do parlamentar Pedro Edson Correia Araújo (DEM), investigado pelo Ministério Público Federal e Polícia Civil por realizar bingos ilegais em praças públicas. O caso foi alvo de matéria do ‘Bom Dia Brasil’, da Rede Globo.

De acordo com o líder da oposição, Edgley Fidelis Souto Messias (PSB), a Câmara rejeitou recentemente um pedido de investigação contra o vereador sugerida por um popular que levantou informações e dados sobre o caso, como matérias veiculadas na imprensa e folders dos bingos .

Fidelis disse ainda que a Câmara alegou que o fato do vereador ser acusado de realizar bingos não seria motivo para a cassação de mandato.

“Alegaram que o bingo era um coisa normal. Pode ser feito em qualquer canto, qualquer pessoa faz e não seria crime”, destacou o parlamentar.

O opositor alega ainda que, diferente do caso do vereador Pedro Edson, um colega seu da oposição, João Batista (PP), foi cassado por ser acusado de receber propina da Prefeitura em gestão passada.

“O que a gente questiona é porque não recebeu a denuncia para investigar Pedro Edson, s se recebeu um contra João Batista?”, questionou.

Roberto Targino – MaisPB

Aesa prevê sábado com nebulosidade variável e possibilidade de chuvas

Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri

A previsão do tempo para este sábado (17) é de céu com nebulosidade variável e possibilidade de chuva no Litoral. De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), as temperaturas irão variar entre a mínima de 23º C e a máxima de 31º C.

As chuvas na faixa litorânea devem ocorrer principalmente no final da tarde e início da noite. Também pode chover em pontos isolados do Alto Sertão, onde os termômetros vão oscilar entre 21º C e 34º C. Nas demais regiões o tempo deve ser de sol com variação de nuvens. Já o vento deve ser moderado em todo o Estado. A previsão do tempo detalhada para cada região está disponível no site www.aesa.pb.gov.br

As variações climáticas são monitoradas diariamente pelos técnicos da Aesa. Na Sala de Situação, instalada em Campina Grande, os meteorologistas realizam um trabalho preventivo para auxiliar em casos de eventos extremos como secas e enchentes. Na iminência de um desastre natural, a Aesa aciona Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e demais órgãos da administração estadual.

Plataformas de coleta de dados espalhadas pelo Estado enviam (via satélite) informações como quantidade de chuva, pressão barométrica e nível da água. Para construir o espaço de observação climatológica, o Governo do Estado e a Agência Nacional das Águas (Ana) investiram mais de R$ 2 milhões. A Sala de Situação funciona no campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) no bairro Bodocongó.

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Vereadores e funcionários parabenizam Bero de Bertino pelo seu aniversário

Cagepa realiza limpeza de esgotos na cidade de Sumé

Cajó Menezes acredita em vitória do grupo de João Henrique nas próximas eleições

José Dirceu deve ser preso novamente nesta sexta, diz seu advogado

Banner boca escancarada

MPF abre inquéritos para investigar denúncias contra prefeitos do Cariri

Ricardo Coutinho inaugura restaurações de mais três rodovias

Sindicalistas reivindicam construção de cisternas e convivência com o semiárido

Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri

Os sindicatos dos trabalhadores rurais paraibanos têm importante papel a exercer no processo de construção de cisternas, no conjunto das implementações hídricas e nas diversas ações estruturadoras para o fortalecimento da agricultura familiar na dinâmica de mobilização para a convivência com o semiárido.

Essa afirmativa foi manifesta pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Veirópoles, Sertão paraibano, Joaquim Nunes Gadelha, em uso da palavra durante o encontro dos sindicatos dos trabalhadores rurais cutistas, acontecido em Campina Grande, na última sexta-feira(10), e em entrevista concedida ao Stúdio Rural e transmitida no Programa Domingo Rural e Esperança no Campo da Rádio Queimadas FM e Rádio Serrana de Araruna do último sábado e domingo, dias 11 e 12 de abril, respectivamente. “Isso é uma realidade porque centralizam os recursos das cisternas e não é de agora, fica apenas junto a ASA e outras instituições em que eles centralizam o poder de organização e distribuição deles fora de nossa distância, um exemplo é Veirópoles que é uma cidadezinha do auto sertão no pé de uma serra, ou nós dependemos de Aparecida ou de Cajazeiras para que as cisternas e as ações possam chegar e na verdade pedidos foram feitos, mas nós não sabemos nem a quantidade de recursos que chegam para a construção dessas cisternas e de que forma essa distribuição é feita, daí a gente faz os pedidos dela, manda para a ASA como a gente mandou, já mandei para o MDA também e até agora nós não temos uma solução e nem sabemos pra onde devemos e ou a quem devemos cobrar. Então é preciso descentralizar isso, porque se o sindicato de Aparecida pode administrar os recursos para a construção de cisternas junto com a ASA e por que não o de Veirópoles? Qual a diferença? Nós vamos fazer os mesmos procedimentos e prestar contas do mesmo jeito. Agora nós não podemos é ficar dependendo apenas de duas instituições para coordenar no estado inteiro a distribuição dessas cisternas quando na verdade está longe de atender a realidade da nossa região, é isso que nós não aceitamos e vamos lutar para que realmente o governo possa ver isso, os representantes do governo vejam que essa centralização está prejudicando, em muito, a questão dos nossos agricultores que precisam da construção dessas cisternas”, argumenta Joaquim ao dialogar com nossa equipe via emissoras e advertir o conjunto das representações presentes no encontro.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cuité, Everaldo Andrade Costa, disse entender como possiblidade de tornar o trabalho eficiente e informou que na região de Cuité o trabalho está sendo feito pela ONG CEOP, de Picuí, conveniando um grande conjunto de municípios de toda aquela região do Curimataú. “Aqui nós fazemos nosso trabalho através da CEOP, são muitos municípios através de seus sindicatos, uma exceção é Baraúnas em que a gestora faz diálogo com agentes de saúde, associações dentre outras buscando fazer com que o trabalho não pare”, explica aquela liderança ao dialogar com Stúdio Rural e dizendo acreditar que, com a intervenção do sindicato no trabalho em cada município, muito mais famílias serão atendidas num menor espaço de tempo.

Paulo Medeiros Barreto é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana, Cariri Oriental, participou do encontro e, ao dialogar com nossa equipe, disse acreditar que os sindicatos dos trabalhadores rurais já contam com excelente quando de componentes capacitados para trabalhar da questão previdenciária a todas as outras ações que digam respeito a melhor qualidade de vida dos agricultores e agricultoras na dinâmica da convivência com o semiárido e garante que naquela região nenhum sindicato está trabalhando a gestão de recursos dentro do processo de construção dessas implementações o que tem atrasado o processo de universalização dos recursos hídricos. “Aqui nessa região nós não temos sindicatos desenvolvendo a gestão desse trabalho e temos toda possiblidade de prestar um excelente trabalho”, justifica Barreto.

Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Programação do São João de Campina Grande sai dia 28 sem Aviões do Forró

Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri

A programação principal do Maior São João do Mundo, que começará no dia 5 de junho, será divulgada no próximo dia 28. Cerca de 60% das atrações já estão definidas, e a prioridade será um equilíbrio entre os artistas nacionais e regionais. Entre as mudanças anunciadas pelo coordenador do evento, Temístocles Cabral, está mudanças no Layout e na acomodação da imprensa.

Temístocles Cabral, revela que dentre as novidades estará uma estrutura para o trabalho da imprensa e um novo espaço para a apresentação das quadrilhas. A antecipação do anúncio da grade de programação do Maior São João do Mundo, em relação a anos anteriores, tem o objetivo de permitir um maior período de divulgação regional e nacional do evento e facilitar que turistas possam programar sua participação no evento.

O coordenador não adiantou nenhuma atração da festa, mas o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) já anunciou que bandas com cachês acima de R$ 150 mil como o caso da banda Aviões do Forró estará fora da programação. Temístocles Cabral informou que entre as mudanças já definidas está uma maior estrutura para facilitar a cobertura da imprensa, que além da estrutura montada na Rua da Imprensa, também poderá utilizar cabines que serão instaladas na parte superior do Centro Cultural Lourdes Ramalho.

Outra mudança anunciada acontecerá no layout do evento. Para destacar as apresentações das quadrilhas e de grupos folclóricos, será instalado um tablado em frente à réplica da Catedral, com uma estrutura cenográfica e camarins de apoio.

DEU NO BOIGA DO TIÃO: É o fraco!

Festival de Cultura Popular do Cariri começa nesta sexta-feira, em Monteiro

Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri Polícia desvenda furto de combustível na obra da transposição no Cariri

O Festival de Cultural do Cariri Paraibano – Zabé da Loca, promovido pela Prefeitura Municipal de Monteiro tem início na noite desta sexta-feira (17) com show de Alexandre Pé de Serra, que estará lançando o CD “Duetos”

A apresentação de Alexandre Pé de Serra acontece às 21 horas, na Praça de Alimentação do Parque das Águas e terá ainda as participações de Nanado Alves, César Amaral, Osmando Silva, Thainá Campos, Maike José e Fernando Marques (Vozes do Forró).

No sábado, 18, dia da feira livre do município de Monteiro acontece o evento CULTURA NA FEIRA, ao lado do Centro Cultural Alexandre da Silva Brito, com apresentações dos Meninos de Zabé, Pai Vicente, João Badalo, João de Amélia, Zé Preto (Mazurca), Grupo de Ciranda, Banda de Pífano Mané de Joana, Banda de Pífano Zeca do Pio X e Ríver Douglas e os Bacamarteiros de Camalaú.

No sábado à noite, a partir das 20 horas, será realizada a III Noite da Poesia Sertaneja no Teatro Jansen Filho, quando será homenageado o poeta Espedito Pedro da Silva, mais conhecido por Espedito de Mocinha.

Durante a homenagem ao poeta Espedito de Mocinha haverá a apresentação da dupla de Violeiros Carlinhos da Prata e Zé de Jabitacá e as participações de poetas e declamadores, a exemplo de Agda Moura (Santa Cruz do Capibaribe), Lara Moura (Santa Cruz do Capibaribe), Júnior Cordel, Felipe Morais, Ismênia Thereza, Gaudêncio Pereira, Clóvis Ferreira e Elânia Lima.

A III Noite da Poesia Sertaneja será apresentada pelo poeta e declamador Felisardo Moura.

CAVALGADA DA INTEGRAÇÃO

No domingo, último dia do evento, acontece a IX Cavalgada da Integração com concentração no Parque da Embrapa a partir das 9 horas.

Os cavaleiros sairão do parque da Embrapa e seguirão pela avenida principal de Monteiro até a frente da Igreja Matriz, onde receberão as bênçãos do Padre José Marcos, seguindo para a comunidade rural do Tamanduá, Ipueira Funda, Santana e Barragem de São José, retornando ao parque da Embrapa, em Monteiro.

Após a cavalgada haverá as apresentações artísticas com Dejinha de Monteiro e da banda Forró Kent.

Matadouro da cidade de Prata é reformado após 30 anos sem investimentos

[+]   POSTAGENS