prefeitura
::Monteiro promove seu primeiro Encontro LGBTS na próxima terça-feira ::Problema em barragem suspende novamente bombeamento do Eixo Leste da Transposição ::Mais um prefeito adere ao projeto do governador João Azevedo ::Em postagem, Patrícia Rocha confirma pedido de demissão: ‘decisão pensada e amadurecida’ ::Ciro diz que educação é “espancada” e chama Bolsonaro de “idiota” ::Secretaria de Estado da Saúde emite alerta contra sarampo ::OPERAÇÃO BOTIJA: Homem é preso acusado de tráfico de drogas em Juazeirinho ::Detran-PB reinicia vistorias do transporte escolar ::Prefeito Sandro Môco cumpre agenda em João Pessoa ::Pesquisa revela que prefeita de Ouro Velho tem quase 88% de aprovação popular Malves Supermercados

Adepdel vai a Brasília para articular Reforma da Previdência

(03/07/2019)
Adepdel vai a Brasília para articular Reforma da Previdência Adepdel vai a Brasília para articular Reforma da Previdência Adepdel vai a Brasília para articular Reforma da Previdência

Com o objetivo de garantir o mesmo tratamento dado aos militares das Forças Armadas e policiais militares, a Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba (Adepdel) esteve presente em Brasília realizando as articulações necessárias para que a PEC não prejudique os direitos dos Policiais Civis, Federais, Rodoviários e Agentes Penitenciários.

O presidente da associação, Steferson Nogueira, esteve na capital federal para articular com os parlamentares o destaque número 40, do PSD, que dá aos policiais no art 144 da Constituição o mesmo tratamento. “Queremos garantir, não privilégios, mas as condições mínimas de trabalho para quem se arrisca todos os dias nas ruas para proteger os cidadãos. Da forma como o texto está, nós vamos perder muitos direitos importantes”, afirma Steferson.

Segundo o delegado, a categoria está decepcionada com o presidente Bolsonaro, pois ele se elegeu com a bandeira da segurança pública e não está cumprindo o que prometeu. “Os policiais estão se sentindo traídos, esse é o sentimento de todos. Se esse texto for aprovado, os policiais terão a pior aposentadoria do mundo, quando comparando com números e dados de outros países”, diz.

Segundo Steferson, a deputada federal Edna Henrique (PSDB-PB) e o líder da maioria na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), estão ajudando os policiais civis e federais, apoiando o destaque 40 na comissão especial. “Contamos com a ajuda fundamental do líder da maioria, deputado Aguinaldo, que representa 309 parlamentares, para que possamos dar um tratamento justo às forças de segurança do país”, finaliza.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Adepdel vai a Brasília para articular Reforma da Previdência