prefeitura
::Zabelê está entre os 10 municípios com melhor índice de transparência pública na PB ::Incêndio destrói loja em Monteiro ::Curta-metragem gravado no Cariri é selecionado pra Mostra nacional do SESC ::Lucélio Cartaxo tem melhora em quadro de saúde e deixa UTI ::SUMÉ: Éden confirma que disputará reeleição ::Adriano Galdino rechaça fala de Bolsonaro: “desserviço às relações federativas” ::Caminhoneiros se mobilizam após nova tabela de frete rodoviário ::Homem morre após colidir moto na traseira de caminhão no Cariri ::Governadores do NE cobram posicionamento de Jair Bolsonaro ::Programa de pós-graduação em ciências da nutrição da UFPB realiza pesquisa em Sumé Malves Supermercados

Aesa explica como será calculado o valor da taxa de água da transposição

(23/01/2019)
Aesa explica como será calculado o valor da taxa de água da transposição Aesa explica como será calculado o valor da taxa de água da transposição

O presidente da Agência de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Porfírio Loureiro, em entrevista à Rádio Campina FM, disse que entre os meses de maio e junho será possível ser definido o valor da taxa de segurança hídrica das águas da transposição.

Segundo ele, o valor ainda está em negociação e, após a reunião realizada pelo Comitê Gestor, será possível ter uma base para calcular o valor que será definido para a Paraíba.

– A taxa de segurança hídrica tem dois pontos: ela tem um preço fixo, que é com a manutenção do canal, e o variável, que é com relação a energia, que consome 80% do valor. O preço que a Paraíba vai pagar, será definido a partir de uma resolução, que vai começar a ser construída através dessa primeira reunião do comitê gestor. Depois disso, os estados vão fazer seus contrapontos e aí a Agência Nacional das Águas edita uma resolução do valor para 2019 – contou.

Ele ressaltou que a precificação estabelecida para 2018 foi muito alto, pois o preço da energia também estava elevado, mas como houve um decréscimo neste é esperado um valor menor para poder ser calculado quanto o consumidor final vai pagar pela água do São Francisco.

Porfírio lembrou que o preço da água do São Francisco vai ser distribuído para todos os municípios, até aqueles que não recebem a transposição. A cobrança será feita na conta da Cagepa e a lógica será de que, para quem consome muita água, o valor seja mais alto do que o que consome menos.

– A tarifa de segurança hídrica vai ser definida a partir de um percentual e esse vai depender do valor que o Estado vai ter que pagar todo mês. Após isso, vamos dividir por todos os consumidores da Cagepa, que será dividido por faixa – disse.

Faça seu comentário



Possui atualmente : 1 comentário em Aesa explica como será calculado o valor da taxa de água da transposição


  • Que absurdo aumentar taxa de água. Agente já paga caro por uma que chega nas torneiras que é pura lama.