sao joao
::Rumo à Câmara Federal, Edna Henrique conquista apoios do prefeito e vereadores de Brejo dos Santos ::Novo incêndio e de grandes proporções é registrado entre Serra Branca e Coxixola ::PREPARE O BOLSO: Preço do botijão de gás de cozinha deve chegar a R$ 75 ::ALPB já gastou R$ 1,2 milhão com locação de veículos, combustível e até com multas ::Festival do Mel chega à 10ª edição com novidades como a ‘Tardezinha do Mel’ ::Pesquisa aponta Cássio como 1ª opção de voto para o Senado ::Pauta do TCE-PB tem contas do Turismo, 13 Prefeituras e sete Câmaras ::Moradores da Zona Rural de Sumé aprovam gestão do prefeito Éden Duarte ::Nova ESA realiza 100 cursos em pouco mais de sete meses ::Haddad diz que não dará indulto a Lula se for eleito presidente Malves Supermercados

Águas do rio Paraíba vão abastecer nove cidades de Pernambuco

(11/01/2018)
Águas do rio Paraíba vão abastecer nove cidades de Pernambuco Águas do rio Paraíba vão abastecer nove cidades de Pernambuco

O rio Paraíba será a fonte de abastecimento de nove municípios pernambucanos. A medida será possível através da assinatura de um termo de cooperação entre os governadores dos dois estados, nesta sexta-feira (12). Ricardo Coutinho e Paulo Câmara, ambos do PSB, participarão de solenidade em Barra de São Miguel, às 10h, e Santa Cruz do Capibaribe, às 11h. O termo permitirá a construção da Adutora do Alto Capibaribe, que tem custo estimado de R$ 82 milhões. A estrutura prevê, também, o fornecimento de água para Barra de São Miguel, na Paraíba. Ao todo, a estimativa é que 230 mil pessoas sejam beneficiadas.

O prazo previsto para a conclusão da obra é de 15 meses. A solenidade desta sexta-feira é para a assinatura conjunta da ordem de serviço que precede a abertura da licitação. Há uma grande mobilização política prevista para o evento, envolvendo deputados paraibanos e pernambucanos. Procurado pelo blog, o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), João Fernandes, negou a possibilidade de impacto negativo com a captação da água no rio Paraíba. Todo o volume que será retirado do manancial, ele reforça, virá da quota que já seria destinada para Pernambuco.

“Se hoje são enviados quatro metros cúbicos e meio de água por segundo pelos canais da transposição para a Paraíba, este volume será elevado para cinco metros cúbicos por segundo. Creio que a operação não envolverá mais do que 500 litros por segundo a mais. Mas tudo será compensado por Pernambuco. A única diferença é que muda o local da captação. Ela passa a ocorrer na Paraíba. De quebra, conseguiremos abastecer Barra de São Miguel”, disse Fernandes. “Por que, não faria sentido a água passar na sua porta, doutor, e você não abastecer a cidade”, acrescentou.

Os beneficiados pela iniciativa serão, além de Barra de São Miguel, na Paraíba, os municípios pernambucanos de Jataúba, Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus, Vertentes, Taquaritinga, Vertente do Lério, Toritama, Frei Miguelinho e Santa Maria do Cambucá. O projeto foi apresentado aos prefeitos de cidades paraibanas ainda no ano passado, em encontro no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. João Fernandes informou que, pelo acordado, a Aesa fará o licenciamento da obra e a outorga será dada pela Agência Nacional de Águas (ANA).

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.