prefeitura
::Polícia prende mais um acusado de envolvimento com morte de vereador no Cariri ::Espetáculo da Paixão de Cristo em Monteiro este ano apresenta diversas inovações ::Wellington assume liderança do PR e diz que partido não faz parte da base de Bolsonaro ::IPVA poderá ser pago nas casas lotéricas a partir de abril, na Paraíba ::Policial Militar caririzeiro é baleado no Pernambuco ::Educação do Campo realiza III Ciclo de Debate do Nupeforp ::Governo da Paraíba cria programa de transporte escolar para alunos da zona rural ::IBOPE: Aprovação do governo Bolsonaro cai 15 pontos ::Reforma da previdência dos militares prevê economia líquida de R$ 10,45 bilhões em dez anos ::STJ decide que homem deve pagar R$ 120 mil por transmitir HIV a ex-esposa Malves Supermercados

Bombas da Transposição do Rio São Francisco voltam a ser ligadas

(15/02/2019)
Bombas da Transposição do Rio São Francisco voltam a ser ligadas Bombas da Transposição do Rio São Francisco voltam a ser ligadas

Após 15 dias, o açude Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão, deverá voltar a receber água da Transposição do Rio São Francisco nesta sexta-feira, 15. O bombeamento voltou a ser feito nesta quinta-feira, após ter sido suspenso pelo Ministério da Integração Nacional (MIN), e a chuva que vem sendo registrada na região ajudou na passagem da vazão até o manancial.

De acordo com o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), Porfírio Loureiro, ontem estavam sendo bombeado 2,5 metros cúbicos por segundo. Ele explicou que esta é uma vazão maior que a realizada antes da paralisação do sistema. “Nós tivemos uma média de vazão de 1,89 m3/s por 70 dias de funcionamento da Transposição. Ainda está menor que o acertado, mas já está ótimo, já estamos muito felizes”, contou o presidente da Aesa.

Porfírio Loureiro informou que a vazão acertada com o Ministério da Integração Nacional (MIN) é 3,65 m3/s. “No dia 21 teremos uma reunião em Brasília e eu vou perguntar quando chegaremos a esta vazão”, acrescentou.

Ele ainda salientou que a chuva que a região do Cariri vem recebendo está fazendo com que a água da Transposição chegue mais rápido à Boqueirão. Isso porque todo o caminho já está encharcado e não tem terra seca para alimentar. Estão sendo registradas precipitações em toda região do Cariri e Agreste paraibanos, onde estão o Rio Paraíba (afluente de Boqueirão) e o açude de Boqueirão, respectivamente.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Bombas da Transposição do Rio São Francisco voltam a ser ligadas