homenagem ao dia das mulheres
::João Henrique tira licença da ALPB para tratamento de saúde ::Agricultores da Paraíba demonstram interesse em produzir algodão orgânico ::Homem morre após ser esfaqueado em Monteiro ::Cássio cobra ao TSE celeridade no julgamento de ações contra Ricardo ::Pagamento de abril dos servidores estaduais será nesta sexta e segunda-feira ::Prefeitura de Monteiro lança edital de convocação de aprovados no Processo Seletivo ::Câmara de Serra Branca julga contas de Dudu Torreão nesta quarta ::Governo do Estado divulga resultado final do concurso para CFO 2018 ::Prefeita, vice e vereadores de Monteiro demonstram afinidade com Wellington Roberto ::As charges do dia… Malves Supermercados

CAGEPA deixa “bueiro” aberto há mais de dois meses em Monteiro

(11/01/2018)
CAGEPA deixa “bueiro” aberto há mais de dois meses em Monteiro CAGEPA deixa “bueiro” aberto há mais de dois meses em Monteiro

Um bueiro da rede de esgoto aberto tem trazido riscos a quem trafega entre a Rua Wagner Augusto Bezerra Japiassu com a Travessa Risolene Simões na cidade de Monteiro, um dos cruzamentos mais movimentados, pois nas imediações funciona a Escola Estadual José Leite de Souza, a escola municipal Tiradentes e uma creche municipal.

Segundo os moradores, após realizar um serviço no local há dois meses, a Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba – CAGEPA, não colocou uma tampa no buraco, deixando-o a céu aberto no meio do cruzamento, colocando em risco pedestres e condutores de veículos e motos.

O secretário de Comunicação do município disse que a prefeita Anna Lorena vai solicitar providências a direção da CAGEPA, uma vez que a responsabilidade é de exclusividade do órgão estadual.

Faça seu comentário



Possui atualmente : 2 comentários em CAGEPA deixa “bueiro” aberto há mais de dois meses em Monteiro


  • PRIVATIZAÇÃO DA CAGEPA DA PARAÍBA JÁ

  • CAGEPA.Agora vão dizer que a culpa é do governador.O governador vai sair da capital para resolver uma picuinha dessa!Agora,vão atras de CONRADO,que o RESPONSÁVEL por MONTEIRO.