prefeitura
::Polícia prende mulher com notas falsas na cidade de Sumé ::Polícia Federal apreende mais de 1,5 tonelada de maconha na Paraíba ::Moro sugeriu a força-tarefa ação contra ‘showzinho’ da defesa de Lula, diz site ::Brasil estreia com vitória contra Bolívia ::Maioria da bancada federal paraibana vota a favor da Reforma da Previdência ::SUMÉ: Waldonys e Kátia Cilene embalam forrozeiros neste final de semana ::EXCLUSIVO: Homem é assassinado a tiros no Cariri ::Prefeita assina ordem de serviços, entrega obras e veículos em Ouro Velho ::Prefeita de Monteiro inaugura nova academia de saúde e beneficia mais um bairro ::Alunos da Rede Municipal de Monteiro são destaques nos Jogos Escolares da Paraíba Malves Supermercados

Campanha alerta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Sumé

(14/05/2019)
Campanha alerta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Sumé Campanha alerta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Sumé

A Secretaria de Assistência Social de Sumé, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) realiza novamente a Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Nesta segunda-feira (13/05) uma panfletagem foi realizada no Mercado Público. Os membros do Creas estiveram divulgando junto aos comerciantes a importância da conscientização e denúncia, que pode ser feito através do Disk 100 ou 123, de forma anônima.

As ações no município de Sumé são realizadas de forma contínua, no comércio, praças, bares e escolas, com o objetivo de convocar a população a fazer a sua parte, cuidando das crianças e adolescentes.

Em 2019 o Creas está alertando a respeito dos cuidados das crianças e adolescentes nas redes sociais, com o tema: “O Status que eu Não Quero”,

As ações fazem alusão ao 18 de maio, O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A escolha desta data é em memória do “Caso Araceli”, um crime que chocou o país na década de 70. Araceli Crespo era uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi violentamente assassinada em 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, seguiu impune.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, Entre 2011 e 2017, o Brasil teve um aumento de 83% nas notificações gerais de violências sexuais contra crianças e adolescentes. O Ministério da Saúde considera violência sexual os casos de assédio, estupro, pornografia infantil e exploração sexual.

Dentre os números, chama atenção a vulnerabilidade dos mais jovens. Entre as crianças, o maior número de casos de violência sexual acontece com crianças entre 1 e 5 anos (51,2%). Já entre os adolescentes, com os jovens entre 10 e 14 anos (67,8%).

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Campanha alerta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Sumé