prefeitura
::‘Deus me Livre’ de Campina Grande vence Torneio de Sinuca na cidade ::REGRAS ELEITORAIS: Senado recua de pontos polêmicos e aprova fundo eleitoral sem valor definido ::O REI NA CAPITAL: Roberto Carlos faz show em João Pessoa em dezembro ::Mais Véia que a Serra (parte 434) – Tabajaras 1974 ::Setembro Amarelo tem programação em diversos setores no município de Monteiro ::Bolsonaro sanciona mudança na Lei Maria da Penha ::Funesc leva espetáculo ‘Parahyba Rio Mulher’ ao Cariri paraibano ::ALPB propõe adoção de energia solar na transposição ::Sancionado Projeto de Lei que declara Festa da Padroeira de Sumé Patrimônio Histórico e Cultural ::Monteiro é segundo lugar no Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde Malves Supermercados

Capacidade dos açudes da Paraíba chega a 20,6% e Aesa faz alerta à população

(19/02/2015)
Capacidade dos açudes da Paraíba chega a 20,6% e Aesa faz alerta à população Capacidade dos açudes da Paraíba chega a 20,6% e Aesa faz alerta à população

A capacidade total de armazenamento de água nos açudes paraibanos é de apenas 20,6%, mesmo com as chuvas registradas nos últimos dias. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (19) pelo diretor técnico da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Porfírio Loureiro, e mostram preocupação com a situação geral dos açudes.

Segundo Porfírio Loureiro apenas o Açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, obteve uma recarga significativa. O ganho foi de 3,3 milhões de metros cúbicos, equivalente a 0,8%.

“Da capacidade total do Estado, estamos com 20,6%. Isso significa que devemos redobrar a atenção, gerenciar ainda mais os recursos hídricos de forma eficiente. Para isso, é fundamental que a população faça parte desse processo, e continue fazendo uso da água de forma racional”, pontuou o diretor.

Ainda segundo Porfírio a situação deve ter uma melhora no mês de maio, com a chegada do período chuvoso em regiões do estado. “Esperamos que os principais reservatórios paraibanos ganhem recargas significativas e, assim, possamos ter uma situação bem mais favorável. É necessário ressaltar, no entanto, que o uso racional da água é fundamental para que o Estado possa conquistar uma situação mais tranquila”, disse.

A partir das chuvas que devem chegar em maio é que a Aesa pode ter uma melhor analise da situação para o resto do ano na Paraíba. “Com base nesses dados, podemos definir de qual açude se vai retirar água, envio de carros-pipa, além de outras providências que o Governo do Estado poderá adotar para amenizar eventuais problemas por conta da escassez de água”, concluiu.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Capacidade dos açudes da Paraíba chega a 20,6% e Aesa faz alerta à população