::CIDADE SEGURA: Polícia apreende armas, prende trio e recupera moto no Cariri ::OLHO VIVO – Por Simorion Matos ::João destaca ranking que coloca a PB entre os estados mais eficientes do país ::Lucélio, Micheline, Cássio e Daniella participam de caminhada ::Maranhão ganha adesão de prefeitos, vereadores e reafirmação de apoios em Patos ::TCE emite alerta a Prefeitura de Boa Vista e outras cidades da Paraíba ::TRAGÉDIA NO CARIRI: Criança morre após ser atingida acidentalmente por carro ::Prefeito Adriano Wolff se reúne com o candidato a senador Luís Couto e firma parcerias ::Homem é preso acusado de estupro de vulnerável, em Barra de São Miguel ::Inscrições para concurso de São João do Cariri termina neste domingo Malves Supermercados

Cássio quer definição de candidato da oposição após o Carnaval

(01/02/2018)
Cássio quer definição de candidato da oposição após o Carnaval Cássio quer definição de candidato da oposição após o Carnaval

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) defendeu nesta quarta-feira (31), em Campina Grande, que a oposição tenha candidato único ao governo do Estado e a definição do postulante ocorra após o Carnaval, festa que será realizada de 10 a 13 de fevereiro. A declaração foi feita, no Parque do Povo, onde o tucano acompanhou, ao lado do prefeito Romero Rodrigues, o sorteio de 4,1 mil casas do conjunto Aluízio Campos. Em seguida, os dois tucanos reuniram.

“Acho que agora após o carnaval, é uma data bastante razoável. Nós temos que afunilar essas conversas, temos que definir esse quadro sem pressão, sem faca no bucho naturalmente, mas com a certeza que precisamos ter uma definição que não seja tão perto do prazo fatal”, frisou o tucano.

O prazo fatal ao qual Cássio se refere é 7 de abril, quando os ocupantes de cargos no Poder Executivo devem deixar os cargos para disputar as eleições de 7 de outubro. “A campanha é particularmente muito curta, houve uma mudança na legislação e a pré-campanha é uma fase importante para apresentação das propostas e discussão dos problemas”, ressaltou o senador.

Cássio afirmou que sua preferência é pela pré-candidatura de Romero, que tem uma decisão difícil de tomar, ou seja, deixar a Prefeitura de Campina Grande para concorrer ao Palácio da Redenção. O tucano ainda acrescentou que vai acompanhar o prefeito campinense no que ele decidir sobre o futuro político

Unificação
Em relação às pré-candidaturas ao governo do senador José Maranhão (MDB) e do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), o senador do PSDB destacou que as postulações são legítimas, mas vai lutar pela unificação.

“Vamos fazer um esforço, na medida do possível, e ter a capacidade de convergir para uma candidatura única no campo das oposições. Seria o ideal ao meu ver. Se não for possível paciência, não é também o fim do mundo, se tivermos duas ou três candidaturas no campo das composições”, concluiu Cássio.

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.