prefeitura
::Zabelê está entre os 10 municípios com melhor índice de transparência pública na PB ::Incêndio destrói loja em Monteiro ::Curta-metragem gravado no Cariri é selecionado pra Mostra nacional do SESC ::Lucélio Cartaxo tem melhora em quadro de saúde e deixa UTI ::SUMÉ: Éden confirma que disputará reeleição ::Adriano Galdino rechaça fala de Bolsonaro: “desserviço às relações federativas” ::Caminhoneiros se mobilizam após nova tabela de frete rodoviário ::Homem morre após colidir moto na traseira de caminhão no Cariri ::Governadores do NE cobram posicionamento de Jair Bolsonaro ::Programa de pós-graduação em ciências da nutrição da UFPB realiza pesquisa em Sumé Malves Supermercados

Chuvas no Cariri podem chegar até 800 milímetros no período chuvoso

(25/01/2019)
Chuvas no Cariri podem chegar até 800 milímetros no período chuvoso Chuvas no Cariri podem chegar até 800 milímetros no período chuvoso

O quadrimestre de fevereiro a maio, conhecido como o período chuvoso no Sertão, Alto Sertão, Cariri e Curimataú, será de chuvas dentro da média histórica destas regiões, de acordo com o Prognóstico Climático divulgado nesta quinta-feira (24) pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa).

Segundo o gerente de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, Alexandre Magno, a expectativa é de que, no acumulado dos próximos quatro meses, o índice pluviométrico do Alto Sertão fique entre 500 e 800 milímetros. No caso do Sertão, a quantidade esperada de chuvas é de no mínimo 440 e no máximo 740 milímetros. Para o Cariri, o número deve ficar entre 260 e 430 milímetros.

“A configuração das condições oceânico-atmosféricas globais, bem como os resultados de modelos de previsão climática de instituições nacionais e internacionais, indicam alta probabilidade das chuvas ocorrerem dentro da faixa de normalidade durante este período, que chamamos de quadra um”, explicou Magno.

O Prognóstico Climático também destacou a quantidade de chuva esperada nas outras regiões: Litoral, entre 560 e 940 milímetros; Brejo, entre 390 e 650 milímetros; Agreste, entre 280 e 460 milímetros. “É importante destacar que estes números não são mensais. O que deve estar dentro destes parâmetros é volume acumulado durante o quadrimestre” acrescentou.

De acordo com o presidente da Aesa, Porfírio Catão Cartaxo Loureiro, no mês de março a equipe de meteorologistas da agência estadual realizará um novo Prognóstico Climático. “Desta vez nossos olhos estarão voltados para Litoral, Brejo e Agreste, mais especificamente no período de abril a julho, quando são esperados os maiores índices pluviométricos nestas regiões”, anunciou.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Chuvas no Cariri podem chegar até 800 milímetros no período chuvoso