prefeitura
::Jovem é preso após invadir e furtar residência na cidade de Sumé ::São João de Monteiro terá 10 mil m² de muito forró e arrasta pé ::Comissão da ALPB aprova projeto que regulamenta produção de queijo artesanal ::Prefeitos e vereadores confirmam presença em evento que defende unificação das eleições ::Prefeitura de Sumé realiza 1° Workshop: Falando Sobre Autismo ::Centro da Mulher convida mulheres para cadastramento para mamografias ::Caminhada marca o dia de ‘Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças’ na Prata ::Prefeito de SSU homologa concurso público para provimento de cargos efetivos ::Família e amigos realizam cavalgada em homenagem ao ex-defensor público Dr. Lúcio Costa ::Caririzeiros são vítimas de golpe na suposta instalação de antenas SKY Malves Supermercados

COLUNA OLHO VIVO

(13/11/2015)

“DOIDO” QUE TEM JUÍZO

Por Simorion Matos
simorionQuando iniciou sua carreira política em 2004, João Henrique foi rotulado de “doido” por alguns adversários. Achavam que ele não entendia nada de política e que seria uma frágil ovelha no meio dos lobos.

Em apenas 10 anos, o filho de Joca Henrique, nascido no sítio Olho Daguinha e que viveu na roça até os 14 anos de idade, consolidou uma liderança regional, conquistando 3 mandatos sucessivos de deputado estadual, inclusive na campanha mais recente foi o 3º mais votado da Paraíba. Achou pouco e, com o apoio do grupo que construiu, elegeu e reelegeu a esposa Edna Henrique como prefeita de Monteiro, a maior cidade do Cariri.

Já tem gente repensando suas estratégias para 2016, com muito cuidado “no doido”.

BOTINHA FAZ MAITÊ FICAR NUA

Para delírio do radialista monteirense/carioca Eurivaldo Silva, botafoguense roxo e juramentado, a atriz Maitê Proença vai tirar a roupa, em comemoração ao acesso do Botafogo à Séria A do Campeonato Brasileiro.

A atriz Maitê Proença postou um vídeo nesta quarta-feira comemorando o retorno do alvinegro à elite do futebol brasileiro, após a vitória de 1 a 0 sobre o Luverdense. Empolgada com a conquista do clube carioca, ela garantiu que não esqueceu a promessa de ficar nua após a classificação para a Série A e disse que a surpresa está sendo preparada para a última rodada da segunda divisão, no dia 28 de novembro.

Os torcedores, agora, estarão vibrando com as finais da segundona. Nem tanto pelo futebolzinho do botinha mas, com certeza, pela prometida nudez da belíssima atriz.

CAGEPA: UM PROBLEMA ETERNO

Em 1990, há exatos 25 anos, fazíamos no programa Mesa de Debate, que apresentávamos na Rádio Santa Maria, de Monteiro, reclamações e denúncias diárias do descaso da CAGEPA com o problema da falta d’água e da existência de esgotos a céu aberto em várias ruas da cidade.

Atualmente as emissoras de rádio têm como pauta diária o mesmo problema, em proporções bem maiores. Moradores se revoltam com a inoperância da concessionária de águas e esgotos, rotulando a empresa de Companhia de Mágoas e Desgostos do Estado da Paraíba.

O problema de “cumade cagepa” parece que é eterno.

TROCANDO IDEIAS

Esta semana tivemos a oportunidade de vivenciar um encontro casual no Partage Shopping de Campina Grande, com o escritor Efigênio Moura e o jornalista Geordie Filho, do Cariri Ligado.

Em meio aos diversos pontos que trialogamos, concordamos que a prefeita Edna Henrique deverá ter um papel decisivo na campanha para a sua sucessão, no próximo ano.

A prefeita monteirense tem muito o que mostrar ao povo. São frutos de um belíssimo trabalho que vem transformando a cidade.

UMAS & OUTRAS

Caboclo Ferreira e a ninhada de meninos

Segundo relato de Ednaldo Leite, Caboclo Ferreira nasceu em Boi Velho (atual Ouro Velho). Moreno, baixo, peito largo e mãos enormes. Dono de uma força de gigante e de uma extravagância descomunal. Viveu em muitos lugares, casou-se uma só vez com Minervina. Protagonizou muitas histórias verdadeiras e tantas outras inventadas pela mente pródiga da gente cariri/pajeuzeira.Virou lenda ainda em vida,e se foi com mais de 80 anos.Apesar de tantas estripulias vividas, morreu de morte morrida.Ultimando-se em seu leito, ainda dizia com serenidade: – Eu só perco pra ela, a morte.

Dizem que Caboclo Ferreira marcou o casamento com Minervina para a igreja do Boi Velho e, no dia marcado, selou o cavalo e foi buscar a noiva para a cerimônia.

Chegando lá, encontrou a amada devidamente pronta, mas muito nervosa e pensativa.

– O qui é que tu tem, Minervina, que táis tão triste, logo no dia do nosso casamento? (perguntou Caboclo)

– Nada não, é somente nervoso (respondeu a noiva).

Caboclo botou a pretendida na garupa e, todo fogoso, partiu para o Boi Velho.

No meio do caminho, estava Minervina choramingando. Caboclo parou, desceu do cavalo e sentenciou:

– Minervina, ou tu diz logo o que táis sentindo, ou num vai ter mais casamento.

Sem outra alternativa, morrendo de medo porque sabia da ignorância do noivo, ela desembuchou, em voz trêmula:

– Caboclo, eu sei que tu não vai gostar, mas eu tenho que te dizer a verdade … é porque eu já tive um menino…

Caboclo Ferreira subiu no cavalo, olhou para a futura esposa e disse:

– Deixa de besteira, Minervina. Isso é nada. Menino muito tu vai ter é de agora em diante. Vamo simbora que nós támo atrasado.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em COLUNA OLHO VIVO