prefeitura
::Prefeita Anna Lorena emite nota de agradecimento pelo sucesso do São João de Monteiro 2019 ::São João de Sumé vai até dia 29 com muito forró pé de serra ::Justiça cassa mandato de prefeito do Cariri e determina novas eleições ::Monteiro se despede das atrações do palco principal lotando a Praça de Eventos ::Sumé oferece capacitação em pré-natal para profissionais da saúde do município ::Paraíba vai receber R$ 150 milhões para investimento na agricultura ::Polícia Civil apreende adolescente suspeito de assassinar criança ::João discute projetos que asseguram recursos para Estados na Câmara e Senado ::TJPB sequestra R$ 3,5 milhões de 24 prefeituras para pagar precatórios ::Prefeitura de Sumé abre novo Processo Seletivo para professor com cinco vagas Malves Supermercados

Mais de 1 mil motoristas são flagrados durante Operação Lei Seca em 2018, na Paraíba

(02/01/2019)

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), por meio da Operação Lei Seca, notificou 83 motoristas por dirigir sob efeito de álcool, durante o mês de dezembro. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (2) pela Divisão de Policiamento e Fiscalização do órgão.

De acordo com o balanço mensal, foram realizados 964 testes de bafômetro, que resultaram na apreensão de 73 carteiras de habilitação (CNHs) e na remoção de 19 veículos aos pátios do órgão. A operação ainda autuou 59 condutores em flagrante, pela prática de outras infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Balanço 2018 – Segundo o chefe da Divisão de Policiamento do Detran-PB, major Edmilson Castro, durante o ano de 2018 os agentes da Lei Seca realizaram diversas operações. Ao todo foram registrados 15.891 testes de bafômetro, com1.004 motoristas flagrados por dirigir sob a influência de álcool e 335 veículos removidos aos pátios do órgão. Além disso, foram lavrados 1.068 autos por infrações diversas. Nesse período, 9 motoristas foram conduzidos à delegacia e 846 carteiras de habilitação (CNHs) foram apreendidas.

A Operação Lei Seca foi implantada na Paraíba em 2012, e desde então desenvolve ações de combate à ingestão de álcool e condução de veículos, por meio de fiscalização e atividades educativas.

De acordo com as estatísticas, em 2012, o Detran realizou 8.842 testes de bafômetro, sendo 850 flagrantes de descumprimento ao Artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro. Nesse mesmo ano, 110 motoristas foram conduzidos à delegacia e 1.204 carteiras de habilitação foram apreendidas.

No ano seguinte, o número de testes aumentou para 30.954, sendo 2.717 AITs, 890 remoções de veículos, 2.286 condutores descumpriram o Artigo 165 e 289 foram conduzidos à delegacia. Nesse ano, 1.596 CNHs foram apreendidas.

O Detran-PB aumentou o número de testes realizados em 2014, chegando a 44.994. A quantidade de AITs diversos flagrados passou para 5.039, enquanto o de remoções para 1.605. Naquele ano, 2.618 condutores foram identificados infringindo o Artigo 165 do CTB. Desses, 133 foram conduzidos à delegacia e 2.274 CNH’s foram apreendidas.

Em 2015, a quantidade de testes realizados pelo Detran-PB em suas operações foi ainda maior, sendo 48.280 aplicações. Um total de 4.938 condutores foi enquadrado nos AITs, 1.738 veículos foram removidos, 2.646 foram flagrados desrespeitando o Artigo 165, além de 44 motoristas conduzidos à delegacia e 2.210 CNH’s apreendidas.

O ano de 2016 fechou com 31.346 testes de bafômetro realizados. Foram 3.480 enquadrados nos AITs, 1.156 remoções de veículos, 1.799 flagrados desrespeitando o Artigo 165, além de 35 conduzidos à delegacia, e 1.529 CNH apreendidas.

Durante o ano de 2017, os agentes da Lei Seca realizaram diversas operações que resultaram em 932 motoristas flagrados dirigindo sob influência de álcool. Além disso, foram lavrados mais de 2 mil autos por infrações diversas e 490 veículos apreendidos por circular em desacordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Segundo o major Edmilson Castro, “muitos motoristas ainda insistem em desobedecer às leis de trânsito, mas os agentes da Operação Lei Seca, com o apoio da Polícia Militar, estão empenhados para que vidas sejam preservadas no trânsito do nosso Estado”.

O CTB prevê que os condutores de veículos flagrados sob efeito de álcool estão sujeitos à multa no valor de R$ 2.934,70, além de responder a processo administrativo de cassação da CNH por um ano. Em caso de reincidência, será cobrado o dobro do valor da multa e o condutor responderá pela cassação da CNH pelo período de dois anos.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Mais de 1 mil motoristas são flagrados durante Operação Lei Seca em 2018, na Paraíba