::TRAGÉDIA NO CARIRI: Criança morre após ser atingida acidentalmente por carro ::Prefeito Adriano Wolff se reúne com o candidato a senador Luís Couto e firma parcerias ::Homem é preso acusado de estupro de vulnerável, em Barra de São Miguel ::Inscrições para concurso de São João do Cariri termina neste domingo ::Cássio diz que geração de emprego é prioridade absoluta ::Hulk compra casa de show Domus Hall, em João Pessoa ::Lojas C&A lança comercial gravado no Lajedo de Pai Mateus, em Cabaceiras ::Alcymar Monteiro é 3ª atração confirmada no X Festival do Mel ::Criminosos assaltam duas mulheres e levam moto e celulares em Taperoá ::Dia D de vacinação contra sarampo e pólio será neste sábado em Sumé Malves Supermercados

Em quatro anos, despesa com folha de pessoal do Estado cresceu mais de 24%

(25/01/2018)
Em quatro anos, despesa com folha de pessoal do Estado cresceu mais de 24% Em quatro anos, despesa com folha de pessoal do Estado cresceu mais de 24%

Relatório divulgado pelo Tesouro Nacional aponta que a despesa com folha de pessoal no estado saltou mais de 24% em quatro anos do Governo Ricardo Coutinho. O levantamento também mostra a Paraíba como um dos estados que mais comprometem a receita com gastos de pessoal no país, o que fere a Lei de Responsabilidade Fiscal.

A Paraíba compromete 61,18% da receita com a folha de pessoal, ficando atrás apenas de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul e do Mato Grosso do Sul. A despesa, de acordo com o relatório, saiu de R$ 4,4 milhões em 2013 para R$ 5,47 milhões em 2016. Os gastos de custeio, no mesmo período, subiram 9%.

No comparativo com 2013, a capacidade de investimento da Paraíba caiu 15%, redução acompanhada de uma queda acentuada nas inversões realizadas pelo Governo, que chegou a 90%. Na análise de contas públicas, a medida pode ser considerada como fator de ineficiência administrativa. O relatório fiscal é realizado em todos os estados da federação, incluindo o Distrito Federal.

Com Anderson Soares

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.