::Justiça Eleitoral defere registro de candidatura do prefeito Adriano Wolff ::‘Não acredito que vacina chinesa transmita segurança pela sua origem’, diz Bolsonaro ::Monteirense Adma Andrade se apresentará no The Voice Brasil desta quinta-feira ::Mais um incêndio é registrado em São João do Cariri e autoridades suspeitam de atividade criminosa ::Suspeito de matar ex-namorada no Cariri tem prisão convertida em preventiva e nega crime ::Preço do gás de cozinha aumenta 5% a partir desta sexta, na Paraíba ::Plenário do Senado aprova indicação de Kassio Nunes Marques para o STF ::Ex-senador Ivandro Cunha Lima quebra fêmur e passa por cirurgia ::Secretaria Municipal de Saúde de Monteiro informa sobre 05 novos casos de covid ::Aplicativo Pardal já registrou 378 denúncias de irregularidades eleitoral em menos de três semanas na Paraíba Malves Supermercados

Empresa inicia novos testes e pode ter vacina em outubro

(28/07/2020)

A farmacêutica Pfizer e a empresa alemã BioNTech anunciaram, na noite de segunda-feira (27), o início da segunda e terceira fase, ao mesmo tempo, de sua vacina candidata à imunização contra o novo coronavírus.

Os testes serão feitos nos Estados Unidos e as novas fases fazem parte de um estudo global que incluirá até 30 mil voluntários moradores de outros países como Brasil, Alemanha e Argentina. O Brasil já anunciou que fará parte da pesquisa.

As empresas informaram que pretendem registrar a vacina na agência de regulamentação norte-americana ainda em outubro deste ano, caso os resultados sejam positivos. Ou seja, a expectativa é de que a primeira vacina contra a Covid-19 seja lançada ainda este ano.

Segundo as empresas, há capacidade para produzir 100 milhões de doses do método de imunização até dezembro de 2020 e 1,3 bilhão até o final de 2021.

O estudo nas duas fases terá a participação de cerca de 30 mil pessoas com idades entre 18 e 85 anos e testará tanto a eficácia como o nível de segurança da imunização.

No anúncio feito na segunda-feira, a Pfizer e BioNTech anunciaram que optaram pela BNT 162b2 como sua candidata mais promissora, descartando os testes em larga escala da BNT 162b1. O motivo, segundo o CEO da BioNTech, foi porque a primeira vacina apresentou uma melhor “avaliação dos dados gerados até agora”.

Ele ainda afirmou que continuarão “a avaliar nossas outras vacinas candidatas como parte de um portfólio diferenciado das vacinas contra Covid-19”.

Diversas empresas estão optando por acelerar as duas fases finais de testes devido a gravidade da pandemia do novo coronavírus. Segundo especialistas, em um procedimento normal, seriam realizadas de maneira separada.

Há uma semana a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o início dos testes das vacinas desenvolvidas pela Pfizer e pela BioNTech no Brasil, que vão ocorrer em São Paulo e na Bahia, com mil voluntários ao todo.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Empresa inicia novos testes e pode ter vacina em outubro