prefeitura
::Rede Municipal de Monteiro realiza diversas atividades envolvendo alunos e famílias ::Prorrogadas as inscrições do Festival de Música Zé Marcolino, em Sumé ::Prefeito em exercício de Patos renuncia ao cargo ::Governo do Estado divulga resultado preliminar de concurso com mil vagas para professores ::Operação apura desvios de R$ 150 milhões por terminais rodoviários, na PB ::“Sinceramente estou analisando”, diz Adriano Galdino sobre permanência no PSB ::STF nega embargos e ex-prefeita caririzeira fica inelegível ::Prefeito em exercício de Monteiro visita zona rural e moradores parabenizam a gestão municipal ::Mais de 120 mil paraibanos podem ficar sem água após suspensão na Transposição ::Prefeitura abre inscrições para interessados em comercializar no XI Festival do Mel Malves Supermercados

Engenheiro aponta o que falta para concluir obras no açude de Camalaú

(21/01/2019)
Engenheiro aponta o que falta para concluir obras no açude de Camalaú Engenheiro aponta o que falta para concluir obras no açude de Camalaú

O engenheiro responsável pelas obras do açude de Camalaú, Alírio Fernandes, destacou que 98% do serviço está concluído, faltando apenas colocar uma monovia*, que irá dar acesso às comportas que realizam o fechamento das galerias.

Em entrevista à Rádio Correio FM, Alírio afirmou que a vazão das águas do Rio São Francisco ainda está pequena e por isso as válvulas dissipadoras não estão sendo utilizadas.

Segundo ele, a cota que está chegando em Camalaú é de mil litros por segundo, o que ainda é insuficiente para elevar o nível da água, considerando as infiltrações e a evaporação.

Em relação à descarga de fundo que está aberta, que leva a água ao açude de Boqueirão, Alírio explicou que assim que a dissipadora começar a funcionar, a descarga será fechada, e dessa forma a água chegará mais rápido.

– Essa descarga de fundo foi aberta para lançar a água sobre o rio, mas quando for aberta a dissipadora o fluxo de água será mais rápido, no sentido que vai a Boqueirão. A descarga de fundo aberta hoje beneficia grande parte da população local, assim como do sítio Conceição. Assim que o volume aumentar, nós fechamos a descarga de fundo e abrimos a dissipadora. A água para chegar aqui existem seis estações – explanou.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Engenheiro aponta o que falta para concluir obras no açude de Camalaú