::Prefeitura de Camalaú está em dia com Energisa e empresa pede desculpas por falha ::João Azevêdo cobra 3º Eixo da Transposição e ministro garante elaboração de projeto ::Monteiro ganhará mais uma emissora de rádio FM nos próximos meses ::Ex-governador Ricardo Coutinho é empossado na presidência de fundação do PSB ::Festa de 58 anos do aniversário de Ouro Velho é encerrada com sucesso ::Advogados pagam anuidade 2019 da OAB-PB com 20% de desconto até 31 de janeiro ::Retroescavadeira tomba de cima de caminhão e atinge rede elétrica no Cariri ::João Azevêdo sanciona orçamento de quase R$ 12 bilhões para 2019 ::Cagepa discute reajuste tarifário na conta de água ::Cássio deixará Congresso após 32 anos ocupando mandatos Malves Supermercados

ESCAPOU FEDENDO: Por um voto, Câmara mantém Berg Lima na Prefeitura

(03/01/2019)

Por um voto, o prefeito de Bayeux, Berg Lima, se manteve no cargo após enfrentar um processo de cassação de mandato que durou 12 horas de votação, nesta quinta-feira (3), na Câmara de Vereadores de Cabedelo, no Grande João Pessoa.

No processo onde Berg foi acusado de praticar irregularidades na locação de veículos da prefeitura era necessário 12 votos para que ele fosse retirado do cargo, mas apenas 11 parlamentares se posicionaram favoráveis a cassação do mandato do gestor. Cinco parlamentares votaram contra a cassação de Berg e um se absteve.

Os parlamentares que votaram favoráveis a cassação foram: Adriano Martins (MDB), Betinho (PTN), Inaldo Andrade (PR), Dedeta (PSD), Noquinha (PSL), Roni Alencar (PMN), Zé Baixinho (PMN), Adriano do Táxi (PSL), Josauro Pereira (PDT), Uedson Orelha (PSL) e Luciene de Fofinho (PSB).

Já Cabo Rubem (PSB), França (PTN), Lico (PSB) e Netinho (PSD) e Guedes Informática (PTN) se posicionaram contra a cassação do chefe do Executivo municipal.

O presidente da Câmara, Jefferson Kita, se absteve da votação.

Berg Lima enfrentou o processo de cassação 15 dias após reassumir a Prefeitura de Bayeux. Ele esteve afastado do cargo por 17 meses após ser preso pela Polícia Civil em uma operação do Ministério Público Estadual suspeito de cobrar e receber propina de um fornecedor do município.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em ESCAPOU FEDENDO: Por um voto, Câmara mantém Berg Lima na Prefeitura