::Jogos Escolares Monteirenses movimentam alunos da rede municipal, estadual, federal e particular ::Sumé promove atividades de prevenção ao Câncer de Mama e outras doenças ::Carro roubado em Monteiro é encontrado abandonado ::Prefeituras da PB irão receber adicional de R$ 132,4 mi em suas contas ::Em carta aos evangélicos, Haddad pede apoio e se diz alvo de mentiras ::Com resultado das eleições, George Aquino mostra força para 2020 ::Alunos de Camalaú participam da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Cariri ::SUMÉ: Carreta tomba, atinge poste e deixa parte da cidade sem energia ::STF rejeita reclamação do MPPB e mantém liminar conquistada pela OAB-PB ::VI Semana Lecampo e III Seminário de Estágio Curricular Lecampo será realizado na UFCG em Sumé Malves Supermercados

Juiz federal derruba decisão e libera passaporte do ex-presidente Lula

(02/02/2018)
Juiz federal derruba decisão e libera passaporte do ex-presidente Lula Juiz federal derruba decisão e libera passaporte do ex-presidente Lula

O juiz federal Bruno Apolinário, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), derrubou nesta sexta-feira (2) decisão da semana passada que mandou recolher o passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o proibiu de viajar ao exterior.

Com a decisão, Lula poderá ter o documento de volta e deixará a lista do Sistema Nacional de Procurados e Impedidos da Polícia Federal, ficando liberado novamente para sair do Brasil.

O recolhimento do passaporte de Lula foi determinado no dia 25 de janeiro pelo juiz Ricardo Leite, um dos magistrados de primeira instância de Brasília que conduz investigação sobre suposta prática de tráfico de influência internacional pelo ex-presidente.

Na decisão que proibiu Lula de viajar, Ricardo Leite apontou risco de que um país estrangeiro concedesse asilo político ao petista, o que inviabilizaria um processo contra ele no Brasil, caso não fosse extraditado.

A medida foi tomada após condenação do ex-presidente em outro processo, na segunda instância judicial de Porto Alegre, por corrupção e lavagem de dinheiro em outro processo, relativo ao caso do tríplex.

No recurso ao TRF-1, a defesa de Lula disse que a decisão de Leite feriu o direito do ex-presidente de ir e vir e negou que o petista pretendesse se fixar em outro país, já que quer lançar-se candidato à Presidência da República.

“O paciente já demonstrou suficientemente ter laços fortíssimos com o país, ter cooperado nas ações penais que tramitam em seu desfavor – jamais negando-se a comparecer a qualquer ato quando intimado –, e não haver qualquer perigo de cometimento de prática criminosa”, afirmou a defesa.

Lula entregou o passaporte na última sexta (26), mesmo dia em que faria uma viagem à Etiópia, comunicada às autoridades com antecedência, para participar de evento que discutiu o combate à fome.

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.