::EM MONTEIRO: Bandidos arrombam UBS, furtam objetos e ainda defecam na unidade ::Ministério Público pede arquivamento denúncia contra a prefeitura de Camalaú ::Secretaria de Cultura de Monteiro divulga mais atrações da VIII Mostra de Teatro e Dança ::Éden destaca ações de Branco Mendes para Sumé e reafirma apoio à reeleição ::João propõe concursos, Lucélio mais asfalto e Maranhão defende redução do estado ::Barroso é confirmado como relator de registro da candidatura de Lula ::As charges do dia… ::Caririzeiro morre em estrada que dá acesso à Santa Cruz do Capibaribe ::‘Só me tiram da campanha se me matarem’, diz Maranhão ::Dodge impugna candidatura de Lula a presidente da República Malves Supermercados

Juiz federal derruba decisão e libera passaporte do ex-presidente Lula

(02/02/2018)
Juiz federal derruba decisão e libera passaporte do ex-presidente Lula Juiz federal derruba decisão e libera passaporte do ex-presidente Lula

O juiz federal Bruno Apolinário, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), derrubou nesta sexta-feira (2) decisão da semana passada que mandou recolher o passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o proibiu de viajar ao exterior.

Com a decisão, Lula poderá ter o documento de volta e deixará a lista do Sistema Nacional de Procurados e Impedidos da Polícia Federal, ficando liberado novamente para sair do Brasil.

O recolhimento do passaporte de Lula foi determinado no dia 25 de janeiro pelo juiz Ricardo Leite, um dos magistrados de primeira instância de Brasília que conduz investigação sobre suposta prática de tráfico de influência internacional pelo ex-presidente.

Na decisão que proibiu Lula de viajar, Ricardo Leite apontou risco de que um país estrangeiro concedesse asilo político ao petista, o que inviabilizaria um processo contra ele no Brasil, caso não fosse extraditado.

A medida foi tomada após condenação do ex-presidente em outro processo, na segunda instância judicial de Porto Alegre, por corrupção e lavagem de dinheiro em outro processo, relativo ao caso do tríplex.

No recurso ao TRF-1, a defesa de Lula disse que a decisão de Leite feriu o direito do ex-presidente de ir e vir e negou que o petista pretendesse se fixar em outro país, já que quer lançar-se candidato à Presidência da República.

“O paciente já demonstrou suficientemente ter laços fortíssimos com o país, ter cooperado nas ações penais que tramitam em seu desfavor – jamais negando-se a comparecer a qualquer ato quando intimado –, e não haver qualquer perigo de cometimento de prática criminosa”, afirmou a defesa.

Lula entregou o passaporte na última sexta (26), mesmo dia em que faria uma viagem à Etiópia, comunicada às autoridades com antecedência, para participar de evento que discutiu o combate à fome.

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.