prefeitura
::Sumé abre Processo Seletivo para contratação no Programa Criança Feliz ::No Cariri: Festa do Bode Rei é um dos destinos mais procurados da Paraíba ::Governador suspende gastos com festividades juninas na Paraíba ::Procase reabre inscrições para jovens rurais em 10 cidades do Cariri ::Ponte Preta de Sumé e Juventude de Cabaceiras decidirão o título da Copa Cariri 2019 ::Homem mata ex-companheira a facadas em cidade do Cariri ::Toffoli diz que fake news já fazem parte do processo eleitoral no país ::Grupo de manifestantes protesta contra Bolsonaro em Recife ::Conheça a EDX Construtora e Empreendimentos Imobiliários ::Justiça eleitoral cancela 2,4 milhões de títulos de eleitor; 412 mil só no Nordeste Malves Supermercados

Maioria de turma do STJ vota por conceder liberdade a Temer

(14/05/2019)

A maioria da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) votou, nesta terça-feira, por conceder liberdade ao ex-presidente Michel Temer, que está preso preventivamente desde a semana passada em investigação que apura desvios de recursos na Eletronuclear.

A maioria da corte determinou a substituição da prisão preventiva de Temer e do ex-coronel da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, por outras medidas alternativas à detenção.

Os ministros decidiram proibir o contato de Temer e do coronel Lima com outros investigados, de mudar de endereço e de deixar o país, ordenou a retenção dos passaportes e ainda o bloqueio de bens de ambos para garantir a instrução do processo.

O colegiado entendeu que não há motivos para justificar a manutenção da detenção de Temer porque ele não seria ameaça para a instrução do processo — uma das razões usadas para se decretar a prisão preventiva.

Até o momento, foram dados dois votos a favor de Temer e do coronel Lima no colegiado formado por cinco integrantes. Diante do fato de um ministro ter se declarado impedido, um placar de dois votos favorece os réus.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Maioria de turma do STJ vota por conceder liberdade a Temer