prefeitura
::Prefeito de São João do Cariri pede licença do cargo para tratamento de saúde ::Raio atinge cerca e acaba matando quatro bois em fazenda no Sertão do Estado ::IMPERDÍVEL: Banda Magníficos lançará novo projeto no próximo dia 14 ::INSS divulga regras do novo pente-fino; veja que benefícios serão revistos até 2021 ::Prefeita participa das comemorações dos 76 anos de instalação do Banco do Brasil em Monteiro ::Câmara de Monteiro aprova piso nacional e incentivo financeiro para os ACS e Agentes de Combate a Endemias ::MPPB e Famup discutem fim dos lixões ::Prefeito Adriano Wolff leva mensagem do executivo na 1ª sessão da Câmara de SSU ::Presidente do Progressistas é alvo de operação da Polícia Federal ::Monteiro voltará a sediar o encontro do Orçamento Democrático em 2020 Malves Supermercados

Maranhão volta a cogitar nome de Wellington para o senado

(15/04/2018)
Maranhão volta a cogitar nome de Wellington para o senado Maranhão volta a cogitar nome de Wellington para o senado

O senador e pré-candidato ao Governo, José Maranhão (MDB), afirmou neste sábado, 14, que não foi convidado para a reunião das oposições. Em entrevista exclusiva ao jornalista Gutemberg Cardoso, o senador afirmou que sabia da reunião, mas o senador Cássio teria lhe avisado que não teria reunião, deixando-o de fora do encontro que aconteceu e teve como resultado a aliança do PSDB apoiando a futura candidatura de Lucélio Cartaxo (PV).

“Naturalmente, isso nos deixou, no mínimo, desgostosos porque se falava sempre em oposição”, disse o senador Maranhão.

O senador Maranhão mostrou que está bem articulado com os partidos que ainda não firmaram aliança com Cartaxo ou com João Azevedo. Exemplo disso foi reunião realizada neste sábado pela manhã com o deputado federal Wellington Roberto, presidente estadual do PR, que poderá aliar-se ao projeto do emedebista.

Outra articulação que mostrou bastante afinação é com o PP, de Aguinaldo Ribeiro e Daniela Ribeiro, que ficaram bastante chateados com a articulação do PSDB e PV. Mas com Maranhão, o diálogo está adiantado, amostra disso foi um telefonema recebido por Maranhão durante a entrevista com Gutemberg.

Outra pessoa que não poderia deixar de ser citada na entrevista é o senador Raimundo Lira, que trocou o MDB pelo PSD há poucos dias, e para Maranhão seria “constrangedor” tê-lo na chapa ou conversar sobre esta composição.

Durante a entrevista, Maranhão afirmou também que o PSC, de Marcondes e Dalton Gadelha, poderá estar ao seu lado nessas eleições.

Tendo em vista as conversas e articulações deste sábado, a chapa encabeçada por Maranhão poderia contar com as presenças de Daniela Ribeiro (PP), ocupando o espaço de vice-governadora, as vagas de senador poderão ser ocupadas por Dalton Gadelha (PSC), que é irmão de Marcondes Gadelha, e de Wellington Roberto (PR).

Faça seu comentário



Possui atualmente : 1 comentário em Maranhão volta a cogitar nome de Wellington para o senado


  • Cássio continua a merecer desconfiança de aliados e consequências já provou e provará novamente.