sao joao
::Caravana do Coração: sexta edição começa pela cidade de Monteiro ::Gabriel Diniz e Walkyria Santos cantam no São João de Monteiro nesta segunda ::OLHO VIVO – Por Simorion Matos ::São João faz dinheiro girar e aquece comércio de cidades ::Batinga elogia organização do São João de Monteiro ::Municípios com estoque devem ampliar vacinação contra gripe ::Sede da Assembleia Legislativa da Paraíba será entregue em julho ::As charges do dia… ::Em clima de muita alegria prefeita Anna Lorena abre oficialmente o São João de Monteiro ::Parabéns para Denise Gouveia, nesta data querida… Malves Supermercados

MEC libera R$ 1,35 milhão para hospitais universitários da Paraíba

(09/01/2018)
MEC libera R$ 1,35 milhão para hospitais universitários da Paraíba MEC libera R$ 1,35 milhão para hospitais universitários da Paraíba

O Ministério da Educação (MEC) antecipou a liberação de R$ R$ 1.354.423,66 do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) para que as unidades de saúde das instituições federais de ensino da Paraíba tenham dinheiro para realizar investimentos em 2018.

Ao todo, o MEC antecipou a liberação de R$ 31 milhões do Rehuf para as instituições federais de ensino brasileiras.

Na última sexta-feira (5), o Comitê Gestor do Rehuf aprovou a liberação de R$ 685.219,42 para o Hospital Universitário Alcides Carneiro, da Universidade Federal de Campina Grande (HUAC-UFCG), de R$ 514.758,23 para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba (HULW-UFPB) e de R$ 154.446,01 para o Hospital Universitário Júlio M. Bandeira de Melo, da Universidade Federal de Campina Grande (HUJB– UFCG).

É a primeira vez que a liberação é realizada no começo de janeiro. O recurso será utilizado na compra de insumos, como medicamentos, ou em investimentos nas unidades, como novos equipamentos ou reformas. A decisão fica a critério do próprio hospital, que agora deve informar à Ebserh, por meio de planos de trabalho, o destino dos recursos.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância desses recursos para a prestação de serviço dos hospitais universitários do país.

“Desde o início da gestão, temos dado uma atenção especial aos hospitais universitários federais. Nosso objetivo é garantir que eles continuem prestando serviços de qualidade nas áreas de ensino, pesquisa e assistência à população. Essa liberação confirma nosso compromisso de começar o ano de 2018 com verbas para investimentos e custeio de materiais para as unidades”, explicou.

O comitê gestor do rehuf aprovou a liberação do recurso. O programa é administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal ligada ao MEC.

“Liberamos recursos em dezembro para garantir o abastecimento das unidades e o atendimento à população. Agora, esses valores estão sendo enviados para que as unidades possam planejar e cumprir as ações de 2018 com maior tranquilidade e celeridade”, destacou o vice-presidente da Ebserh, Paulo Henrique Costa.

Liberações mais rápidas são o resultado de um novo fluxo de processos na empresa. Antes, o processo de descentralização de créditos levava, em média, 54 dias para a aprovação. Com o novo fluxo, esse prazo tem durado cerca de 10 dias.

“O Rehuf tem um impacto positivo muito grande para nós, principalmente na parte de capital e no crescimento da nossa infraestrutura. Todo investimento que o HU faz hoje é com recursos do Programa. Vindo agora no começo de janeiro, ainda nos ajuda a executar o planejamento que temos para o ano, sem atropelar etapas”, destacou a superintendente do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe, Ângela Maria Da Silva, que adiantou o interesse em usar o recurso em equipamentos na área de cirurgia.

O Programa

Os recursos do Rehuf são oriundos dos ministérios da Educação e da Saúde. O programa destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, incluindo as não filiadas à Ebserh, estatal vinculada ao MEC, que administra 39 hospitais universitários federais.

A descentralização obedece a critérios como o porte do hospital (número de leitos), o perfil assistencial (baixa, média ou alta complexidade), obras e reformas em andamento, entre outros.

O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade à população, assim como proporcionar a formação qualificada de profissionais da área de saúde.

O programa também prevê iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico dos hospitais.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em MEC libera R$ 1,35 milhão para hospitais universitários da Paraíba