prefeitura
::Homem morre após colidir moto na traseira de caminhão no Cariri ::Governadores do NE cobram posicionamento de Jair Bolsonaro ::Programa de pós-graduação em ciências da nutrição da UFPB realiza pesquisa em Sumé ::S. S. do Umbuzeiro recebe Pesquisador da UFPB sobre as potencialidades do Leite de Cabra ::‘Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão’, diz Bolsonaro ::Presidente da APIPD parabeniza prefeita Anna Lorena e equipe pela atenção aos deficientes ::Edna Henrique destina meio milhão de reais para construção do Parque de Exposição de Monteiro ::20ª edição do Bode na Rua é aberto oficialmente ::Polícia recupera moto roubada em Serra Branca ::Prefeitura de Camalaú abre edital de Processo seletivo Malves Supermercados

Menino é acorrentado e espancado pela mãe no Cariri

(11/07/2019)
Menino é acorrentado e espancado pela mãe no Cariri Menino é acorrentado e espancado pela mãe no Cariri

Um menino de sete anos deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande nessa quarta-feira (10) vítima de agressão doméstica. Ele estava sendo mantido em cárcere privado pela própria mãe, na zona rural do município de Boqueirão, Cariri da Paraíba, conforme informou o Conselho Tutelar. A criança foi encontrada acorrentada e teria sido espancada com fios elétricos e cordas.

As agressões ao menino teriam sido descobertas por funcionários da escola onde ele estuda, que estranharam sua ausência nos últimos dias. Os profissionais acionaram o Conselho Tutelar e foram até a casa da criança, momento em que foram confirmados os maus-tratos.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, o estado de saúde do menino é considerado grave. Porém, o Hospital de Emergência e Trauma ainda não divulgou detalhes do quadro clínico da criança.

A Polícia Civil foi acionada na manhã desta quinta-feira (11) e disse que vai apurar a situação. Até a publicação desta matéria, não haviam ocorrido prisões.

O menino já tinha sido afastado do convívio com a mãe, devido a denúncias de agressões. Ele é órfão de pai e passou um tempo morando com uma das avós mas, há cerca de 40 dias, voltou para a casa da mãe. A suspeita atualmente vive com um agente de saúde municipal e, com ele, tem outro filho, de 1 ano e seis meses. Não há indícios de que o caçula também tenha sofrido maus-tratos.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Menino é acorrentado e espancado pela mãe no Cariri