::Jogos Escolares Monteirenses movimentam alunos da rede municipal, estadual, federal e particular ::Sumé promove atividades de prevenção ao Câncer de Mama e outras doenças ::Carro roubado em Monteiro é encontrado abandonado ::Prefeituras da PB irão receber adicional de R$ 132,4 mi em suas contas ::Em carta aos evangélicos, Haddad pede apoio e se diz alvo de mentiras ::Com resultado das eleições, George Aquino mostra força para 2020 ::Alunos de Camalaú participam da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Cariri ::SUMÉ: Carreta tomba, atinge poste e deixa parte da cidade sem energia ::STF rejeita reclamação do MPPB e mantém liminar conquistada pela OAB-PB ::VI Semana Lecampo e III Seminário de Estágio Curricular Lecampo será realizado na UFCG em Sumé Malves Supermercados

“Nenhuma surpresa vinda de juízes políticos”, afirma Anísio Maia

(24/01/2018)

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região julgou, nesta quarta-feira (24), os recursos da defesa do presidente Lula e manteve, por unanimidade, a condenação da primeira instância. Para o deputado estadual Anísio Maia (PT), o resultado já era esperado pela celeridade recorde do julgamento e pelo engajamento político do Poder Judiciário.

“Nenhuma surpresa! Eu mesmo já venho denunciado há mais de um ano esse jogo de cartas marcadas. Lula foi condenado pela posse de um apartamento que, de acordo com a mesma Justiça Federal, pertence a construtora OAS. Não vimos juízes, mas, políticos a serviço do golpe. A tarefa de hoje era condenar por unanimidade para evitar os embargos infringentes. Não adianta, Lula será candidato e voltará à Presidência! ”, afirmou.

De acordo com Anísio Maia, quem está no banco dos réus é o Poder Judiciário: “O Judiciário cumpre agora o mesmo papel que as Forças Armadas cumpriram em 1964. Condenam Lula enquanto Temer, Aécio, Serra e companhia continuam impunes. O Judiciário envergonhou o Brasil no mundo inteiro reduzindo nossas leis a um instrumento de perseguição política. Convicções substituem provas contra adversários, já contra seus amigos nem mesmo as provas incriminam. Se querem guerra, estamos prontos”, concluiu.

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.