prefeitura
::Polícia prende mais um acusado de envolvimento com morte de vereador no Cariri ::Espetáculo da Paixão de Cristo em Monteiro este ano apresenta diversas inovações ::Wellington assume liderança do PR e diz que partido não faz parte da base de Bolsonaro ::IPVA poderá ser pago nas casas lotéricas a partir de abril, na Paraíba ::Policial Militar caririzeiro é baleado no Pernambuco ::Educação do Campo realiza III Ciclo de Debate do Nupeforp ::Governo da Paraíba cria programa de transporte escolar para alunos da zona rural ::IBOPE: Aprovação do governo Bolsonaro cai 15 pontos ::Reforma da previdência dos militares prevê economia líquida de R$ 10,45 bilhões em dez anos ::STJ decide que homem deve pagar R$ 120 mil por transmitir HIV a ex-esposa Malves Supermercados

Neto de Lula de 7 anos morre de meningite e ex-presidente pede para ir ao velório

(01/03/2019)

O neto de 7 anos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) morreu nesta sexta-feira (1º) em um hospital do ABC paulista, vítima de meningite meningocócica.

A defesa de Lula, que está preso na Polícia Federal em Curitiba, formalizou nesta tarde pedido à Justiça para que o ex-presidente seja liberado para ir ao velório e ao enterro do neto, previsto para ocorrer no sábado (2).

Arthur Araújo Lula da Silva, 7, deu entrada às 7h20 desta sexta-feira no Hospital Bartira, da rede D’Or, em Santo André (Grande São Paulo), com quadro instável, segundo boletim médico divulgado pela instituição. O quadro se agravou, e a criança morreu às 12h36.

O pedido da defesa do ex-presidente, endereçado à juíza responsável pela execução penal de Lula, Carolina Lebbos, cita a Lei de Execução Penal, que estabelece a previsão de saída temporária de presos para velórios e enterros de familiares, incluindo descendentes.

Ainda não se sabe se o pedido será aceito: a superintendência da PF em Curitiba está em regime de plantão até quarta-feira (6), em função do Carnaval e de uma dedetização do prédio agendada para esta sexta (1).

Na petição enviada à Justiça, o advogado Cristiano Zanin Martins argumenta que “poderá acordar com a autoridade policial […] providências específicas que eventualmente sejam necessárias” para garantir a presença de Lula no velório do neto.

No mês passado, a PF negou autorização para que Lula saísse da prisão para ir ao velório e ao enterro do irmão, Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá, sob argumento de falta de aeronaves e de risco à segurança do ex-presidente e à ordem pública.

Desta vez, a defesa se comprometeu a “não divulgar qualquer informação relativa ao trajeto que será realizado” por Lula e disse que irá informar o local da cerimônia de sepultamento “diretamente à autoridade policial”.

Arthur visitou o avô por duas vezes na sede da Polícia Federal, no ano passado. Era filho de Marlene Araújo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente e da ex-primeira-dama Marisa Letícia.

No mês passado, o ministro Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou a ida de Lula ao enterro do irmão, mas só quando o cortejo já deixava a capela onde o corpo foi velado, e Lula não deixou a cela em Curitiba.

A meningite, doença de que Arthur foi vítima, em geral é caracterizada pela inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A doença pode ser causada por vários agentes, como vírus e bactérias. Os principais sintomas são febre, dor de cabeça, vômitos, náuseas, rigidez de nuca e manchas vermelhas na pele.

Gleisi Hoffmann, presidente do PT, lamentou em redes sociais a morte de Arthur.

Em nota, o governador da Bahia Rui Costa (PT) manifestou apoio ao ex-presidente. “Que Deus console o coração do avô, dos pais e de toda a família. Espero que prevaleça o bom senso, a Justiça e até o sentimento de solidariedade humana no sentido de que Lula seja autorizado a se despedir do neto.”

A ex-presidente Dilma Rousseff disse que Arthur era uma “criança maravilhosa”. “Minha imensa solidariedade, a @LulaOficial e sua família, face a imensa dor que se abate, hoje, sobre eles. Meu pesar pelo falecimento de Arthur, neto querido e filho amado, vítima de meningite, aos 7 anos”, escreveu.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Neto de Lula de 7 anos morre de meningite e ex-presidente pede para ir ao velório