sao joao
::Rumo à Câmara Federal, Edna Henrique conquista apoios do prefeito e vereadores de Brejo dos Santos ::Novo incêndio e de grandes proporções é registrado entre Serra Branca e Coxixola ::PREPARE O BOLSO: Preço do botijão de gás de cozinha deve chegar a R$ 75 ::ALPB já gastou R$ 1,2 milhão com locação de veículos, combustível e até com multas ::Festival do Mel chega à 10ª edição com novidades como a ‘Tardezinha do Mel’ ::Pesquisa aponta Cássio como 1ª opção de voto para o Senado ::Pauta do TCE-PB tem contas do Turismo, 13 Prefeituras e sete Câmaras ::Moradores da Zona Rural de Sumé aprovam gestão do prefeito Éden Duarte ::Nova ESA realiza 100 cursos em pouco mais de sete meses ::Haddad diz que não dará indulto a Lula se for eleito presidente Malves Supermercados

Número de homicídios com vítimas negras cai 17,2% em seis anos na Paraíba

(09/01/2018)
Número de homicídios com vítimas negras cai 17,2% em seis anos na Paraíba Número de homicídios com vítimas negras cai 17,2% em seis anos na Paraíba

Entre 2011 e 2016 a Paraíba registrou uma redução acumulada de 17,2% no número de homicídios com vítimas da raça negra. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds) nesta terça-feira (9) em João Pessoa. De acordo com o Governo do Estado, em 2011 foram registrados 1.480 homicídios com vítimas da raça negra e em 2016 o número caiu para 1.226 mortes. A maior redução foi entre os anos de 2011 e 2012.

No ano passado, um estudo feito pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), com apoio técnico do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil e apresentado em 11 de dezembro de 2017, considerou a Paraíba o terceiro estado do Brasil onde jovens negros têm mais chances de serem vítimas de homicídio que brancos.

De acordo com o estudo, a chance de um jovem negro na Paraíba ser morto é cerca de 8,9 vezes maior do que a de um jovem branco. O estado só fica atrás de Alagoas (12,6) e Amapá (11,9). Em termos comparativos, o risco relativo um jovem negro ser vítima de homicídio em relação a um jovem branco no Brasil é 2,7 vezes maior.

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.