::OLHO VIVO – Por Simorion Matos ::Prefeitura de Ouro Velho paga rigorosamente precatórios de gestões anteriores ::Carreata pró-Bolsonaro será realizada em Monteiro nesta quarta-feira ::João Azevêdo diz que Educação e Segurança serão prioridades ::Efraim Filho defende Reforma do Código Penal ::TJPB sequestra R$ 39 mil da prefeitura de Gurjão para pagamento de precatórios ::Ex-prefeito de Boqueirão é condenado por uso indevido de recursos do FUNDEB ::Missa do vaqueiro mantém tradição na festa da padroeira de Zabelê ::Presidente do TSE recebe mensagens com conteúdos de ameaças ::Prefeitura de Prata realiza manutenção da iluminação pública na zona rural e urbana Malves Supermercados

Paraibanos mortos no acidente em MG vêm para a PB em carros de funerária

(15/01/2018)
Paraibanos mortos no acidente em MG vêm para a PB em carros de funerária Paraibanos mortos no acidente em MG vêm para a PB em carros de funerária

Os corpos das 10 pessoas mortas no acidente da BR-251 em Minas Gerais, na manhã do sábado (13), estão sendo trazidos para a Paraíba em 5 carros, segundo informou a funerária mineira responsável por eles. O comboio saiu antes do meio dia desta segunda-feira (15) de Montes Claros (MG) e deve chegar em Catolé do Rocha, sertão da Paraíba, por volta das 10h da manhã (horário local) da terça-feira (16).

A viagem da cidade mineira à paraibana é de aproximadamente 1.760, 8 quilômetros, dura cerca de 24 horas sem paradas, sendo a maior parte do trecho pela rodovia BR-116.

A funerária disse que no comboio que traz os 10 paraibanos naturais de Catolé do Rocha, Riacho dos Cavalos e Brejo dos Santos, também está o corpo de José Edcarlos Horácio, de 16 anos, natural do estado do Rio Grande do Norte. Ao chegar na Paraíba, um carro levando o corpo do adolescente segue para o estado vizinho.

A Prefeitura Municipal de Catolé do Rocha havia dito que os corpos seriam trazidos em um avião disponibilizado pela Força Aérea Brasileira (FAB), mas a Aeronáutica disse ao G1 que não recebeu nenhuma solicitação e não havia avião disponível para o traslado.

Sobre a possível participação do ministro do Superior Tribunal de Justiça Herman Benjamin, o STJ informou que o gabinete do ministro não deu retorno sobre o caso.

Em nota, o prefeito interino Lauro Maia (DEM) esclareceu que “havia a possibilidade do uso do avião da FAB, mas aconteceram uns desencontros de informações e a prefeitura de Catolé resolveu tomar à frente na iniciativa”.

Ao chegar em Catolé do Rocha os corpos vão para as casas das famílias onde serão velados. Um missa coletiva vai ser celebrada em horário e data ainda a definir, em seguida vão ser sepultados no Cemitério Local. A prefeitura informou que vai decretar ponto facultativo. O G1 entrou em contato com as prefeitura das outras duas cidades mas ainda não obteve resposta.

Veja os nomes dos dez paraibanos mortos no acidente

Confirmados pela Prefeitura de Catolé do Rocha

Elizângela Oliveira Fernandes, 43 anos
Luzanira Oliveira Fernandes, 22 anos (filha de Elizângela)
Sandemar Pereira da Silva Filho, 7 anos (filho de Elizângela)
Luzia da Silva Mendonça, 76 anos
Kaliandro da Silva Oliveira, 40 anos (motorista que conduzia a van)
Simone Sousa, 41 anos

Confirmados pela Prefeitura de Riacho dos Cavalos

Diomira Rita de Lima, de 55 anos
Jaislan de Lima Nogueira, de 21 anos (sobrinho de Diomira)

Confirmados pela Prefeitura de Brejo dos Santos

Maria Das Neves Pereira da Silva, 67 anos
Francisco das Chagas de Sousa Oliveira, 37 anos
O acidente

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do caminhão, que transportava outro caminhão no sentido Montes Claros (MG), perdeu o controle do veículo e invadiu a pista contrária.

Ele bateu em um ônibus que seguia em direção a Salinas. Uma van tentou desviar da colisão e acabou atingida por uma carreta. A van saiu da pista e tombou.

O caminhão que começou o acidente continuou desgovernado e bateu em outra carreta, que transportava papel. Essa carreta saiu da pista e pegou fogo.

Ainda sem controle, o caminhão bateu em outro ônibus. O caminhão transportado como carga no veículo desgovernado caiu em cima desse ônibus.

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.