prefeitura
::Acidente envolvendo ônibus da banda Aviões deixa um homem morto, no Cariri ::Paraibano acerta resultado do ‘Dia de Sorte’ e leva quase R$ 3 milhões ::STF adiará julgamento de suspeição de Moro no caso Lula ::Segundo dia de atrações do São João de Monteiro lota praça de eventos ::Moro cancela ida à Câmara para falar sobre conversas publicadas por site ::Famup defende políticas públicas de convivência com seca ::Sítio São Francisco abre os festejos juninos em Monteiro ::Monteiro abre São João com novo cenário; monteirenses e turistas aprovam a novidade ::Vereadores de Monteiro prestigiam abertura do São João e entrega de obras ao lado da prefeita Lorena ::Brasil goleia Peru por 5×0 e avança para as quartas da Copa América Malves Supermercados

Polícia Federal cumpre mandado na sede do PSL

(29/04/2019)
Polícia Federal cumpre mandado na sede do PSL Polícia Federal cumpre mandado na sede do PSL

As supostas candidaturas-laranjas do PSL nas eleições de 2018 entraram de vez na rota da Polícia Federal. Isso porque estão sendo cumpridos na manhã desta segunda-feira (29), em Belo Horizonte-MG e outras quatro cidades mineiras, sete mandados de busca e apreensão. No ano passado, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, presidia o partido em Minas Gerais.

A sede do partido, na Rua Inconfidentes, na Região Centro-Sul da capital mineira, é um dos endereços das buscas, além de uma gráfica no bairro Ipanema, na Região Noroeste. As buscas ocorrem também em mais duas gráficas em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e Lagoa Santa. Há endereços também em Coronel Fabriciano e Ipatinga, no Vale do Rio Doce.

Os mandados foram expedidos pela 26º Zona Eleitoral de Belo Horizonte.

Desde fevereiro, a Justiça de Minas Gerais apura supostas irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha pelo PSL a quatro candidatas nas eleições de 2018.

A investigação, que tramita na Justiça de Minas Gerais, apura irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha pelo PSL a quatro candidatas a deputado estadual e federal no estado, nas eleições de 2018. Elas tiveram votações pouco expressivas, embora tenham recebido dinheiro da sigla, o que levantou a suspeita de uso de candidaturas-laranja.

Ainda segundo a PF, o objetivo da ação desta segunda-feira (29) é esclarecer suposta irregularidade na aplicação de recursos para cotas femininas.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Polícia Federal cumpre mandado na sede do PSL