prefeitura
::EXCLUSIVO: Mulher é flagrada tentando entrar com celulares na Cadeia de Monteiro ::Municípios de Juazeirinho e Taperoá têm 70 casos de Coronavírus confirmados ::Ex-prefeito de Patos, Dinaldo Wanderley, morre de covid-19 ::Inmet emite alerta de perigo por acumulado de chuva para João Pessoa, Campina e mais 112 municípios paraibanos ::Polícia prende homem e apreende adolescente suspeitos de homicídios em Pocinhos ::Chuvas de março e abril diminuem severidade da seca em parte da Paraíba ::Chove quase 150 milímetros em 24 horas em João Pessoa ::Prefeitura de Ouro Velho intensifica ações de combate ao Covid-19 no município ::Prefeitura de Monteiro investe R$110 mil reais em obra no bairro do Mutirão ::Secretaria de Saúde de Sumé confirma mais dois casos de coronavírus Malves Supermercados

Por conta da pandemia, juiz nega pedido de sequestro e bloqueio de R$ 834 mil da conta do Estado

(22/05/2020)
Por conta da pandemia, juiz nega pedido de sequestro e bloqueio de R$ 834 mil da conta do Estado Por conta da pandemia, juiz nega pedido de sequestro e bloqueio de R$ 834 mil da conta do Estado

O juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior, da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, indeferiu o pedido de sequestro e bloqueio da quantia de R$ 834.147,49, visando o adimplemento de valores reconhecidos por decisão transitada em julgado contra o Estado da Paraíba. A parte exequente (servidores da Secretaria do Tribunal de Justiça da Paraíba) pugnou pelo bloqueio e sequestro de tais valores, ante o não pagamento da dívida, no prazo legal. O magistrado determinou que os autos permaneçam em cartório, pelo prazo de 30 dias, quando, então, voltarão conclusos para apreciação do pedido de bloqueio e sequestro.

Para negar o pedido, o juiz Antônio Carneiro levou em conta a extrema excepcionalidade do momento atual, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “Os entes públicos – Estados e municípios, vêm proclamando as dificuldades extremas para conseguirem honrar o pagamento até mesmo dos salários e pensões de seus servidores ativos e inativos. Os elevados investimentos públicos exigidos para enfrentamento da pandemia e na proteção à saúde pública, desmantelou ainda mais as já combalidas estruturas financeiras dos Estados e Municípios, sobretudo os de pequeno porte”, ressaltou.

Antônio Carneiro destacou, ainda, que, de forma abrupta, a administração teve que priorizar toda a estrutura oficial para o sistema de saúde. “Assim, entendo que o imediato sequestro de verbas públicas, de valores significativos, mesmo que destinado a satisfação de direitos reconhecidos por decisão judicial, trará ainda mais agravamento à situação exposta”, enfatizou.

Da decisão cabe recurso.

Confira, aqui, o despacho.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Por conta da pandemia, juiz nega pedido de sequestro e bloqueio de R$ 834 mil da conta do Estado