vaquejada
::Wellington Roberto diz que ato dos caminhoneiros é justo e merece apoio ::Wellington Roberto diz que ato dos caminhoneiros é justo e merece apoio ::Sumé prorroga prazo de inscrições do Processo Seletivo de professores ::STF autoriza uso de força em rodovias e impõe multa a quem descumprir decisão ::Avião de Temer fica sem combustível ::Batinga revela diálogos com grupo da prefeita de Monteiro e não descarta aliança ::Mais um lançamento das Lojas Olindina… ::Sindipetro obtém liminar e justiça garante abastecimento nos postos da Paraíba ::Temer diz que governo acionou ‘forças federais’ para desbloquear estradas ::Caminhoneiros chegam ao 5º dia de greve com três pontos de bloqueios no Cariri Malves Supermercados

Presidente da ASPOL é acusada de obter promoção ilegal na Polícia Civil

(31/01/2018)
Presidente da ASPOL é acusada de obter promoção ilegal na Polícia Civil Presidente da ASPOL é acusada de obter promoção ilegal na Polícia Civil

A presidente da Associação dos Policiais Civis da Paraíba (ASPOL), Suana Guarani de Melo, está sendo acusado de ter obtido ilegalmente uma promoção. A informação foi repassada por uma fonte junto a Polícia Civil.

De acordo com documentos enviados ao Portal, em julho de 2013, Suana foi punida com suspensão de quatro dias e em 2014 foi promovida para a classe especial, por merecimento. Ocorre que a Lei complementar 85/200, no seu art 261, VIII, é taxativa, ao dizer que não poderá haver promoção por merecimento para quem teve punição de advertência ou suspensão dois anos antes das promoções.

Segundo a fonte, vários peritos, papiloscopistas, necrotomistas e delegados não foram promovidos por terem sofrido a mesma pena de suspensão.

A promoção de Suana foi aprovada por uma comissão composta por policias. A reportagem tentou contato com a secretaria Estadual de Segurança Pública (SEDS) para saber como o órgão irá se posicionar quanto a denúncia, mas não obteve êxito.

Com WSCom

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Presidente da ASPOL é acusada de obter promoção ilegal na Polícia Civil