prefeitura
::Incêndio atinge prédio com arquivos de prefeitura da PB ::Ex-prefeito de Soledade comenta ruptura com o atual gestor ::Efigênio Moura lança o seu mais novo livro na cidade de Monteiro ::Flamengo repete placar sobre Vasco no Maracanã e conquista o título Carioca ::UM POUCO DA HISTÓRIA DO JEITO COMO EU CONTO – Por Ramalho Leite ::Assessoria jurídica do deputado João Henrique desmente e rechaça acusações da comunicação da Prefeitura de Monteiro ::Polícia prende acusado de tentativa de homicídio no Cariri ::Neta de Pinto do Acordeon é vítima de racismo e agressão física em JP ::Crise na Avianca atinge a Paraíba e mais de 50 voos são cancelados ::Inmet faz alerta para chuvas intensas em 98 cidades da Paraíba Malves Supermercados

Renan diz que ajudará governo a aprovar Previdência

(15/01/2019)
Renan diz que ajudará governo a aprovar Previdência Renan diz que ajudará governo a aprovar Previdência

Pré-candidato a presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou ao blog que ajudará o governo Jair Bolsonaro a aprovar a proposta de reforma da Previdência Social.

“Se eu for [eleito presidente do Senado], eu quero ajudar. Já conversei com [o ministro da Economia] Paulo Guedes, uma noite inteira, e falei que quero ajudar na aprovação da reforma da Previdência. Combinei de, quando eu voltar a Brasília, na outra semana, voltarmos a falar”, afirmou.

Segundo Renan, ainda não está definido que o MDB terá candidato a presidente da Casa. A definição, acrescentou, só deve sair no dia 1º de fevereiro. Além do nome dele, também aparecem os de Simone Tebet (MS) e de Eduardo Braga (AM).

“O MDB sempre faz assim, é democrático. O que já está combinado é que, seja quem for, vamos unidos”, disse o senador ao blog.

Questionado se tem vontade de ser candidato, respondeu: “Se o partido indicar, eu vou ser. Só nesta condição. Não posso inverter”.

Renan disse que “muita gente” quer ajudar na pauta econômica – e ele é uma dessas pessoas.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Renan diz que ajudará governo a aprovar Previdência