prefeitura
::Dupla rouba motocicleta na zona rural de Monteiro ::Carga irregular de autopeças com destino a CG é apreendida no Cariri ::Preço da gasolina sobe pela 4ª semana ::Homem é encontrado morto com sinais de violência no Cariri ::João anuncia ações para ajudar famílias prejudicadas por chuvas em Pocinhos ::Vereador de Monteiro pede ao Estado dispensa de juros e multa para motos atrasadas ::Carro provoca acidente envolvendo van da Prefeitura de Monteiro ::Previsão indica nebulosidade e chuvas para Paraíba ::Dialogando com o Povo tem mais uma edição, desta vez na comunidade de Jabitacá ::AVC mata uma pessoa a cada quatro horas e meia na Paraíba Malves Supermercados

Ricardo critica a reforma da Previdência: “aumenta a pobreza e não atende as necessidade do povo”

(23/02/2019)
Ricardo critica a reforma da Previdência: “aumenta a pobreza e não atende as necessidade do povo” Ricardo critica a reforma da Previdência: “aumenta a pobreza e não atende as necessidade do povo”

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) fez severas críticas a proposta de reforma da Previdência, neste sábado (23). Por meio de postagem no perfil da Fundação João Mangabeira, entidade a qual é presidente, o socialista afirmou que a medida apresentada esta semana pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) ao Congresso Nacional aumenta a pobreza, não atende as necessidades do povo e só beneficia “aos que lucram com a falência da previdência pública”.

Segundo Ricardo Coutinho, a Reforma da Previdência vai dificultar ao máximo o acesso à aposentadoria, tornar quase impossível a concessão do benefício aos trabalhadores rurais e reduzir os valores de pensões e auxílios atinge duramente 30 milhões de brasileiros.

“Essa Reforma da Previdência aumenta a pobreza e não atende às necessidades do povo brasileiro. Ela atende aos que lucram com a falência da previdência pública”, frisou o presidente da Fundação João Mangabeira.

Wscom

Faça seu comentário



Possui atualmente : 2 comentários em Ricardo critica a reforma da Previdência: “aumenta a pobreza e não atende as necessidade do povo”