::PESQUISA CONSULT: Carlos Batinga está entre os 36 mais citados para a ALPB ::TCE aprova contas de Monteiro, São José dos Cordeiros e Assembleia Legislativa ::Vice-prefeito assume e prevê mudanças na Prefeitura de Patos ::Natália de Dr. Júnior tem contas de 2017 aprovadas por unanimidade pelo TCE ::Saúde de Sumé realiza mutirão de ultrassonografia obstétrica ::Polícia distribui armamento e equipamentos de proteção na Paraíba ::NO CARIRI: Equipe do Projeto Solo na Escola da UFCG anima atividades nas escolas ::Em tom de despedida, Wilson Filho presta contas na Câmara ::Ricardo Coutinho tem 75.50% de aprovação em todo Estado ::Disputa pelo Senado: Cássio lidera com 12,98%, Vené tem 10,80% e Luiz Couto 8,43% Malves Supermercados

São João do Tigre pode ter recursos do FPM bloqueado

(18/01/2018)
São João do Tigre pode ter recursos do FPM bloqueado São João do Tigre pode ter recursos do FPM bloqueado

Treze municípios paraibanos, incluindo o município de São João do Tigre no Cariri paraibano, podem não receber a segunda parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de janeiro, cujo crédito está previsto para o próximo dia 20. Essas cidades fazem parte do grupo de municípios com pendências junto ao Governo Federal. A solicitação de bloqueio pode ocorrer a pedido da Secretaria da Receita Federal, Procuradoria Geral da Fazenda Nacional ou pelo Ministério do Planejamento.

Constam na lista disponibilizada pelo Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) as cidades de Alhandra, Bayeux, Belem, Caaporã, Caldas Brandão, Casserengue, Cuitegi, Marcação, Mogeiro, Patos, Pitimbu, São João do Tigre e Sapé.

Na maioria dos casos, são identificados débitos por inadimplência no Regime Geral de Previdência Social (RGPS), ou por inadimplência do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), na RFB.

A retenção do recurso é geralmente efetuada no dia 13, impedindo a liberação dos recursos dos dias 20 e 30 do mês até a sua regularização.

Para obter a liberação do recurso retido, é necessário contatar o órgão regional responsável pela retenção. Para o caso de retenção do PASEP, o município deverá regularizar sua situação na Delegacia Regional da Receita Federal do Brasil que, por sua vez, providenciará a regularização.

Conforme informações disponibilizadas pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), os recursos estarão disponíveis no primeiro dia útil subsequente à autorização da Coordenação-Geral de Cobrança do RGPS ao Banco do Brasil. Os mesmos procedimentos e prazos serão para os casos de inadimplência na RFB e na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). (Com Blog do Gordinho)

Em respeito a legislação eleitoral o CARIRI LIGADO não publicará os comentários dos leitores. O espaço para interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições 2018 se encerrem.