prefeitura
::Promessa cumprida: Funcionários da Prefeitura de Monteiro sacam primeira parcela do 13º ::Homicídios na PB caem 21,8% nos primeiros seis meses de 2019 ::Prefeito Éden Duarte realiza mais um ciclo de plenárias do ODM ::TCE manda prefeito devolver R$ 568 mil pagos a empresa sem comprovação de serviços ::Toffoli suspende inquérito com dados do Coaf a pedido da defesa de Flávio Bolsonaro ::Professores convocam greve nacional para 13 de agosto ::PF desarticula grupo suspeito de praticar roubo a bancos no RN e PB ::Mãe nega que tenha agredido e acorrentado filho no Cariri ::Polícia Militar reforça ações e operações nos próximos 15 dias na Paraíba ::Lucélio Cartaxo é transferido de João Pessoa para São Paulo Malves Supermercados

Senado aprova derrubar decretos de Bolsonaro que flexibilizam porte de armas

(18/06/2019)
Senado aprova derrubar decretos de Bolsonaro que flexibilizam porte de armas Senado aprova derrubar decretos de Bolsonaro que flexibilizam porte de armas

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (18), por 47 votos a 28, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pede a suspensão dos decretos do presidente Jair Bolsonaro que facilitaram o porte de armas.

Com a decisão, o texto seguirá para análise da Câmara dos Deputados. Enquanto a Câmara não analisar o tema, as regras previstas nos decretos continuarão valendo.

O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. É diferente da posse, que só permite manter a arma dentro de casa.

O primeiro decreto sobre armas e munições foi assinado em 7 de maio. Desde então, foi alvo de questionamentos na Justiça e no Congresso Nacional (saiba o que mudou com o primeiro decreto).

Diante da polêmica em torno do assunto, Bolsonaro recuou e, em 22 de maio, assinou um outro decreto sobre o tema. A medida também se tornou alvo de contestações (saiba o que mudou com o segundo decreto).

A discussão no plenário sobre o parecer da CCJ levou cerca de três horas. Durante o debate, dez senadores favoráveis aos decretos e dez contrários puderam discursar – cada um teve direito a três minutos de fala. Logo depois, o resultado da votação foi anunciado.

Pouco antes de proclamar o resultado, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que os parlamentares demonstraram “maturidade política” ao discutir o tema.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Senado aprova derrubar decretos de Bolsonaro que flexibilizam porte de armas