prefeitura
::Polícia prende casal suspeito de praticar assalto em Monteiro ::Sumé realiza 8ª Conferência Municipal de Assistência Social ::MPPB investiga prefeito de Soledade suspeito de burlar concurso público ::PGR pede ao STF que seja negado recurso de Lula ::Aloysio aparece como coordenador de propina do PSDB em delação da OAS ::“Quem não tem mandato não pode dar conselho a quem tem”, diz Efraim Morais ::Em visita ao DER, vereador recebe confirmação de pavimentação da estrada de Malhada de Roça ::Municípios da Paraíba recebem R$ 24,9 mi do FPM nesta sexta ::CAPS de Sumé continua com atividades do Setembro Amarelo ::Goleiro caririzeiro é convocado para seleção brasileira Malves Supermercados

“Sou ficha limpa”, diz Cássio Cunha Lima em revista nacional

(16/07/2014)

cassiofundebO senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao Governo do Estado, falou ao colunista da Revista Época, Felipe Patury sobre a Lei da Ficha Limpa e a sua vida política.

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) diz que a tentativa do Ministério Público de invalidar sua candidatura ao governo da Paraíba não tem base legal.

Segundo Cunha Lima, o pedido dos procuradores se baseia em argumentos, ambos errados. O primeiro seria o de que ele estaria inelegível por oito anos. Cunha Lima afirma que foi condenado a três anos, pena já cumprida.

Ele diz que estender a punição por mais cinco anos é o mesmo que dar duas sentenças para uma só condenção. “Isso já foi considerado ilegal pelos ministros Ricardo Lewandowski e Joaquim Barbosa”, diz o senador.

Cunha Lima diz ainda que, mesmo no caso de Justiça entender que a pena é de oito anos, ela também terá se encerrado na data da eleição. Isso ocorre porque Cunha Lima foi punido pela eleição de 2006, que ocorreu no dia 1º de outubro.

Neste ano, a eleição ocorrerá em 5 de outubro, oito anos e quatro dias depois do evento que originou a pena. De acordo com o candidato, os procuradores argumentam que sua candidatura não é válida porque estão considerando a data de realização do segundo turno. Cunha Lima considera essa interpretação errada.

“A data da eleição é a do primeiro turno. O segundo turno é uma etapa suplementar, tanto que não ocorre em localidades com menos de 200 mil habitantes”, diz.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em “Sou ficha limpa”, diz Cássio Cunha Lima em revista nacional