prefeitura
::UM POUCO DA HISTÓRIA DO JEITO COMO EU CONTO – Por Ramalho Leite ::Assessoria jurídica do deputado João Henrique desmente e rechaça acusações da comunicação da Prefeitura de Monteiro ::Polícia prende acusado de tentativa de homicídio no Cariri ::Neta de Pinto do Acordeon é vítima de racismo e agressão física em JP ::Crise na Avianca atinge a Paraíba e mais de 50 voos são cancelados ::Inmet faz alerta para chuvas intensas em 98 cidades da Paraíba ::Mano Walter é a primeira atração confirmada no São João de Ouro Velho ::Encenação da Paixão de Cristo encanta e emociona o público em São João do Cariri ::Mulher é morta a tiros em festa; marido é suspeito do crime ::Inovando, Paixão de Cristo – A Ceia do Senhor em Monteiro registra recorde de público Malves Supermercados

Tarifas de postagem dos Correios sofrem reajuste de 5,99%

(10/11/2018)
Tarifas de postagem dos Correios sofrem reajuste de 5,99% Tarifas de postagem dos Correios sofrem reajuste de 5,99%

Haverá reajuste de 5,99% nas tarifas dos serviços postais prestados pelos Correios. As mudanças foram divulgadas em publicação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) nesta sexta-feira (9), no Diário Oficial da União.

A correção média autorizada para este ano é de 5,99% para serviços nacionais e internacionais. O primeiro porte da Carta Comercial, por exemplo, terá seu valor atualizado de R$ 1,85 para R$ 1,95, já a Carta Não Comercial passará de R$ 1,25 para R$ 1,30. No caso de Telegrama Nacional redigido pela internet, a nova tarifa é de R$ 8,15 por página – antes, a tarifa vigente era de R$ 7,69.

O reajuste, em conformidade com o disposto na Portaria do Ministério da Fazenda nº 386, de 31/8/2018, que regulamenta o processo de reajuste das tarifas postais, considerou o IPCA acumulado entre fevereiro de 2017 e setembro de 2018.

As novas tarifas não se aplicam aos segmentos de encomendas e marketing, que são concorrenciais.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Tarifas de postagem dos Correios sofrem reajuste de 5,99%