prefeitura
::Polícia de Monteiro prende foragido de presídio de Pernambuco ::Prefeitura de Sumé firma parceria com Grêmio Serrano ::Prefeita Anna Lorena se reúne com representante da UNIP e amplia parcerias na área educacional ::Médico Valério Vasconcelos será condecorado no Vale do Mamanguape ::Suspeito de envolvimento com tráfico é preso pela PRF no Cariri ::Ônibus escolar e ambulância de prefeitura pegam fogo no Cariri ::As charges do dia… ::Reforma dos militares será decidida em reunião nesta quarta-feira ::Câmara de Monteiro fecha parceria com a UNIP e funcionários terão desconto ::João lança Programa Paraíba Rural Sustentável e beneficia 45 mil famílias Malves Supermercados

Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio, e eleição no Senado será secreta

(10/01/2019)
Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio, e eleição no Senado será secreta Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio, e eleição no Senado será secreta

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu nesta quarta-feira (9) manter votação secreta para a eleição da Mesa do Senado.

Com isso, Toffoli derrubou a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que em dezembro determinou votação aberta na eleição, marcada para o início de fevereiro.

Mais cedo, nesta quarta (9), Toffoli rejeitou um pedido do deputado eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) para que a votação para o comando da Câmara fosse aberta.

Decisão sobre o Senado
Ao decidir sobre o caso, Toffoli atendeu a pedido do próprio Senado.

Toffoli entendeu que a votação para comando das Casas é questão interna e deve ser definida pelos parlamentares.

Para o ministro, uma decisão individual não pode alterar o modelo da eleição sem que o caso seja discutido no plenário do STF.

Com as decisões do presidente do Supremo, não será possível saber após a eleição em quem cada parlamentar votou para o comando das Casas no começo de fevereiro, quando assume a nova legislatura.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio, e eleição no Senado será secreta