prefeitura
::Celulares desatualizados serão bloqueados na Paraíba ::I Pedal Beneficente em Prol do Hospital da FAP é realizado com sucesso em Boa Vista ::Lula ataca a Lava Jato e diz não ser pombo-correio para usar tornozeleira eletrônica ::Polícia detém oito suspeitos de tráfico de drogas em três cidades paraibanas ::Prefeito de Camalaú tem aprovação de 72,5% de sua gestão ::Divulgada programação musical da Festa do Padroeiro de São Sebastião do Umbuzeiro ::Toffoli nega pedido de Aras sobre dados sigilosos e desafia MP ::Adiada por duas vezes, Senado marca votação de PEC paralela ::EM MONTEIRO: 11º Batalhão de Polícia Militar completa 9 anos de sua ativação ::João Azevêdo transmite cargo para Lígia Feliciano Malves Supermercados

Vereadores pedem licença e suplentes assumem na Câmara de Monteiro

(25/07/2014)

camara2Os vereadores Toinho de Nequinho, Heleno de Amadeu e Luís Berto, todos da base de situação do grupo da prefeita Ednacé Henrique, pediram licença do cargo para interesses pessoais durante a sessão desta quinta-feira (25) da Câmara Municipal de Monteiro. Com o afastamento dos vereadores, assumem os suplentes Baixinho do Mutirão, Pedoca do Tingui e Edilson Reis.

Segundo informações, a licença dos vereadores faz parte de um acordo firmado antes das eleições de 2012, o que mostra a unidade do grupo e a oportunidade dos suplentes representarem suas regiões.

A licença é vista com naturalidade pelos vereadores licenciados, uma vez que esses fatos acontecem nos legislativos estadual e federal.

Já assumiram vagas na Câmara de Vereadores de Monteiro, os suplentes, Sandro da empoeira Funda, na vaga de Ana Lorena, que atualmente é Secretária de Saúde do município e Leco de Chuta que assumiu na vaga de Paulo Sergio, que tirou licença para interesses pessoais. No total cinco suplentes assumem pela primeira vez como vereadores.

Faça seu comentário



Possui atualmente : 1 comentário em Vereadores pedem licença e suplentes assumem na Câmara de Monteiro


  • Está em circulação com coleta de assinaturas, pelos centros urbanos do Brasil, o movimento de adesão de um projeto de lei popular “ POR UMA REFORMA POLÍTICA DEMOCRÁTICA E ELEIÇÕES LIMPAS “. Movimento este, liderado por algumas entidades de renome – Ordem dos Advogados do Brasil (OAB),Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral ( MCCE ), e Movimentos Sociais. Para atender as expectativas, é necessário a coleta de no mínimo 1,5 milhão de assinaturas. Participem, acessando o site abaixo.
    Um dado curioso na página,é o nº insuficiente de assinatura dos congressistas, principalmente senadores.

    http://www.reformapoliticademocratica.org.br/

    http://www.reformapoliticademocratica.org.br/