prefeitura
::POLÊMICA EM SUMÉ: Prefeito denuncia que está sendo ameaçado por miliciano ::Contrariando Bolsonaro, Paulo Guedes diz que, como cidadão, prefere isolamento ::Com isolamento, número de medidas protetivas aumenta na Paraíba ::As charges do dia… ::Brasil registra 22 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas ::Açude Cordeiros, localizado no Município do Congo passa de 80% de sua capacidade ::Um dia após Mandetta enfatizar o isolamento social, Bolsonaro passeia pelo comércio de Brasília ::Prefeitura de Ouro Velho disponibiliza transporte para agilizar realização de testes de Covid-19 ::‘Sugiro a quem for favorável em abrir o comércio que abdique do respirador’, diz médica paraibana sobre protesto ::Secretaria de Saúde confirma primeira morte por coronavírus no Rio Grande do Norte Malves Supermercados

Treze já nos deixaram

(23/11/2014)

Por Ramalho Leite

ramalhopequenanovO jornalista Adelson Barbosa vez por outra brinda seus leitores, entre os quais me incluo, com pesquisas de natureza história, notadamente na área da política e administração do nosso Estado, em período mais recente. No ultimo domingo repassou a legislação constitucional e derivada sobre o meio ambiente, e prestou uma homenagem aos constituintes estaduais de 1989, reproduzindo a galeria incorporada ao Memorial do Poder Legislativo onde todos os deputados que laboraram na nossa ultima Constituição estão fotografados. Tive a curiosidade de conta-los: dos trinta e seis, treze deles não estão mais entre nós: Ademar Teotônio, Aércio Pereira, Waldir Bezerra, Antonio Ivo, Ernany Moura, Egídio Madruga, Fernando Milanez, Francisco Pereira, José Fernandes, Soares Madruga, Leonel Medeiros, Oildo Soares e Judivan Cabral. Tivesse a pesquisa ido mais longe, o diligente escriba descobriria que foi esse “orador que voz fala” o relator da parte da Carta que cuida da Ordem Econômica e da Ordem Social, nela incluída a proteção ao Meio Ambiente.

Um dos pontos mais discutidos, na Constituinte, por que mobilizou artistas, militantes políticos e empresários da construção civil, foi a fixação do gabarito para impedir a construção dos chamados espigões na orla marítima. Na fase inicial de discussão destaco a ação do deputado José Luiz Maroja, autor na emenda que define os parâmetros a serem seguidos pelo Plano Diretor da Cidade, em relação ao assunto, até hoje respeitado, com apenas uma exceção para a área do Porto de Cabedelo, desde que a construção se destine a atividade industrial. Convém lembrar que os constituintes estaduais mantiveram mandamento inserido na Carta de 1967 (que era uma Emenda) pelo governador João Agripino.

Na elaboração da Carta, o deputado Pedro Adelson cuidou da Organização do Estado e dos Munícipios, igualmente relator, antes que Egídio Madruga desse o toque final à redação, aperfeiçoada na Comissão de Sistematização, onde se destacavam o deputado Waldir Bezerra e outros de igual mérito.

O órgão de proteção ao meio ambiente, recomendado pela Lei Maior, só viria a ser implementado a partir de 1978 quando o então governador Dorgival Terceiro Neto deu forma à SUDEMA. Leis posteriores cercaram a proteção da nossa fauna e flora, acidentes geográficos, florestas e cursos de água. A proibição de instalação de usinas nucleares foi uma preocupação seguida também por Câmara de Vereadores, a exemplo da de Bananeiras, que proibiu em seu território o depósito de lixo atômico…

< esses treze passageiros da nossa história constitucional não estejam a presenciar os efeitos do seu trabalho. É a vida!.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Treze já nos deixaram