::‘Estou candidato’, diz o ex-presidente Lula ::Prefeita Anna Lorena participa da abertura dos trabalhos legislativos da Câmara de Monteiro ::MDB irá fortalecer pré-candidatura de José Maranhão ao Governo ::Chove mais de 115 milímetros no Cariri; previsão é de mais chuvas ::Sikêra Júnior é contratado pelo Sistema Arapuan e vem trabalhar na Paraíba ::Zabelê se prepara para sediar a maior Corrida de Jegue do Brasil em abril ::Prefeita Anna Lorena está entre os melhores gestores do Cariri ::UMA ASSEMBLEIA DEIXOU DE TOMAR POSSE POR FALTA DE QUORUM ::Câmara de Monteiro reinicia trabalhos com sessão especial e mensagem do executivo ::Bandidos invadem fazenda e roubam carro de advogada no Cariri Malves Supermercados

Vazão de água da transposição para a PB deve dobrar

(16/01/2018)
Vazão de água da transposição para a PB deve dobrar Vazão de água da transposição para a PB deve dobrar

O volume da vazão de água do Rio São Francisco para o açude de Boqueirão, na Paraíba, deve dobrar até o fim do mês de janeiro, informou nesta terça-feira (16) a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). Durante visita técnica ao sistema do Eixo Leste da transposição, os técnicos constataram que a estação de bombeamento vem funcionando com apenas um aparelho. Uma segunda bomba de captação está em ajuste para começar a funcionar em breve.

Na manhã desta terça-feira (16), a vazão que chegava ao Portal das Águas, na cidade de Monteiro, era de 3,78 metros por segundo. A plataforma localizada no açude São José 2, em Monteiro, apresentava vazão de 3,67 m³/s. A medição em Sumé era de 2,75 m³/s. Já na cidade de Caraúbas, era de 2,71 m³/s e, em São Domingos do Cariri, 2,36 m³/s.

Segundo o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva, que visitou as obras da transposição com representantes do Ministério Público da Paraíba, uma outra bomba deve começar a operar em breve na EBV-4. “Fomos informados de que já foram feitos testes sem água, com resultado positivo. Esta semana devem ser feitos novos testes, desta vez com água”, disse.

A vazão das águas da transposição do rio São Francisco na Paraíba é acompanhada de forma ininterrupta e o monitoramento em tempo real é feito por cinco plataformas de coletas de dados instaladas ao longo do curso do Rio Paraíba.

Faça seu comentário



Possui atualmente : 3 comentários em Vazão de água da transposição para a PB deve dobrar


  • Amogo Dennys Mayer.Faltar água em Sumé,é uma vergonha.Porem,eu te pergunto,é bom uma cidade sem água?Então,ajudar aos nossos irmãos do Pernambuco com água,estamos um ato de humanidade porque água é um bem publico.

  • NÃO ADIANTA DOBRAR A VASÃO DAS ÁGUAS E MANDAR PARA PERNAMBUCO E MUITAS CIDADES DA PB SEM ESSA ÁGUA E EXEMPLO DE SUMÉ PB

  • Dobrar a vazão.Ninguém entende João Fernande presidente da AESA.O diretor do DENOC disse que as obras do açude de CAMALAÚ,só poderar ser feita se as águas que passa pelo rasgo do açude baixarem.QUEM É QUE ESTAR COM A VERDADE