prefeitura
::Polícia prende casal suspeito de praticar assalto em Monteiro ::Sumé realiza 8ª Conferência Municipal de Assistência Social ::MPPB investiga prefeito de Soledade suspeito de burlar concurso público ::PGR pede ao STF que seja negado recurso de Lula ::Aloysio aparece como coordenador de propina do PSDB em delação da OAS ::“Quem não tem mandato não pode dar conselho a quem tem”, diz Efraim Morais ::Em visita ao DER, vereador recebe confirmação de pavimentação da estrada de Malhada de Roça ::Municípios da Paraíba recebem R$ 24,9 mi do FPM nesta sexta ::CAPS de Sumé continua com atividades do Setembro Amarelo ::Goleiro caririzeiro é convocado para seleção brasileira Malves Supermercados

Vigilância em Saúde pede colaboração da população na luta contra o mosquito Aedes aegypti

(30/04/2019)
Vigilância em Saúde pede colaboração da população na luta contra o mosquito Aedes aegypti Vigilância em Saúde pede colaboração da população na luta contra o mosquito Aedes aegypti

Com chuvas repentinas, algumas delas com uma grande precipitação, o município de Monteiro segue com o outono favorável, porém, com uma grande preocupação: focos de mosquitos da dengue.

A chegada do período das chuvas preocupa a Vigilância em Saúde e Agentes de Combate a Endemias para a maior incidência de focos do mosquito Aedes aegypti nos imóveis vazios. As casas desocupadas aumentam as condições de transmissão de doenças como dengue, zikavírus e chikungunya, por falta de cooperação dos donos, muitos locais ficam sem avaliação.

“Nós estamos com ACSs na rua diariamente. A população precisa entrar nessa guerra, até porque agora nós não lidamos apenas com a dengue”, afirma Silvana Silva, diretora da Vigilância em Saúde.

Por outro lado, as equipes se colocam ao dispor dos monteirenses para receber denúncias e atuar nas casas colocadas à venda ou locação.

Imóveis fechados

A diretora afirma que o tempo necessário para concluir as vistorias de rotina da Prefeitura quase dobra devido aos imóveis fechados.

A recomendação da Vigilância é de que ralos externos e internos estejam vedados e que vasos sanitários estejam tratados com sal. Além disso, a manutenção das calhas deve estar em dia. “Qualquer objeto que possa acumular água é um criadouro em potencial para o mosquito”, afirma Silvana.

Denúncias

Para denunciar possíveis focos do mosquito o monteirense pode ligar para a Vigilância em Saúde no número 3351- 1569 ou através da Ouvidoria Municipal pelo 0800 0951553.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Vigilância em Saúde pede colaboração da população na luta contra o mosquito Aedes aegypti