prefeitura
::EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada ::Após registros de fortes chuvas, Inmet intensifica alerta para 182 cidades da Paraíba ::Ruas de Campina Grande ficam alagadas após fortes chuvas; Açude Velho transbordou ::Prefeitura de Sumé retoma serviço de implantes dentários ::Município de Monteiro é contemplado com 95 cisternas ::João Azevêdo lança nesta quarta projeto de habitação popular ::MDR contrata empresa para reparar obras de Transposição na Paraíba ::Adriano Galdino diz ser contra CPI da Calvário na ALPB ::Menina de 5 anos morre vítima de tiro acidental na Paraíba ::Prefeitura de Prata inicia substituição de casas de taipa por alvenaria Malves Supermercados

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

A Prefeitura do Município de Monteiro vem a público se manifestar a respeito de notícias veiculadas de forma distorcidas propositalmente por questões políticas, a respeito da família que teve a casa alagada na noite desta segunda-feira, 20, em virtude das chuvas caídas na cidade.

Neste sentido, a prefeita Anna Lorena, juntamente com a secretária de Desenvolvimento Social, Rosa Aleixo, já vem prestando auxílio assistencial a família que há vários anos vem enfrentando o problema, a exemplo da inclusão dos mesmos em programas sociais municipais como a Cesta Social.

De acordo com a documentação do Prontuário do SUAS – Sistema Único de Assistência Social, a moradora da Rua Agnaldo Mendes de Lima fez uso durante o ano de 2019 do benefício do Aluguel Social, proporcionado pela Prefeitura de Monteiro.

Ainda conforme consta do prontuário, a própria moradora decidiu retornar para sua antiga residência por motivos pessoais. Na oportunidade a referida Secretaria de Desenvolvimento Social prestou toda a assistência necessária à família, tanto no sentido de moradia quanto nas questões relacionadas à saúde e documentações, acompanhamento escolar e psicológico para as crianças.

Na tarde desta terça-feira, 21, a prefeita Anna Lorena, ao lado da secretária Rosa Aleixo e do Conselheiro Tutelar Lucas Marques, estiveram reunidos com a chefe da família chegando a um acordo para solucionar o problema.

Dadas as circunstâncias, a moradora receberá novamente o aluguel social e toda assistência necessária até que a Prefeitura de Monteiro realize os reparos necessários para que o imóvel não seja afetado no período chuvoso.

“Temos ciência das circunstâncias que acometeram a moradora, tendo em vista que a construção está em terreno irregular onde existe uma passagem de água. Prestamos toda assistência necessária no ano passado e pela própria vontade, a mesma retornou ao imóvel após o período de chuvas. Enfim, trabalhamos diariamente para garantir uma Monteiro cada vez melhor para todos os munícipes e novamente será feito”, pontua a gestora Anna Lorena.

Após registros de fortes chuvas, Inmet intensifica alerta para 182 cidades da Paraíba

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta às 16h desta terça-feira (21) para chuvas intensas em grande parte do estado da Paraíba. Ao todo, 182 cidades paraibanas estão incluídas no alerta amarelo do Instituto, que é válido até as 9h desta quarta-feira (22).

De acordo com o alerta, estão previstas chuvas entre 20 e 30 mm por hora ou até mesmo de 50 mm por dia, além de ventos intensos que poderão chegar a até 60 km/h. Também há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

As instruções do órgão são para que as pessoas evitem usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada. Em caso de rajadas de vento não é recomendado se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Na tarde desta terça-feira (21) várias ruas de Campina Grande ficaram alagadas e tiveram o trânsito prejudicado devido à forte chuva que atingiu a cidade. Em outras cidades do interior da Paraíba também há registro de chuvas intensas. A previsão da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) é de mais chuva nas regiões do Agreste, Cariri e Sertão.

Confira as cidades incluídas no alerta do Inmet:

Aguiar
Alagoa Grande
Alagoa Nova
Alagoinha
Alcantil
Algodão De Jandaíra
Amparo
Aparecida
Arara
Araruna
Areia
Areia De Baraúnas
Areial
Aroeiras
Assunção
Bananeiras
Baraúna
Barra De Santa Rosa
Barra De Santana
Barra De São Miguel
Belém
Belém Do Brejo Do Cruz
Bernardino Batista
Boa Ventura
Boa Vista
Bom Jesus
Bom Sucesso
Bonito De Santa Fé
Boqueirão
Borborema
Brejo Do Cruz
Brejo Dos Santos
Cabaceiras
Cachoeira Dos Índios
Cacimba De Areia
Cacimba De Dentro
Cacimbas
Cajazeiras
Cajazeirinhas
Camalaú
Campina Grande
Caraúbas
Carrapateira
Casserengue
Catingueira
Catolé Do Rocha
Caturité
Conceição
Condado
Congo
Coremas
Coxixola
Cubati
Cuitegi
Cuité
Curral Velho
Damião
Desterro
Diamante
Dona Inês
Emas
Esperança
Fagundes
Frei Martinho
Gado Bravo
Guarabira
Gurinhém
Gurjão
Ibiara
Igaracy
Imaculada
Ingá
Itaporanga
Itatuba
Jericó
Joca Claudino
Juarez Távora
Juazeirinho
Junco Do Seridó
Juru
Lagoa
Lagoa Seca
Lastro
Livramento
Malta
Manaíra
Marizópolis
Massaranduba
Matinhas
Mato Grosso
Maturéia
Mogeiro
Montadas
Monte Horebe
Monteiro
Mulungu
Mãe D’Água
Nazarezinho
Nova Floresta
Nova Olinda
Nova Palmeira
Olho D’Água
Olivedos
Ouro Velho
Parari
Passagem
Patos
Paulista
Pedra Branca
Pedra Lavrada
Piancó
Picuí
Pilões
Pilõezinhos
Pirpirituba
Pocinhos
Pombal
Poço Dantas
Poço De José De Moura
Prata
Princesa Isabel
Puxinanã
Queimadas
Quixabá
Remígio
Riacho De Santo Antônio
Riacho Dos Cavalos
Riachão
Riachão Do Bacamarte
Salgadinho
Santa Cecília
Santa Cruz
Santa Helena
Santa Inês
Santa Luzia
Santa Teresinha
Santana De Mangueira
Santana Dos Garrotes
Santo André
Serra Branca
Serra Grande
Serra Redonda
Serraria
Soledade
Solânea
Sossêgo
Sousa
Sumé
São Bentinho
São Bento
São Domingos
São Domingos Do Cariri
São Francisco
São José Da Lagoa Tapada
São José De Caiana
São José De Espinharas
São José De Piranhas
São José De Princesa
São José Do Bonfim
São José Do Brejo Do Cruz
São José Do Sabugi
São José Dos Cordeiros
São João Do Cariri
São João Do Rio Do Peixe
São João Do Tigre
São Mamede
São Sebastião De Lagoa De Roça
São Sebastião Do Umbuzeiro
São Vicente Do Seridó
Tacima
Taperoá
Tavares
Teixeira
Tenório
Triunfo
Uiraúna
Umbuzeiro
Vieirópolis
Vista Serrana
Várzea
Zabelê
Água Branca

Ruas de Campina Grande ficam alagadas após fortes chuvas; Açude Velho transbordou

Banner educação

Prefeitura de Sumé retoma serviço de implantes dentários

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

A Prefeitura de Sumé está retomando o Programa de Implantes Dentários. Nos próximos dias 30 e 31 serão realizadas triagem para os pacientes do município no Centro de Especialidades Odontológicas.

A empresa que estará executando os serviços é a Center Dente, que foi vencedora do Processo Licitatório e que atua nos municípios de Patos e Mogeiro.

O programa contempla os municípios que compõem a 5ª Região de Saúde do Cariri Ocidental, que são: Amparo, Camalaú, Caraúbas, Congo, Coxixola, Gurjão, Livramento, Monteiro, Ouro Velho, Parari, São João do Cariri, São João do Tigre, São José dos Cordeiros, São Sebastião do Umbuzeiro, Serra Branca, Sumé e Zabelê.

As pessoas de Sumé que precisam do serviço devem primeiro passar pelo dentista da unidade de saúde, que dará o encaminhamento necessário para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), onde serão realizados os implantes.

Os pacientes das demais cidades da região do Cariri contempladas pelo programa precisam também passar pelo dentista da unidade de saúde que fará a avaliação, em seguida devem procurar a Secretaria de Saúde do município de origem que dará o encaminhamento para o CEO de Sumé.

O serviço será gratuito para a população, sendo custeado por cada município. Normalmente o preço de um implante dentário com um profissional particular pode variar entre R$ 4 mil e R$ 6 mil. Sumé foi o primeiro município no Nordeste brasileiro a oferecer o serviço gratuitamente.

O implante dentário além de devolver a saúde bucal, renova a autoestima e confiança dos pacientes que tiveram a perda dos dentes.

Município de Monteiro é contemplado com 95 cisternas

João Azevêdo lança nesta quarta projeto de habitação popular

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

O governador João Azevêdo lançará nesta quarta-feira (22), às 10h, durante solenidade no Palácio da Redenção, o novo programa de habitação popular do estado. Para isso, o governador já se reuniu, nesta terça-feira (21), na Granja Santana, em João Pessoa, com representantes do Fórum Estadual de Reforma Urbana da Paraíba.

O projeto “Parceiros da Habitação” está incluso nas metas estabelecidas pelo governo para 2020 e deve receber investimentos superiores a R$ 15 milhões da gestão estadual para a construção de mil casas. O projeto-piloto será iniciado nos municípios de João Pessoa, Remígio e Barra de São Miguel, onde serão construídas 174 residências.

Na reunião, o chefe do Executivo estadual destacou o caráter inovador da ação que prevê parcerias com entidades ligadas à moradia e com as prefeituras. “Nós fizemos um estudo dentro dos limites do estado, diante da dificuldade do programa habitacional em nível federal. Esse é um trabalho de parceria e temos uma meta ousada, o que representa o esforço da administração para garantir a execução desse investimento”, frisou.

A presidente da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap), Emília Correia Lima, ressaltou a importância do diálogo com os movimentos sociais. “O governo vem cumprindo o compromisso de fazer esse programa com a participação dos movimentos e damos esse retorno hoje diante do que já havia sido proposto. Esse estreitamento de relações é fundamental porque representa o nosso respeito com as entidades que representam a população”, disse.

O representante do Movimento de Moradia Ação e Luta Comunitária (Malc), Luiz Costa, afirmou que as entidades se sentem contempladas com o novo programa estadual de habitação. “Nós dialogamos mais uma vez com o governo, que nos apresentou esse projeto e vemos isso como uma forma de respeito aos pensamentos que ajudamos a construir. A Paraíba dá uma resposta para o Brasil e parabenizo o governo pela iniciativa inovadora”, comentou.

Participaram da reunião representantes do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM); Movimento Mãos Dadas; Movimento de Moradia Ação e Luta Comunitária (Malc); Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam); União Popular por Moradia; SOS Rio Cuiá; Movimento de Luta nos Bairros (MLB); Fundação Margarida Maria Alves; Federação Paraibana do Movimento Comunitário (Fepamoc); e Comunidade Morada Nova.

Os secretários Deusdete Queiroga (Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente) e Ronaldo Guerra (Estado e chefe de gabinete do governador) também estiveram presentes.

MDR contrata empresa para reparar obras de Transposição na Paraíba

Banner Câmara

Adriano Galdino diz ser contra CPI da Calvário na ALPB

Menina de 5 anos morre vítima de tiro acidental na Paraíba

Prefeitura de Prata inicia substituição de casas de taipa por alvenaria

Novas placas de veículos serão obrigatórias a partir deste mês

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

Após sucessivos adiamentos, começa a valer a partir do dia 31 de janeiro a obrigatoriedade de uso da placa do Mercosul em todos os estados do país. O prazo atende ao estipulado na Resolução nº 780/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de julho do ano passado, que determina que as unidades federativas do país devem utilizar o novo padrão de placas de Identificação Veicular (PIV).

Desde a decisão pela adoção da placa do Mercosul, a implantação do registro foi adiada seis vezes. A adoção do sistema de placas do Mercosul foi anunciada em 2014 e, inicialmente, deveria ter entrado em vigor em janeiro de 2016. Em razão de disputas judiciais a implantação ficou para 2017 e depois, adiada mais uma vez para que os órgãos estaduais de trânsito pudessem se adaptar ao novo modelo e credenciar as fabricantes das placas.

As novas placas já são utilizadas na Argentina e no Uruguai. A previsão é que em breve comecem a valer também no Paraguai e na Venezuela.

Dos 26 estados brasileiros, já aderiram à nova PIV Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rondônia.

A nova placa será obrigatória apenas nos casos de primeiro emplacamento e, para quem tiver a placa antiga, no caso de mudança de município ou unidade federativa; roubo, furto, dano ou extravio da placa, e nos casos em que haja necessidade de instalação da segunda placa traseira.

A nova placa apresenta o padrão com quatro letras e três números, o inverso do modelo atualmente adotado no país com três letras e quatro números. Também muda a cor de fundo, que passará a ser totalmente branca. A mudança também vai ocorrer na cor da fonte para diferenciar o tipo de veículo: preta para veículos de passeio, vermelha para veículos comerciais, azul para carros oficiais, verde para veículos em teste, dourado para os automóveis diplomáticos e prateado para os veículos de colecionadores.

Todas as placas deverão ter ainda um código de barras dinâmico do tipo Quick Response Code (QR Code) contendo números de série e acesso às informações do banco de dados do fabricante e estampador da placa. O objetivo é controlar a produção, logística, estampagem e instalação das placas nos respectivos veículos, além da verificação de autenticidade.

Banner Ecos TV

Incêndio destrói quiosques no centro de São João do Cariri

Paraíba deve receber quase R$ 2 milhões para perfuração de poços artesianos

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste iniciou as primeiras tratativas para viabilizar a recuperação de quase 670 poços artesianos espalhados pela área de atuação da autarquia. A estimativa foi calculada durante encontro realizado ontem na sede da instituição federal em Recife. Na ocasião, o superintendente Douglas Cintra e o diretor de planejamento da autarquia, Aluízio Oliveira, receberam Frederico Peixinho (pesquisador em Geociências), Vanildo Mendes (superintendente regional em Pernambuco) e João Diniz (chefe do setor de hidrologia) do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Estima-se que 134 mil pessoas devam ser beneficiadas.

O objetivo principal desta proposta é a execução de pesquisas e obras visando o aumento da oferta hídrica na região semiárida do nordeste brasileiro, nas áreas mais atingidas pela seca, nos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

E prevê a perfuração e Instalação de cinquenta poços profundos em bacias sedimentares dos estados da Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí

“O objetivo é ampliar o acesso da população, sobretudo da região do semiárido, à água em quantidade e qualidade adequadas para a manutenção da vida e do bem-estar humano, além do uso, em menor escala, para atividades econômicas”, explicou o coordenador-geral de estudos e pesquisas da Sudene, Robson Brandão, também presente no encontro de ontem. A medida é um dos esforços da autarquia federal para cumprir os objetivos previstos no eixo de segurança hídrica e conservação ambiental do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste. A instituição busca, agora, garantir recursos para o início do projeto, estimados em R$ 20 milhões, e celebrar, junto à CPRM, um termo de execução descentralizada.

Os locais para intervenção das melhorias dos poços artesianos deverão ser indicados por meio de dados do sistema de águas subterrâneas da CPRM. A qualidade da água obtida e o nível de dependência das comunidades rurais ao abastecimento por meio de carros pipas também são parâmetros a serem considerados para a estruturação das atividades.

Começam inscrições para o Sisu; Paraíba tem 15,5 mil vagas

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

As inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) começam nesta terça-feira (21). O Sisu integra o calendário dos processos seletivos federais que usam o Enem como critério de seleção. Neste semestre, o Sisu vai ofertar 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas, sendo 15,5 mil vagas na Paraíba.

O Sisu estará aberto até domingo, ou seja, por mais dois dias, por causa das falhas ocorridas na correção de algumas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, nessa segunda-feira (20) pela rede social Twitter.

Para participar do Sisu, é preciso ter feito o Enem 2019 e ter tirado nota acima de zero na prova de redação. Na hora da inscrição no processo seletivo é preciso informar o número de inscrição do Enem e a senha atual cadastrada na Página do Participante.

A nota do Enem está disponível desde sexta-feira (17) tanto no aplicativo, quanto na própria Página do Participante. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na hora da inscrição. Caso o candidato tenha esquecido a senha, pelo próprio sistema é possível recuperá-la.

É essa senha que deve ser usada na hora da inscrição no Sisu. O número de inscrição, que é solicitado também para participar da seleção, está disponível para cada estudante na Página do Participante.

Vagas para o Sisu na Paraíba
A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) lidera a quantidade de vagas com 7.872. As vagas são destinadas aos 124 cursos da UFPB distribuídos nos quatro campi da instituição. A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) ofertará 3.025 vagas para ingresso em cursos de graduação dos seus oito campi, conforme o Termo de Adesão aprovado pelos conselheiros. Já a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) vai ofertar 3.160 vagas.

O Instituto Federal da Paraíba (IFPB) disse que vai ofertar 1.430 vagas, destinadas aos 39 cursos participantes, distribuídas da seguinte forma: 665 vagas para ampla concorrência, 49 vagas para ações afirmativas e outras 716 vagas pela Lei. Nº 12.711/2012 que garante reserva de 50% das matrículas por curso e turno nas 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação a alunos oriundos integralmente do ensino médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos.

Produção cinematográfica que será rodada em Monteiro conta com o apoio da gestão municipal

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

A seca, realidade bem conhecida pelos nordestinos, especialmente os sertanejos e caririzeiros, este é o tema do filme Veredas D’um Sertanejo. Nada mais justo que a locação escolhida ser a bela cidade de Monteiro, no interior da Paraíba.

No último dia 09 a prefeita Anna Lorena recebeu em seu gabinete o diretor Silvio Toledo para fechar os últimos detalhes das gravações que serão iniciadas em julho do corrente ano. “É uma alegria muito grande poder cooperar para que esta produção seja feita em Monteiro, levando a beleza da nossa cidade para milhões de pessoas. Afinamos os detalhes e agora é vencer a ansiedade e aguardar, comenta a gestora.

A história do Zé, em Veredas D’um Sertanejo, é um drama, narrado pelo próprio personagem e já foi encenado no Rio de Janeiro, e conta como é a realidade do sertanejo que viu sua família ser dizimada pela seca. Os dias se arrastam enquanto o homem esperançoso aguarda o retorno de seu filho mais velho que foi pra cidade grande em busca de expectativas melhores de vida, prometendo buscá-lo e tirá-lo do Sertão da Paraíba onde vive num cenário triste e solitário.

“É um retrato do povo sofrido do sertão, mostrando a poesia dentro de uma situação desfavorável. A personagem Zé – da infância à velhice – protagoniza o filme”, disse o diretor Silvio Toledo, ressaltando que esse é um projeto independente.

Para a população monteirense que recebeu a notícia através dos canais de comunicação, não só a história gera curiosidade, como também toda a rotina de gravações, bem como os atores de renome nacional que farão parte do projeto. “Estamos contando as horas pra ver tudo isso de perto. A expectativa é grande pra ver todos os atores também, tem vários que conhecemos pela TV Globo, tem Amazan também. Só sei que vai ser bom.”, conta Liliane Silva.

O filme Veredas D’um Sertanejo conta com todo o apoio da administração municipal de Monteiro, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo.

Banner Prata

Paixão de Cristo 2020 em Monteiro abre inscrições para atores

João Azevêdo anuncia reajuste linear de 5% para todos as categorias de servidores

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

O governador João Azevêdo anunciou, nesta segunda-feira (20), o reajuste linear de 5% para os servidores efetivos ativos, inativos e pensionistas das administrações direta e indireta do Estado. O valor fixado pela gestão estadual supera a alta da inflação e da arrecadação do ano passado e representa o maior aumento salarial em relação aos demais estados, uma vez que o Espírito Santo e o Paraná estabeleceram índices de 3,5% e 2%, respectivamente, e os demais não concederão ou ainda não definiram o percentual de reajuste.

Durante solenidade de posse dos mil concursados do magistério, o chefe do Executivo estadual também assegurou os reajustes do salário mínimo e do piso do magistério. As medidas econômicas irão gerar um impacto superior a R$ 340 milhões na folha de pessoal em 2020.

Em sua fala, o governador João Azevêdo ressaltou o esforço da gestão estadual para iniciar a recomposição do poder aquisitivo do funcionalismo e contemplar todos as categorias de servidores, incluindo os inativos. “Nós estamos tendo a preocupação com o cidadão que se aposenta, com o reformado da polícia, com os pensionistas que estão há mais de cinco anos sem receber reajuste. O percentual de 5% torna a Paraíba como o único estado do Brasil a dar um aumento linear nesse patamar, recuperando a capacidade da base salarial e demonstrando respeito a todos os que dedicaram sua vida inteira ao serviço público. Eu digo com toda tranquilidade que vamos fazer mais pelo funcionalismo este ano do que no ano passado, o que é fundamental para manter as estruturas funcionando”, frisou.

Piso do magistério – O reajuste será de 12,84%, beneficiando 26.656 professores, incluindo os que foram empossados hoje. As remunerações dos professores, que têm carga horária de 30 horas, variam de R$ 2.381,06 para o professor de Educação Básica, classe B (nível 1) a R$ 5.604,56. O impacto na folha de pessoal será de R$ 160 milhões este ano.

Salário mínimo – Em janeiro, conforme a legislação federal, será pago o valor de R$ 1.039,00. A partir de fevereiro, o salário passa a ser de R$ 1.045,00. O aumento salarial representa um impacto anual de R$ 40 milhões na folha de pagamento do estado.

Regina Duarte sinaliza sim ao convite de Bolsonaro para cultura: 'vamos noivar'

CAA e OAB inauguram sala de amamentação e brinquedoteca em fórum de CG nesta quarta

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

A Caixa de Assistência dos Advogados (CAA-PB) e a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), em parceria com o Poder Judiciário do Estado da Paraíba, irão inaugurar, nesta quarta-feira (22), a partir das 15h00, as instalações da sala de amamentação, fraldário e brinquedoteca do Fórum Afonso Campos, em Campina Grande.

O novo espaço será o terceiro implantado pelo sistema OAB nos fóruns paraibanos. O equipamento contará com poltrona para amamentação, espaço para troca de fraldas e brinquedoteca, para que as usuárias e advogadas que frequentam o Fórum possam amamentar com dignidade e total conforto os seus bebês. Em João Pessoa, os espaços de amamentação e fraldário foram instalados nos fóruns Trabalhista e Cível respectivamente nos anos de de 2017 e 2018.

O presidente da CAA-PB, Assis Almeida, ressalta e agradece o decisivo apoio do juiz Gustavo Lyra, Diretor do Fórum local, e o empenho da presidente da CAA em Campina Grande, Veruska Maciel, para a efetivação do Espaço. Assis Almeida convida toda a advocacia campinense e da Região do Compartimento da Borborema para participar do evento.

Já o presidente da OAB-PB, Paulo Maia, destaca que a iniciativa demonstra o compromisso da OAB-PB em humanizar suas ações. Ele também parabenizou o poder Judiciário pela sensibilidade em providenciar a área e, assim, oferecer à OAB-PB, opções para que se crie junto com o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) e os fóruns espaços de humanização. “É um espaço de dignidade, de acolhimento. É um espaço plural, que não pertence a OAB e ao Judiciário, e sim a todos, sobretudo, a população”, afirmou.

Servidores federais da Dataprev na PB deflagram greve contra risco de fechamento e demissões

EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada EM MONTEIRO: Prefeitura emite nota a respeito de família que teve casa alagada

Os 200 servidores federais da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) na Paraíba deflagraram em assembleia realizada nesta segunda-feira (20) que vão parar os serviços a partir desta quinta-feira (23). A iniciativa segue orientação nacional e denuncia o fechamento de 20 unidades do órgão em todo o país.

A Dataprev é responsável por processar R$ 50 bilhões de benefícios do INSS, ao mês, e R$ 555 bilhões, por ano, representando 8% do Produto Interno Bruto do país. 98% da sua receita são oriundos do processamento da folha do INSS, pagos pelo governo federal para a empresa fazer esse serviço pela gestão das folhas de aposentadorias e pensões.

Em entrevista ao Portal ClickPB, o presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Processamentos de Dados da Paraíba (Sindpd-PB), Ademir Diniz explicou que a greve já era prevista diante o quadro de desligamento voluntário que ‘maqueia’ a demissão em massa proposta pelo Governo Federal.

“Um programa de desligamento voluntário foi imposto aos servidores, quem não aderir será demitido. É uma programa para fechar as 20 unidades da empresa em diversos estados. Na Paraíba, não haverá pelo menos agora esse fechamento, mas já sabemos que existe a possibilidade sim de desmonte e privatização. Estamos em solidariedade com toda a corrente que se fortalece em todo o país contra esse ataque sem precedentes que impactará ainda mais a vida da população”, explicou.

A empresa que é responsável por toda a gestão de dados da Previdência, Inss e outros programas que são desenvolvidos para grupos como o Mercosul, se fechada aprofundará ainda mais o colapso existente no Inss. Para Ademir, todo o caos enfrentado pela população para dar entrada na aposentadoria e outros direitos é fruto da falta de gestão do governo que “aprovou uma reforma da previdência sem agilizar a adaptação dos programas responsáveis pela liberação desses recursos. Não fizeram o processo de atualização dos programas com as novas regras dos benefícios e aposentadorias. Agora, se está ruim tendo, o país uma empresa responsável por toda a implementação de dados, imagine sem ela?”, questionou.

“Estaremos retrocedendo décadas, quando filas gigantescas eram enfrentadas por quem precisava receber seus direitos previdenciários além de outros. Todo esse colapso que estamos enfrentando é motivado pelo despreparo desse atual governo que aprovou uma reforma da previdência, antes mesmo de preparar as máquinas.”

O sindicalista criticou ainda a proposta de contratação de sete mil militares pelo INSS para ajudar a agilizar os processos de benefícios e aposentadorias. ” O governo quer contratar militares, quando possui um quadro qualificado e concursado com mão de obra disponível. Ele quer demitir em massa profissionais de alta formação para contratar militares sem nenhuma formação. A população tem que estar atenta ao que está sendo feito com o patrimônio que é dela. Iremos lutar e denunciar esse desmonte das empresas públicas”, relatou.

No último dia oito de janeiro, a direção da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) anunciou a demissão de 493 (15%), dos seus 3.360 trabalhadores e trabalhadoras e o encerramento das suas atividades em 20 estados.

ClickPB

[+]   POSTAGENS