::Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo ::Prefeita de Ouro Velho libera pagamento dos servidores do mês de abril ::Comprove divulga resultado do Concurso Público da Prefeitura de Sumé; confira ::Manobra faz com que Quintans e Hervázio retomem mandatos na Assembleia ::Ricardo diz que não perdeu PSDB e cutuca Cássio; “Eles que me perderam” ::Prefeitura de Zabelê realizará ‘Dia D’ da vacinação contra a gripe ::Com vocês, um ‘vestiário’ no Cariri… ::Batinga elogia mudança de categoria da CNH de mais de 50 mil motoristas ::Prefeitura de Monteiro realizará Dia D de vacinação contra a gripe ::Supremo julga nesta quinta ação contra Collor que pode prescrever Prefeitura de Prata

Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo

Banner Coringa Banner Coringa

Prefeita de Ouro Velho libera pagamento dos servidores do mês de abril

Comprove divulga resultado do Concurso Público da Prefeitura de Sumé; confira

Banner Segundo Wilson Ricardo

Manobra faz com que Quintans e Hervázio retomem mandatos na Assembleia

Ricardo diz que não perdeu PSDB e cutuca Cássio; "Eles que me perderam"

Prefeitura de Zabelê realizará ‘Dia D’ da vacinação contra a gripe

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Batinga elogia mudança de categoria da CNH de mais de 50 mil motoristas

Foto postagem 3 - batinga2013O deputado Carlos Batinga (PSC) fez pronunciamento na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) elogiando o Sest Senat pela apresentação do projeto Habilitação Profissional para o Transporte – Inserção de Novos Motoristas, que vai fornecer de forma gratuita a mudança de categoria de habilitação para 50 mil motoristas, da categoria B para C e da categoria C para D ou E.

No início do mês o presidente da Confederação Nacional do Transporte, Clésio Andrade assinou e autorizou o projeto do Sest Senat, que vai suprir a falta de profissionais no mercado de trabalho do setor transportador. Segundo Batinga, que também é engenheiro civil, especialista em Mobilidade Urbana e já participou de grandes discussões em todo o Brasil sobre a questão, este era um pleito antigo dos que militam na área.

A ação faz parte de uma estratégia nacional do Sest Senat que envolve uma série de iniciativas. Uma delas foi o projeto Primeira Habilitação, lançado no dia 6 de fevereiro deste ano. Agora, para conseguir alterar a categoria da Carteira Nacional de Habilitação, os interessados precisam ter de 21 a 45 anos de idade. O projeto também prevê o custeio de todos os procedimentos necessários para a obtenção da mudança de categoria.

Os interessados terão de cumprir os seguintes pré-requisitos, além de estarem na faixa etária estabelecida: renda familiar de até três salários mínimos, participar dos cursos de formação de novos motoristas oferecidos pelas mais de cem unidades do Sest Senat e assinar um termo de compromisso que irá trabalhar no setor de transporte. No treinamento, serão utilizados simuladores de direção de última geração.As inscrições poderão ser feitas pelo formulário eletrônico.

Para a seleção dos beneficiários, o Sest Senat utilizará as suas unidades de atendimento, as federações, os sindicatos e as empresas de transporte rodoviário de cargas e de passageiros.A estratégia do Sest Senat de estimular a primeira habilitação de motoristas e também a mudança de categoria tem como objetivo resolver uma demanda do mercado de transporte, que precisa de mais motoristas de caminhão e de ônibus. Outros detalhes estarão disponíveis na página da instituição na Internet ou pelo telefone 0800 728 2891.

Prefeitura de Monteiro realizará Dia D de vacinação contra a gripe

Supremo julga nesta quinta ação contra Collor que pode prescrever

Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará nesta quinta-feira (24) a última ação penal contra o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) referente à época em que ele era presidente da República, entre 1990 e 1992.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Collor teria recebido propina de empresários do setor de publicidade em troca de benefícios em contratos. Conforme a denúncia, o dinheiro era usado para pagar contas pessoais do ex-presidente.

Uma das acusações, de falsidade ideológica, já prescreveu, ou seja, o crime não pode mais ser punido em razão do tempo decorrido dos fatos. As acusações de peculato e corrupção passiva também podem prescrever dependendo do tempo de punição a ser fixado, na hipótese de haver condenação.

A denúncia foi recebida pela Justiça comum, e o caso chegou ao Supremo em 2007, quando Collor assumiu o mandato de senador. O processo estava sob a relatoria do ministro Menezes Direito, que morreu em 2009.

Em 2009, a relatora passou a ser a ministra Cármen Lúcia. O processo ficou quatro anos no gabinete de Cármen Lúcia e, em novembro de 2013, ela mandou para Dias Toffoli, que é revisor da ação penal.

Toffoli liberou o processo para julgamento ainda em novembro do ano passado e o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, marcou o julgamento para esta quinta.

Possibilidade de prescrição
Em novembro do ano passado, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou documento ao Supremo no qual afirma que, se as penas estabelecidas para peculato e corrupção forem as mínimas possíveis, Collor não poderá ser punido.

“Para os crimes de peculato e de corrupção passiva, o prazo prescricional pela pena mínima já foi superado, de modo que, no entender do Ministério Público, é preciso conferir prioridade ao caso em tela”, afirmou Janot.

Segundo a procuradoria, “é certo que a ligação do ex-chefe de Estado com os delitos aqui narrados não se limita à autorização para contactar o empresariado em busca de dinheiro e à ciência do que era conseguido, uma vez que o saldo das contas ideologicamente falsas custeava as despesas de Collor e de pessoas próximas, inclusive o pagamento da pensão alimentícia a seu filho, por exemplo”.

De acordo com a acusação, o esquema “movimentou vultosas quantias beneficiando diretamente o denunciado”. “Depoimentos confirmam o pagamento de propina em troca de contratos com o governo federal e a abertura de contas fantasmas para movimentação dos recursos arrecadados.”

Monteiro sedia etapa do Fórum Estadual de Economia Solidária

Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo

Foi promovido nesta quarta-feira, 23, o 3º encontro da programação do Fórum Estadual de Economia Solidária, que teve como sede o município de Monteiro, localizado no Cariri Paraibano. O evento marcou também a realização da 1ª Conferência Territorial de Economia Solidária do Cariri Paraibano.

Participaram do evento, a Secretária Executiva do Desenvolvimento Humano do Estado Ana Paula, a Coordenadora Estadual do Fórum Territorial de Economia Solidária Maria Auxiliadora, o representante do Ministério do Trabalho Eduardo Tomáz, o articulador do Fórum Estadual no Cariri, Roberto Bastos, o Vice prefeito Cajó Menezes esteve representando a prefeita Edna Henrique, ainda estiveram presentes os Secretários Municipais de Desenvolvimento Social e Humano das cidades do Cariri Paraibano, imprensa e a comunidade caririzeira.

Para o Vice-prefeito Cajó Menezes, o evento é de fundamental importância para buscar soluções dentro de políticas voltadas ao desenvolvimento de ações da economia solidária para atender os problemas da região.

“Precisamos fomentar o crescimento do Cariri, de acordo com suas potencialidades, pois moramos em uma região pobre, de um estado pobre e precisamos buscar soluções criativas, participativas, sustentáveis e solidárias”, disse Cajó.

O Vice-prefeito finalizou afirmando que a Prefeitura de Monteiro tem buscado prestar o apoio necessário para o fortalecimento de ações que busquem desenvolver a geração de alternativa de renda para a população.

“A Prefeitura tem feito o seu papel na busca de ações que contribuam na geração de renda para nossa gente. Como gestores públicos temos que ter um olhar voltado aos nossos artesãos, aos agricultores familiares e todos os que estejam envolvidos em uma produção coletiva”, concluiu Cajó.

Cássio diz que PSDB terá que decidir entre sua candidatura e a de Cícero

cassiocoletiva2014_2O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) declarou, nesta quarta-feira (23), que o PSDB vai ter que escolher entre a sua candidatura a governador ou a do senador Cícero Lucena a reeleição. Cássio afirmou que na atual conjuntura política da Paraíba não há como os partidos lançarem chapas majoritárias ‘puro-sangue’, com o candidato a governador e o a senador. Segundo ele, é preciso abrir espaços para outras legendas.

“É minha visão política, estou raciocinado, não estou fazendo política com o estômago e sim com a cabeça. Já foi o tempo que tínhamos hegemonia política para formar chapa partidária. O senador Cícero tem o direito legítimo de ser candidato, mas não vejo como algo viável. É preciso que o partido analise quais são as possibilidades de disputa real se o partido ficar no isolamento”, afirmou.

“O partido vai decidir se quer ter um candidato a governador, ou a senador. Eu não vou ser problema. Se o partido priorizar a candidatura ao Senado não tenho dificuldade de continuar meu mandato no Senado Federal. Se o partido optar por priorizar o espaço para o Senado, não tenho problema em acatar”, acrescentou.

Cássio também admitiu a possibilidade do deputado federal e presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, compor a chapa majoritária do partido, na condição de vice-governador, como se especula nos bastidores da política paraibana. Comenta-se que Ruy seria o vice de Cássio por questões estratégicas, pois assim o PSDB atrairia mais partidos, que seriam contemplados com o espólio eleitoral de Ruy, para sua coligação.

Segundo Cássio, a possibilidade de Ruy ocupar a vaga de vice não pode ser descartada, pois a política tem questões práticas, como tempo de televisão e coligações para proporcionais. Dentro deste contexto, o senador revelou que vem mantendo entendimentos com o PSC, SDD, PROS. Os candidatos a deputado federal destes partidos “herdariam” os votos de Ruy.

“O PSDB tem que compreender que não poder ocupar os dois lugares na chapa majoritária, ou fica com a vaga de governador ou de senador. Você pode até ter uma composição na vice, mas nas duas principais vagas não”, declarou.

Indagado se sua postura não seria uma forma de descartar o senador Cícero Lucena, Cássio disse que não, pois esta é uma decisão que não passa pelo seu desejo pessoal e sim por todo o partido.

Ele afirmou que é “preciso compreender que não é demérito um senador disputar um outro cargo, como por exemplo o de deputado federal”. Ele citou o caso do seu pai, o ex-governador Ronaldo Cunha Lima (PSDB), que em 2002 era senador e abriu mão de disputar a reeleição em prol do grupo, se lançando candidato a deputado.

“É uma questão política, não há nada de pessoal, temos que tomar as decisões com a racionalidade que a política exige. Só teremos mais possibilidades com a junção de forças. Outras alternativas restam para Cícero, não há nenhum demérito em ele ser candidato a deputado federal”, afirmou.

Cássio finalizou dizendo que todas as decisões do PSDB nos Estado passará pelo crivo da Executiva nacional, conforme determina resolução partidária.

Cristiano Teixeira
MaisPB

Justiça vota favorável à Lei que reduziu carga horária dos professores de Sumé

judge handing down verdictA Justiça da Comarca de Sumé julgou favorável ao Poder Executivo Municipal a Lei Complementar Municipal n° 21/2013, que reduziu a carga horária dos professores de 30 para 25 horas, sendo 20 horas de aula e 5 horas de atividades extraclasse.

No último mês de janeiro, os professores do Município entraram com pedido na Justiça de suspensão e declaração de inconstitucionalidade da Lei Complementar Municipal n° 21/2013.

A Justiça e o Ministério Público entenderam que não merece acolhimento por parte dos profissionais do magistério a declaração de inconstitucionalidade da lei municipal, uma vez que a mesma não contraria norma da Constituição Federal, que prevê em seu artigo 211 que a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão em regime de colaboração seus sistemas de ensino.

O Ministério Público respondeu que o Ato das Disposições Constitucionais e Transitórias, em seu artigo 60, III, alínea “e”, prevê lei federal para disciplinar o piso nacional dos professores da educação básica, não fazendo exigência alguma quanto à estipulação de limites para carga horária desses profissionais.

D acordo com o Ministério Público, a limitação imposta no artigo 2°, § 4°, da Lei Federal n° 11.738/2008 serviu apenas como base para estipulação do salário base dos profissionais do magistério, não devendo alterar, por si só, regimes jurídicos ou planos de carreiras dos diversos Entes Federativos.

O Supremo Tribunal Federal já havia decidido julgamento neste sentido, conforme voto da Ministra Carmen Lúcia, no julgamento da ADI 4167: “essa disciplina invade a competência estatal no concerne à distribuição de carga horária. No momento em que autorizamos a União a estabelecer que num determinado Município – pequeno, médio ou grande – a carga horária deve ser distribuída de uma determinada maneira, poderemos até mesmo criar um tipo de ociosidade na atividade docente”.

O Projeto de Lei foi defendido pela Câmara Municipal em dezembro do ano passado, que entenderam a autonomia do Município com relação à atribuição de jornada de trabalho. O Projeto teve o voto contrário dos vereadores da oposição Juan Pereira e Aloízio Salvador e do vereador Jeffeson Menezes.

No último mês de março o prefeito doutor Neto concedeu reajuste especial, de 8,32%, aos servidores do magistério municipal para que os professores não tivessem nenhuma perda salarial por parte da redução da carga horária e para que continuem fazendo jus ao padrão de vencimento que é superior ao estipulado pelo Piso Nacional.

OS ÍNDICES SOBRE O BRASIL – QUE DEBATE INTERESSA?

Por Zizo Mamede

zizomamedeTodo santo dia o povo brasileiro é bombardeado pela grande mídia com notícias sobre a saúde da economia e das finanças públicas: projeções do PIB (produto interno bruto); expectativas sobre a inflação; o câmbio dólar-real; evolução da bolsa de valores aqui e alhures; taxa de juros; superávit primário e outras variáveis do economês liberal.

Entre os temas econômicos mais abordados está o da inflação, que nas últimas décadas consolidou como parâmetro o regime de metas. Por anos a fio, os economistas que servem a grande mídia e ao sistema financeiro (bancos, credores da dívida pública, “investidores”) avaliam as economias a partir desta baliza. E mais, sempre com um olho no volume de reservas cambiais dos governos nacionais para dar garantias de pagamento dos compromissos com os “credores”.

Com o PIB não é diferente: os economistas ortodoxos, todos os dias na mesma cantilena, fazem exercícios de futurologia sobre a expansão ou não da base econômica dos países, se a cada ano o valor agregado vai ser significativo ou se vai ser um decepcionante “pibinho”. Avaliam os governos e as nações a partir da evolução da riqueza absoluta, sem avaliar como e se a evolução do PIB contribui para a qualidade de vida da população.

No caso das opiniões sobre o PIB do Brasil, o exercício predileto dos especialistas que ancoram a grande mídia é comparar com as economias da China, a Índia, a Rússia, a África do Sul. Quando falam do PIB, nunca comparam com a qualidade de vida nesses países. Também não são comuns as análises sobre a concentração da renda produzida, sobre a variação no Índice de Gini que mede como a riqueza é repartida, sobre os ganhos dos assalariados no Brasil, se fosse só para tocar na tecla da economia.

Mas, há outros indicadores para avaliação das sociedades em um mundo globalizado, só que são pouco divulgados. Por exemplo, o IDH, Índice de Desenvolvimento Humano, usado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O IDH tem como objetivo avaliar comparativamente os níveis de desenvolvimento humano dos diversos países.

Mais recentemente surgiu o IPS – Índice de Progresso Social, que faz estudos sobre o desenvolvimento econômico e o progresso social dos países, com o intuito de servir de base para as medidas de promoção do bem-estar humano. Noutras palavras, como o sucesso econômico não explica tudo nem o único objetivo da vida, o que se quer ver é quantas andam a qualidade de vida dos povos do mundo.

Quando a questão é o PIB, o Brasil tem a sétima maior economia do mundo neste momento: a riqueza agregada à economia brasileira em 2013 foi de quase 5 trilhões de reais. Quando o foco é a inflação, é bom lembrar que nos últimos doze anos o Brasil só saiu do teto da meta em 2003, com um índice de 7,6%, por mais que a grande mídia tente convencer o povo brasileiro de que a inflação está sempre sendo estourada acima do teto da meta de 6,5%.

Mas quando o assunto é desenvolvimento humano o Brasil ocupa posições intermediárias no conjunto das nações: O IDH do Brasil atualmente é de 0,730 numa escala de zero a 1. O Brasil está em 85º lugar no ranking de desenvolvimento humano, numa posição intermediária, bem atrás de um país economicamente “pobre” com Cuba, mas a frente da China, Índia, Rússia e África do Sul, que formam com o Brasil o conjunto denominado de BRICS.

Já o Índice de Progresso Social (IPS) do Brasil publicado recentemente é 69,9 numa escala de pontos que vai de 1 a 100 e ocupa o 46º lugar entre 136 países avaliados. Neste índice o Brasil está bem atrás de países considerados economicamente “pobres” como a Costa Rica, mas a frente dos mesmos países do BRICS.

Em suma, se é para falar de inflação, de PIB e de outros indicadores puramente econômicos o Brasil não vai mal, pelo contrário, está melhor do que vários outros países do mundo, principalmente no quesito emprego, onde ostenta uma situação invejável quanto ao número de postos criados. – Mesmo assim, aqui a grande mídia fala muito mal da economia brasileira.

Sobre desenvolvimento humano ou progresso social pouco se fala porque levaria a questionamentos sobre as injustiças sociais de um país que sabidamente não é economicamente pobre; porque certamente levaria ao debate sobre o a necessidade de aprofundamento das mudanças que foram iniciadas na última década.

Imagine-se se a análise fosse sobre o Brasil comparado com o próprio Brasil? – Não! A grande mídia não quer nem pensar em comparar o Brasil de ontem com o Brasil de hoje.

Ferraz Júnior tá vivinho da Silva...

Romero e Major Fábio vão aos Ministérios e pedem pressa na Transposição

Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo Festa do Jegue de Zabelê começa nesta sexta e vai até o próximo domingo

O prefeito Romero Rodrigues e o deputado federal major Fábio participaram nesta quarta-feira, em Brasília, de várias reuniões com o ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira e o ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, em busca de liberação de recursos para a Paraíba, e, em particular, para Campina Grande.

Eles solicitaram apoio do Governo Federal para a complementação do Canal de Santa Rosa, para o Plano de Trabalho das obras de revitalização do Açude de Bodocongó, e o Canal de Bodocongó.

Romero aproveitou a oportunidade e solicitou informações ao ministro da Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira, sobre o andamento do Projeto de Transposição do Rio São Francisco. O ministro garantiu que o cronograma de obras está sendo cumprido e que no final do próximo ano a Paraíba será beneficiada com as águas. Ele anunciou outras medidas que estão sendo executadas para o total cumprimento do cronograma.

O que é o Projeto?

O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional é um empreendimento do Governo Federal, sob a responsabilidade do Ministério da Integração Nacional. Tem objetivo de assegurar oferta de água para 12 milhões de habitantes de 390 municípios do Agreste e do Sertão dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

O ministro destacou que as obras do Projeto de Integração do São Francisco estão em andamento e apontam mais de 56,6% de avanço. Estão em construção túneis, canais, aquedutos e barragens na maior obra de infraestrutura hídrica do pais. O empreendimento está previsto para ser concluído no final de 2015. O Projeto contempla ainda 38 ações socioambientais, como o resgate de bens arqueológicos e o monitoramento da fauna e flora. O investimento nestas atividades é de quase R$ 1 bilhão.

Atualmente, a obra emprega mais de 9,9 mil trabalhadores. Dos 16 lotes de obras, que compõe as Metas, dois já estão concluídos: o Canal de Aproximação do Eixo Norte e Leste. Atualmente, estão em atividades 14 lotes: Lote 1, em Cabrobó (PE); 2,3 e 8, em Salgueiro (PE); Lote 4, em Verdejante (PE); Lote 5, em Brejo Santo (CE); Lote 6, em Mauriti (CE); Lote 7, em São José de Piranhas (PB); Lotes 9 e 13, em Floresta (PE); Lotes 10 e 11, em Custódia (PE); 12, em Sertânia (PE); e 14, em São José de Piranhas (PB).

Quatro trechos do Eixo Norte funcionam 24 horas por dia: em Salgueiro (PE), em Cabrobó (PE), em Jati (CE), e em São José de Piranhas (PB). Mais de 3 mil máquinas estão em operação.

Metas de Conclusão

O Ministério da Integração Nacional estabeleceu, em 2011, um novo modelo de licitação, contratação e acompanhamento dos seis trechos de obras (Metas 1N, 2N, 3N, 1L, 2L e 3L). As metas possuem os seguintes prazos de conclusão:

Eixo Leste (Trecho V)

META 1L – Meta Piloto (16 km): Compreende a captação no reservatório de Itaparica até o reservatório Areias, ambos em Floresta (PE). É uma meta piloto para testes do sistema de operação. A Meta 1L apresenta 87,5% de conclusão.

Antigos Lotes: 9 e 13.

META 2L (167 km): Inicia na saída do reservatório Areias, em Floresta (PE), e segue até o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE). A Meta 2L apresenta 60,9% de execução.

Antigos Lotes: 9,10,11,12 e 13.

META 3L (34 km): Este trecho está situado entre o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE), e o reservatório Poções, em Monteiro (PB). A Meta 3L apresenta 17,9% de execução.

Antigo Lote 12.

Eixo Norte (Trecho I e II)

META 1N (140 km): Vai da captação do rio São Francisco, no município de Cabrobó (PE), até o reservatório de Jati, em Jati (CE). A Meta 1N apresenta 63,7% de execução.

Antigos Lotes: 1,2,3,4 e 8.

META 2N (39 km): Começa no reservatório Jati, no município de Jati (CE), e termina no reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE). A Meta 2N apresenta 25,2% de execução.

Antigo Lote: 5.

META 3N (81 km): Estende-se do reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE), até o reservatório Engenheiro Ávidos, no município de Cajazeiras (PB). A Meta 3N apresenta 54% de execução.

Antigos Lotes: 6,7 e 14.

Conrado deve apoiar candidatura a reeleição de Ricardo Coutinho

Seca faz Paraíba prorrogar estado de emergência em 170 cidades

Cássio recebe título de cidadão de Itabaiana

cassiosenadomaoA Câmara Municipal de Itabaiana aprovou a concessão do título de cidadão itabaianense ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB). A propositura foi do vereador Wellingson Chaves (PSD), que declarou que “este título de cidadão ao Senador Cássio, é mais que merecido, tendo em vista os inúmeros benefícios que o mesmo fez quando ocupou o cargo de governador por nossa população. Esta é a forma desta Casa, que representa o povo de Itabaiana, agradecer pelos serviços prestados”.

O vereador Wellingson Chaves, que também é o presidente da Casa Dr. Antônio Batista Santiago destacou que durante a passagem Cássio Cunha Lima pelo governo do Estado, o seu município teve como principais benefícios os investimentos em saneamento básico e pavimentações de ruas em diversas áreas da cidade, além da construção do Hospital Regional de Itabaiana.

Outro ponto destacado pelo vereador foi a entrega diária de mais de 700 litros de leite para a população carente de Itabaiana que somadas às ações de incentivo às pessoas da Zona Rural, especialmente no que diz respeito ao projeto Cooperar com a construção de cisternas e ainda na distribuição de sementes. Ainda foram destacados os investimentos em moradia, pelo programa A Casa é Sua e eletrificação rural, através do programa Luz para Todos.

Também no que diz respeito à geração de emprego e renda, foi destacado por Wellingson os incentivos à fábrica de Penalty que gerou quase 200 empregos diretos na cidade. Para ele é justo que o povo de Itabaiana, através dos seus vereadores, conceda esse título de cidadão ao senador Cássio Cunha Lima por todos os serviços prestados ao longo da sua trajetória política administrativa. A geração de empregos e programas voltados para os mais necessitados foi uma tônica do Governo Cássio de 2003 a 2009.

O senador Cássio Cunha Lima destacou que recebe o título com imensa gratidão pela generosidade dos vereadores de Itabaiana e que tal honraria aumenta ainda mais a sua responsabilidade com todos os cidadãos da cidade que passará a tê-lo como filho do município.

Reunião do diretório estadual do PSDB

Depois do evento na Câmara de Vereadores, o Senador e demais membros da Executiva, participam, juntamente com o presidente da legenda, o deputado federal Ruy Carneiro, de mais um encontro intrapartidário do PSDB, na Associação Atlética Banco do Brasil – AABB às 17h00.

Na ocasião dos filiados de Itabaiana e região serão consultados sobre o posicionamento do PSDB em relação às eleições de 2014, como já feito nas outras seis cidades que já sediaram esses evento (Patos, Guarabira, Mamanguape, Campina Grande, Conceição e Pombal). Após o Encontro os membros da Executiva Estadual do PSDB concedem entrevista coletiva à imprensa, na Câmara de Vereadores.

[+]   POSTAGENS