::Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio ::Decretada situação de emergência em 170 municípios ::Estudantes e demitidos protestam na carreata de Ricardo em Monteiro ::Secretários do Estado têm 15 dias para divulgarem despesas ao TCE ::Vereador do PSDB de Monteiro anuncia apoio a Ricardo ::Professora de basquete é presa por sexo com aluno de 16 anos em escola ::Ricardo realiza arrastão em Monteiro ::Justiça Eleitoral apreende material difamatório contra Ricardo Coutinho ::Moveletro Rede Nordeste inaugura filial no município de Ouro Velho ::Em Cajazeiras, Cássio recebe a adesão do ex-prefeito Carlos Rafael Prefeitura de Prata

Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio

Banner Coringa Banner Coringa

Decretada situação de emergência em 170 municípios

Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio

O Governo do Estado editou novo decreto de Situação de Emergência, por um período de seis meses, em 170 municípios paraibanos afetados pela estiagem, a fim de que não haja interrupção na assistência dada as populações. O decreto está publicado na edição desta quarta-feira (22) do Diário Oficial.

A Situação de Emergência é válida apenas para as áreas dos municípios comprovadamente afetados pela escassez ou falta de chuva. Com o decreto, o Governo do Estado fica autorizado a abrir crédito extraordinário para atender às demandas existentes.

Para a decretar a Situação de Emergência o Governo do Estado levou em consideração a escassez de água no semiárido paraibano por conta das irregularidades das chuvas, que não foram suficientes para recarga dos mananciais e persiste até a presente data, causando danos à subsistência e à saúde.

De acordo com o documento, a estiagem prolongada tem gerado prejuízos importantes e significativos às atividades produtivas no Estado, principalmente à agricultura e à agropecuária dos municípios afetados, cabendo aos poderes públicos buscarem soluções para minimizar os efeitos da estiagem.

Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), a capacidade máxima dos 122 açudes monitorados é de 3,7 bilhões de metros cúbicos d’água, mas o volume atual é de apenas 984,7 milhões de metros cúbicos d’água. Conforme os dados da agência, apenas três reservatórios estão transbordando; 58 reservatórios estão com capacidade armazenada superior a 20% do seu volume total; 34 em observação (menor que 20% do seu volume total) e 29 reservatórios em situação crítica (menor que 5% do seu volume total).

Estudantes e demitidos protestam na carreata de Ricardo em Monteiro

Banner Segundo Wilson Ricardo

Secretários do Estado têm 15 dias para divulgarem despesas ao TCE

tcepbO Tribunal de Contas da Paraíba concedeu, nessa terça-feira (21), prazo de 15 dias para que dois secretários de Estado – o da Saúde e o da Comunicação Institucional – divulguem, no Portal Oficial do Governo, informações atinentes a despesas de cada Pasta.

O secretário Waldson Dias de Souza, a quem já foi aplicada multa pessoal de R$ 7,9 mil, também deve demonstrar à Corte a adoção de providências a fim de que quatro Organizações Sociais prestem contas dos recursos públicos que lhe foram repassados para a gestão de hospitais, maternidades e postos de saúde em João Pessoa e interior do Estado.

Segundo o conselheiro Nominando Diniz, relator do processo decorrente de Inspeção Especial do TCE, esses valores somam, ao longo dos últimos quatro anos, R$ 461.696.904,74. Ele ressaltou, porém, que o Tribunal, neste momento, ainda não trata da aplicação correta ou incorreta desses recursos, atendo-se, ao invés disso, ao que determinam as Leis da Transparência e do Acesso à Informação. A Cruz Vermelha do Brasil, o Instituto Social Fibra, o Instituto Gerir e o Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional (Ipcep) são as organizações contratadas para a gestão das unidades de saúde na Paraíba.

Ao secretário de Comunicação Institucional, jornalista Luiz Inácio Rodrigues Torres, então multado em R$ 5 mil, o TCE assinou novo prazo de 15 dias para a divulgação, pelo Portal do Governo, das despesas com publicidade, “sob pena da aplicação de nova multa e reflexo negativo na prestação de contas anuais”. Luiz Torres respondeu a processo instaurado para Acompanhamento de Gestão e sob a relatoria, também, do conselheiro Nominando Diniz.

Nesta quinta-feira (23), às 10 horas, o conselheiro Arnóbio Viana – que responde, interinamente, pela Presidência do TCE, em razão de viagem do titular Fábio Nogueira e do vice-presidente Umberto Porto – concede entrevista aos veículos de imprensa para falar de parceria com a Superintendência do Banco do Brasil destinada à identificação dos nomes e salários de servidores temporários contratados, pelas 223 Prefeituras paraibanas.

SESSÃO PLENÁRIA – Despesas não comprovadas contribuíram para a desaprovação das contas de 2012 da Câmara Municipal de Itaporanga, com imputação do débito de R$ 92,6 mil ao ex-gestor José Honório de Souza, conforme voto do conselheiro Fernando Catão aprovado por unanimidade, na manhã desta quarta-feira (22). Ainda cabe recurso. Foram aprovadas as contas de 2012 da prefeita de Nova Olinda (Maria do Carmo Silva) e da Câmara Municipal de Taperoá.

Os processos constantes da pauta de julgamentos representavam movimentação de recursos da ordem de R$ 906.578.671,52. A sessão plenária foi conduzida pelo conselheiro Arnóbio Viana e dela participaram os conselheiros Arthur Cunha Lima, Nominando Diniz, Fernando Catão e André Carlo Torres Pontes. Também os conselheiros substitutos Antonio Cláudio Silva Santos, Antonio Gomes Vieira Filho, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral Elvira Samara Pereira de Oliveira.

Vereador do PSDB de Monteiro anuncia apoio a Ricardo

Professora de basquete é presa por sexo com aluno de 16 anos em escola

Ricardo realiza arrastão em Monteiro

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Justiça Eleitoral apreende material difamatório contra Ricardo Coutinho

trepbgrandeA Justiça Eleitoral apreendeu, na manhã desta quarta-feira (22), vários exemplares do ‘Jornal dos Municípios’, após cumprimento de mandado de busca e apreensão no estacionamento de um posto de combustíveis na avenida Beira Rio, em João Pessoa. De acordo com o juiz da propaganda do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Ricardo Costa Freitas, o material contém conteúdo difamatório contra o candidato a governador da coligação ‘A Força do Trabalho’, Ricardo Coutinho (PSB).

O material foi encontrado no carro do jornalista Dércio Alcântara, que em nota afirmou: “Esse jornal tem denunciado todas as falcatruas do governo e incomodado a Coligação A Força do Trabalho, que entrou e conseguiu um mandado de busca e apreensão da edição anterior. Pouco tempo depois de o jornal ser entregue nas mesas, chega ao Cannelle uma blitz da Justiça Eleitoral/ PM e tira o material de circulação, recolhendo centenas de exemplares, inclusive os que estavam comigo.

O periódico teve sua distribuição proibida no início de outubro por decisão do juiz Tércio Chaves de Moura, corregedor do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). Determinação aconteceu, segundo o magistrado, após ação cautelar inominada com pedido de liminar impetrada pela assessoria jurídica da coligação “A Força do Trabalho”, por entender que o material produzido e distribuído pela WG Editora e Publicidade antes do primeiro turno das eleições continha matérias que difamam a honra, imagem e reputação do governador Ricardo Coutinho.

Moveletro Rede Nordeste inaugura filial no município de Ouro Velho

Em Cajazeiras, Cássio recebe a adesão do ex-prefeito Carlos Rafael

Rômulo lamenta morte de jornalista, ex-assessora

romulograndeentrevistaO vice-governador Rômulo Gouveia lamentou nesta quarta-feira (22) a morte de Adelma Irinel. A jornalista foi assessora de Rômulo durante seu mandato de deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa.

Adelma morreu nesta terça-feira (21), aos 67 anos, em Campina Grande. Ela estava internada desde a semana passada na Clínica Santa Clara, naquela cidade. Rômulo destacou a competência da jornalista e disse que o jornalismo paraibano perdeu uma grande profissional.

O corpo da jornalista Adelma Irineu será sepultado às 10h desta quarta-feira, no Cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande.

Prefeitura de Zabelê encerra programação da padroeira Nossa Senhora das Dores

Justiça da Paraíba libera venda e consumo de bebidas durante este domingo

Umidade relativa pode ficar abaixo dos 30% no Cariri e Sertão

Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio

Três regiões do Estado podem ficar com a umidade relativa do ar abaixo de 30% nos próximos dias: Cariri, Sertão e Alto Sertão. Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), o fenômeno é comum nessa época do ano e os menores índices costumam ocorrer das 13h às 16h.

No Sertão e Alto Sertão, além da baixa umidade do ar, são esperadas temperaturas acima dos 35ºC. “Estamos vivenciando o calor da primavera. Neste período, a temperatura do ar começa a entrar em gradativa elevação até a chegada do verão. Na Paraíba, a estação das flores também coincide com a época da estiagem, onde as chuvas são bastante reduzidas e a umidade relativa do ar pode chegar a 25% em algumas cidades das regiões semiáridas”, explicou a meteorologista Marle Bandeira.

Já para o Litoral e Brejo a previsão é de umidade variando entre 60% e 90% e temperaturas máximas de 30°C e 28°C, respectivamente. “O transporte de umidade do oceano Atlântico em direção ao continente deixa o céu parcialmente encoberto ao longo do setor leste paraibano. Com isto, chuvas passageiras e isoladas poderão ser registradas”, informou a meteorologista Carmem Becker.

Monitoramento – A Aesa possui estações meteorológicas que acompanham as condições de tempo, clima e recursos hídricos em várias partes do Estado. Além da umidade do ar, são monitorados: temperatura do solo, precipitação pluviométrica, radiação solar, pressão atmosférica, direção e velocidade do vento. Os dados são enviados para a Sala de Situação e, em casos de eventos críticos, são emitidos alertas para os órgãos competentes.

No caso da umidade relativa do ar (que é a quantidade de água na forma de vapor na atmosfera), a escala da Organização Mundial de Saúde classifica como Estado de Alerta índices abaixo dos 20%. “Em dias muitos quentes e com pouca umidade é recomendado evitar aglomerações em ambientes fechados, exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre as 10h e 16h”, concluiu Marle Bandeira.

Governo do Estado paga folha de outubro na próxima sexta-feira

Lewandowski notifica Governo do Estado sobre descumprimento de ações do STF

lewandoO presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, notificou o Governo da Paraíba para que o atual chefe do Poder Executivo possa se pronunciar a respeito dos termos do pedido de intervenção federal (Nº 5212), ajuizado pela Associação Nacional dos Estados e do DF (Anape).

“Preliminarmente, solicitem-se informações ao Estado da Paraíba. Após, abra-se vista dos autos ao Procurador-Geral da República. Publique-se.”, diz o texto da notificação expedida no dia 7 deste mês.

O ministro Ricardo Lewandowski é o relator do pedido de intervenção federal. De acordo com o artigo 351 do Regimento Interno do STF, a Suprema Corte antes de levar o processo a julgamento em plenário, toma providências adequadas para tentar resolver o problema de forma administrativa e a primeira medida é notificar o réu para se pronunciar.

“Será ouvido a autoridade estadual e o procurador-geral da República. Depois o processo será levado ao plenário, que examinará a matéria e poderá requisitar a intervenção do Estado da Paraíba à presidente da República, que especificará seus termos em decreto a ser submetido à apreciação do Congresso Nacional, no prazo de vinte e quatro horas”, explica o presidente da Anape, o procurador Marcello Terto e Silva.

O pedido – A Anape protocolou o pedido de intervenção federal no Governo da Paraíba no dia 30 de setembro. O motivo é o descumprimento dos termos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4843-PB, referendada pela Reclamação Constitucional nº 17.601/PB, que proíbe ocupantes de cargos comissionados a competência para exercer funções próprias dos procuradores de Estado, a exemplo da análise prévia de contratos e licitações do Poder Executivo.

A ADI 4843-PB foi deferida liminarmente pelo ministro do STF, Celso de Mello – ad referendum do Plenário -, em dezembro de 2013. Ela suspendeu dispositivos da Lei 8.186/07, que permitia o assessoramento jurídico por parte de servidores comissionados, em detrimento ao Artigo 132 da Constituição Federal, que assegura aos procuradores de carreira o exercício exclusivo da representação judicial e consultoria jurídica dos Estados.

Devido ao descumprimento da ADI, a Associação ainda ajuizou no STF a Reclamação Constitucional nº 17.601/PB, deferida pelo ministro relator Roberto Barroso, que liminarmente decretou a suspenção de todas as nomeações do governador da Paraíba em 2014, na parte em que nomeiam pessoas estranhas à PGE-PB para ocupar cargos comissionados relativos à consultoria, assessoria e assistência jurídicas.

Conar libera comercial do "sabe de nada, inocente"

Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio

A propaganda do site de classificados Bom Negócio com o cantor Compadre Washington, que ficou famosa por resgatar o bordão “Sabe de nada, inocente”, teve de ser retirada do ar após cerca de 50 consumidoras terem reclamado do uso da palavra “ordinária” para se referir a uma mulher.

A decisão unânime tinha sido tomada no final de maio pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). O órgão determinou que a propaganda só poderia ser exibida se cortasse a palavra “ordinária”.

O site Bom Negócio não precisou nem apelar sobre a proibição. Outros 100 consumidores reclamaram junto ao Conar contra a decisão de corte na propaganda. Em resposta, o conselho entrou com recurso contra sua própria decisão, em 24 de junho.

O recurso foi julgado em 16 de outubro, e o processo foi arquivado por unanimidade. Com isso, a propaganda pode voltar a ser veiculada.

Cantor faz papel de aparelho de som

No comercial, Compadre Washington faz o papel de um aparelho de som antigo que elogia uma mulher ao vê-la entrar na piscina. Ela está ao lado do marido.

“Que abundância, meu irmão. Assim você vai matar papai, viu? Esse aí é que é seu marido, é? Sabe de nada, inocente! Vem, vem, ordiná…”, diz o cantor.

A palavra “ordinária” não chega a ser pronunciada por inteiro porque, nesse momento, o marido se desfaz do aparelho de som por meio do site de classificados.

A propaganda com Compadre Washington faz parte de uma série de comerciais que a empresa vem colocando no ar nos últimos meses.

O cantor Supla e o ex-jogador de futebol argentino Maradona foram alguns dos protagonistas. Supla faz o papel de uma bateria e Maradona, de uma poltrona.

Mais uma família anuncia apoio ao grupo politico do médico Dr. Júnior

Cássio visita cidades do Cariri e recebe adesões de ex-prefeitos e vereador

Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio Esposa de vereador de Monteiro diz que não seguirá marido e que apóia Cássio

Em sua passagem pela região do Cariri paraibano, nesta segunda-feira, 20, o candidato ao Governo do Estado Cássio Cunha Lima (PSDB) visitou as cidades de Congo, Camalaú, São João do Tigre, São Sebastião do Umbuzeiro e Zabelê, encerrando com um comício na cidade de Monteiro.

Acompanhado do deputado estadual, reeleito, João Henrique, Cássio foi recebido inicialmente na cidade do Congo pelo ex-prefeito Zequinha Alves, onde agradeceu a votação recebida no primeiro turno e reafirmou a disposição de continuar trabalhando pela região, principalmente por aqueles que mais precisam.

Na sequência o candidato tucano seguiu para Camalaú onde foi recebido por lideranças políticas e recebeu a adesão do ex-prefeito Antônio Mariano e do vereador Bira Mariano. Em Camalaú, Cássio destacou as ações que fez pelo Cariri e relembrou que o Anel Viário do Cariri foi uma obra iniciada em seu governo, quando assegurou a elaboração do projeto e conseguiu recursos para a execução dos serviços. “Meu mandato foi interrompido injustamente, não por improbidade administrativa nem desvio de recursos públicos, mas, por ter ajudado as pessoas que mais precisam. Além de uma ficha limpa em tenho uma vida limpa, tanto é que estou aqui como candidato vitorioso no primeiro turno”.

Em São João do Tigre, Cássio voltou a falar aos populares que se aglomeram no centro da cidade e reassumiu o compromisso de dá sequência as obras do Anel Viário, até mesmo porque este projeto teve início em seu governo, e não seria justo interromper um sonho dos caririzeiros.

Em São Sebastião do Umbuzeiro Cássio foi recebido pelo vereador Edmilson Feitosa e por diversas lideranças políticas dos municípios que se engajaram em sua campanha no primeiro turno e outras que espontaneamente estão migrando em defesa do projeto de Cássio para a Paraíba.

Já passava das 19 horas quando o senador Cássio foi recebido população de Zabelê, que festivamente receberam o senador Cássio e o deputado estadual João Henrique em praça pública. Em Zabelê, Cássio se disse confiante na vitória neste segundo turno, assim como acredita que a Paraíba saberá escolher o que é melhor para o seu futuro.

Ao chegar à cidade de Monteiro Cássio encontrou uma multidão em praça pública e ao subir ao palco foi recebido festivamente por populares que se concentraram na Praça Major Nilo Feitosa. Antes de subir ao palco o senador recebeu a adesão do ex-prefeito de Ouro Velho, Expedito Nascimento, do PMDB.

Durante seu pronunciamento, Cássio destacou as ações realizadas quando Governador por Monteiro e região, e firmou o compromisso de continuar trabalhando.

Ele prometeu que caso eleito implantará o curso de Direito, no campus da UEPB de Monteiro, que foi promessa do seu adversário no pleito passado e não foi cumprido.

Cássio falou ainda que pagará o 13º integral do Bolsa Família, como também estará isentando o IPVA dos beneficiários do Bolsa Família, mototaxistas e agricultores.

Ao concluir seu pronunciamento, Cássio lembrou a importância de votar em Aécio Neves para presidente.

Comício em Monteiro

O candidato ao Governo do Estado, Cássio Cunha Lima (PSDB), realizou na noite desta segunda-feira, 20, um dos maiores comícios da história política de Monteiro.

O evento foi promovido ao lado da Praça Nilo Feitosa e contou com a participação de lideranças, prefeitos, vereadores e a militância que foi as ruas manifestar seu apoio a candidatura do tucano.

Durante seu pronunciamento, Cássio destacou as ações realizadas quando Governador por Monteiro e região, e firmou o compromisso de continuar trabalhando.

Ele prometeu que caso eleito implantará o curso de Direito, no campus da UEPB de Monteiro, que foi promessa do seu adversário no pleito passado e não foi cumprido.

Cássio falou ainda que pagará o 13º do Bolsa Família, como também estará isentando o IPVA dos beneficiários do Bolsa Família, mototaxistas e agricultores.

[+]   POSTAGENS