::Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia ::Mais de 350 cidades fazem ação contra o Aedes aegypti ::Prefeitura de Monteiro realiza Dia D de combate ao Aedes Aegypti neste sábado ::É ARROCHO! Decreto traz limite provisório de gastos até março no Governo Federal ::É HOJE: Encerramento do Carnaval em Zabelê terá grande festa ::Prefeito de Prata prolonga ações para o produtor de leite de cabra ::Paraíba tem 56 casos confirmados de microcefalia e outros 427 em investigação ::Pro desespero de Lila Gouveia, mulher de Eike Batista foi tomar banho de piscina ::Teste do zika vírus custa até R$ 800 na PB ::Macaco é capturado após pegar faca de bar e ‘ameaçar’ moradores no Sertão Malves Supermercados

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

Pesquisadores argentinos divulgaram nesta semana, através de relatório, argumentos que chamam a atenção para a suspeita de que um componente químico conhecido como Pyriproxyfen, de larvicida utilizado na água e recomendado pelo Ministério da Saúde brasileiro para combater o Aedes aegypti, pode ter relação direta com a microcefalia, segundo informa o jornal Zero Hora.

O larvicida é produzido pela Sumitomo Chemical, um “parceiro estratégico” da multinacional Monsanto, sediada nos EUA. Ele é utilizado em tanques de água potável desde 2014 no Brasil, em regiões com saneamento básico carente, como no Nordeste, região de maior incidência de microcefalia.

O Pyriproxyfen passou a ser utilizado depois que o larvicida anterior, Temephos, se mostrou ineficiente contra o mosquito.

Os cientistas argentinos, no relatório, questionam o porquê de outras epidemias de zika ao redor do mundo não terem sido associadas a problemas congênitos em recém-nascidos. Outro argumento sobre as suspeitas existe outro fator além do zika vírus em relação à microcefalia é que na Colômbia, vice-colocado no ranking de infectados, três mil grávidas foram contaminadas, mas nenhum caso de microcefalia relacionada à doença foi registrado.

“Não é coincidência”, diz o relatório sobre as má-formações encontradas em recém-nascidos de grávidas que moram em locais onde o Pyriproxyfen passou a ser utilizado na água.

Até as 23h59 desta sexta-feira, o Ministério da Saúde ainda não havia dado uma resposta sobre o questionamento do Zero Hora em relação à denúncia.

Banner Coringa Banner Coringa

Mais de 350 cidades fazem ação contra o Aedes aegypti

Prefeitura de Monteiro realiza Dia D de combate ao Aedes Aegypti neste sábado

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

Sem o apoio do Governo Federal e do Governo do Estado, a Prefeitura de Monteiro, através da Secretaria de Saúde do município, estará realizando neste sábado (13) uma grande movimentação com o objetivo de intensificar ainda mais o combate ao mosquito aedes aegypti.

Segundo a secretaria Anna Lorena, “para o sucesso desta ação, é importante a participação de todas as entidades públicas, civis, privadas, religiosas, e, principalmente, da população monteirense, para que possamos exterminar de uma vez por todas o mosquito responsável pela contaminação do vírus da dengue, chikungunya e zika, que tanto tem afetado os moradores desta cidade”.

Esta ação, que está sendo denominada de “Dia da Guerra contra o Mosquito”, acontecerá, simultaneamente, em diversos bairros de Monteiro, no horário das 08h:00 às 16h:00, finalizando na Praça João Pessoa.

Divididas em 20 grupos, 500 pessoas de forma voluntária já se inscreveram e estarão participando desta ação, que terá ainda o apoio de soldados do 31º Batalhão do Exército Brasileiro, sediado em Campina Grande, dos Agentes de Endemias do município, além de outros organismos governamentais e não governamentais.

Além de identificar possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, os Agentes de Endemias, soldados do Exército e voluntários estarão orientando a população a forma correta de manter sempre limpo os recipientes que acumulam água, a exemplo de caixas d’água, vasilhames, pneus, jarros de plantas, lixos acumulados, entre outros objetos.

Os 20 grupos envolvidos nesta ação serão liderados pelos secretários municipais e diretores, coordenados pessoalmente pela prefeita Edna Henrique, que tem convocado todos os auxiliares para participarem de evento.

A secretaria de Saúde ainda destacou o apoio que tem recebido da imprensa na divulgação do evento e espera a participação de todos nesta luta de exterminação do mosquito aedes aegypti.

“Não podemos nos acomodar diante da insignificância que o Governo Federal e Estadual tem dado ao nosso município, conseguimos diminuir consideravelmente os casos de contaminação do vírus da dengue, chikungunya e zica, mas, não podemos nos acomodar, vamos lutar até vencer esta praga”, disse a secretaria Anna Lorena.

Banner Prefeitura Educação

É ARROCHO! Decreto traz limite provisório de gastos até março no Governo Federal

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

O Ministério do Planejamento publicou nesta sexta-feira (12), em edição extraordinária do “Diário Oficial da União”, o decreto de programação orçamentária e financeira com um limite provisório de gastos até março. Entretanto, não foi detalhado o valor do bloqueio de recursos para todo ano de 2016, que geralmente é divulgado juntamente com o documento. Nesta quinta-feira (11), o governo informou que o valor do corte sairá até o final de março.

Segundo o Ministério do Planejamento, o decreto autoriza o empenho até março em uma proporção de 3/18 das despesas discricionárias constantes da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2016.

Até 12 de fevereiro, o limite era de 1/12 para os ministérios. Deste modo, mesmo sem ter fixado um bloqueio para todo este ano, o governo limitou mais os gastos, até março, em relação ao que estava fixado até então.

“As despesas a serem empenhadas pelos ministérios ficam limitadas a R$ 146,6 bilhões, dos quais cerca de 85% (R$ 124,5 bilhões) são despesas não contingenciáveis, entre as quais as das áreas de saúde e educação”, informou o governo.

De acordo com os números, foi liberado o empenho, até março, de R$ 5,12 bilhões em investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), dos quais R$ 562 milhões em emendas de bancada, além de R$ 124,5 bilhões em despesas obrigatórias e R$ 15,4 bilhões em “despesas discricionárias” – sobre as quais o governo tem controle.

“O limite de despesas obrigatórias constante do decreto não se aplica às despesas com pagamento de pessoal e encargos sociais, com juros e encargos da dívida, amortização da dívida, despesas financeiras​”, esclareceu o Ministério do Planejamento.

Meta fiscal e bloqueio de gastos
O Congresso Nacional aprovou o texto do Orçamento de 2016 estabelecendo uma meta de superávit primário (economia que o governo tem que fazer para pagar os juros da dívida) de 0,5% do PIB, o equivalente a R$ 30,5 bilhões para todo o setor público (governo, estados, municípios e estatais). A parte somente do governo é de R$ 24 bilhões, ou 0,4% do PIB, enquanto R$ 6,5 bilhões são a meta de estados e municípios (0,1% do PIB).

A expectativa inicial, segundo interlocutores do governo, era de que o bloqueio de gastos para todo ano de 2015 no orçamento ficasse em menos de R$ 30 bilhões e que o número fosse divulgado nesta sexta-feira (12). Entretanto, em reunião dos integrantes da junta de execução orçamentária com a presidente Dilma Rousseff nesta quinta-feira, não se chegou a um valor de consenso e o anúncio foi postergado para o fim de março.

Mesmo com a expectativa de que seja realizado um bloqueio no Orçamento, a previsão do mercado financeiro é de que a meta de superávit primário não será atingida neste ano.
Segundo pesquisa realizada pelo BC com mais de 100 instituições financeiras, as contas públicas (governo, estados, municípios e empresas estatais) deverão registrar um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) de 1% do PIB em 2016, ou seja, de cerca de R$ 60 bilhões.

3º ano com contas no vermelho e nova revisão da meta fiscal
Caso este rombo se confirme, 2016 será o terceiro ano consecutivo com as contas no vermelho e o governo terá, novamente, de enviar um texto ao Congresso Nacional para revisar a meta fiscal fixada pelo Congresso Nacional.

Em 2014, houve um déficit de R$ 32,5 bilhões e, em 2015, um rombo recorde de R$ 111 bilhões. Nestes dois anos, o Executivo teve de mandar uma revisão formal das metas aos congressistas para não sofrer sanções. No ano passado, chegou a ficar sem poder empenhar novos gastos por alguns dias e, somente pôde fazê-lo depois da aprovação da nova meta pelo Congresso Nacional.

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, tem falado em levar adiante uma reforma fiscal, limitando os gastos públicos. Entretanto, ele também tem citado a possibilidade de descontar da meta fiscal eventuais frustrações de receitas por conta do baixo nível de atividade. Na prática, a meta fiscal poderia ser menor no futuro se a economia não crescesse e se a arrecadação não evoluísse conforme o previsto. Essa reforma deverá ser levada ao Congresso Nacional ainda no primeiro semestre deste ano.

Mais dívida e inflação
Com as contas novamente no vermelho neste ano, a expectativa dos analistas econômicos é de que a dívida pública tenha um crescimento mais acentuado e que isso também contribua para pressionar a inflação. Em dezembro de 2015, a dívida bruta do setor público, uma das principais formas de comparação internacional (que não considera os ativos dos países, como as reservas cambiais), estava em 66,2% do PIB (R$ 3,92 trilhões).

O BC já admite que, considerando as previsões de mercado para PIB, câmbio, juros básicos da economia e inflação no próximo ano, além de um déficit primário de 1% do PIB (estimado pelos analistas para 2016), a dívida bruta somaria 71,5% do PIB no fim deste ano.

Segundo a consultoria Tendências, os “enormes desequilíbrios fiscais de curto prazo” (déficits no orçamento) têm impacto relevante no longo prazo, uma vez que elevam rapidamente o patamar da dívida pública. “Em se confirmando nossas projeções econômicas e fiscais de curto e médio prazo, teremos uma trajetória bastante perversa da dívida bruta, que deve crescer de modo consistente até 2018 e atingir 78,7% do PIB”, acrescentou, em relatório.

Além de ter dívida em patamar elevado, o Brasil também tem as maiores taxas de juros reais do mundo (descontando a inflação prevista para os próximos 12 meses), ao contrário de nações mais desenvolvidas, o que gera expectativas negativas para o seu endividamento no futuro.

Com esses indicadores, as empresas do país tendem a pagar juros mais altos para renovar empréstimos no exterior. Observando os indicadores fiscais, duas das três principais agências de classificação de risco (Standard & Poors e Fitch) já retiraram o “grau de investimento” do Brasil – um selo de bom pagador.

Outra consequência de déficits fiscais é seu impacto na inflação. Mesmo com o anúncio de cortes de gastos (que acontecem em relação aos valores aprovados pelo Congresso Nacional), as despesas tendem a subir, até mesmo por conta dos gastos obrigatórios. Com isso, pressionam a inflação. No fim de 2013, o presidente do BC, Alexandre Tombini, declarou que, em condições normais, as autoridades monetárias sempre defendem que, quanto maior for o esforço fiscal, melhor é para o controle da inflação.

É HOJE: Encerramento do Carnaval em Zabelê terá grande festa

Prefeito de Prata prolonga ações para o produtor de leite de cabra

Paraíba tem 56 casos confirmados de microcefalia e outros 427 em investigação

microcefaliabebeeA Paraíba registrou 756 notificações de casos suspeitos de microcefalia, sendo que 56 foram confirmados, 275 descartados e outros 427 seguem sob investigação. Os dados são referentes ao período de 22 de outubro de 2015 a esta sexta (12). O estado continua como o segundo com o maior número de casos suspeitos da doença, atrás de Pernambuco. Em pouco mais de uma semana, são seis casos suspeitos a mais.

Leia também: Ministro do Turismo vem a JP para ação de combate ao Aedes aegypti neste sábado

O Ministério da Saúde e os estados investigam 3.852 casos suspeitos de microcefalia em todo o país. O novo boletim divulgado nesta sexta-feira (12) aponta, também, que 462 casos já tiveram confirmação de microcefalia e/ou outras alterações do sistema nervoso central, sendo que 41 com relação ao vírus Zika. Nesta semana foram confirmados 24 novos casos, na comparação com a semana anterior.

Outros 765 casos notificados foram descartados por apresentarem exames normais, ou apresentarem microcefalias e/ou alterações no sistema nervoso central por causas não infeciosas. Ao todo, 5.079 casos suspeitos de microcefalia foram registrados desde o início das investigações em 22 de outubro de 2015 até 6 de fevereiro de 2016. Deste total, 62,5% dos casos (3.174) foram notificados em 2015 e 37,5% (1.905) no ano de 2016.

O estado de Pernambuco permanece com o maior número de casos confirmados com relação ao vírus Zika (33), seguido do Rio Grande do Norte (4), Paraíba (2) e Ceará e Pará com um caso cada. Amapá e Amazonas são os únicos estados da federação que não tem nenhum registro de casos suspeitos de microcefalia.

No total, foram notificados 91 óbitos por microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto (natimorto) ou durante a gestação (abortamento espontâneo). Destes, 24 foram investigados e confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central, sendo que oito foram descartados. Outros 59 continuam em investigação.

O Ministério da Saúde orienta as gestantes adotarem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteger-se da exposição de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para gestantes.

Estão com circulação autóctone (originada no próprio estado) do vírus Zika 22 unidades da federação: Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Roraima, Amazonas, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Terceiro postagens – Câmara Monteiro

Pro desespero de Lila Gouveia, mulher de Eike Batista foi tomar banho de piscina

Teste do zika vírus custa até R$ 800 na PB

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

Os usuários dos principais planos de saúde da Paraíba podem não conseguir confirmar se têm ou não o zika vírus ao serem atendidos em hospitais e laboratórios particulares. Isso porque os planos de saúde ainda não estão obrigados a cobrir os custos do teste e por conta dos principais laboratórios da Capital paraibana ainda não realizarem o exame. Nos laboratórios que realizam, ele chega a custar R$ 800.

Conforme a operadora do plano de saúde Unimed, o teste disponível para o diagnóstico do zika vírus ainda não está sendo realizado pelo plano, nem mesmo a sorologia para diagnosticar a chinkungunya. Para que um usuário do plano possa realizar um destes exames, ele terá que solicitar requisição a um médico e realizar os testes em um laboratório particular. O plano cobre apenas a detecção de dengue.

A equipe de reportagem do ClickPB entrou em contato com quatro dos principais laboratórios de João Pessoa e apenas dois deles realizam o teste. No Laboratório Maurilio de Almeida o exame custa R$ 600,00 e no Laboratório Roseane Dores o teste chega a custar mais caro ainda, ficando no valor de R$ 800,00. Já os laboratórios Analisis e Marluce Vasconcelos ainda não realizam o exame.

A gerente operacional de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Estado, Izabel Sarmento, informou que o Governo do Estado envia para Pernambuco uma média de 10 amostragem por semana, para realizar o exame. Segundo a gerente, os planos de saúde ainda não realizam o teste, pois o mesmo ainda não está sendo comercializado, apenas o SUS realiza. E tem sido suficiente para atender a demanda do estado e uma média de quantidade fornecido pelo SUS para todos os estados do país.

Macaco é capturado após pegar faca de bar e ‘ameaçar’ moradores no Sertão

Um macaco prego foi capturado pelo Corpo de Bombeiros depois de tentar atacar moradores com uma faca no município de Teixeira, no Sertão da Paraíba. O animal teria invadido a cozinha de um bar na Zona Rural da cidade, pegado a faca e subido no telhado do estabelecimento. Moradores tentaram capturar o macaco, que levantava a faca sempre que eles se aproximavam. Veja o vídeo acima.

O caso ocorreu na última sexta-feira (5), na Serra de Teixeira. Após ser capturado pelo Corpo de Bombeiros, o bicho foi solto em uma reserva ambiental na região no mesmo dia, mas voltou a invadir outra casa nesta quinta-feira (11).

Segundo a cozinheira Verônica Silva da Costa, que trabalha no bar onde o macaco foi capturado na semana passada, o animal estava pelo local havia cinco dias. “Ele chegou por aqui no domingo (31) e ficou em algumas árvores. Os clientes ficavam brincando com ele e jogando comida. Na sexta-feira (5), eu estava cortando uma carne na cozinha quando ele pegou a faca peixeira em cima da mesa e correu. Ele se escondeu no telhado e ficou bem agitado. Meu marido tentou pegá-lo, mas o macaco correu com a faca atrás do meu marido. Foi uma loucura”, relatou.

Na manhã desta quinta-feira (11), segundo o Corpo de Bombeiros, o mesmo macaco invadiu outra casa na zona rural e tentou atacar uma criança, próximo ao local onde foi libertado. O animal foi capturado novamente e levado para a sede 4º Batalhão de Bombeiros Militar da cidade de Patos.

“Na manhã desta sexta-feira (12), ele será entregue na gerência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) da cidade de Sousa, também no Sertão. Percebemos que esse macaco pode ter sido domesticado em algum momento da vida e não se adapta ao meio nativo. Vamos entregar ele ao Ibama”, disse o comandante do 4º BBM, Saulo Laurentino.

Prefeita de Monteiro participa da abertura dos trabalhos da Câmara de Monteiro

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

A Câmara Municipal de Monteiro iniciou nesta quinta-feira, 11, os trabalhos da 16ª legislatura. A sessão de abertura contou com a presença da prefeita Edna Henrique e do vice-prefeito Cajó Menezes.

A solenidade teve início às 20h:30 sob a presidência do vereador Givalbério Alves Ferreira (Bero de Bertino), que após decretar aberta a sessão convidou a prefeita Edna Henrique a fazer uso da palavra.

Em sua mensagem dirigida ao Poder Legislativo, a prefeita Edna Henrique disse de sua satisfação em poder participar da abertura dos trabalhos legislativos de 2016 e agradeceu o acolhimento que tem recebido dos vereadores que integram a Casa José Tomé Ferreira nos sete anos de sua gestão à frente do Poder Executivo de Monteiro.

“Divido com o poder legislativo a alegria das conquistas obtidas, pois sempre recebi nesta Casa o apoio necessário à execução dos nossos projetos. Registro as parcerias com o Governo Federal, lamentando não ter contado com parcerias na esfera estadual. Registro também o apoio dos nossos representantes no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa, principalmente do deputado João Henrique. O sentimento de gratidão e de reconhecimento é extensivo ao vice-prefeito Cajó Menezes e toda nossa equipe de secretários, diretores, coordenadores e demais funcionários, pela dedicação no exercício de suas funções”, frisou a prefeita.

Em seguida a prefeita fez um resumo das ações implantadas entre os anos de 2009 e 2015.

Confira na íntegra o pronunciamento da prefeita Edna Henrique:

Senhor presidente da Câmara Municipal, vereador Givalbério Ferreira,

Demais membros da Mesa Diretora,

Senhores vereadores, Senhora vereadora,

Demais autoridades,

Servidores Municipais,

Meus senhores, minhas senhoras:

Com muito prazer compareço hoje a esta Casa Legislativa na abertura dos trabalhos de 2016, na qualidade de gestora municipal, não apenas no cumprimento de um dever institucional, mas, acima de tudo, em respeito e consideração ao povo monteirense, aqui representado pelos dignos pares que compõem este parlamento.

Desejo fazer uma breve prestação de contas do que conseguimos fazer juntos, ao longo dos 7 anos de mandatos conferidos pela maioria do nosso povo. Ao mesmo tempo, quero apresentar os projetos e ações em andamento, que fazem parte das metas administrativas.

Divido com o poder legislativo a alegria das conquistas obtidas, pois sempre recebi nesta Casa o apoio necessário à execução dos nossos projetos. Registro as parcerias com o Governo Federal, lamentando não ter contado com parcerias na esfera estadual. Registro também o apoio dos nossos representantes no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa, principalmente do deputado João Henrique. O sentimento de gratidão e de reconhecimento é extensivo ao vice-prefeito Cajó Menezes e toda nossa equipe de secretários, diretores, coordenadores e demais funcionários, pela dedicação no exercício de suas funções.

Do ano de 2009 até 2015, dentre inúmeras obras e ações, destacamos:

Na SAÚDE a construção da UPA 24 HORAS e o SAMU 192; reforma e ampliação do Centro da Mulher, CEMED e CAPS; implantação do Centro de Imagem, reforma do prédio para a instalação da Central de Marcação, modernização do Laboratório de Análises Clinicas, Centro de Reabilitação e CEMAN; reforma do prédio da Farmácia Popular e implantação da Farmácia Geral da Atenção Básica; construção do PSF 7 (Alto da Bela Vista), PSF 9 (Rua do Cemitério) e PSF 11 (Cacimba de Cima); reforma e ampliação das Unidades Básicas de Saúde da Vila Popular, Vila Santa Maria, Santa Catarina, Pitombeira, Mulungu, Matadouro e Alto do São Vicente.

Estão em andamento: Academias de Saúde; PSF do Mocó; ampliações dos postos de saúde âncoras nas comunidades de Ipueira Funda, Malhadinha, Queimadas, Bom Nome, Jabitacá, Boa Esperança, Tapagem e Olho D’Água do Silva.

Na EDUCAÇÃO, dentre outras ações, construímos a Escola Tiradentes e um Anexo, Creches Ana Raposo e Francisca Mineiro, reforma do prédio para a nova sede da Secretaria de Educação, perfuração e instalação de 10 poços nas escolas da zona rural, construção de Quadras Poliesportivas nas escolas de Queimadas, Boa Esperança e Santa Catarina.

Estão em construção Escolas em Cacimba de Cima, Santa Catarina e Queimadas; construção da Quadra coberta na Vila Popular, Vila Santa Maria e Mutirão; reforma do prédio para a instalação do Núcleo de Atendimento Psicossocial e Educacional – NAPES.

Valorizamos os servidores da Educação, entregando Note Books e Lap Tops, oferecendo capacitação e pagando o décimo quarto salário e reajustando anualmente o Piso Nacional.

Estamos com perfuração e instalação de poços, construção de cisternas nas Escolas da zona rural e urbana, além de instalações de laboratórios de informática, com informatização de 100% das Escolas.

Na AÇÃO SOCIAL, destacamos a reforma dos prédios do CREAS, a sala do Conselho Tutelar, o PETI, o Centro de Fortalecimento de Vínculos, o CRAS, o Programa Sopa da Gente e seus pontos de distribuição.

Adquirimos e reformamos o prédio para a nova sede da Secretaria de Desenvolvimento Social.

Viabilizamos a construção do Conjunto Habitacional Joca Henrique, com 60 casas e do Conjunto Habitacional sub 50, também com 50 casas.

Estão em andamento Construção da Cozinha Comunitária e a Unidade de Distribuição de Alimentos.

Na área da CULTURA e do TURISMO, fizemos reforma e ampliação do prédio para a instalação do Museu; reforma e modernização do Teatro Jansen Filho e do Centro Cultural Alexandre da Silva Brito; reforma e instalação do prédio da Banda Filarmônica.

Em parceria com o SESI, viabilizamos a construção da Biblioteca do Conhecimento na Praça Nilo Feitosa.

Adquirimos fardamento para a Banda Filarmônica; instalamos placas de sinalização nos pontos turísticos do município.

Realizamos Festival de Violeiros, Festival Zabé da Loca, comemoração dos 120 anos de Pinto do Monteiro, Festival Internacional de Folclore; apoiamos a Cruzada Evangelística, Festa da Padroeira, Encontrão Alternativo e outros eventos, a exemplo do EMOCAP.

Estruturamos e promovemos o São João de Monteiro, transformando-o num dos maiores eventos da Paraíba.

Na área de ESPORTES realizamos reforma e manutenção do Estádio Feitosão; manutenção dos campos na zona rural, onde acontece o Campeonato Ruralzão; construção de Quadras de Areia na Praça da Vila Popular, Praça Josenildo Ferreira da Costa (por trás da Pousada dos Poemas), Praça em frente ao Cemitério e Praça dos Pereiros.

Está em andamento a construção do Ginásio Poliesportivo O Chicão.

Demos incentivos financeiros às equipes através de premiações; padrões e bolas a todas as equipes no Campeonato Ruralzão; incentivo aos ciclistas com o Pedala Junino; incentivo ao atletismo com a Corrida de Fogueira.

Na INFRA ESTRUTURA urbana realizamos 1ª Etapa do Parque das Águas; 1ª Etapa do Parque da Cidade; construção das Praças da Vila Popular em frente ao PSF; Praça Josenildo Ferreira (por trás da Pousada dos Poemas); Praça dos Pereiros; Praça do Alto do São Vicente; da Praça José Tomé (no Bairro do Braz); da Praça Claudeci Ferreira (em frente a Rogério Serigrafia) e da Praça Francisco de Assis Neves Nóbrega (localizada em frente ao Cemitério); reforma, modernização e iluminação da Praça Pinto do Monteiro; Praça da Saudade; Praça João Pessoa e Praça Major Nilo Feitosa.

Melhoramos consideravelmente a iluminação pública com modernização e aquisições de postes na Avenida principal; iluminação e modernização nas margens da BR 412; iluminação, modernização e construção de canteiros em várias ruas e iluminação no Cemitério Público.

Tivemos a ousadia de municipalizar o trânsito, com sinalização e instalação de semáforos, tornando-o moderno e organizado.

Fizemos também, entre outras obras, a reforma e ampliação do Cemitério Público; reforma e modernização da Central de Velório; construção da 1ª Etapa do Esgotamento Sanitário; pavimentação de ruas na Vila Popular, Vila Santa Maria, Feliz Retiro e Alto do São Vicente.

Temos obras em andamento, a exemplo da 2ª Etapa do Parque da Cidade; pavimentações na Vila Popular; reforma, ampliação e modernização do Mercado Público.

Na ADMINISTRAÇÃO fizemos reforma e instalação do Almoxarifado Central; instalação da Garagem para a frota municipal, hoje com mais de 100 veículos adquiridos na atual gestão; reforma do prédio e modernização do Complexo Administrativo no 1º andar acima da agência do Banco do Brasil; reforma do prédio, ampliação e instalação da Comissão de Licitação; reforma do prédio e instalação da Procuradoria Municipal.

Na área RURAL do nosso município investimos em construção e reforma de Casas de Taipa; construção de 315 cisternas; abastecimento completo nas comunidades de Santa Catarina, Mulungu, Bredos, Boa Esperança, Serrote e Cacimba de Cima; perfuração e instalação de dezenas poços; abastecimento com Carro Pipa; construção de açude na comunidade Mocó de Cima.

Estão em andamento: Abastecimento de Água completo nas comunidades de Barreiros, Queimadas e Pitombeira; construção de Cisternas em convênio com o Patac; construção de Cisternas Comunitárias; restauração e manutenção de Poços; limpeza de barreiros; construção de cacimbas e manutenção de estradas.

Realizar tudo isso não foi fácil, porque recebemos o município com diversas pendências e tivemos que negociar e amortizar. Mas com muito controle, planejamento e organização, conseguimos implantar e manter um modelo administrativo que hoje é referência para outros municípios e para outras regiões. Elegemos com bandeira principal da nossa gestão o equilíbrio financeiro, mantendo o pagamento do valoroso funcionário público rigorosamente em dia e no mês trabalhado, além da pontualidade do pagamento aos fornecedores e prestadores de serviço, o que tem sido fundamental para o fortalecimento do comércio e o crescimento econômico da cidade.

Enfrentamos dificuldades, mas sempre estivemos, estamos e estaremos determinados a cumprir o nosso dever, contribuindo para que esta cidade prossiga com seu ritmo de desenvolvimento econômico-social, buscando a continuidade de ser uma cidade reconhecida por sua qualidade de vida

Monteiro hoje está diferente. A cidade cresce a passos largos. Nesses 7 anos, juntos, construímos no presente e preparamos a estrada para o futuro. Nivelamos o terreno, colocamos os dormentes, montamos os trilhos, sinalizamos os direcionamentos, colocamos a locomotiva no caminho certo e o trem do progresso está a pleno vapor. Vivenciamos hoje um momento decisivo para o futuro da cidade e dos nossos conterrâneos.

Mas precisamos dar sustentabilidade a este processo e o trabalho não pode parar. Está chegado o tempo em que o nosso povo vai escolher soberanamente o destino desta terra, decidindo quem estará governando o município.

Não tive a felicidade de nascer biologicamente nesta linda cidade, porém aprendi a amá-la e me preocupo com seu destino. Por isto conclamo a todos para que demonstremos amor verdadeiro a Monteiro, sabendo escolher para gerenciar a partir do próximo ano quem realmente tenha competência e compromisso com o bem público. Que o sentimento de amor a Monteiro esteja acima de qualquer projeto pessoal e que Deus ilumine a consciência de cada monteirense para que saibam colocar no comando da máquina administrativa do município quem possa continuar conduzindo bem os vagões, pelo trilho certo.

Finalizo agradecendo a Deus e ao povo por confiar em nosso trabalho, deixo em nome da nossa administração um grande abraço a todos e a todas.

VIVA MONTEIRO!!!!!!

Assessoria de Dilma nega liberação de empréstimo e entrevistas na Paraíba

Nota de pesar pelo falecimento de Emannoel Vasconcelos

Ricardo diz que não pode garantir pagamentos em dia por conta da crise

ricardoaviaoO governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), afirmou nesta quinta-feira (11) que não tem como garantir pagamentos em dia por conta da crise econômica e política no Brasil. Apesar disso, ele falou que está comprometido com as obrigações financeiras e mantém planejamento para que não haja problemas.

Ricardo abriu o ano letivo da rede estadual de ensino, no bairro de Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa. Ao ser questionado sobre as reivindicações salariais de categorias do Estado, ele disse que poderia conceder reajustes de 25% ou 30%, mas que isso não é possível. “A Paraíba é o único estado que está pagando a folha dentro do mês trabalhado. Gostaria de dar 25% ou 30% de reajuste, agora, evidentemente que cada um de nós está aqui, com o pezinho no chão”, falou Ricardo.

Sobre paralisações e greves, o governador afirmou que elas são legítimas, mas que está governando para o estado e não somente para grupos. “É legitimo reclamar. Cada um de nós tem um papel; o meu papel é garantir para a povo da Paraíba a normalidade dos serviços. Não posso governar para uma ou outra categoria, mas para a população, que sofre os efeitos da crise. Muitos estão sem emprego; eu preciso olhar pra eles. Tenho a condição e a capacidade de poder focar nisso para abraçar mais gente”, disse Ricardo.

Os professores do Estado estão com paralisação marcada para o dia 17 deste mês e reivindicam o andamento do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR). Já os servidores do Fisco Estadual alegam que não conseguem diálogo com o Estado.

Aline Barros ‘compra briga’ com católicos

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

A cantora gospel Aline Barros se envolveu em uma polêmica, após postagem que desagradou a muitos católicos nas redes sociais. Em sua página no Facebook, a artista disse que os verdadeiros ‘filhos de Deus’ não celebram a Quarta-feira de Cinzas.

Depois de centenas de críticas, Aline Barros editou a postagem referente a uma apresentação na cidade de São Luís, no Maranhão, e retirou a parte que se referia à Quarta-Feira de Cinzas. A ‘cirurgia’ no texto destacou que a Quarta-Feira seria de ‘fogo’.

Aline Barros é a cantora gospel mais cara do Brasil. Normalmente cobra um cachê de pelo menos R$ 150 mil. Ela é uma das mais bem sucedidas do País, com uma agenda de 20 shows ao mês. Também seria proprietária de empresas em diversos segmentos, como colchão e cosméticos.

A polêmica causada nas redes sociais fez com que Aline Barros editasse sua postagem, que terminou ficando da seguinte forma: “E lá vamos nós para São Luís…essa cidade hoje vai ser impactada pela presença de Jesus!!!Oh benção…como é maravilhoso poder louvar a Deus…Enquanto muitos hoje não tem forças para lutar,a alegria momentânea se foi pois voltaram a realidade de suas vidas e se depararam novamente c seus problemas e estão sem esperança no coração,nós nos levantamos cheios de força e do fogo do Senhor para liberar nessa cidade uma palavra de vida e esperança e te convidar p que venha com muita alegria no seu coração celebrar o nome de Jesus!Só Ele tem o que vc precisa para erguer sua vida e transformar seu viver!sua quarta feira será diferente cheia do fogo e da presença de Jesus!!!”.

Jãmarrí Nogueira-MaisPB

NO CARIRI: “BR-412 continuará a ser mantida pela União”, diz o vice de Sumé

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

O vice-prefeito de Sumé, Éden Duarte, anunciou nesta quinta-feira (11/02), a reincorporação da BR 412 ao Governo Federal. A BR, de titularidade do Estado, estava aos cuidados do Governo Federal desde 2002, vencendo seu prazo em 31 de dezembro de 2015.

O prefeito Neto e o vice-prefeito Éden lutavam para que a rodovia continuasse aos cuidados do DNIT, considerando a melhor aplicação de recursos, conservação e manutenção da estrada por parte do Governo Federal e a dificuldade do Estado em assumir as despesas para mantê-la, devido à restrição orçamentária e financeira que inviabiliza a destinação de verbas para a execução de obras de recuperação e manutenção do trecho rodoviário.

Os gestores do município solicitaram em Brasília por diversas vezes a manutenção da rodovia junto ao Governo Federal encaminhando ofícios via Cisco, solicitando apoio de deputados e por último, o prefeito Neto participou de reunião com o ministro dos Transportes e o deputado federal Wellington Roberto para mostrar que a BR 412 é de grande importância para todos que trafegam pela região do Cariri Paraibano.

Éden enfatizou que toda a população do Cariri sai ganhando com a reincorporação da rodovia que continuará sendo mantida pelo DNIT, possibilitando melhores condições de tráfego para todos da região, uma vez que os serviços de conservação e manutenção estão previstos no orçamento da União e os empreendimentos integrantes do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) apresentam verbas específicas e já destinadas para a sua execução.

 

NATURAL DE MONTEIRO: Morre fundadora do PT na Paraíba

Cinquenta e oito dos 124 açudes monitorados pela Aesa em situação crítica

acudecongodezembro3Apesar das chuvas que ocorreram na Paraíba durante o mês de janeiro, os açudes monitorados pelo Governo do Estado não receberam recargas significativas. De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa), dos 124 reservatórios, 58 estão com menos de 5% do volume total.

Outros 35 açudes têm menos 20% da capacidade máxima, 31 possuem mais de 20% e não há reservatórios sangrando. “Algumas pessoas ficaram com a impressão que as chuvas de janeiro trouxeram grandes recargas, o que não aconteceu, já que as precipitações foram bastante irregulares. Em muitos açudes a situação ainda é crítica, por isso precisamos manter o foco no uso consciente, priorizando o abastecimento humano e animal”, alertou o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva.

Segundo o gerente de Monitoramento e Hidrometria, Alexandre Magno, o período de chuvas no semiárido paraibano começou neste mês e se estendo até maio. “Janeiro não costuma ser um mês de recargas significativas dos açudes. A partir de fevereiro, gradualmente, as chuvas devem ficar mais regulares no Sertão. Não tivemos registros de precipitações significativas nestes primeiros dez dias, esperamos que ocorram a partir da segunda quinzena” informou, destacando que as maiores chuvas do mês foram registradas em Patos: 73,4 milímetros.

A relação completa das cidades onde mais choveu e o nível dos 124 açudes monitorados pela Aesa estão disponíveis no site www.aesa.pb.gov.br. Na página eletrônica também é possível conferir a previsão do tempo em todo o Estado, solicitar licenças para uso da água e fazer o cadastramento de carros-pipa.

REFORÇO: Major Fábio se filia ao PTB na próxima segunda-feira

Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia Larvicida usado pelo Governo é apontado por cientistas como causa da microcefalia

O ex-deputado federal Major Fábio assina a ficha de filiação do PTB na próxima segunda-feira (15), às 10h, na sede do partido em João Pessoa. Para o deputado federal Wilson Filho a chegada do Major à legenda representa mais um passo no fortalecimento da sigla para a disputa das eleições deste ano na Capital.

“É com muita alegria que o PTB recebe Major Fábio. Ele foi um guerreiro na luta pela PEC 300 e na defesa de outras matérias que beneficiaram os policiais. A chegada do Major no PTB representa um grande reforço nos nossos quadros e vai, junto com outros nomes, fortalecer o partido na disputa pela Prefeitura de João Pessoa”, destacou Wilson Filho.

O Major Fábio disse que chega ao PTB para somar e contribuir com a elaboração de um projeto que proporcione um futuro melhor para os moradores de João Pessoa, que garanta mais qualidade de vida e desenvolvimento para a cidade.

“Venho somar com o partido ao lado de companheiros como Wilson Santiago, Wilson Filho e Raoni Mendes. Estamos à disposição da legenda para as eleições desse ano, caso o partido entenda que é necessário. Vamos acompanhar o PTB em qualquer decisão tomada para garantir o sucesso da legenda nas eleições municipais”, afirmou o Major.

O presidente estadual do PTB, Wilson Santiago, também comemorou a chegada do Major Fábio ao PTB destacando a trajetória do político na Câmara dos Deputados. “O Major é um político comprometido com a população e isso é fundamental para o projeto do PTB. Temos um projeto político para este Estado é nossa meta é disputar a eleição nos principais municípios paraibanos, inclusive em João Pessoa, e o Major Fábio tem um papel importante dentro desse processo”, comentou.

Perfil – Fábio Rodrigues de Oliveira é Oficial da Polícia Militar da Paraíba desde 1990 e deixou o cargo para disputar as eleições de 2006, quando ficou na segunda suplência. Em 2008 foi empossado como deputado federal, assumindo a titularidade do mandato. Na última eleição disputou o posto de governador da Paraíba. Ganhou a simpatia da população por sua postura em defesa dos trabalhadores e de não se curvar diante de pressão de outros candidatos para que não levasse sua candidatura até o fim.

Homem é preso após furtar caminhão e colidir com muro na cidade de Monteiro

[+]   POSTAGENS