prefeitura
::Bolsonaro deve ir a Sertânia-PE no próximo dia 1º de outubro ::Sumé registra 15 casos positivos de coronavírus e 1 óbito nesta terça-feira ::Área com seca na PB aumenta mais de 20% em agosto, diz ANA ::Secretaria Municipal de Saúde de Monteiro informa sobre 03 novos casos de Covid ::Profissionais de saúde e segurança devem ser os primeiros a tomar a vacina contra covid-19 na PB, decide comissão da ALPB ::Registros de queimadas na Paraíba aumentam 21% este ano em relação ao ano passado ::TJPB mantém condenação de ex-prefeito do Cariri por irregularidades em obra de UBS ::Detran-PB leiloa 1.260 veículos pela internet em outubro ::João assina ordens de serviço e autoriza obra de adequação do abatedouro de Monteiro ::Em Serra Branca: Justiça Eleitoral rejeita denúncia de Souzinha contra Flávio Torreão Malves Supermercados

Operação cumpre mandados de prisão para desarticular organização criminosa

(28/07/2020)
Operação cumpre mandados de prisão para desarticular organização criminosa Operação cumpre mandados de prisão para desarticular organização criminosa

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Militar da Paraíba cumprem mandados de prisão, busca e apreensão e também coleta de material genético na segunda fase da Operação Flashback, nesta terça-feira (28), na Paraíba. Até as 6h40, um homem de 36 anos havia sido preso, em Santa Rita, na Grande João Pessoa, um adolescente apreendido e uma arma também apreendida.

Além da Paraíba, a operação acontece também em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso do Sul, Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Sergipe e Piauí. Ao todo, foram expedidos 212 mandados, distribuídos em 71 municípios, localizados em quatro regiões brasileiras. A região Nordeste é a que concentra o maior número de ações da operação, contabilizando sete estados e 179 mandados judiciais expedidos.

O objetivo principal da operação é desarticular a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que tem base no Mato Grosso do Sul, de onde saem as ordens de justiçamento para todo Brasil. A facção criminosa comanda rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e narcotráfico no país, desde 1993. Com hierarquia própria, os integrantes da facção que estão fora dos presídios obedecem a ordens dos líderes, que estão no sistema prisional e financiam o crime organizado.

A Operação Flashback II mobiliza uma Força-Tarefa articulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, integrando órgãos federais a órgãos estaduais de diversas estados. O Ministério da Justiça e Segurança Pública, através da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Grupo Nacional de Combate as Organizações Criminosas (GNCOC) e Polícia Federal, atua em parceria com os GAECO’s (MP) de cada estado envolvido, articulando com órgãos da Segurança Pública.

Faça seu comentário



Possui atualmente : Nenhum comentário em Operação cumpre mandados de prisão para desarticular organização criminosa